14 abril 2010

Promiscuidade

Toneladas de papel são desperdiçadas todo dia no Brasil para imprimir nomes como os de Teixeira, JJ Scotch Whisky, Del Nero, Valcke e coisas do gênero. Nos jornais, na TV, no rádio, na internet só se fala em estádio do Jd. Leonor, Copa de 2014 e Fifa. A promiscuidade dos envolvidos na 'polêmica' (?) chega a constranger e isso tudo para nada e por nada, a não ser para atender a certos interesses escusos e para colocar alguns nomes na mídia.

Não me importa, ao menos não hoje, a discussão sobre a cobertura dos veículos de comunicação. Se importasse, poderia dizer que o Estadão foi manipulado para cravar a manchete de ontem, segundo a qual o Jd. Leonor estaria fora da Copa. Como se observa, não é nada disso. Vejo, no entanto, muita gente por aí comemorando a exclusão do estádio do Jd. Leonor. Pergunto, pois: o que comemoram?

Será que não percebem que isso tudo é jogo de cena? Será que não percebem a promiscuidade de cada declaração de Teixeira, Valcke ou de quem quer que seja? Não percebem que a cada dia desponta um novo nome no noticiário? Não percebem que Teixeira, tal qual uma criança mimada, procura agora se vingar do SPFW por conta da eleição do C13? Não percebem toda a politicagem suja e todo o mar de lama em que afundam nossos dirigentes esportivos?

Mais até: não percebem que, ao final de tudo, lá em 2014, o Jd. Leonor será sede da Copa do Mundo e que provavelmente vai receber o jogo de abertura? Será que não percebem que é este o rumo natural das coisas e que os interesses financeiros envolvidos em um evento assim serão mais determinantes do que o jogo de cena protagonizado agora pelo presidente da CBF? Será que não percebem que todo esse atraso se presta também a permitir lá no futuro a entrada de verba pública - de novo! - na reforma do estádio?

É tudo tão sujo, mas tão sujo, que até JJ Scotch Whisky, um símbolo da sujeira do futebol brasileiro, consegue sair disso tudo sem grandes arranhões, quase como se fosse uma vítima inocente da patifaria orquestrada por Teixeira. E eu nunca imaginei que isso pudesse acontecer, mas este blog, em nome da sua coerência e de seus princípios, se vê obrigado a reconhecer os méritos do mandatário leonor, que ao menos não se deixou manipular pelo jogo de cena da CBF. JJSW manteve a coerência, bateu o pé, ficou do lado de Koff e aceitou correr todos os riscos decorrentes da decisão.

Só não pensem, meus caros, que isso se deu por idealismo ou por alguma virtude de caráter do velho bêbado. Nada disso. O ponto é que JJSW é puta velha e sabe bem onde está pisando. Ele conhece toda essa sujeira - porque é um dos grandes responsáveis por ela - e sabe que, lá na frente, o Jd. Leonor será sede da Copa e que isso nem mesmo a politicagem suja de Teixeira poderá evitar.

Detalhe: a conta será paga por cada um de nós.

E aí, vocês ainda vão comemorar?

***

É provável que um leitor mais teimoso venha questionar se, na minha avaliação, o estádio do SPFW tem condição de abrigar a Copa-2014. Ao que eu responderia: sim e não. Sim, porque todo e qualquer estádio, dentro dos meus conceitos de futebol, pode receber qualquer jogo. O Jd. Leonor, em que pesem as minhas discordâncias pessoais e mesmo a sua história suja, não deve nada a outros estádios brasileiros cotados para a Copa.

E não, porque nenhuma praça esportiva do Brasil se aproxima do tal Padrão Fifa, essa cretinice criada pela dona do futebol e que é pronunciada com certo deslumbramento pelos arautos da modernidade no futebol. Arena multiuso, conforto, cadeirinhas numeradas, o caralho: coisa de europeu ou de brasileiro metido a tal. Diante disso, nenhum estádio tem condições de sediar a Copa.

Faltam quatro anos, senhores, e estamos imersos nessa merda toda. Maldita seja a Copa-2014. Ainda vamos pagar muito caro por isso.

***

A promiscuidade, vejam os senhores, segue firme e forte também sob os domínios de Marco Polo Del Nero. Vejam os senhores, só por curiosidade, que o Santo André está treinando agora no CT do antigo Barueri, a terra que foi abandonada pela aberração hoje conhecida como Grêmio Prudente. Por puro revanchismo da prefeitura local, e aí somos obrigados a ver no jornal uma entrevista com José Calil. Por fim, ficamos sabendo que o Santo André, em plena semifinal, precisa lançar mão de uma promoção para encher o Bruno José Daniel: para ir ao jogo de domingo, não será preciso pagar ingresso; basta levar um quilo de alimento perecível.

Boa! No campeonato do Del Nero, semifinal vira jogo beneficente!

***

Devido ao show do Aerosmith, em 29.05, o Palmeiras teve de alterar o local de dois de seus jogos pelo Campeonato Brasileiro:

29.05, sábado, 18h30, contra o Grêmio Prudente/MS: do Palestra para a Arena Barueri
02.06, quarta, 21h50, contra o Flamengo/RJ: do Palestra para o Pacaembu

Contra o Flamengo no Pacaembu, ok. Mas eu queria saber o que se passa na cabeça dos nossos dirigentes para escolher essa tal Arena Barueri e, pior, logo contra a aberração de Prudente/MS. Parece provocação, não?

***

"Febre de bola", página 239:

""Vocês podem enfiar os seus dois pontos no rabo", cantava a torcida alegremente, vezes sem conta, durante todo o jogo com o Manchester United, e aquilo começou a parecer a mais perfeita expressão musical do Arsenal: tomem os nossos pontos, prendam o nosso capitão, detestem o nosso futebol, que se danem vocês todos. Foi a nossa noite, uma exibição de solidariedade e rebeldia que não deixava áreas cinzentas de prazer vicário para mais ninguém, uma aclamação das virtudes de tudo que não é virtuoso. O Arsenal não é o Nottingham Forest, o West Ham ou o Liverpool, times que inspiram afeto ou admiração em outros torcedores; não dividimos nossos prazeres com mais ninguém."

6 comentários:

fabio disse...

mano vc ta louco?????

Forza Palestra disse...

Não, cara. Pelo contrário.

Anônimo disse...

Prezado Barney, um dos textos mais coerentes de muitos fantásticos que você já mandou nesse blog, parabéns por tomar a pílula correta, como tem cego por aí.
Palestra Sempre!!


Parmera

Anônimo disse...

Meu querido e desconhecido amigo, seu texto mais uma vez é irretocável. Você como sempre mostra que é inteligente, sensível, observador e dono de grande capacidade analítica. Leio o que você escreve e pressinto como você terá cada vez menos interlocutores, pois as pessoas não conseguem entender o rico e original conteúdo que você lhes oferece! Grande pena! Mas, não desista jamais. Você é absolutamente essencial. As pessoas muitas vezes tem dificuldades em entender a parte objetiva do seu texto, quanto mais a parte trasncendente, aquela que faz pensar, faz cismar...Pensar dói! Mas, como no tema recorrente das tragédias gregas : "Lucidez desatino de ler o próprio destino, sem poder mudar-lhe a sorte", você não tem mais escolhas, nunca poderá recuar! Seu destino é esse: usar sua fina e arguta inteligência para mostrar o que os outros não conseguem ver. tampouco entender! Excesso de lucidez! Mas, isso tudo que eu disse não é para lhe trazer preocupações, e, apenas, para lhe dizer que se apenas um leitor lhe entender, o mundo estará melhor. Com diria F.Pessoa: "Tudo vale a pena quando a alma não é pequena." Go ahead, querido palestrino. Forte abraço.

william disse...

vai pra curitiba mano????? me aviksa ae

Forza Palestra disse...

Obrigado, anônima. Valeu mesmo!

William:
Opa, vou sim! Abraços