11 agosto 2009

Porfírio, Laudo, Adhemar, JJSW...

O sangue contaminado da corja leonor justifica o apetite por pedir esmola e/ou usurpar o patrimônio alheio. É por isso – e para salvar da falência o SPFW – que Porfírio da Paz mendigou alguns trocados por entre torcidas rivais. É por isso que Laudo Natel e Adhemar de Barros orquestraram todo o esquema sujo que rendeu ao time do Jd. Leonor um terreno público e um elefante branco erguido com dinheiro do povo. E é por isso que JJ Scotch Whisky mendiga agora qualquer quantia para tornar viável algo que é nada mais que ostentação.

Se eu tinha escrito em abril um post sobre a esmola midiática, descrevendo o compromisso sujo entre SPFW e a mídia vendida, eis então que as bichas, modernas, arrojadas e visionárias, perderam a vergonha de vez e voltaram a mendigar. Sobre este assunto do possível empréstimo (?) do BNDES, deixo-os com a análise* mais sóbria e embasada do redivivo Observatório Verde.

***

*Com a ressalva de que eu sou completamente contra esta tal Copa-2014 no Brasil, e isso nada tem a ver com os argumentos apresentados pelo pessoal do OV.

16 comentários:

Rafael disse...

Uma pergunta:
quando alguém vai até ao Banco do Brasil ou a Caixa Economica Federal e faz um empréstimo para reformar ou comprar uma casa esse dinheiro é considerado por você como dinheiro público?
Eu entendo que preenchendo todos os pré-requisitos necessários para um empréstimo, o dinheiro não é público. E mais, o BNDES não vai perder dinheiro fazendo a transação, afinal os juros são menores mas existem.

Nicola disse...

Rafael,

E se você devesse R$30milhões pro governo, permitiriam esse empréstimo?(10x maior do que você deve?) E da onde o SPFW vai tirar o dinheiro pra pagar depois? Do seu cu? E reformar o Panetone pra que, se um estádio com capacidade para 15mil pessoas tava de ótimo tamanho pra grande maioria dos jogos dos bambis? Ah, pra Copa? Mas isso quem deve se preocupar é o governo, não tem nada a ver com vocês.

Forza Palestra disse...

É dinheiro público se não for devolvido depois (e eu não duvido de nada considerando o histórico de vocês). E é no mínimo estranho emprestar dinheiro para quem deve tanto assim ao BNDES.

Confira a análise do OV, muito mais completa.

Anônimo disse...

Cá entre nós, levar em consideração o que uma pessoa a favor da Copa no Brasil diz, é ser tão alienado quanto.
Por mais que o sujeito argumente, a partir do momento em que ele se posiciona a favor de toda a desgraça que significará uma Copa em terras tupiniquins, o mesmo perde e muito de sua credibilidade.
Mas é a propalada Mídia Palestrina, e todas suas neuras e complexos, devemos relevar- como se eles nada devessem para o Estado, como se eles tivessem uma média superior a 14 mil pagantes; enfim, como se eles conseguissem ao menos um dia não se preocupar conosco.
Gabriel Keller

Nicola disse...

Pff...

Acontece que o Palmeiras não foi atrás de dinheiro público, e sim de uma empresa privada (de fato). E colocar 14mil pessoas no Palestra, hoje, é bem mais difícil que colocar 14mil no Panetone, tanto por causa do preço, como também pelo espaço de arquibancada nos dois estádios.

Sem falar que seu time conquistou muito mais títulos nos últimos anos não? Ué, vocês não iam ter a maior torcida do Brasil? E agora, vão voltar a falar isso quando, só se estiverem disputando título até a última rodada, com 60mil alienados nos jogos decisivos...

E pelo visto, são vocês quem não conseguem parar de se preocupar com nós, coisa que se vê até nas declarações dos jogadores leonores, até agora se remoendo por causa do Muricy ter vindo pro Palmeiras. Em blogs palmeirenses dá pra notar isso também, geralmente depois que o SPFW emplaca uma sequência de vitórias...

Forza Palestra disse...

Keller,

É direito do Rafael e do Tiago apoiarem a Copa no Brasil. Vai contra tudo o que eu penso de futebol, mas é direito deles e isso nada tem a ver com a opinião que eles têm sobre outros assuntos.

Adiante:

O engraçado de tudo é que os bambis sempre vêm aqui contrapor o que eu escrevo, mas nunca apresentam argumentos que possam desqualificar o que eu defendo. É sempre assim: “Vocês são complexados, vocês só reclamam, o escambau”.

Legal. Muito bom. Mas argumentar que é bom, nada.

E sim, temos dívidas com o INSS. Todos os clubes têm. Acontece que a dívida do SPFW é muito maior, e nós não estamos atrás de dinheiro do BNDES.

Por fim, eu notei aí um comentário solto sobre média de público. Cuidado, bambi. Se você quiser entrar em algum debate aqui, este não seria o tema.

Claudio Yida Jr disse...

A vitrine está iluminada. Estão todas saindo do armário de novo...

Forza Verde disse...

Descobriram pq Jason matava as mulheres nos filmes.

Pq Jason é BAMBI.

Agora tá explicado o pq das mascaras dele no Panetone no último domingo.

Ok então.

Depois a escória bambi alienada reclama ainda...

Forza Verde disse...

Se bem que ouvi dizer que o Jason Leonor não usa mais um facão, agora usa uma Barbie de uma perna só com as unhas compridas, pra poder além de arranhar, tbm furar o bófe malcriado...

tiago s. disse...

Grande Barneschi,

Pô, valeu mesmo pelo link. Sobre o asunto, considero bastante razoável a hipótese levantada por você e pelo Claudio, segundo a qual a Copa será a estocada final no futebol bacana, popular, ziriguidum e tal. E é bem possível que seja mesmo. Mas prefiro acreditar que o poder do dinheiro pode e precisa ser controlado. E o melhor jeito é pegando a coisa e bagunçando por dentro.

O modelo inglês, papagaiado como ideal pelos Kfouris da vida, destruiu o futebol inglês, transformou os clubes em carcaças. Concordo. E a Copa parece como mesmo um grande cavalo de Tróia para essa coisa toda. Mas lá os caras começaram a tocar o terror ali nos 80, 90, com a doutrina liberal arrancando toco. Se há algo de bom nisso, foi o estrago ter acontecido lá antes daqui, de modo que possamos ter alguma perspectiva e nos organizarmos pra tentar a arrumar o que é nosso.

Daí o nosso joinha à Copa no Brasil. De um jeito ou de outro, acho que podemos de algum jeito forçar um contraponto à terra arrasada. As coisas pontuais que têm rolado via mídia palestrina já mostram que a mobilização futebolística tem futuro, e acho que dá pra aumentar o fogo ainda mais. Até porque se tem algo que mobiliza as massas aqui, é o belo jogo. Não consigo deixar de pensar que sair do caminho é abrir as porteiras da catástrofe.

Já a respeito do comentado pelo Keller, bom: a desqualificação pura e simples de uma ideia, ser argumentação nem nada, arrematada pela justificativa segundo a qual somos todos paranoicos só me prova que se há paranoia por aqui, não é minha...

Tiago, do OV.

Luis disse...

A imbecilidade desse Rafael é até interessante de analisar...

Óbvio que o dinheiro é público.

'Juros baixos mas existem'=subsídeo

Financiamentos públicos de casa própria tem dinheiro "dado" sim, assistencialismo. Que deve ser feito PRA QUEM PRECISA.

É tão bizarro que se for falar tudo vai cansar....

além de biba é burro...

depois reclamam qdo sao chamados de alienados...

TriMundial disse...

Luis posso não ser muito inteligente, mas eu repito, a partir do momento que o dinheiro saiu do BNDES ele não é público. E sinto lhe informar, mas não tem nada de assistencialismo no financiamento de casas prórias pode ter certeza.A não ser dos Cingapuras da vida e olhe lá.
Rafael

Luis disse...

"a partir do momento que o dinheiro saiu do BNDES ele não é público".

EXATAMENTE !!! Então você concorda que ANTES DE SAIR ele é público e portanto a ultra moderna diretoria cor de rosa quer transformar NOVAMENTE o público em privado !

Lembro que você mesmo falou a favor disso.

Obrigado pelo apoio !

E não precisa falar em falta de intgeligência... tua camiseta fala por ti!

Abraços

PS: O governo está absorvendo parte dos empréstimos do programa de casa propria, e isso é assistencialismo sim, e tomara que dê certo. Afinal é um raro exemplo de bom senso nesse governo de podridão.

Nicola disse...

Mas é lógico... Depois que o assaltante leva meu dinheiro, ele não é mais meu, verdade.

Puta que pariu...

TriMundial disse...

Forza não somos os únicos sem argumentos e alienados. Eis a prova.

Forza Palestra disse...

Você já leu o post da geração vitrine? Se não, vá até lá. Ele explica porque é que pessoas como você utilizam um nickname com viés marqueteiro para se apresentar em 'público'. Sim, é este o seu objetivo, e não adianta dizer nada em contrário. Mas não diz porra nenhuma para mim, à medida que o futebol não é voltado à ostentação barata.

Parabéns para você; caiu direitinho no papo do Casares.