04 maio 2015

Em frente




















Perdemos um Campeonato Paulista que poderia ser nosso se detalhes tivessem pesado a nosso favor – mas eles pesaram contra. Deixamos escapar o 23º título estadual em meio a falhas individuais e azares coletivos. Perdemos, afinal, porque faltou a intensidade que sobrou em outros momentos desta trajetória e porque o adversário soube aproveitar melhor as oportunidades.

Acontece; é o futebol.

Ao deixar o amontoado de laje ontem, a sensação era bem diferente da que me nos perseguiu em todas as eliminações de anos anteriores. O Palmeiras/2015 não foi campeão (ainda?), mas tampouco se aperfeiçoou na terrível arte das derrotas absurdas, inexplicáveis e impossíveis. Pelo contrário: dessa vez conseguimos encontrar explicações para a derrota, e elas são não apenas razoáveis, mas também aceitáveis.

Dessa vez, senhores, não há terra arrasada; é tudo questão de promover os ajustes necessários.

Se outras eliminações recentes me faziam deixar o estádio praticamente carregado, sem forças e sem condições psicológicas de esboçar qualquer reação, o Paulistão de 2015 teve para o Palmeiras um efeito revigorante. Tanto que eu deixei aquela pocilga não de cabeça baixa e com a certeza de que acabara de acompanhar uma derrota traumática, mas de peito aberto, vociferando contra os pés-com-areia ali do setor ao lado e com a certeza de que é preciso seguir em frente.

Até sábado!

9 comentários:

Luiz Fernando Sanchez disse...

paulistão 2015=paulistão 92

Luan disse...

isso aí barneschi! temos um time bom que tem um futuro brilhante pela frente com mais alguns bons reforços pontuais! o que aconteceu ontem faz parte do processo de evolução do time, depois de anos de fiascos seguidos finalmente temos um time de verdade que nos enche de esperança, não de falsa ilusão! AVANTI PALESTRA!

Geraldo Batista disse...

Vcs viram o q foi o programa do babaca do Globo esporte hj...chegram ao fundo do poço do jornalismo esportivo

Jonas disse...

parabens pela serenidade e popr saber separar as criticas aos ingressos da analise sobre o time

Anônimo disse...

caro rodrigo, voce assistiu o que o vagabundo que apresenta o globo esporte fez no programa?? lamentavel

gregory disse...

Sai puto pra caramba do estádio, porém de cabeça erguida. Acredito que esse ano as coisas serão diferente.

Porém não dá pra sofrer um baque como o que sofremos hoje com o reajuste do Avanti. O Paulo Nobre presenteia assim a gente.

E Barneschi, você sabe que aos poucos tu tá voltando cara. Obrigado por não abandonar o blog.

Luan disse...

barneschi o que voce achou do reajuste do avanti?

Renato Moreira disse...

Veio a conta... 58% de aumento no plano...

Mas, plenamente justificável. Um "produto" com alta procura, "preços" defasados em uma "praça" antiga...

Vamos abrindo espaço para a modernização (vulgo elitização) que mexerá com estruturas principais da cultura do esporte.

Barneschi disse...

Peço desculpas a todos pela demora em responder, mas os dias não têm sido nada fáceis.

Vamos por partes:

Geraldo e anônimo
Não vi o que esse escroque aprontou, mas ouvi dizer. Em se tratando da figura que é, não me surpreende.

Gregory
Valeu, meu caro.

Luan e Renato
O reajuste do Avanti é condizente com a política elitista do mandatário que aí está. Não poderíamos esperar nada muito diferente. De certa forma, os posts anteriores resumem muito do que eu poderia escrever. E o mais recente, depois do jogo de sábado, é ainda mais necessário.

Abraços