08 julho 2008

Dossiê bambi

Domingo está por vir. E nunca é demais lembrar com quem estamos lidando, certo? O episódio do gás, tão citado por aqui, não será esquecido, mesmo que a análise do nosso recurso seja adiada indefinidas vezes e agora "sine die". Para começar bem o aquecimento para o clássico diante da sub-raça alienada, temos no Cruz de Savóia um pouco da suja biografia de nosso mais detestável inimigo.

***

*Ingressos à venda. R$ 30. Só arquibancada amarela. Façamos a nossa parte. Um dos nossos vale por 10 dos alienados bambis.

13 comentários:

T.T.I disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Forza Palestra disse...

Como são alienados...

vitor mv disse...

Porra sensacional o Post do Cruz..para que não conhece a "trajetória" do time sujo do JD. Leonor vale a pena ler e conhecer nosso inimigo.

E é isso ai Barneschi, façamos a nossa parte no Panetone..Tenho ctz que ganharemos mais uma da sub-raça,na bola, na raça e não na sujeira como eles fazem..

Agora eu tava relembrando aqui, e me veio que até no Paulistão 2008 elas tiraram nossa invencibilidade naquele jogo de VOLÊI no mesmo JD.Leonor que irá acontecer o duelo do próximo domingo..
Espero que nossos jogadores tbm estejam cientes de como nossos inimigos se comportam, e humilhem aquele time sujo e mediocre.

CHUPA SUB-RAÇA MALDITA..

Abs,

vitor disse...

porra, analisando o jogo é óbvio q ganhamos 1 ponto...jogamos nd, achamos um gol d falta e o São Marcos fez milagres.

o q eu qro dizer é q um time q qr ser campeão, não pode não jogar nd num jogo q temos obrigação de ganhar. olhando a tabela...esse era um jogo de 3 pontos, msm se jogássemos com o time sub-20...o galo tá fraco, assim como a pobre lusa...4 pontos q perdemos.

olhando a tabela, o jogo contra o figueirense é de 3 pontos...mas vai q o juiz expulsa 4 jogadores do PALMEIRAS, anula 5 gols legítimos, dá 8 penaltis pro figueirense e ainda empatamos o jogo...vamos falar, ganhamos 1 ponto, mas na verdade, perdemos 2.

6 num sabem interpretar o q está escrito ou gostam de me encher o saco???

Forza Palestra disse...

Corneteiro,

Deixa de ser ranzinza, cara. Entenda o seguinte: empatar com o Galo no Mineirão (e até perder) é um resultado natural, que pode ser previsto na tabela.

Se for assim, dava pra prever apenas um ponto em São Januário e nós voltamos com três.

Resultados como este fazem parte da caminhada. Você está sendo corneteiro em excesso.

filipe disse...

Olha só o Palestrino utilizando expressão latina correntemente.

Mas afinal, quem empata está perdendo dois pontos?
Ou só ganhando um?
Ou deixando de ganhar dois pontos?
Ou deixando de perder um ponto?

Dúvidas cruéis.
Ou serão só pontos de vista?

filipe disse...

Ia me esquecendo: HOLOCAUSTO bambi!!!

Raphaello disse...

Antigamente os caras classificavam a tabela por pontos perdidos: quem tinha menos ficava lá em cima e fim de papo, não dava muita confusão. E Filipe: essa discussão é muito "pontual", he he

Forza Palestra disse...

Filipe,

Eu sou contra os 3 pontos por vitória. Mantenho todos os meus cálculos de aproveitamento com base nos 2 pontos por vitória, mesmo porque o empate parece ser a metade da vitória. Simples assim.

A idéia dos 3 pontos por vitória é coisa dessa imprensa cretina que faz lobby por tantas outras besteiras.

De toda forma, o empate fora de casa normalmente significa um ponto a mais - e dois a menos para o adversário. O empate em casa, no entanto, significa dois pontos a menos.

Abraços

Forza Palestra disse...

Se o desocupado Schmitt tomar conhecimento disso aqui, vai pedir a suspensão imediata do nossa camisa 10.

Raphael disse...

Foda mesmo é a Gazela Esportiva achar que isso é notícia que dá matéria...

Catedraldeluz disse...

Denunciar a história do clube da zona sul, que não quer falar dela, é nossa sina.

Clube desprovido de passado.

"Construir para poder conquistar! Acreditar sempre!"

filipe disse...

Despontualizemo-nos, pois.

Concordo.
Esse negócio dos três pontos é semelhante ao negócio do gol fora de casa. Infame.

Já tentaram acabar com o empate, com aquela cobrança de penalti que dava mais um ponto, lembram-se? Coisa de pazzo.

Calcular pela menor perda me parece substancialmente mais lógico em um jogo que representa uma guerra.
E o futebol é dos raros esportes que admitem empate. É fato digno de nota, pois permite as situações descritas com relação ao mando de campo.

O que nos leva a crer que esta guerra também leva em conta o campo de batalha, e nada mais natural que isso.
E aí entramos os torcedores...
Enfim, por essas e outras que só o futebol é futebol.

E que esse nove de julho seja coroado, Palestrino. Em nome de todos os antepassados do moleque.

HOLOCAUSTO bambi!!!