17 dezembro 2007

História? Pra quê?

O tal Casares foi ontem ao programa esportivo de um canal concorrente (lembro que o cara acumula cargos no Jd. Leonor e em uma importante emissora de TV paulistana) e disparou asneiras, uma atrás da outra. Depois de pregar suas idéias marqueteiras e mostrar bichinhos de pelúcia bambis, foi confrontado a respeito do tal projeto de conversão bambi. Saiu-se com mais um daqueles discursos vazios, de falar não em história ou tradição, mas sim em marca, valor de mercado e que tais. Chegou a usar explicitamente o termo "grife" para referir-se ao clube que defende. E deixou bem claro que não medirá esforços para cooptar mais alienados. Para ele, o que não importa não é o coração, mas o bolso. Coisa das mais baixas, que combina bem com o fato de o dia 16 de dezembro ter passado em brancas nuvens para esta escória que desconhece a própria história.

35 comentários:

Rodrigo disse...

Apenas para ilustrar:
http://esporte.uol.com.br/futebol/ultimas/2007/12/16/ult59u140227.jhtm

Você viu isso?!?! Parece que a história se repete infinitamente...

Forza Palestra disse...

É a escória...

Não à toa, o tal CT tem o nome de Laudo Natel.

Rodrigo disse...

Nome bem próprio, eu diria...

Craudio disse...

Isso porque o nosso presidente disse que iria "militar em favor do Corinthians".

Barneschi, cobrar os caras sobre o dia de ontem é muito. Não sabem nem cantar o hino. Eles falam que não vivem de passado e que a história não é importante.

E ontem foi patética a presença desse senhor com os bichinhos de pelúcia...

filipe disse...

Patético, japonês, é esse rosemberg falando que vai seguir os passos desse imbecil.

Deviam chamar esse CT de Cotia de luiz inácio, o çapo.
Que é "conçelhero" sem ser sócio...
o laudo natel já é passado, pra quem nem sabe o que é passado.

MANCHA IPIRANGA disse...

E VAI TER UM MONTE DE MENINAS COMPRNDO O PIU PIU COM A CAMISA DOS BICHAS...... QUE ESCROTO!

Anderson UGIETTE disse...

"çapo"
juro não saber do que se trata...
já vi coisas piores...
a não muito tempo eles tentaram isso de vender pelucias com suas camisas e cores... não adianta...
mas, sempre vem um "chutador-de-bunda-de-vaca-em-decomposição" falar:
"é a torcida que mais cresce no Brasil"
minha pergunta é soh uma:
"é UMA TORCIDA?!?!"
abraços!

Forza Palestra disse...

Na linguagem cifrada do Filipe, "çapo" é "sapo", ou seja, aquele presidente que mal sabe falar Português, mas que nego insiste em reeleger.

mancha z/s disse...

pilantra esse cara ai...

Anderson UGIETTE disse...

discutir futebol já é de matar...
e politica tbm?!?! não...
deixo de lado...

Craudio disse...

Bom é o Serra e o Kassab, né?

Tucano tá há 16 anos no poder em SP e vivemos num paraíso.

En la revolución...

Forza Palestra disse...

Bons eles não são, mas ao menos não acobertam de maneira tão escrota uma cambada de bandidos com pose de socialista. E ao menos sabem falar Português.

luiz - uberlãndia disse...

Discutir política, religião e futebol, em qualquer circunstância, é coisa pra nego macho! Me enquadro na situação...!

Para mim, aliás, é o que vale!

E, por falar em religião e futebol, Rodrigo e amigos, desenvolvi uma teoria para demonstrar que o SCCP não é ‘grande’, nem o Clube nem o time. Conto com os vossos comentários. Vai, em resumo, meu pensamento:

1) – É fato que a SOCIEDADE ESPORTIVA PALMEIRAS caiu para a 2ª divisão. Também é fato que SUBIU de volta para a 1ª, em campo, de forma quase invicta e lotando os estádios em quase todos os jogos.

2) – também é fato que o SCCP deverá subir em 2008, para disputar a 1ª em 2009. Digo isso porquê não antevejo concorrentes para as 2 vagas. Dos outros que caíram, América e Juventude devem seguir caminho para a 3ª e o Paraná Clube não passa medo em ninguém. Daqueles que estão na 2ª, NENHUM, eu disse nenhum deles me causa a sensação de que serão capazes, por exemplo, de vencerem o corinthians em São Paulo. Vão lotar os estádios, vão voltar para a 1ª divisão.

MAS

3) – Se não voltarem logo em 2008, deverão vir grandes times para a 2ª., consequentemente não subirão novamente;

4) – E mais: o que há de mais importante na minha teoria: não há mais espaço sociológico para reviverem os idos entre 1954 e 1977, quando a torcida crescia cada ano que passava. Hoje em dia, isso JAMAIS aconteceria novamente. Atualmente, existem flanelinhas, internet, televisão, vídeo-game, preços de passagem, preço de de ingressos, etc etc etc., tudo absolutamente desestimulante para um jovem torcer para um time de futebol. A torcida, pois, tenderá a se diminur.

5) – Importante destacar também que o ‘clube’ corinthians está atolado em milhões de dólares em dívidas, coisa impagável, o mesmo podendo ser dito da ‘instituição’ corintians, que hoje é alvo das maiores chacotas possíveis e impossíveis.

Tudo o que eu disse – teoricamente – está mais do que comprovado. Não precisa ser um Fernando Henrique Cardoso, sociólogo de renome, para deduzir que, caso o SCCP não suba logo, no ano que vem, ele não poderá mais ser considerado como um ‘time’ ou um ‘clube’ grande.

Aguardo desdobramentos,

Luiz - uberlândia

Forza Palestra disse...

Luiz,
Você vai me desculpar, mas não faz sentido isso.
Contestar o SCCP como time grande é ir um pouco além de qualquer limite.
Poderia aqui escrever horas e horas, mas seria um pouco inócuo diante da realidade toda.
É desproposital.
Abraços

Craudio disse...

Também não mexerei um dedo pra falar sobre a grandeza de meu time. Quem não enxerga isso absorve 100% o discurso bambi...

parmera disse...

o discurso bambi passa batido, não tem nada a ver, mas meu, enfiar o dedo em gambá aqui sempre vai dar controvérsia...

filipe disse...

Palestrino, eles não são bons e acobertam todos os seus asseclas, à maneira çapista e petelóide-tucanóide, que veio de um mesmo ovo.

Luiz, a grandeza do Sport Club Corinthians Paulista vai muito além do videogame.
Passa pelos títulos da natação (atualmente melhor que o Pinheiros, antigo Germânia, que deteve por trinta anos a excelência na modalidade, e que também, a exemplo do Palestra, foi sacaneado pela escória), atletismo, futsal, vôlei, basquete, judô, remo, tênis, handebol, e mesmo bocha, peteca, squash, pelota, taekwondo, sem contar todos os títulos das categorias de base do futebol de campo.
Isso tudo só em 2007, o ano em que o time "profissional" foi rebaixado no Campeonato Brasileiro.

Talvez daí de Uberlândia você não possa enxergar, mas a torcida do Corinthians, em 97 anos, nunca "tendeu" a diminuir, pelo contrário: só cresceu. A sua vontade (quer queira, quer não, é a vontade bambi, que atinge também o antigo Palestra), portanto, não corresponde à realidade.
Além disso a sua indução 'sociolójica' não passa de uma falácia. E o que tem a ver internet com flanelinha, sendo que, sempre que a torcida cresceu (e cresceu sempre), foi desestimulada pelos elementos que você citou (exceto os que não haviam à época, e que hoje não mudam uma vírgula)?

parmera disse...

curintia rumo a série C!!!

Luiz - uberlândia disse...

Filipe,

de sua respeitosa resposta, só não se aproveita o fato de tentar me comparar com são-paulino. Me comparar com nada é sacanagem.

Fale que eu estou errado, que sou burro, que, por morar no interior, no deserto, onde não há televisão, internet, jornal, etc. eu não possa saber de nada, etc. Mas, me comparar com NADA, é covardia.

bom, quanto às outras idéias por você articuladas, não passam, como as minhas, de articulações, divagações. Hoje, não há nada de concreto que o sr. possa me mostrar, a não ser o buraco sem fim e a lama que tomou conta do seu clube.

A torcida vai sim diminuir caso não subam em 2008. Tenho (quase) certeza que vocês subirão por evidente falta de adversário, MAS, caso não subam, vocês rumarão ladeira abaixo, tenha certeza disso.

E videogame e flanelinha (tenho certeza que o sr. entendeu sim, pois parece ser uma pessoa muito inteligente) são alguns componentes de toda uma conjuntura (circunstancial ou não) que tem impedido um jovem a despertar-se para o futebol de forma mais efetiva (assim como eu e você somos).

Quando meu pai saía para os jogos do Uberlândia Esporte e não me levava, eu chorava copiosamente. Aquilo para mim soava como uma agressão. Uma traição do meu pai para comigo.

Hoje, A MAIORIA dos moleques de 12, 13 anos prefere internet, videogame, televisão do que ir ao estádio. isso é fato.

Meu pai mesmo, que é um fanático por futebol, se aborreceu já tanto com flanelinhas que também deixa de ir ao estádio por conta dessa raça de desocupados.

e assim caminham as coisas. TIME FRACASSADO (e o fracasso aqui será ou é a permanência na 2ª divisão) não terá "aumento" de torcida. Vocês vão definhar se lá permanecerem. Acordem. Desçam do pedestal imaginário que pensam existir por debaixo de seus pés. Vai ser melhor para vocês.

Luiz - Uberlândia

parmera disse...

falou tudo mineiro, é o que já ocorreu comigo aqui, levei nome de bambi, anônimo, mas como não sou tão educado como vc.(ou porra nenhuma de educação mesmo), debater desandou e a coisa ficou meio que desagradável, enfiar o dedo no curintia aqui, dá conversa prá mais de metro, e Barney, eu não to tumultuando e nem criticando seu espaço (posso chamar de nosso?), mas tenho essa opinião, descer a paulada no tricolixo, todo mundo já faz aqui ( o que acho saudável ao extremo), descer a lenha no curintia leva nome de radicalismo, isso é só minha opinião, leio tudo daqui, gosto muito, e discordo de pouca coisa, valew.

filipe disse...

Luiz, você fala em definhar mas não leva em consideração a grandeza da torcida. Menos ainda do clube.
Meu caro, aqui não é Uberlândia Esporte.
Nesse sentido eu digo que você erra ao mencionar um suposto pedestal sob os pés dos corinthianos.

Uso um exemplo que talvez lhe seja próximo, tanto para falar desse "definhar", quanto para rebater o videogame e até mesmo para complementar a idéia de grandeza.
Tenho uma prima porca até, casada com um porco até, que vem de família porca (ambos, ao considerar a minha Vó Palestrina).
Pois bem, o moleque não tirou a camisa do porco do corpo enquanto o porco esteve na segunda divisão. E seguiria com a camisa se a ladeira fosse ainda mais funda. Esse moleque tinha, na época, seis anos. Compreende?

Pois bem, Luiz, quando falamos em grandeza estamos mencionando a capacidade de mobilização de cem mil, um milhão, cinco milhões, quiçá dez, quinze, vinte, trinta milhões. Aqui não é Uberlândia...

Não há lama que detenha uma nação, nem mesmo uma ladeira intransponível.

E vou até além. O seu desejo de derrocada Corinthiana menospreza o próprio Palestra. Pense no exemplo do meu sobrinho e de tantos moleques de seis, dez, doze, treze anos, Corinthianos ou Palestrinos.
E digo mais. Somos, todos aqui, testemunhas do processo de elitização da arquibancada baseado na "violência". Era adolescente quando isso começou. E freqüentava arquibancada, o clube, a quadra.
A maioria dos pais fazem isso mesmo, deixam o filho em casa.
Mas uma parte significativa reeduca os filhos, como meu pai fez, meu tio, o pai do meu sobrinho (que é da TUP).
Ou seja, boa parte abandona, favorecendo esse processo de "definhar" (que, reitero, não existe de fato). Mas a parte boa das torcidas não fazem isso não.
Por isso menciono cem mil, um milhão. Os clubes grandes tem essa base, e o resto é a famosa "gordura".
O grande diferencial da torcida Corinthiana é estar disposta em todas as camadas sociais de maneira equilibrada (aproximadamente 30% na A, B, C D e E).
Tanto meu sobrinho jamais abandonaria o porco, "definhando" a torcida, quanto a maioria dos moleques de seis anos que não tiram o Manto do corpo jamais o fariam.

É isso que faz a torcida grande de um clube grande, Luiz.

Tanto este suposto processo de "definhamento" elocubrado quanto o pedestal são idéias que não levaram isso tudo em consideração.

Além do que eu lhe forneci dados concretos que devem ser aproveitados, ainda que você deseje tanto o anticorintianismo.

A alma de Ragogneti assombra o porco de hoje...

luiz - uberlândia disse...

Quanto à questão da arquibancada, da ida aos jogos, devo concordar totalmente com você.

aliás, eu sou um exemplo vivo disto: Saio de Uberlândia (de ônibus, de avião, de carro) às vezes apenas para assistir a um jogo do Palmeiras e voltar. Sou pai de 2 filhos pequenos. Deixo-os aqui com a mãe sozinhos e vou. A campanha da violência, você está coberto de razão, é muito mentirosa.

Mas não podes negar que o videogame existe. Que o flanelinha existe. Que o preço incompatível com a segurança e com o mínimo conforto (banheiros etc) também é fato. Que a internet existe e a molecada tá obsecada por ele e nela. Que o intervalo 1954 e 1977 já não é mais tão parecido com a época que vivemos...

segundo meu pai, ficavam TODOS da rua rodeando um rádio para ouvir uma partida entre cor x Palmeiras, entre botafogo x santos... era uma loucura.

hoje, pergunta para 10 moleques de 15, 16 anos quanto ficou o jogo entre o santos e o cor, ou o Flamengo x Palmeiras... de cada 10, no máximo 2 ou 3 se arriscarão em responder.. o resto, mal saberá dizer que campeonato essas equipes estão disputando..

e não é só porque moram no deserto, no buraco ou na Floresta cheia de índios chamada Uberlândia que o sr. subliminarmente sempre tenta dizer que é. Pode perguntar para a molecada daí de SP. O índice será o mesmo, infelizmente. Lamentavelmente. Digo isso com muita tristeza, mas é a realidade.

Não há mais, pois, espaço para ascenção ou 'aumento' de torcida para equipes fracassadas (e repito: o fracasso, para vocês, dirá respeito a uma eventual permanência na 2ª, no que, INFELIZMENTE, não acredito que ocorrerá. Mas se acontecesse...).

O pouco de moleque que tá aí 'no mercado' vai torcer - em sua maioria - para os times de modinha, que estejam ganhando títulos. E são pouquíssimos mesmo. O resto, quer é internet, quer é videogame, quer é dançar a macarena (ou micareta?!, seí lá!)

Mas o sr. pensa o contrário. Respeito. Só experimentem não subir logo em 2008...

Ah, meu jovem, a propósito, em Uberlândia tem carro, televisão e aeroporto. Tem livros e faculdades também, acredite. E quanto ao Uberlândia Esporte, nunca eu mencionei ou desejei compará-lo ao sccp.

e obrigado pelo anticorintiano, esse adjetivo foi para mim um verdadeiro presente de natal. Grazie.

FELIZ NATAL A TODOS!

Luiz, Uberlândia.

PARMERA disse...

MINEIRO, FALOU TUDO DE NOVO, QUEM NÃO MORA NA CAPITAL NÃO É INDIO NÃO MOÇADA, O PALMEIRAS É GRANDE E UM DOS MOTIVOS É POR SER UM TIME NACIONAL, TAMBÉM SOMOS PALMEIRENSES FORA DA CAPITAL, SOMOS PALESTRINOS, ANTICORINTIANOS, DESPREZAMOS BAMBIS, E PODEMOS TER DIVERGêNCIAS COM OUTROS PALMEIRENSES, SEM CRISE, MAS COM RIVAL, AH , COM RIVAL NÃO É DIVERGÊNCIA, É TRETA MESMO, ABRAÇO A TODOS QUE FREQUENTAM ESSE BLOG, DESCULPEM PELA MÁ EDUCAÇÃO E FELIZ NATAL A TODOS!!!

PARMERA, SEM DESRESPEITO, PARMERA É O TIME DOS PARMERISTAS! E EU SOU PARMERISTA!

UM ABRAÇO DO BRONCO DO MATO,
ARRIGO

filipe disse...

Luiz, você me obriga a dizer que é um conformado. Os tempos são outros, de fato. Naquela época a polícia dava borrachada dentro do estádio mesmo. Não tinha trânsito, mas também não tinha ônibus. Era dispendioso acompanhar futebol, naquela época, os salários eram maiores, é fato, mas a escassez de tudo tornava tudo caro (carro, telefone, transporte público, leite condensado, lata de ervilha, o próprio rádio, etc). A segurança só não era tão incompatível, nesta época, com o preço de hoje em dia, porque não existiam tantas almas vazias e tanta gordura. Quem ia, era torcedor (como hoje, apesar da gordura). E estádio era visto como um lugar decadente socialmente, mesmo na época de ouro do futebol brasileiro. Quase como hoje.
Essa coisa de que internet e videogame torna o moleque uma gordura, ou venda a alma por quinquilharias, é falaciosa. E mais uma vez, subliminarmente, quer que o BERÇO seja algo indiferente, como se não bastasse o exemplo colocado anteriormente, de uma autêntica família Palestrina. Poderia te citar ainda muitas mais, e muitas mais famílias Corinthianas.

Assim me obriga também a dizer que não bota fé no berço. E então torna a repetir uma ladainha que desedifica sem ilustrar.
É essa tendência que faz possível o agradecimento, como se fosse um presente de natal o adjetivo. E tal adjetivo só chega a provar tudo o que ambos dissemos até agora.

Para fins de esclarecimento, o 'aqui não é Uberlândia' não se extende à afirmação 'você é índio'. Eu nunca 'quis' dizer que 'você é índio' ou que esteja em um 'buraco'. Você mora no interior, e isso é fato, ou não é?

Ou você torce por um clube da sua cidade, e pôde viver intensamente estes berços?

A resposta vem da sua interpretação: você acha que eu digo que você é índio. Você talvez até queira que eu diga. Só para poder dizer que eu digo, e você então pode se livrar da afirmação 'você não viveu um berço'.
E então diz que o Corinthians pode 'definhar'. E deve achar que o porco definhou, só porque os quinquilheiros conseguiram cooptar mais almas vazias. É fato que os comedores de amendoim estão ouriçadíssimos, mas isso não significa que o porco agora 'ressurgiu'. Compreende o raciocínio?

'Aqui não é Uberlândia' significa apenas que, se não é a loucura do rádio na rua, é a loucura da televisão. A televisão, de fato, é a maior formadora de corneteiros. Tanto aí no interior quanto aqui na capital. Muito mais que o rádio. Mas não significa que quem tem berço definhe. E não significa que eu tenha dito que você quisesse fazer qualquer comparação entre o Corinthians e o clube de sua cidade, mas sim que você não pode tomar o Corinthians em parâmetros que não levam muita coisa em conta.

Mudando de assunto, e nem tanto assim, o eurico deu ontem mais uma demonstração de amor ao Vasco.
Mesmo sendo ele quem é, não podemos deixar de dizer que é admirável o amor de berço a um clube.

Enfim, palavras do Palestrino:
"Poderia aqui escrever horas e horas, mas seria um pouco inócuo diante da realidade toda.
É desproposital.
Abraços"

luiz - uberlãndia disse...

Ok, Filipe, beleza.

de minha parte, assunto encerrado.

só quero lembrar-lhe que o botafogo, nos idos de 60, era a maior torcida do País (senão uma das 3). Depois de anos de fracassos, hoje deve se contentar com a 12ª posição, à frente apenas do Bahia.

é certo que o botafogo-rj ainda é um gigante. ainda é capaz de lotar qualquer estádo deste País, mas não se compara, não chega aos pés de Palmeiras, Flamengo, Vasco e cor. Mas já teve lá, no top. Só quis dizer isso.

podem passar 50 anos, o cor continuará sendo 'grande' - de fato -, mas nada impede que, diante de fracassos sucessivos, vá parar em 13º. Aliás, é isso que eu, sinceramente, espero. É por isso que eu, sinceramente, torço.

lembre-se, na vida, no esporte, nos negócios, em todos os segmentos humanos, ninguém é tão 'super' assim.

e, quanto ao Eurico, sou fã do cara. Na final de 97 fiquei em São Januário das 8 às 19 hs. no sábado (véspera do jogo). Desde então pude ver, pude sentir o quê é o trabalho do camarada frente àquela Instituição chamada C.R. Vasco da Gama. Só quem não conhece o trabalho lá desenvolvido e que seja influenciado pela mídia o critica. Tanto que o cara é reeleito sempre. E aqueles portugueses não são nada burros..

Quer saber: até o Mustafá tem seus méritos! Porra o time caiu na mão dele, é verdade. Muita pressão para renunciar, etc. Mas o velho foi homem suficiente para se manter no cargo e subir o time, de maneira quase que invicta. É que esses caras são sempre vitrines, alvos de pedras na maioria das vezes contaminadas de inveja, e, principalmente, desconhecimento.

pontofinalizando: continue se achando 'super'. kkkkk! te vejo nas tardes de sábado, na redetv! huahuahuahua!!!!!!!!!!!

feliz natal,

luiz, uberlândia.

filipe disse...

Ainda com esse papinho de 'super', Luiz? de 'top'? Isso não existe, meu senhor.
O açunto não estava se encerrando?...
Enfim, existe o berço. Nada além disso.
É aí que reside a grandeza e a eternidade dos grandes.

luiz - uberlândia disse...

abraços, de longe!

te vejo, 'super' ou não, nas tardes de sábado e nas noites de terça. De minha parte, torcendo muito, na oportunidade, para o CRB, Avaí e América-RN.

Luiz, Uberlândia

parmera disse...

hahhahahhaha
chuuuuupa gambazada
mineiro , sou seu fã.



hahahahaha

so parmera
pau no cu do curintia!!!

filipe disse...

Isso, sempre segurando a corneta e comendo amendoim.

parmera disse...

esse é o blog verde que tem mais defesa de gambá do mundo.
reacionário? subversivo? radical?
que nada esse blog é o mais democrático de toda blogosfera, é um blog verde, em que se ofendendo a gambá o pau come!!
Democracia total!
Chupa curintia!!!!!!!
e só um plano de saúde prá quem tá na UTI!
hahahha
prá 2009 se não der certo, o acerto vai ser com a Prever Funerária.
Tem que voltar nesse ano prá mostrar grandeza, essa que eu quero ver.
hahaha

Forza Palestra disse...

Parmera,

Velho, todo mundo pode escrever aí, desde que não falte com o respeito. Nunca aqui fiquei defendendo os caras ou coisa do tipo. Mas o Filipe pode argumentar o quanto quiser, assim como você e o Luiz... na boa, cara...

Abraços

Forza Palestra disse...

Parmera,

Velho, todo mundo pode escrever aí, desde que não falte com o respeito. Nunca aqui fiquei defendendo os caras ou coisa do tipo. Mas o Filipe pode argumentar o quanto quiser, assim como você e o Luiz... na boa, cara...

Abraços

parmera disse...

valew brother, eu respeito vc sim cara, é que tem cada um que quer ter razão em cada lugar...

mas blz chapa, obrigado de novo pelo espaço e boas festas, pq. no ano que vem, não vai ter prá ninguém, vamos esmerilhar a chapa, verdão papando tudo e curintia onde merece!!!

filipe disse...

Tem porco que não é nem maritaca nem periquito.
É papagaio...

parmera disse...

mas não é gambá...
Obrigado meu Senhor, por me por sangue verde nas veias e não me alienar e ser curintianu...