07 junho 2010

O Palestra em -10 jogos

Tivemos lá atrás o post sobre os (meus) 20 jogos do Palestra, como se fosse possível resumir em duas dezenas de partidas as alegrias que tivemos na nossa casa. Acontece que um torcedor de verdade é forjado não nas grandes conquistas, mas essencialmente nas derrotas acachapantes, nas noites de vergonha, nas tardes que contradizem toda a nossa grandeza. Um torcedor de verdade se constrói não nos títulos, alguns dos quais se prestam à ostentação oportunista, mas nas derrotas inesperadas. Dessa forma, sinto-me impelido a escrever o post de agora, com os 10 jogos mais tristes, decepcionantes ou trágicos da história recente do nosso estádio.

O critério é o mesmo do ranking anterior: valem apenas os jogos com a minha presença (ou seja, todos menos quatro da última década). Uma coisa é certa: eu não perdi nenhum que seja significativo (para o bem ou para o mal). Aí vai a lista:

10. Palmeiras 1 x 1 Nacional/URU
Copa Libertadores/2009 (28.05.2009) - 24.700
Pode parecer estranho abrir a série com esse jogo, mas é que nunca um técnico foi tão responsável por um mau resultado do time. Depois de todo o esforço feito para chegarmos às quartas da Libertadores, o Madureira conseguiu levar o Nacional ao empate no Palestra. Na volta, até viajamos a Montevideo para buscar a vaga, mas não dava para compensar os erros do jogo da ida.

9. Palmeiras 2 x 6 Fluminense/RJ
Campeonato Brasileiro/2001 (07.11.2001) - 6.289
Pelo placar, sintomático da derrocada que tivemos naquele ano. Querem mais? O jogo foi disputado numa quarta-feira à tarde.

8. Palmeiras 4 x 4 Santo André/SP
Copa do Brasil/2004 (20.05.2004) - 14.983
A Copa do Brasil daquele ano estava nas nossas mãos. Aí fomos ao ABC e arrancamos um empate em três gols. Na volta, a eliminação só viria com uma derrota ou com um improvável empate em quatro gols. Abrimos 4 a 2, mas conseguimos tomar dois gols, o segundo aos 44 minutos da etapa final. Uma eliminação como só o Palmeiras poderia conseguir no seu estádio.

7. Palmeiras 2 x 3 SPFW/SP
Copa do Brasil/2000 (27.06.2000) - 13.730
Não foi tanto pela eliminação, pois a anterior, seis dias antes, pela Libertadores, tinha sido muito mais dilacerante. O que doeu aqui foi receber os bichas na nossa casa e ter que aceitar a presença de Evair, o nosso ídolo eterno, com aquela camisa fétida dos leonores.

6. Palmeiras 1 x 1 Flamengo/RJ
Campeonato Brasileiro/2002 (13.11.2002) - 29.478

O Palmeiras pressionou, lutou, batalhou, tentou o segundo gol de todas as formas. Mas o time não tinha qualidade e ficou no 1 a 1. Deixamos o Palestra naquela noite com uma quase certeza: o empate poderia custar caro. De minha parte, era certeza mesmo: tínhamos caído para a Série B ali mesmo, em casa, confrontados com a nossa própria incompetência.

5. Palmeiras 2 x 3 Cruzeiro/MG
Campeonato Brasileiro/1998 (26.11.1998) - 29.950

Malditos marias. Levamos contra elas dois títulos naquele mesmo ano (a Copa do Brasil, em maio, e a Mercosul, em dezembro). No meio disso, no entanto, tivemos essa derrota dolorida. Depois de uma grande campanha na fase classificatória, perdemos o primeiro jogo no Mineirão (1 a 2). Aqui, no segundo jogo, um domingo à tarde, vitória pelo mesmo placar. Dois resultados iguais, melhor campanha na primeira fase, classificação à semifinal, certo? Errado; o estúpido regulamento previa mais um jogo, dando sobrevida aos marias. Noite de quinta-feira no Palestra: o Cruzeiro abre 2 a 0, duas vezes Marcelo Ramos (sempre ele!). O Palmeiras, valente, busca o empate na raça: 2 a 2, gols de Almir e Paulo Nunes. A vaga foi nossa até os 43 minutos do segundo tempo: aí Müller avançou pela direita e cruzou para a área. Fábio Jr., outro dos nossos carrascos, deu um tapa na bola: 2 a 3. Uma derrota que doeu fundo na alma.

4. Palmeiras 2 x 7 Vitória/BA
Copa do Brasil/2003 (23.04.2003) - 8.722
Os números dizem tudo. Como se não bastasse, estávamos prestes a encarar a Série B. Parte da torcida abandonou o estádio no intervalo, em procissão fúnebre. Eu fiquei por lá até o final. Não por nada, mas por que faltou força para sair antes.

3. Palmeiras 1 x 2 Cruzeiro/MG
Copa do Brasil/1996 (19.06.1996) – 29.139
O time dos 102 gols, das goleadas sem a viadagem do atual time do Santos, das 27 vitórias em 30 jogos, do ímpeto ofensivo sem firula, do Madureira no auge. Isso tudo não resistiu à saída de um único jogador. Müller se foi, o time dormiu naquela noite fria, Amaral falhou, depois Velloso, Marcelo Ramos aprontou pela primeira vez na nossa casa e sofremos uma derrota inexplicável.

2. Palmeiras 3 x 4 Vasco/RJ
Copa Mercosul/2000 (20.12.2000) - 31.700

Esta é provavelmente a virada mais impressionante já vista entre grandes clubes brasileiros. Do jogo, me lembro da euforia do intervalo e da incredulidade após cada gol cruzmaltino. Depois do jogo, o mais difícil era consolar cada um dos palestrinos que deixavam o estádio e chegavam, já desolados e destruídos, ao bom e velho ponto de ônibus da rua Venâncio Aires. Voltamos todos em um silêncio sem precedentes. Ainda hoje, quase 10 anos depois, lembro de cada curva da volta para casa: não veio nem o 875H nem o 874T; tivemos de voltar de 407M, encarando todo o caminho pelo centro da cidade. Foi uma noite muito longa...

1. Palmeiras 2 (3) x 2 (4) Boca Juniors/ARG
Copa Libertadores/2001 (13.06.2001) - 32.000

Fomos roubados de maneira descarada em Buenos Aires, no jogo de ida. Um crime qualificado, reconhecido por todos. Ainda assim, conseguimos um empate em 2 a 2 na Bombonera. Na volta, um Palestra lotado, festa, time empolgado. Mas Riquelme, em noite inspirada, leva o Boca a um 2 a 0 ainda na primeira etapa. A torcida vê o time perdido em campo e volta a incentivar. Pouco depois, Fábio Jr. completa um cruzamento de Arce. GOL! Mas vem o bandeirinha, um safado, e anula o gol. O time continua na luta e chega, ainda no primeiro tempo, ao 1 a 2: Fábio Jr.. Mas persistia a indignação do torcedor: dois deles invadem o campo, um deles (o Zeca) acerta uma bela voadora no safado e o jogo é interrompido. No retorno, ficamos com um a menos: Alexandre é expulso e deixou o Palestra envolto naquele clima inebriante de uma derrota quase certa: o silêncio cortante, gente se jogando no chão, os músculos paralisados, o vento frio cortando as poucas esperanças, o terror de se ver eliminado antes da hora. Vendo que as coisas estavam perdidas, a torcida faz do Palestra um caldeirão no segundo tempo. Com um a menos, o Palmeiras pressiona. Córdoba pega tudo, de todos os jeitos imagináveis. O empate vem aos 21 minutos da etapa final: escanteio batido por Arce, desvio de Bermudéz, GOL! 2 a 2, de novo. Vamos aos pênaltis, de novo. Caímos, de novo. Contra o mesmo rival do ano anterior, nas mesmas circunstâncias, na véspera do mesmo feriado, em outra noite fria de junho. Caímos. A dor fica para sempre, não é? Se serve de consolo, deixo aqui uma reflexão: imaginem só o que doeu nos gambás as eliminações que impusemos a eles em 1999 e 2000?

***

Depois disso tudo - e essas foram apenas as derrotas mais contudentes, quase sempre resultando em eliminações ou perda de títulos -, pergunto: que outra torcida resistiria a tanta tragédia em tão pouco tempo?

E para vocês, leitores, quais seriam os 10 jogos?

25 comentários:

Luigi SEP 1914 disse...

Concordo com os teus jogos. Só acrescentaria PALMEIRAS 3x3 flaMERDA, final da Mercosul 99.

Sem esquecer, claro, derrotas para guarani, flamengo em 2004, bambi em 2005(liberadores) e outros pra times pequenos nos paulistas e brasileiros da vida...

Vai PALMEIRAS!

Luigi SEP 1914 disse...

Ah, esqueci...

PALMEIRAS 2(3)x(4)0 ipatinga, copa do brasil...

Conseguimos ser roubados nos penaltis, preciso falar mais?!

Paty disse...

Prá mim faltou Palmeiras 0x1 Manchester.Me lembro ainda hoje do barulho dos fogos antes do jogo na
quadra da mancha.
Numa fase difícil,nada como relembrar momentos difíceis.Mas não é que aquela esperança verde está tomando conta de mim de novo.

Forza Palestra disse...

Boa, Luigi: você tem razão nisso tudo. Daria pra acrescentar mais todos esses jogos e o do Flamengo na final da Mercosul ficou na minha lista final e caiu injustamente para este do Nacional/URU – que nem foi assim tão impactante, a não ser por motivos pessoais, já que me levou a uma eliminação em solo estrangeiro. E o seu argumento para incluir o jogo do Ipatinga – que foi o 12º na minha lista – é perfeito: o Palmeiras conseguiu ser roubado nos pênaltis. Nos pênaltis, vejam só. Uma coisa acintosa demais.

Paty
Mas é que só entram aqui os jogos disputados no Palestra.

Vinicius disse...

Barneschi,

Se coubesse ainda, fora esse lembrado pelos amigos acima, colocaria mais um, recente!

Palmeiras 2 x 2 Avaí
Brasileiro 2009

Começamos a perder o Brasileiro mais ganho ali, em casa, contra o fraco Avai.
Um empate com o time perdido, Vagner expulso quando o Palmeiras mais pressionava para virar o jogo...
Percebemos naquela noite, que aquele time tinha algo estranho, quando havia tudo para dar certo, mesmo assim, dava errado.
Ainda dói na alma lembrar dos ultimos jogos do maldito ano de 2009.
Um ano para se apagar da memória.
Pra mim, tudo zica do Mercenário que nos afundou na Libertadores em casa no mesmo ano, colocando JUMAR em campo.
Parabéns Luxa!

Saudações.

Kléber, que saudade da sua luta em campo.
Bem vindo de volta.
Espero que fique até o fim do seu contrato e renove por muitos no final, não porque é só um craque, mas sim pelo AMOR À CAMISA!
As vezes pra nós, a luta, a guerra em campo, honrar nosso nome, honrar o MANTO é muito mais importante que um gol do meio de campo com direito a placa!

Bem vindo Guerreiro!

Forza Palestra disse...

Vinicius,
Eu pensei nesse do Avaí também. Ou naquele contra o Ixpót, um jogo bizarro culminando com o lançamento em péssima hora do Avanti. De fato, a perda do título do ano passado merecia um jogo na lista. Eu ficaria com a derrota para o Flamengo por 0 a 2 - foi ali que a gente percebeu que a coisa tinha se perdido de vez.
Abraços

Fancio disse...

"As vezes pra nós, a luta, a guerra em campo, honrar nosso nome, honrar o MANTO é muito mais importante que um gol do meio de campo com direito a placa!

Bem vindo Guerreiro!" (Vinicius)

Eh isso. Somente isso. Simples assim.
GUERRA E HONRA!

Aqui é PALMEIRAS cazzo!

Abs

Paty disse...

Nossa errei feio! Mas qdo vi o jogo com o Nacional, pensei no jogo de Montevideo.Aquele seu post pós jogo foi inesquecível.Estive lá esse ano, olhava as ruas ao redor do estádio e me imaginava como você e outros palmeirenses vagando nas ruas triste e sem rumo.No palestra os mais doídos prá mim foram o contra o Vasco na mercosul, e contra o Boca.
Doi até hoje.

Eduardo disse...

Incluíria nessa lista apenas o último jogo do Brasileiro de 2006, contra o Inter de PoA... se me lembro bem, não eram nem 10 minutos de jogo e já perdíamos por 3 a 0...

Só não fomos rebaixados de novo, porque a Ponte Preta conseguiu ser pior ainda...

Forza Palestra disse...

Isso, Eduardo. E levamos um vexatório 1 a 4 em casa. Detalhe: surgiu ali um tal de Alexandre Pato. Quatro anos depois, ele continua sendo um tal de Alexandre Pato.

valdemir disse...

Concordo com o Eduardo aquele 1a4 contra o inter de PoA foi o pior para mim,pois foi quando levei pela primeira vez meu filho ao Palestra.


Forza Palestra!

Foda-se a seleção Brasileira!!

Fábio disse...

Incluo todos os citados, principalmente o Boca em 2001 e a final da Mercosul de 2000, que assisti da cama do hospital, pois tinha acabado de sair de cirurgia naquele dia que deu tudo certo pro Baixinho. Outra curiosidade do jogo contra as bixas em 2000 é que foi a despedida do Felipão, numa espécie de prenúncio do que nos aguardaria dali pra frente.
Mas depois deste falatório, acrescentaria mais um, a derrota pro Grêmio em 2008, com direito ao Marcão de centro-avante, que nos tirou de vez da briga pelo título e abriu caminho novamente para as gazelas levarem o caneco...

Anônimo disse...

e os 4x1 p/ inter foi em uma tarde de domingo com uma garoa fria......pqp, lembro perfeitamente deste jogo...fui sozinho ao estádio...nao encontrei ninguem.....fiquei sentado lá em cima sem acreditar que o Palmeiras estava se despedindo do campeonato daquela maneira ridicula.....mas enfim.....faz parte !!!

Tô começando a botar fé neste time viu......e olha que o Kleber nem foi apresentado e nem deu cotovelada em bambi nenhum....imagina só qnd rolar...hahahah

porcocareca

Fernando Cesarotti disse...

Dolorida lista, mas tá perfeita. Só um retoque, pra mostrar como a memória engana a gente: a jogada do Muller no terceiro gol do Cruzeiro, em 98, foi pela esquerda. Como ele tanto fez pela gente em 96.

(O vídeo aqui, http://www.youtube.com/watch?v=Tn6Mo9xd6lU)

Forza Palestra disse...

É curioso que Marcelo Ramos e Fábio Jr., dois dos maiores carrascos de nossa história, tenham jogado no Palmeiras. Vieram um pouco por aquela síndrome de contratar o sujeito que mete medo na gente. Ramos veio no começo de 2000, para reconstruir um time que se desmontou após a perda do Mundial de 1999. Chegou no Palestra, ficou menos de seis meses, fez uns 20 tantos jogos, teve média de gols até razoável e foi embora, não sem antes participar da eliminação dos gambás em 06.06.2000. Seguiu direto para o SPFW, onde jogou já no segundo semestre daquele ano. No ano seguinte foi a vez de Fábio Jr. Ficou o suficiente para jogar bem nessa semifinal contra o Boca. Fez mais um gol aqui e outro ali, mas nasceu mesmo para ser nosso carrasco.

Malditos sejam vocês dois, Marcelo Ramos e Fábio Jr.


Cesarotti
Valeu! Te confesso que só escrevi o texto com base na memória, e a última vez que vi esse lance foi em 1998 mesmo. Não quero ver de novo. Aquela noite ainda me atormenta tantos anos depois.

Raulzito disse...

Só faltou Palmeiras 5 x 1 Gaymio, esse em especial por ter duplo sentido.
Abraço!!!!

Forza Palestra disse...

O Cruzeiro é um time maldito!

Luan disse...

sou aqui de minas e realmente o cruzeiro é um time maldito. e vc tem razao em todos esses jogos, e eu tambem incluiria esse Palmeiras 0x2 flamerda, pois foi o unico jogo em que eu estive presente no Palestra Itália. nunca vou me esquecer desse dia! abraço! leio seu blog todo dia! ele é ótimo

JoãoP disse...

Sei que só contam jogos no Palestra. Mas, falando sobre os piores jogos que eu assisti do Palmeiras, a primeira coisa que me vem à mente é a final da libertadores de 2000. Aquilo me dói até hoje...

maradona disse...

a pior derrota foi contra os gambas pelo paulistão d 79 empatamos o 1 jogo e o vicente matheus consegui adiar o 2 jogo e os gambas ganharão d 1 a0. fui nos 2 jogos lembro até hoje.
odeio curintiano RAÇA maldita.

¿Doubter? disse...

Barneschi,

Comigo no estádio, a derrota (empate) 4X4 pro Sto André e a derrota (empate) pro Ipatinga e eliminação, roubada, nos pênaltis doeram muito. Tanto que sob nenhuma circunstância ou motivo volto ao Palestra na Copa do Brasil. Não consigo conviver me torturando com o peso do pé-frio.

Mas euacrescentaria à lista a derrota pros bambis na libertadores de 2005, pelo placar mínimo. Patada espírita da biba caipira. Essa foi foda. Dependendo de craques como Marcinho, Juninho Paulista e Washington.

Abraços!

@PauloPalestra

Seo Cruz disse...

Grande comparação entre a foto de 90 e essa! Como puderam tirar aquele pedaço das organizadas, como puderam???

Cesar disse...

Assim como o post dos 20 mais, este dos -10 tbm está perfeito....

Torcedor de verdade eh torcedor sempre, aconteça o que acontecer....

Da sua lista eu estava presente em dois jogos:

Palmeiras 3 x 4 Vasco/RJ
Copa Mercosul/2000 (20.12.2000) - 31.700
Foi uma derrota inimaginável, me lembro no meio tempo de ver os vendedores vendendo faixas de Campeão, e a turma comprando adoidado, eu que sempre fui supersticioso ao extremo não gostei de ver aquilo, depois infelizmente no segundo tempo aquele baixinho chamado Romário fez a nossa Torcida sofrer, ateh fez gesto de silência para a gente, foi dolorido....

Palmeiras 2 (3) x 2 (4) Boca Juniors/ARG
Copa Libertadores/2001 (13.06.2001) - 32.000
Outro detalhe curioso desse Jogo eh que ele estava valendo como a Final, pois quem ganhasse enfrentaria senão me engano o América do México que não podia ir ao Mundial por ser da Concacaf, o Jogo teve tds as emoções possíveis, me lembro que cheguei mto cedo esse dia, foi a primeira vez que cheguei antes de os portões abrirem, e ficamos esperando no portão o horário da abertura, fomos os primeiros a entrar no Palestra, ficamos bem lá pra cima, no último degrau, mas o Estádio estava tão lotado que eu e meus primos tivemos que ver o Jogo pendurados na grade da Arquibancada, esse Jogo tbm foi a primeira vez que eu "muquiei" alguma coisa pra entrar no Palestra hehe, eu e meus primos levamos vários pisca-pisca entre outros fogos de artifício escondidos no tênis e nas meias, meu pai que levava a mulecada soh foi ver isso lah dentro, acabamos soltando metade na entrada em campo e deixamos o resto pro final do Jogo, no final do Jogo jogamos td de lah de cima da Arquibancada....

E da minha lista, eu acrescentaria esses Jogos:

Palmeiras 0 X 1 SPFW
Copa Libertadores/2005 (18.05.2005)
Era o primeiro Jogo e podíamos ganhar o segundo ainda, mas perder pro inimigo dentro do casa numa Copa Libertadores não dá neh....

Palmeiras 2 (3) X 0 (4) Ipatinga
Copa do Brasil/2007 (05.04.07)
Essa foi dolorida demais, perder roubado para um timinho desses eh foda....

Palmeiras 0 x 1 Grêmio
Campeonato Brasileiro/2008 (09.11.2008)
Esse Jogo pra mim ficou marcado, ainda tínhamos a esperança de Título, mas perdemos em casa e td debandou d nv, me lembro do clima de decepção, indignação, raiva e revolta misturados no rosto de cada Palmeirense esse dia....

Palmeiras x Flamengo
Copa Mercosul/1999 (27.12.1999)
Essa tbm foi foda, era a minha primeira Final vista em um Estádio, jogo no final de Dezembro, depois do Natal, uma segunda-feira, tínhamos perdido o Mundial mas a Raça continuava na Mercosul, e lotamos o Palestra pra empurrarmos o Time a mais um Título, pena que não deu pois a festa seria linda....

Minha lista ficou em 6 Jogos, a coisa boa ao fazer essa lista eh ver que tivemos mto mais momentos de Alegria do que de tristeza na Nossa Casa....

Anônimo disse...

PALMEIRAS 1X2 GOIAS
SULAMERICANA 2010 24/11/2010 PACAEMBU DE VIRADA, UM DOS PIORES DIAS DA MINHA VIDA, MANCHA E TUP UNIDAS, TORCIDA EXPETACULAR, MOSAICO NO ESTÁDIO INTEIRO...MALDITO MARÇÃO ZAGUEIRO QUE NÃO FEZ NADA POR AQUI E COLOCA NA CABEÇA DO CARA, KLEBER JUDAS NÃO FEZ NADA, INESQUECÍVEL...

Anônimo disse...

Que lista em galera...mais tbm nao podemos esqucer a eliminacao p o asa de arapiraca na copa do brasil (2x1)esse foi dificil de encarar...
Mais e isso ai nosso verdao ainda ha de nos trazer mtas felicidades..