04 junho 2009

Mais do mesmo

Depois de ser impedido de enfrentar o time do Jd. Leonor em duas partidas seguidas (foi expulso aos cinco minutos da primeira e, para garantir, no jogo anterior à segunda), Diego Souza foi a campo no último duelo contra as meninas. Sofreu um pênalti acintoso e o árbitro mandou seguir. Deram um jeito de punir o nosso camisa 7. Mas não ficou só nisso: passados alguns dias, eis que o tribunal do procurador Paulo Schmitt resolve levar o nosso atleta a julgamento mais uma vez.

Era o caso de se pensar que ele pode ter dado uma cotovelada em alguém ou qualquer coisa do tipo. Não, nada disso. Sinto informá-los que Diego Souza, a exemplo do que já ocorrera depois do jogo do ano passado no Mineirão, vai a julgamento mais uma vez por um lance normal, por uma falta de jogo. Depois de um carrinho para tomar a bola do zagueiro, o adversário foi ao chão. E então o tal procurador resolveu que era o caso de denunciar o nosso meia.

Denúncias, denúncias e mais denúncias. Tudo a serviço de um único beneficiado, e eu nem preciso dizer qual.


Enquanto isso, no Jd. Leonor...

Kléber, o Gladiador, sofreu 14 faltas no jogo do último domingo. 14 faltas! E o revezamento feito pela defesa bambi ficou evidente, a exemplo do que já acontecera no ano passado, quando bateram em Valdívia até que ele tivesse de abandonar o gramado. O fato gerou uma reclamação formal - e consciente - do Cruzeiro.

Acontece que o trabalho sujo já foi bem feito. Os hipócritas jornalistas esportivos trataram de construir uma imagem demoníaca de Kléber e aí tudo se justifica, inclusive um revezamento na hora de dar porrada.

Mas sei lá do que eu estou reclamando... Não se pode esperar nada diferente de um campeonato por pontos roubados que permite a um clube largar sendo beneficiado em todas as quatro primeiras rodadas.

10 comentários:

Fabio disse...

Acabou de passar no Jornal da Globo. Ingressos falsos para o jogo de domingo.

Forza Verde disse...

Aí está arneschi:

http://globoesporte.globo.com/Esportes/Noticias/Futebol/Brasileirao/Serie_A/0,,MUL1183656-9827,00.html

Quer apostar que o promotor canalha não vai nem abrir o bico pra nada?

Giovanna Concilio disse...

O Bycharlyson tmb vai ao tribunal? Pq se o lance do Diego é passível de julgamento, o do marica-mor chutando o Jonathan do Cruzeiro é o quê?

Palestra1914 disse...

Porra! A Giovanna tá certa. Por que um jogador que nem foi expulso vai a julgamento e o que recebeu cartão vermelho não vai?

Eu vou repetir : isso é perseguição ao Palmeiras! Ou é o Schimdt ou o Castilho! Mas sempre contra nós.

Barneschi , ative o moderador de comentários pá nenhuma biba louca vir aqui com papinho de fascismo.

Abraços.

Bruno D'Angelo.

Giovanna Concilio disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Giovanna Concilio disse...

Mudando de assunto, quanto ao comentário do Fabio sobre os ingressos falsos: eu acho admirável acontecer algo assim com uma empresa como a OutPlan, cujo fornecedor é a Dimep. Isso realmente que ser investigado e muito bem apurado.
Mas por outro lado é bom, quem sabe assim nêgo perde a mania de comprar ingresso de cambista. Já é uma boa maneira de começar a extinção dessa prática.

piazera disse...

Barneschi, ótimo texto.

Fiz menção do mesmo la no meu blog.

Aproveitei e adicionei o Forza na minha lista de preferidos do Palestra Imortal.

Se puder da uma passadinha por la.

Abraços!

www.piazer.wordpress.com

Palestra disse...

Fala Barneschi,

Te enviei um sms acerca do pacote pra montevideo. O júnior me encaminhou um emaii com uma proposta de viagem (do egrouop dissidenti).

Queria saber o nome da agência, pois me interessei.

Um abraço,
Edu

P.S.: Belluzo já confirmou presença nas ''bancadas'' do Centenário! Essa eu não perco!

Bruno Theodoro de Aquino disse...

Até eu estava irritado com isso, já ta virando sacanagem...

Parece que só esse bambis tem "poder" na cartolagem

Abraços se der passa lá no meu ...
Palmeiras 3 x 0 Vitória \0/

Forza Palestra disse...

Gi,

O caso do Richarlyson (é assim que escreve o nome dessa bicha?) foi pela Libertadores. Mas eu queria ver se fosse pelo Brasileiro. O tal procurador teria de tomar uma medida mais séria.

O mesmo vale para o Fabio Costa.

Beijos