27 fevereiro 2009

Futebol não é família!

Dia de clássico estadual. Existe um clichê irresistível para as emissoras de TV: vai lá a porra do repórter e encontra, na numerada, um casal em que o homem torce para um time e a mulher, para outro. É possível até que os dois estejam vestindo as respectivas camisas e aí o visual fica até melhor para o repórter fazer graça e mandar um discurso babaca e ingênuo, na galvanesca* linha do “Futebol é família”.

Corta para o estúdio: está aberto o espaço para as babaquices dos apresentadores, comentaristas e eventuais convidados. Como dito aqui, é gente que não vai aos estádios. Teremos então algum imbecil a dizer que “é uma pena que os torcedores não possam assistir ao jogo lado a lado”. Outro, mais velho, dirá que viveu uma época em que podia ir ao estádio e tirar sarro do amigo que torcia pelo rival.

Coisa bonita, não? Acontece que futebol não é nada disso. Felizmente. Futebol não é espaço para brincadeiras ou para fazer graça. Futebol é coisa séria. É guerra.

Você pode ter um melhor amigo que torce pelo time rival, mas ele não deve ir ao estádio com você quando chegar o clássico. Não deve. Pelo menos naquele dia, por aquelas poucas horas, ele não será seu amigo; ele será seu rival ou até inimigo.


Não que você deva pensar – ou sentir – isso, mas o certo mesmo é que vocês não estarão juntos enquanto seus times estiverem se enfrentando. E o mesmo vale para a sua mulher, para o seu pai, para o seu irmão. Não importa; se o seu time vai a campo, todo o resto deixa de fazer sentido.

Futebol, ao contrário do que tenta dizer a FPF, não é família. Futebol, ao contrário do que dizem os babacas comentaristas de TV, não é lugar para se confraternizar com o rival.

Ao menos por aquelas duas horas de clássico, o seu melhor amigo (ou sua mulher, pai ou quem quer que seja) deve ficar do outro lado, pois cada um defende o seu. Vocês não deixarão de gostar um do outro, mas o seu time merece que você mantenha distância do rival.

Não se deixe levar pelo que dizem os idiotas que não vão a estádios. A cena de dois torcedores rivais juntos em um clássico é desprezível.

Vale mais a sábia declaração do nosso amigo Luigi:
“Lugar de família é em churrascos”

***

*Relativo a Galvão Bueno. Vale conferir aqui e aqui.


***

Como nós somos torcedores de arquibancada (e não consumidores oportunistas que pregam a elitização do futebol), nos vemos amanhã à tarde no Palestra. E também na terça. E no domingo em Prudente. E na outra quarta, em Itu. E depois mais duas vezes no Palestra. E então em Guaratinguetá, no Palestra e no Jd. Leonor... e assim por diante. Porque aqui é Palestra!

13 comentários:

Anônimo disse...

Por falar em família, parece que o Ronaldo andou cheirando todas em Presidente Prudente e não vai mais estrear contra o Palmeiras, para não correr o risco de ser pego no doping.

Paulo D. Prado

Nicola disse...

Perfeito mano, perfeito! Mas essa aqui foi demais:

Vocês não deixarão de gostar um do outro, mas o seu time merece que você mantenha distância do rival.

Pau no cu dessa demagogia barata que você exemplificou muito bem no começo do texto. Muita gente confunde esse nosso pensamento com violência, que é exatamente a intenção da impren$inha em enfiar isso na cabeça das pessoas.

Claudio Yida Jr disse...

Essa sabedoria da família Pacífico é fenomenal.

Pinho disse...

Ronalducho "começou" a bambiar!!!

saudações alviverdes.

Anônimo disse...

Suspeito que essas pessoas que insistem tanto que futebol é guerra se borrariam todas ao participar de uma guerra de verdade. Futebol é guerra somente na imaginação das almas desertas que vagueiam pelas grandes metrópoles, desesperadas em preencher suas vidas vazias. Uma criança brincando de soldadinho de chumbo soa mais autêntico e corajoso.

Paulo D. Prado

Nicola disse...

E você Prado, preenche sua mente vindo encher nosso saco?

Marco Túlio disse...

Barneschi

Cara respeito tua opinião. Mas tenho receio ( ou medo, sei lá ) de algum dia ao ligar meu PC e entrar no FP ( como está o Forza Palestra aqui nos meus Favoritos - Links ) ver uma mensagem de que o blog está temporariamente parado pq o Barneschi está no Hospital.
Cara, toma cuidado você pode se machucar algum dia. Não vale a pena brigar ou até morrer por causa de futebol.

Flw cara
Vlw
Saudações Alviverdes

Bruno disse...

Fala Barneschi!

Foi uma satisfação a breve conversa estabelecida hoje. Estamos aí.

Quanto a esse post - e a tantos outros - digamos que você consegue, com palavras, externar o exato sentimento que nos permeia.

Abraços, meu chapa.

cruzdesavoia disse...

Caro,

o subtítulo do seu blogue, de Bill Shankly, resume toda a polêmica proporcionada nos últimos dias após Teo ter escrito o VERDADEIRO Estatuto.

Infelizmente, não é uma questão de repeti-lo à exaustão, por mais que saibamos que faremos isso até a morte. A triste realidade é que quanto mais essa verdade é exposta, mais incompreensão ela provoca.

Impressionante...

Xadrezderua disse...

Pra aqueles que não conseguiram compreender bem o sentido de "GUERRA" colocado nesse post, vou tentar elucidar.

Não estamos falando de brigas ou porrada. Estamos falando de amor ao nosso clube, estamos falando de gritar 90 minutos, de voltar pra casa sem voz, estamos falando de ficar com os braços cansados de tanto tocar da bateria na arquibancada etc.

O Barneschi não está pregando violência nenhuma. Mas, em se tratando de estádio de futebol, sempre vai ficar o lema da TUP: " A SUA AÇÃO, É A MINHA REAÇÃO"

Torcer, não é pra qualquer bambi, mesmo...

Junior disse...

Parabéns pelo Texto! Sensacional!

Quanto à frase do Luigi, valeria até um artigo no estatuto do Téo! Genial!

Abs

E a luta continua!

Forza Palestra disse...

Marco Túlio:
Fica tranqüilo, cara. Tá tudo em ordem. Mas agradeço a preocupação.

Bruno:
Valeu! Estamos aí...

Rapha, Armando e Júnior:
Valeu! Temos os mesmos ideais, e isso é o que importa. Tenho pena dos oportunistas e dos que não enxergam o futebol como ele é de verdade.

Prado:
Numa boa: suas palhaçadas já perderam a graça. Crie o seu próprio blog, porque você não terá mais espaço aqui.

Anderson Ugiette disse...

só repito um trecho de um comentario anterior:

violencia tem em todo lugar... OLINDA que o diga no seu carnaval... eu que o diga na ILHA DO RETIRO... enfim... vamos nos trancar dentro de casa, ou de nós mesmos, para fugir da violencia??? ou vamos enfrenta-la como homens que somos e revidar quando atingidos???

isso não tem a ver com paixões clubistiscas e sim com atitude, com CULHÕES!!! se você não tem, FIQUE EM CASA.

abraços

FORZA PALESTRA E PELO SPORT TUDO!