17 junho 2010

A Copa, os leonores e o Padrão Fifa

Muita coisa pode ser dita sobre a agora supostamente oficial exclusão do Jd. Leonor da Copa do Mundo de 2014. Eu passei as últimas horas com muitas ideias sobre o que escrever no blog, mas percebi que eram tantas as variáveis que um texto corrido não daria conta de tudo. Parte das divagações (e da exaltação pela derrocada bambi) pode ser encontrada no twitter (@forzapalestra), mas o blog não poderia ficar sem um post sobre o assunto. Eis então que apresento tudo em tópicos, numa divisão que pode até parecer um tanto preguiçosa, mas que é essencialmente funcional:

--O japonês, eu e mais alguns defendemos que o futebol no Brasil, a se manter a realização desta tal Copa do Mundo, sofrerá um golpe duríssimo em 2014. Será o ponto final de um processo de definhamento que começou ainda em 2007, quando da escolha do nosso país para sediar o evento promovido pela Fifa. Há quem nos chame de apocalípticos, mas os fatos últimos servem para atestar a nossa opinião. Vejam: se os debates já estão no nível atual quando restam ainda quatro anos para a Copa no Brasil, imaginem os senhores o que teremos de aguentar daqui até lá.

--Padrão Fifa: nenhuma outra expressão relacionada ao futebol pode ser tão reacionária, elitista e sem propósito. Idiotas das mais variadas categorias vomitam o tal “Padrão Fifa” com indisfarçável deslumbramento. “Oh, o estádio tal é uma arena multiuso dentro do Padrão Fifa”. E daí?, pergunto. De que serve isso se não para atender às aspirações luxuosas da meia dúzia de velhos caquéticos que pensam ser donos do futebol? De que serve isso a não ser para atender aos caprichos de Blatters, Havelanges e Teixeiras? O tal Padrão Fifa, cumpre dizer, se presta a fatores nem um pouco nobres: elevação dos custos com estádios, enriquecimento ilícito de alguns poucos crápulas e interesses excludentes (preciso avançar nisso?).

--O Padrão Fifa se presta a uma meia dúzia e não traz benefícios para o país que sedia a Copa. Seja no caso da África do Sul ou do Brasil, a Fifa impõe a construção de estádios fora da realidade local, deslocados da cultura e dos hábitos da população de cada cidade. E aí nós temos investimentos da ordem de centenas de milhões para a realização de quatro, cinco, seis jogos em cada um deles. Por que tanto dinheiro sendo investido em algo tão pouco relevante?

--No caso brasileiro, vejam os senhores, o que temos é a destruição de um templo sagrado como o Maracanã, que será todo ele modificado para a construção de um novo estádio, em mais uma reforma desnecessária e criminosa. Pra que isso, porra? Pra quê? Por que mexer no Maracanã? Por que alterar um estádio que só não é tão grande quanto a sua própria alma? Só porque os velhinhos reacionários não reconhecem nele o tal Padrão Fifa? Por que tirar o Maracanã do brasileiro e do torcedor que fez dele o que ele é? Só para entregá-los a essa corja durante um mês?

--Chegamos então aos malditos leonores, esta sub-raça de parasitas e oportunistas que vê agora o seu antro excluído da Copa do Mundo.

--É curioso, no mínimo curioso, observar uma figura pérfida como JJ Scotch Whisky manifestar preocupação com o uso de verba pública para a construção de um estádio. Ora, ora, vejam a que ponto chegamos. O bêbado-mor do Jd. Leonor vem agora se pronunciar contra o investimento da Prefeitura ou do Estado em um estádio de futebol. Logo ele, que ganhou de herança o antro erguido às custas do dinheiro do povo.

--A coisa ganha contornos ainda mais bizarros quando observamos alguns leonores proclamarem em sites e blogs um movimento contra o uso de dinheiro público nos estádios. Sim, é isso que vocês leram: bambis alienados querendo falar sobre uso de dinheiro do governo em um estádio de futebol. Querem um exemplo? Vejam este aqui. Dá pra acreditar nisso?

--No caso da exclusão do Jd. Leonor, é evidente o componente político por trás da decisão do senhor Ricardo Teixeira. Eu escrevi sobre o assunto aqui e continuo a sustentar isso tudo. O Jd. Leonor, é bom dizer, não está abaixo de qualquer outro estádio que temos por aí, e só está caindo fora porque aplicou-se com rigor uma regra que, se aplicada a todas as cidades-sede, inviabilizaria desde hoje uma Copa por aqui. Afinal, pergunto, que campo está pronto agora (ou nos projetos, que seja) para receber uma Copa? Tem estádio aí que nem começou a ser construído e ninguém fala nada.

--A política deu um estádio para os leonores e agora tirou esse mesmo estádio da Copa no Brasil. Emblemático, não?

--A nota oficial assinada pelo JJ Scotch Whisky deixa transparecer toda a arrogância da gentalha leonor. E aquele parágrafo final merece algumas boas risadas.

--E aí, leonores, como vai o buffet infantil?

--Ei, vocês aí no inferno: como estão Laudo Natel, Adhemar de Barros, Dona Leonor e Porfírio da Paz?

--Um chupa para JJ Scotch Whisky, Leco, Jesus Lopes, anão de jardim, Caio Carvalho etc. (tem mais gente na lista, mas esses são os principais nomes).

--Um chupa para toda a sub-raça de bambis oportunistas!

--Vocês notaram o desespero da imprensa esportiva ontem e hoje? Tem um monte de nego aí que entrou em pânico.

--“Ah, que é isso, elas estão descontroladas”

--Aliás, o próprio JJ Scotch Whisky reconhece o esforço da nossa brava imprensa esportiva em defesa dos interesses bambis. Vejam só um trecho extraído da tal nota oficial dos leonores: “Logo após o anúncio da decisão da FIFA/LOC, a Imprensa cumpriu seu papel de forma irretocável, ao produzir um sem número de comentários, na TV, no rádio, nos sites, nos blogs, ressoando o sentimento cristalizado na opinião pública que compreendeu a proposta do São Paulo de oferecer à Cidade o Estádio do Morumbi enquanto uma alternativa viável e responsável para servir aos propósitos da Copa do Mundo do Brasil.”

--Algo me diz – e não é de hoje – que vamos passar vexame diante do mundo em 2014.

--E aí, deslumbrados, ainda querem a Copa no Brasil?

15 comentários:

Claudio Yida Jr disse...

É a indignação seletiva, o mais alto grau da cara-de-pau e da sujeira. Propor campanhazinha pra proteger dinheiro público é o fim da picada.

Já dizíamos isso há 3 anos e todo mundo veio com pedras pra cima de nós. Eis aí o resultado, e os aproveitadores mostram suas garras pagando de bom samaritano.

E só um adendo ao tal padrão Fifa: se vai seguir à risca, então que liberem desde já a bendita cerveja nos estádios! À merda com a modernidade no futebol!

Alex disse...

Eu acredito num meio-termo, meio-termo parece coisa de gente em cima do muro, mas não é, acredito que modernizar e melhorar é uma via sem volta, por isso temos que fazer valer nossos direitos de querer algo acessível, não de custo elevado para quem vai assistir.

Algo que possa levar quem eu quiser, namorada, tio, filhos, etc... que tenha banheiros limpos e honestos, bar para todos.

Defendo um pouco mais de conforto, não de luxo, não aquilo que o morum-lixo tá se tornando com buffet infantil, barzinho estilo Itaim, etc...

penso em algo para pessoas de qualquer classe social, pensando nas de menor poder aquisitivo primeiro, pois os ricos vão onde querem.

2014 pode ser bom, mas tem chances de ser vergonhoso sim.

Rafael disse...

copa 2014 será bem pior que a copa na África do Sul, que é um paisinho pequeno....

aqui os caras tão fudidos...vao ter que enfiar dinheiro público a rodo, para fazer estádio nas merdas de estados em que nem existe futebol...

triste fim...

Anônimo disse...

enfiem a copa no cu

Parmera

João Medeiros disse...

Há muito que penso no assunto. Na verdade, minha indignação começou exatamente em 2000, durante o Mundial de Clubes disputado no Brasil, quando começaram amputar a alma do Maracanã, criando setores e colocando aqueles pedaços de plástico inúteis na arquibancada, morada única do verdadeiro torcedor. A parir daí, o futebol começou a decair. O ocaso final deve se dar na maldita Copa do Mundo de 2014. Por todas as razões que você e outros têm exposto. Não sou contra a modernização. Mas que seja feita respeitando a cultura de cada povo. Que seja feita ouvindo a voz daqueles que tornaram o futebol o esporte mais popular do mundo. Melhorem os acessos, o transporte, a segurança, liberem a cerveja para toda pessoa de bem, e deixem a arquibancada em paz. Não precisamos de acentos acolchoados, lugares marcados, serviço vip nem nada do tipo. O que realmente nos interessa se passa no campo. Tendo um bar que venda cerveja, um banheiro pra mijar e uma arquibancada de concreto onde sentar no intervalo, está EXCELENTE. Foda-se a FIFA e seu padrão de merda.

João Medeiros disse...

Em tempo, as moçoilas e seu antro se FUDERAM de verde e amarelo, literalmente.

Luigi SEP 1914 disse...

Falar o que de um clube que acaba com dois lances de arqubancada pra construir bar-restaurante e buffet infantil?!

E ainda existe pesquisa que fala que a torcida delas está crescendo... Ué, se está crescendo, porque tirar o lugar delas no estádio pra fazer festinha?

Vai PALMEIRAS!

Ah, daqui a pouco vou pra casa ver os dois primeiros jogos do dia, dormir um pouco e depois ver o último... Bom trabalho pra vocês!

valdemir disse...

A verdade é uma só estão querendo usar verba pública para erguer outro estádio com o nosso dinheiro e dar para o time da marginal sem número.Ja basta a doação que fizeram para o pessoal do Jd Leonor agora vem mais essa do tal padrão Fifa.Sou a favor de melhorias no estádio como lugar para estacionar,liberar nossa cerveja,banheiros descentes,acesso facil tudo que possa nos dar uma boa condições de ir a estádio mas sem luxo.A tal arena Palestra que se tanto fala acho um absurdo mudar todo o estádio para fazer uma arena multi uso.Pelo que sei estádio de futebol é para jogos de futebol e não é casa de shows.Quando o Jd Lenor esse tipo de reforma é normal pois acabaram com a arquibancada para fazer academia eperar o que desta raça alienada.Que agora vem posar de bom moço com o JJ cachaceiro mor vem o com a conversa de perseguição e o escambal,justo eles que a própria história mostra que é o clube mais ajudado,que esconde suas sujeira em baixo do pano.

XUPA LEONORES!!!!!!!!!

FODA-SE A SELEÇÃO BRASIELIRA!


FORZA PALESTRA!!!!!!!!!

Fancio disse...

Chupa bambizada. A maquiagem comecou a cair.

Aqui eh PALESTRA!

valdemir disse...

PARA DESCONTRAIR

Essa ouvi de um cúrintiano.

Sabe porque o Morumbiba não foi aprovado?
Porque faltou um Laudo,o Laudo Natel.

Forza Palestra!!!

Forza Palestra disse...

Valdemir,

Essa frase é na verdade do Seo Cruz (http://cruzdesavoia.wordpress.com ou http://twitter.com/SeoCruz). Ele disse isso na mesma hora em que foi anunciada a exclusão do Jd. Leonor.

Abraços

Forza Verde disse...

Caro Barneschi, soube hj que o tal Caio Carvalho, anda dizendo que "é um 'crime' ter uma grande arena em São Paulo".

Ai pergunto, alguém poderia explicar a porra de uma declaraçao criminosa dessas?

A bandidagem dessa corja canalha nao tem limites. Se bem que vindo de onde vem nao podemos admirar e mto menos esperar qq coisa que nao seja falcatruas, golpes, roubos...

Craudio disse...

O Seo Cruz mandou outra boa no Twitter: SPFC = são paulo fora da copa.

E falando em Twitter, aproveito pra divulgar a campanha #tuitaluydy

mauro rodrigues disse...

quero ver vc criticar o uso do dinheiro publico pra dar estádio pro corinthains, que é obviamente o que vão fazer. ou a aliança andrez sanches/r.teixeira...

tem moral pra isso? ou só critica quando é conveniente?

Anônimo disse...

Uma análise interessante.
O Jd. Leonor só fez jogo de cena para não aparecer nenhum concorrente para o Panetone na cidade de SP. Sabiam que não tinham condições de bancar abertura.

http://www.copa2014.org.br/blog/tira-teima/?p=180