30 junho 2011

O país do futebol? (24)

Este capítulo nem deveria existir, mas eu não posso fugir do que já encaro como meu dever. Direto ao ponto:

Eu já escrevi que um sujeito como Tiago Leifert deveria ser achincalhado em praça pública em qualquer país que leva o futebol a sério. Pois torno a repetir, agora com mais ênfase: Tiago Leifert é um câncer que precisa ser extirpado o quanto antes. Pelo bem do futebol brasileiro. Tiago Leifert é um símbolo indissociável da maldita rede de TV que ele representa. Tiago Leifert, como bem apontado pelo site Futebol de Minas, é um dos "ministros da pornochanchada esportiva", responsável que é pelo "Plano Nacional de Idiotização do Futebol Brasileiro" (por Guilherme Amaral).

Posto isso, deixo-os com dois vídeos, um da Italia e outro da Argentina. Eles ilustram bem a diferença entre o dito "país do futebol" e aqueles onde efetivamente vive o futebol.

Vídeo 1: Caiu o River. Abaixo, a narração de Atilio Costa Febre, da Rádio Mitre de Buenos Aires, nos minutos finais da partida que decretou a queda deste gigante do futebol argentino. Notem a paixão, a entrega, a devoção, o total desapego ao cargo e à sua posição naquele momento. Tudo em nome do sentimento pelo clube. É um desabafo comovente, repleto de palavrões, de acusações, de uma raiva que só é compreendida por quem vive o futebol a partir da arquibancada. O vídeo é bastante longo, e então eu recomendo enfaticamente que acompanhem este link aqui, que traz uma versão compacta - e até por isso melhor.


Alguns trechos: "No me importa que esto me cueste la carrera, ya no me importa", "No entendem del componente pasional que tiene el fútbol argentino, e al no entender esto, no entendem lo que significa el fútbol para la Argentina e lo grande e lo imenso que es River", "Hay que ser hijo de puta para sacudirlo a River e para arrebentarlo como lo arrebentaram", "Ladrones, ratas, donde se van a meter agora? Pongan la cara acá, vengan a la cancha como la gente comum", "Tremendos hijos de puta".

Vídeo 2: Um Napoli 4-3 Lazio que vale muito pelo jogo em si, mas especialmente pela magistral narração, capaz de transmitir em pequenos detalhes toda a emoção de dentro de campo. Um duelo com virada espetacular, com polêmicas de sobra e com um narrador-torcedor que fica quase sem voz no final. São 12 minutos de "melhores momentos"; não deixem de acompanhar até o final.


###

_Créditos para Luigi Pacifico (Napoli), Michel Bandeira (River) e Rafael da Silva (indicação do texto de MG).

_Peço desculpas por algum erro no espanhol aí acima, mas eu simplesmente transcrevi trechos da narração. Qualquer equívoco na grafia deve ser atribuído à minha falta de fluência no idioma.

_Para os que estão chegando agora, infomo que a série "O país do futebol?" demonstra, por meio de vídeos de todo o mundo, que o Brasil pode ser o país de muitas coisas, mas que o futebol certamente não está entre elas. Todos os 23 capítulos anteriores podem ser acessados aí na barra lateral. Já foram mais de 150 vídeos e quase 40 países diferentes.

12 comentários:

Guilherme Amaral disse...

Emocionante a narração do argentino, chamando os dirigentes canalhas do River Plate para darem a cara a tapa e encararem as pessoas comuns que estão sofrendo.

Infelizmente, a cultura de futebol/diversão que a Globo está aplicando no brasileiro não nos deixe ver mais esse tipo de sentimento por aqui.

Harry Bleming disse...

Esse tipo de narração ainda existe no rádio. Pelo menos nas rádios do RJ, onde eu acompanho o futebol. Temos dois ótimos narradores que também passam essa emoção que o futebol merece: O Luís Penido da Tupi e o Garotinho da Rádio Globo. Não é à toa que o Penido é hit no youtube. Basta fazer uma busca pelo nome dele pra você ver.

Mas eu entendo o seu ponto. São poucos exemplos, no meio de tantos outros insossos.

Rafael-DF disse...

Mto bom o texto do Guilherme, pega na veia sobre essa palhaçada q virou o "novo modelo de apresentação esportiva".
Ja passou da hora do torcedor na arquibancada passar a vaiar e hostilizar jogador q comemora com essa babaquice de joão sorrizão. Isso é uma ridicularização do futebol no Brasil.

Sem contar em como gostam de babar ovo pra inglaterra e sobre como eles "acabaram" com os hooligans, como se na Europa o pau não quebrasse direto e como tem de ser.

Ódio eterno ao futebol moderno
e pau nu cú da globo

vfc disse...

Obrigado por trazer este sentimento devolta. Pensei que eu estava morto. Abraço ! Ótimo trabalho..

Rafael da Silva disse...

Fala canalha!

Esse jogo Napoli x Lazio foi foda...mesmo torcendo para o time celeste da capital tenho que reconhecer que o vídeo impressiona. Detalhe: esse foi escolhido pela mídia italiana como o melhor jogo da Série A 2010-2011. Só que acordou 7:15 da matina num domingo teve o prazer de vê-lo. O resultado foi apenas um detalhe...

Valeu a menção aí! O texto do Amaral é mto foda. Vai na veia desses malditos.

Abs

Rafael da Silva

Anônimo disse...

Fala Rodrigão!
Muito bom esse texto do Guilherme Amaral, assim como toda a série "O país do futebol"!
Esse tal de João Sorrizão é uma das coisas mais bizarras já inventadas pela emissora câncer, assim como suas matérias exibidas no Globo Esporte, Esporte Espetacular e Fantástico. É um insulto à nossa inteligência! "Imbecilizante"!!! Assim como a fria e vazia e vulgar rivalidade que eles criam entre Brasil e Argentina. Lamentável.
É uma pena que estamos de mãos atadas para agir contra essa emissora.
Abraços, Rafael Perobeli

Gabriel Manetta Marquezin disse...

um dos 3 melhores posts, sem dúvida...

o texto é a melhor descrição da situação que se encontra o futebol nacional...

no vídeo do Napoli podemos ver os stwards deixando sua função de lado e participando da comemoração coletiva, muito bom, só em Napoli mesmo!

Luigi SEP 1914 disse...

Valeu pelos créditos e por homenagear o NAPOLI de novo aqui...
Como disse o MOURO da SILVA, só quem acordou cedo pra ver esse jogo sabe o quanto foi emocionante... Melhor ainda pra quem acordou cedo e viu seu time vencer... Rs...
Até hoje a noite...

Anônimo disse...

Tiago Leifert é Bambi.

Portanto, nada mais que venha ser falado e escrito o desqualificará mais como ser humano.

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
bandeira disse...

assisti esse jogo do Napoli.. jogaco! Com essa narracao fica mais incrivel ainda.
Ah.. valeu pelos creditos. Mas nao tinha como nao enviar pra vc...

abs

Mario disse...

Napoli tu ci mandi al manicomio!!!

Sensacional...