04 setembro 2012

Resistiremos em pé!

O ano era 2007 e foi dito aqui que a Copa do Mundo de 2014 seria o atestado de óbito do futebol brasileiro. Teve gente que não entendeu, uns me chamaram de apocalíptico, outros disseram coisa pior. O tempo passou, o Maracanã foi assassinado com requintes de crueldade, tomaram de assalto todos os outros principais estádios deste país, inventaram mais um com dinheiro do povo para um clube se vangloriar no futuro, deram à bola da Copa um nome que não encontra respaldo algum na cultura nacional etc. e tal. Como pano de fundo disso tudo, os velhos decrépitos lá de Zurique mandam e desmandam, impondo o Padrão Fifa como quem chega para civilizar um povo bárbaro.

Ficou claro agora o que eu quero dizer desde então?

Faz tempo que não entro nesse tema - prefiro manter certa distância em nome da minha sanidade -, mas gostaria de dividir com os senhores duas singelas notas que saíram no Painel FC desta segunda-feira, 3 de setembro. Poupá-los-ei de comentários adicionais; as notas são autoexplicativas, por mais que algumas informações aí sejam um tanto quanto contestáveis. Mas deixo com os senhores a tarefa de opinar sobre o que se lê abaixo:

Sentados. Torcedores em pé nas áreas comuns dos estádios de futebol: este é um dos temas discutidos pela Fifa atualmente. As conversas na entidade têm o intuito de eliminar esta prática, comum em diversos estádios brasileiros. 

Referência. Os jogos que mais chamam a atenção da Fifa nesse aspecto são os de campeonatos na Alemanha e na Colômbia. Imagens de partidas nesses países são tidas como referência para que uma regulamentação seja criada a fim de impedir a presença de torcedores em pé.

23 comentários:

Luiz Fernando Sanchez disse...

caraio velho,qndo li isso na folha hj fiquei realmente muito puto,mas pensando melhor,duvido que essa porra vá pra frente,pq vai mexer com alguns países que respeitam suas histórias e seu passado,não sei se vai ser o caso do nosso país,que fica de 4 pra essas filhadasputice da FIFA regularmente,

Leonardo disse...

PQP!

Porcos de Porão disse...

Na boa, eu quero ver um filho da puta dessa entidade maldita me fazer sentar em um jogo do palestra. Quanto à Copa, quero que se foda. Tô cagando e andando. E que a Seleção do Andres caia fora na primeira fase. Não sei como tem palestrino que ainda tem coragem de torcer pra essa seleção filha da puta.

CIOL, Felipe disse...

que a copa seja a maior vergonha nacional... esse país de merda, que consegue eleger por mais de uma vez o maior vagabundo que ja existiu, merece se foder!

baraba9 disse...

Até os exemplos que eles utilizaram são ridículos. As torcidas colombianas são tidas como os melhores exemplos de espetáculo que se pode ver numa arquibancada:

http://www.youtube.com/watch?v=Sh4McevNyt8
http://www.youtube.com/watch?v=WpxsKNPQ7JM
http://www.youtube.com/watch?v=566-eUzEzHU&feature=related
http://www.youtube.com/watch?v=SEQpeSl-K7A

E mesmo os alemães, que tentaram "elitizar" os estádios de futebol, têm como melhor exemplo de paixão por seu clube (e melhor média de público) o Borussia Dortmund, representado pela tribuna Sul, setor da torcida organizada no estádio. Vale dizer que o Borussia têm a melhor média do campeonato com maior público do futebol europeu. Ou seja, esses são os exemplos?

http://www.youtube.com/watch?v=BetN26OWD_8

Anônimo disse...

Bom dia a todos, ja não é de hoje que observamos o final das raizes do futebol, no mundo, uma organização dominada por corruptos administra a modalidade esportiva mais popular do planeta, seus organizadores tem conhecimento teorico , quanto ao jogo, o publico é tratado como uma casta de desesperados , não havendo respeito as raizes populares, simples e reais do futebol.
O confinamento do publico em acentos pre estabelecidos, determina de forma arbitraria a real manifestação livre e verdadeira em torcer pelo clube de forma leal, com gritos e canticos, com bandeiras e faixas, afinal a liberdade é simplesmente morta em nome do politicamente correto e corrupto.
Claudio Longo que ainda acredita que a paixão pelo futebol esta na arquibancada no sol na chuva no calor e no frio.

Sousa disse...

jogo sentado eu vejo em casa, e olhe lá! hahahaha

NETO ZAMBIANCO disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Rafael-DF disse...

O engraçado é q os filhos da puta q inventam essas merdas nunca pisaram no cimento de uma arquibancada, no máximo vão aos jogos e ficam em um camarote.

NETO ZAMBIANCO disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
felipe cruz disse...

Não sou tão assíduo nos estádios como o Barneschi. Devo ter umas 90 idas em toda minha vida (ok, tenho 21 anos, isso atenua a minha situação).

Mas pelo menos me orgulho de nenhuma delas ter sido em numerada. Sempre no concreto. Numerada é coisa de corneta morimbundo. Quer assistir o jogo com conforto, fica em casa! Estádio é pra levar o time à vitória, como diz o Barneschi periodicamente por aqui.

Quanto às notas, a Fifa foi bem infeliz ao falar da Alemanha, porque como sublinhou o amigo aqui em cima o Borussia Dortmund até entrou com requerimento para tirar as cadeiras da Curva que foram colocadas para a Copa-2006.

Viva o futebol!

NETO ZAMBIANCO disse...

isso ai cara....continue a excluir meus comentarios, até voce encontrar argumentos......dai quem sabe voce não exclua mais

e ai, quem são os oportunistas????

Porcos de Porão disse...

Oportunistas são os safados que querem mostrar pros amigos que estiveram na final e fogem nos momentos críticos. Se você for um desses, morra! Aliás, prefiro o Pacaembu com 3.000 pessoas torcendo, incentivando, a 31.000 turistas que vão ao estádio com câmeras fotográficas pra postar no Facebook e outras merdas sociais. Futebol é paixão, luta, guerra. Que morram os oportunistas de merda.

Unknown disse...

fala Rodrigo!

cara, sou do interior de SP e estive no jogo da copa do brasil contra o grêmio. infelizmente preciso selecionar os jogos em que vou, pois não tenho como viajar toda vez para a capital.

mas preciso dizer que concordo com as suas palavras em relação ao apoio incondicional e ao oportunismo de final que toma conta de parte da torcida.

sou sócio-torcedor avanti e muito provavelmente não irei ao jogo de quinta-feira, mas já reservei meu ingresso e paguei por ele (meu plano é o mais simples).

se eu fosse pensar na diretoria ou até por alguns vagabundos que vestem nossa camisa, não valeria o gasto.

meu pensamento é apenas em ajudar de alguma forma - financeiramente, no caso - meu Palestra. esse é o pensamento que imagino que deva ter um torcedor. seja ele da capital ou não.

um abraço e desculpe o off-topic.
seu blog está de parabéns!

Guilherme

Ivan disse...

Esse negócio de sou do interior e não tenho como ir em todos os jogos é uma gayzisse sem tamanho. Eu sou do interior e não perco um jogo do Palmeiras na capital, fiquei quase 3 anos sem perder um jogo, viajando toda santa quarta e domingo.
Se você é do interior e não consegue torcer pelo Palmeiras, vá torcer pelo time da sua cidade. Pelo menos estará fazendo um bem ao futebol.

Eu sou um ferrenho defensor do cimento. Odeio cadeirinhas, nunca gostei do panetone, nunca gostei dessa merda de barueri, fiquei puto quando fizeram a porra do setor visa, etc, etc, etc... Porém, a matemática é simples:
Em um estádio de futebol deve haver espaço para quem quer assistir sentado, comendo amendoim, longe do sol e da chuva; deve haver espaço pro cara que quer assistir sentado no sol; e por fim, deve haver espaço aos que querem assistir o time jogar. E este último deve ser pelo menos 70% do total.

Unknown disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Unknown disse...

Ivan:

Parabéns, cara. Quisera eu ter meios financeiros e logísticos para poder ver todos os jogos do Palestra in loco.

Concordo com sua tese do cimento. Do 'alto' dos meus 8 jogos na arquibancada - 7 no Palestra e 1 em Barueri - a sensação de 'sentir' o jogo, a torcida, a tática é muito superior. É realmente indescritível.

Só não concordo que a impossibilidade citada seja 'viadagem' ou algo do tipo. Me associar ao Avanti foi a melhor forma que encontrei para ajudar nosso Palmeiras daqui.

Um pouco de respeito da sua parte seria bom.

No mais, um abraço.

Guilherme

Bruno Lauria disse...

Pois é. Não tenho dúvidas de que esses filhos da puta tentarão nos impor o que há de pior.

Reparem como, pouco a pouco (às vezes nem tão "a pouco" assim), já nos tiraram muitos dos prazeres (que eram) mais usuais num jogo de futebol.

Nos tiraram as bandeiras.
Nos tiram frequentemente o direito de usar nossas fardas.
Nos tiraram a geral.
Nos tiraram os clássicos com torcida "meiada".
Nos tiraram a cerveja.
Nos tiraram/tiram o salário com preços abusivos.
Porra, até o pernil nos tiraram!

E agora esses bostas querem me ensinar como eu devo ver o jogo do Meu Palmeiras? Não mesmo, filhos da puta.

Quando chegar o dia em que tentarão nos impor tamanho absurdo, certamente estarei lá, resistindo em pé, como disse o Barneschi. Que venham as borrachadas! Escrotos!

Anônimo disse...

assistir jogos sentados é o caralho!!! o Palmeiras vejo em pé!

César SEP disse...

os caras querem elitizar o futebol...
daqui a pouco futebol vai virar teatro: todo mundo sentado e depois no final aplaude.

Eles ignoram totalmente o conceito de que futebol é um esporte feito do povo, pelo povo e para o povo (Barneschi).

Luiz Fernando Sanchez disse...

http://espn.estadao.com.br/noticia/279462_sem-falar-em-renovacao-felipao-minimiza-e-aceita-ar-corintiano-do-pacaembu

Esse é tipo de matéria que me coça a mão de vontade de dar porrada em "jornalista"

NETO ZAMBIANCO disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...

Para assistir sentado o cara tem que ir num jogo de bocha..esses filhas das puta não tm mais oq fazer...eu me recuso a assistir a um jogo sentado...

Ta mandando muito ae Barneschi, ainda bem que domingo é na capital...

Forza Palestra!!

@BrunnoAnimal7