11 julho 2008

De olho no apito

A dois dias do Clássico do Ódio, os leonores mandam recadinhos via imprensa. O diário oficial bambi, por exemplo, prega a insatisfação dos oportunistas de plantão, inconformados por não terem em 2008 a arbitragem benevolente dos anos anteriores. De toda a baboseira (que inclui um ameaçador "Diretoria atenta!"), destaco uma frase do anão-de-jardim, agora candidato a vereador:

"Estamos sentindo que as coisas estão mais difíceis para o nosso time este ano".

Pois é, eles acusaram o golpe de não terem desta vez a mesma ajuda que os homens de preto deram no último ano. Por sinal, como muitos por aí têm a memória curta, sinto-me na obrigação de lembrar que a bicharada recebeu 12 pontos de presente durante a edição do BR-2007. Como se preza a um bom planejamento, os 'erros' vieram todos no primeiro turno, de modo a não despertar suspeitas em quem só resolve acordar no final do campeonato.


Sem os pontos que vieram de presente em 2007, tudo fica mais difícil, claro. Aí o anão-de-jardim chora, o diário oficial bambi faz pressão e os bastidores ficam agitados. Um gol de mão, como aquele do último jogo no Jd. Leonor, viria bem a calhar, não?

11 comentários:

ClaudioYidaJr disse...

Essa da candidatura é o fim da picada. E vejam, meus caros, o partidinho safado. Nada mais coerente...

luiz - uberlândia disse...

Rodrigo,

você, amigo, tem os seus motivos, entende de futebol 10 vezes mais do que eu e, por essas e outras, não me sinto no direito de sequer - SEQUER - tentar mudar a sua opinião.

mas, valendo-me do espaço extremamente democrático digo: não houve 'benefício' aos gays no Brasileirão-2007. Aconteceram sim, erros de arbitragem, olvidados por seres humanos (contra e à favor do SPFC). Assim como fomos beneficiados (no mesmo diapasão, ou seja, por erros humanos) no último paulistão.

gostaria que o amigo, que é referência para mim em todos os aspectos do futebol, revisse seu jeito de analisar essa situação específica da arbitragem, sobretudo quando diz respeito às bixinhas de plantão.

Elas conquistaram o título; e sobrando. Mereceram.

Assim como nós conquistamos o último estadual. Sobrando. Atropelando.

E futebol é isso. Embora o melhor nem sempre vença, quando o melhor é o melhor, ele é o melhor (eu, a nível de citações doutrinárias).

Domingo: 1, 2, 3, 4 x 0, sim, 4 x 0 prá nóis. No próximo sábado/domingo (19 e 20/07) estarei aí em SP. Te ligo, brother!

abraços verdes,

Luiz, uberlândia

Raphaello disse...

Barneschi, posso estar enganado, mas acho que elas já perceberam que, agora, é toma lá, dá cá. Se meter a mão de novo, vai ter consequências.

Irineu Constantino disse...

Preste atenção na última propaganda dos combustíveis IPIRANGA, na televisão. Ele retrata exatamente do que essa sub-raça é capaz em termos de mídia.
Um abraço
Irineu Curtulo

pi ri qui to ver de bran co disse...

num entendi a propaganda da ipiranga!!!!!alguem pode me explicar?????

pedro disse...

Concordo em parte com o Luiz Uberlândia. Mas só em parte (tiremos o São Paulo e fiquemos só com o conceito).

É fato que o time melhor tende a ser lembrado como o ajudado pela arbitragem. No ano passado, erravam contra nós, perdíamos o jogo e a culpa era da arbitragem. Nesse ano, erraram contra nós (por exemplo, contra o Bragantino) mas ganhamos. Quando erraram a favor, ganhamos do mesmo jeito, lá vem suspeitas de arbitragem a favor. Contra o Náutico, por exemplo, tem gente que não achou que foi penalty. Mas e o penalty contra o Cruzeiro? Ganhamos de 5, ninguém vai reclamar...

Já o São Paulo do ano passado... nem um indicador técnico (chutes a gol, desarmes, posse de bola, passe certo, etc...) mostrava a vantagem do São Paulo. O jogo do São Paulo não mostrava esssa vantagem. A campanha de um time razoável, que até poderia ter sido campeão, foi a melhor de um time na era dos pontos corridos. Não acho que foi só a arbitragem que ajudou, foram muitos fatores extra campo (que, inclusive, permitiram que a arbitragem ajudasse).

Pedro.

Forza Palestra disse...

Caro Luiz,

Entendo a sua posição, mas coloco aqui os meus argumentos em contrário:

Sou contra todo tipo de teoria conspiratória. Abomino as histórias que rondam a Copa de 98, por exemplo.

Mas é notório o favorecimento histórico ao time do Jd. Leonor. Inegável.

Peço a você, meu caro, que tente aqui relembrar um único episódio (UM SÓ!) em que o time do Jd. Leonor deixou de ganhar um título por interferência da arbitragem.

Você certamente não vai encontrar, pois a história é repleta de situações em que o SPFW foi claramente favorecido pelos homens do apito.

Entendo que erros acontecem para um e outro lado, mas é no mínimo curioso que beneficiem sempre o time do Jd. Leonor quando ele está em campo. Foi o que aconteceu na edição de 2007 do Brasileiro.

O time deles era superior? Sim, claro. Mas foi também favorecido pelos homens do apito, e isso é incontestável.

Abraços

MANCHA IPIRANGA disse...

VAMOS PRA CIMA DOS BICHAS MANO!!!!!!

ROD SPFC T.T.I A.V-SÃO PAULO FUTEBOL CLUBE TORCIDA TRICOLOR INDEPENDENTE AMOR VERDADEIRO disse...

tão cum medo da gente né róseos......tudo papinho furados seus....tão com medo pq se perderem(e vão tomar um vareio)vão colocar a culpa na juizada....quanta mediocridade hein.....se preparem pq a segunda feira ta ai e voces TODOS vão ser zuados pela T.T.I

ROD SPFC T.T.I A.V-SÃO PAULO FUTEBOL CLUBE TORCIDA TRICOLOR INDEPENDENTE AMOR VERDADEIRO disse...

tão cum medo da gente né róseos......tudo papinho furados seus....tão com medo pq se perderem(e vão tomar um vareio)vão colocar a culpa na juizada....quanta mediocridade hein.....se preparem pq a segunda feira ta ai e voces TODOS vão ser zuados pela T.T.I

Irineu Constantino disse...

A propaganda dos combustíveis Ipiranga diz que você pode "ganhar a camisa do seu time". E eis que de repente, nada mais que de repente a camisa das bichas-loucas é que aparece no primeiro plano, enquanto as outras nem parecem que participam da promoção. Fiquem atentos...
Irineu Curtulo