24 maio 2007

A resposta do ombudsman

Teria sido melhor não receber nada. Ei-la, oito dias depois:

Caro Rodrigo,

Agradeço sua manifestação. Pedi avaliação ao editor do caderno, que enviou as seguintes considerações:

"A reportagem se baseou em informações fornecidas oficialmente pela Polícia Rodoviária Federal e delegacia da região. Nenhum torcedor do Palmeiras havia dado depoimento oficial contestando a versão. Já um militar do Exército havia dado queixa na delegacia contra os torcedores.

As mesmas informações fornecidas pela PRF e Polícia Civil serviram de base para matérias semelhantes publicadas em outros veículos."

Atenciosamente,
Mário Magalhães
Ombudsman - Folha de S.Paulo



Não é por nada, mas a mensagem que eu enviei (aqui), merecia uma resposta um pouco melhor.

"Nenhum torcedor havia dado depoimento oficial contestando a versão"?

Que versão? Não sabíamos de nada até aquele momento. Estávamos sob a vigilância da PRF, à beira da estrada, sem nada poder fazer.

Quer dizer que, para o editor de esportes da FSP, deveríamos dar um depoimento oficial logo após termos sido metralhados?

Onde?

Teve coletiva de imprensa?

Aliás, não é o papel de um jornalista ouvir os dois lados?

Não foi o que fizeram os de Diário de S. Paulo, JT e Agora?


Quanta hipocrisia!

Afinal, pra que serve o ombudsman?

11 comentários:

Luiz disse...

Rodrigo, a imprensa é bambi ou gambá?

Arthur Virgílio disse...

Para dizer que o jornal tem alguém preocupado com a evolução do periódico, mas, que só serve de enfeite.

Craudio disse...

Respondendo ao Luiz, a imprensa é bambi.

Fosse Corinthiana, a manchete seria: "Não mataram ninguém. Que merda!"

filipe disse...

Que filhinhos da puta que são esses filhinhos da puta.

Japonês, não causa... hahahahaha

A imprensa é bambi: não tem alma.

Barneschi disse...

Bambi.

Tudo lá é uma maravilha.

Crise? Só para nós e para os gambás.

vitor disse...

pra mim a imprensa é bambi, mas como a maioria do ibope é dos gambás, eles acabam fazendo uma média com eles...ai pra pegar no pé restou o santos e NÓS, como o santos é insignificante, fica pra nós esse carma...mas somos perseguidos desde que nascemos...pega nada.

domingo é nóis!!!

FORZA PALMEIRAS!!!

PÕE A FOTO, RODRIGO!!!

CHUPA JAPÔNES!!!

Craudio disse...

E esse é o famoso 16 toneladas...

Balança a pança, Vitor!

filipe disse...

A média que a imprensa, bambi, faz é falar o diabo do Coringão para todos os anticorinthianos comprarem bastante as merdas que eles falam.

Mas é verdade Palestrino: põe a foto do seu irmão com o Vampa.

Rodrigo disse...

Verdade, essa foto já devia estar aí há muito tempo.

Aliás, falando em foto, corre na boca pequena que o dono do blog pediu pro irmão tirar uma foto com o Vampeta para colocar no meio de uma certa revista homoerótica da coleção dele...

Fábio disse...

Rodrigo, o ombudsman nada mais é que a versão da Imprensa para o famigerado Controle de Qualidade ou Serviço de Atendimento ao Consumidor. Ele existe para passar uma imagem de empresa arejada, moderna e preocupada com seus clientes. Só isso.

Muita coisa passa pelo crivo do Ombudsman, mas a maioria é deixada de lado, como em qualquer jornal que não tenha o tal ouvidor.

Neste caso específico, a coisa é ainda pior: todo mundo sabe que a Folha é o jornal mais gay do País, é o que dá mais espaço para o mundo GLS e é onde tem mais viado trabalhando. Tudo em nome do "pluralismo" que eles tanto defendem. Mas quem lê a folha sabe que, politicamente, são todos tucanos. E ideologicamente, são bambis.

Daniele Moraes disse...

Não vou comentar essa tola questão de "Bambis" ou "não Bambis". Que bom seria se esse fosse o fato crucial que leva a FSP a ser como é...
Registro apenas que já recebi, em outra ocasião, mensagem semelhante do Ombudsman da Folha. Com a mesma "defesa" do indefensável, com a mesma falta de compromisso com o jornalismo, com a mesma resposta burocrática de um editor que não está "nem aí" para o leitor. Especialmente aquele leitor que contesta, que pensa e que não consegue se calar diante das arbitrariedades e da falta de ética deste veículo.
Saudades!!
Bjs
Dani