02 setembro 2012

Questão de caráter

O time é fraco (e tecnicamente incapaz de furar o bloqueio de um rival com um a menos durante todo o jogo), nada parece ajudar, os adversários diretos vencem jogos complicados e o rebaixamento parece cada vez mais palpável. Ponto. Disso todos sabemos e não adianta ficar falando sobre. Adianta, isso sim, seguir apoiando o bando que aí está e torcer para que o espírito que nos levou ao título da Copa do Brasil ressurja antes que seja tarde demais.

Para manter a coerência com o que eu defendo neste blog, eis aqui o que precisa ser dito de agora até a decisão da próxima quinta-feira:

21 de junho, Buraco de Barueri, quarta-feira, 21h. 26.255 pagaram ingresso para ver Palmeiras 1-1 Grêmio/RS. Foi aquela noite de caos no caminho entre SP e Barueri, tempo chuvoso, com muita gente não conseguindo chegar até o estádio e outros tantos sendo barrados pela PM do lado de fora. Repetindo o público: 26.255.

1º de setembro, Pacaembu, sábado, 18h30. 11.586 pagaram ingresso para ver um Palmeiras 0-0 Grêmio/RS que pode ser considerado quase tão decisivo quanto aquele da semifinal da Copa do BR.

Diferença entre os jogos: 15 mil pessoas. E então eu serei direto:

Lembro que os dias anteriores ao Palmeiras-Grêmio da semifinal da Copa do Brasil foram como aqueles dias que antecedem grandes jogos decisivos: um monte de gente atrás de ingressos, ligações e mais ligações, pedidos desesperados... E eu, ainda que tivesse algum ingresso sobrando, não teria resolvido o problema de ninguém que eu reputasse como oportunista.

A explicação está no ridículo público que tivemos sábado na cancha municipal. Vou resumir a situação toda em dois tweets que eu publiquei na última sexta-feira:



















É isso, sem tirar nem por. Direto ao ponto.

Porque nego que foi (ou tentou ir) a Barueri na semifinal da Copa do Brasil e simplesmente não quis ir ao Pacaembu ontem mostrou que quer apenas ver o time ser campeão e não se preocupa em apoiá-lo quando se trata de evitar o pior.

Talvez seja a maioria (a julgar pela diferença de público entre os dois jogos), mas eu não tenho o menor problema em apontar o dedo para quem eventualmente não estiver disposto a evitar que aconteça o pior neste Campeonato Brasileiro/2012.

Teremos na próxima quinta-feira outra final. Será um jogo ainda mais decisivo. E será difícil, complicado e sofrido como tem sido todos os outros. Cabe à torcida fazer a parte dela. Do contrário, seremos todos a lamentar no fim do ano. Os que lutamos e os oportunistas, todos juntos.

Estaremos na cancha municipal os que estamos em todos os jogos. Isso não muda. Aos oportunistas resta tomar uma decisão: ou vocês se omitem como de costume e não colaboram para evitar o pior, ou então tomam vergonha na cara e lutem junto com o Palmeiras.

À batalha, palestrinos! Temos 17 rodadas pela frente. O Palmeiras precisa de nós, e devemos fazer a nossa parte na arquibancada.

###

_Reservei meu ingresso ontem e o preço da arquibancada seguia em R$ 40. Me avisaram que hoje o preço mudou, e é verdade: arquibancada a R$ 20 (R$ 10 a meia). Já é uma sinalização positiva vinda da nossa direção. É preciso agora que o torcedor faça a sua parte.

_Passagens compradas para três batalhas essenciais na caminhada que teremos pela frente: Vasco/RJ-Palmeiras, São Januário, 12.09; Bahia/BA-Palmeiras, Pituaçu, 17.10; e Flamengo/RJ-Palmeiras, Engenhão, 18.11. A partida em Salvador, senhores, deve ser o jogo mais importante que teremos de agora até o fim do ano. Será uma verdadeira final.

33 comentários:

Pedro Niglio disse...

Permita-me fazer uma ressalva. Figueirense x Palmeiras será O jogo chave.

Abraços!

Lucas Portela disse...

Torcedor de sofá é aquele que tem desculpa para não ir em todos os jogos, exceto finais ou jogos do tipo. Nunca você vai conversar com um e ouvir "não fui porque não quis". É sempre "não tenho dinheiro", "trabalho amanhã", "estou doente", "meu cachorro fica chateado quando eu saio", ou coisas do gênero, que seriam perfeitamente aceitáveis se ocorressem ocasionalmente. Mas por algum mistério do destino, todos tem uma grana extra sobrando pra comprar o ingresso da final, a disposição para acordar cedo no dia seguinte, estão saudáveis (ou até superam uma gripezinha), os cachorros viram independentes... O fato é, vão aos jogos de festa. E ficam calados até o momento do gol, ou xingando o próprio time a cada erro.

Acho que o maior motivo para eu ler o seu blog é que aqui não tem a hipocrisia do "todo torcedor é tão torcedor quanto os outros". Cansei dessa gente que acha que comprar camisa oficial é o suficiente pra torcer.

Abraço.

Leonardo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Leonardo disse...

Com os recentes públicos da torcida do Palmeiras e o quadro atual, é difícil crer que teremos 10 mil palmeirenses na quinta-feira. Seremos os mesmos de sempre.

Mas a vitória, mais do que nunca, mais do que quarta-feira passada no Canindé ou sábado no Pacaembu, é necessária.

Chega de tropeços!

NETO ZAMBIANCO disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
victor tredenski disse...

Rodrigo, me desculpe o palavrão no blog, mas....


conselho deliberativo, presidente, diretores, comissão tecnica e alguns jogadores.....vão tomar no seus respectivos cus, todos voces

Anônimo disse...

Concordo com tudo que você disse!! Ver o Pacaembu, principalmente o tobogã vazio daquele jeito é muito triste!

Somando tudo isso, ainda temos esse diretoriazinha de merda, um bando de fdp que só querem encher os seus bolsos! Vão todos dessa diretoria pra pqp com esses ingressos nesse valor! Coloca dez reais pra gente lotar o pacaembu pô! Dá um incentivo para que o torcedor não reclame dos preços abusivos em uma situação tão delicada que estamos no momento!

Daniel Vieira

Anônimo disse...

Liberaram no Futebolcard

Bancada 20 reais a inteira, confere?

Aí sim hein

Anônimo disse...

Agora com bancada a 20 e cadeira laranja a 30, quero ver a desculpa.

com esse preço, tem q colocar 30 mil por jogo até o final do campeonato.

Será difícil, mas sairemos dessa.
Nosso apoio será FUNDAMENTAL!

baraba9 disse...

Sábado de sol, tempo claro, horário perfeito para quem não quer levantar cedo ou tem algo para fazer de manhã e também não quer perder a balada, local de fácil acesso e no centro da cidade. E aí vem a pergunta: cadê a porra da torcida na hora que mais precisamos? Entrei com uma hora de antecedência e foi ridículo ver o estádio com clima de amistoso de máster. Triste é saber que, ano que vem, na Libertadores, vai ter nego se matando por um ingresso. A partir das oitavas, claro. Por que antes "não é decisão"...

Italo vale disse...

Estive contra o gremio nos dois jogos e ate levei um amigo meu que nao foi na semi e quinta estaremos la de novo no pacaembu.

Tambem tive esse mesmo problema de comprar o ingresso ontem na ansiedade de ajudar o time e hoje descobro q ele ficou mais barato.

Sergio Mendonça disse...

Amigo, não é só o fato de ser o não oportunista.

Naquele dia 21 de abril vinhamos de um grande vitória ocorrida dias antes no Olímpico, querendo ou não é um fato motivador para qualquer torcida de futebol.

Hoje vivemos outro situação, muito mais dramatica e fatalista, que pode interferir diretamente no clube por dois anos. Todos os meios para obter bons resultados devem ser utilizados, parece que com a diminuição do valor do ingresso já é um diferencial positivo.

AGORA O QUESTIONAMENTO: Já sabiamos todos nós da fragilidade do time e da sua comissão técnica e conseguimos o título da Copa do Brasil. TRocariamos este título pela permanencia da Série A do C.P.?
Ou vamos lutar até o final do C.P. e ocorrendo uma fatalidade disputares a Libertadores 2013 para vencer e jogando na Série B?


Bruno Furlaneto disse...

Senhores, alguém saberia informar se consigo entrar com notebook no estádio?

GilMackoy disse...

Agora com a queda dos preços dos ingressos, e o jogo antes de um feriado e as 21hs da noite não tem nenhuma desculpa pro torcedor - pelo menos da capital - não ir.

AVANTI PALESTRA!

LucianoM disse...

Caro Barneschi, sempre leio seus posts e concordo com a maioria, mas dessa vez você exagerou. Não acho certo vocÊ mandar compatriotas de nossa nação alviverde tomarem no cu. Quer xingar ? Xingue os gambás, bambis e sardinhas. Em um momento em que é necessário unir a torcida, você chega mandando tomar no cu os torcedores de sofá ? Nós torcedores de sofá somos importantes também, pois ajudamos a levar nossa história e cores por onde vamos, e a manter sempre viva uma tradição que nasceu com nossos avós, pais e vêm sendo passada de geração em geração. Afinal, não dá pra resumir toda uma torcida grandiosa, de um time grandioso e glorioso como o nosso, em "aquilo que cabe em um estádio de futebol". O Palmeiras é muito maior que um estádio. Claro que a torcida que comparece a todos os jogos é fundamental pra motivar os jogadores. Mas a grande maioria, que não vai a estádios por diversos motivos diferentes, também tem sua parcela de importância. Muitos por exemplo, não vão a estádios porque colocam a família e o trabalho como prioridade. Muitos não trocariam nunca um almoço de domingo com a família por ir ao estádio ver jogo. Mas não quer dizer que essas pessoas não sejam palmeirenses de coração. Portanto, meu caro, peço mais respeito com todos nós irmãos que temos o mesmo sangue verde correndo em nossas veias, herança sagrada de nossos ancestrais. Eu, como todo bom palmeirense, durante os 90 minutos, xingo, brigo, reclamo da arbitragem que há tempos nos persegue, vibro com cada gol marcado, e tiro um sarrinho dos meus amigos que torcem pra outros times, assim como tbm aceito as brincadeiras deles quando perdemos. Tudo isso em frente a TV, no sofá sim senhor, mas reunido com a "famiglia", que é o que mais importa nessa vida ! A familia sim é que vem em primeiro lugar. Desculpe o mau-jeito, e qualquer coisa que eu tenha dito que não agradou, mas assim como me senti ofendido, aposto que muitos torcedores que tbm leram seu post assim se sentiram. Espero ter sido o porta-voz de todos estes. E VAMOS PALMEIRAS ! SEMPRE ! Grande abraço ! E continuarei lendo seus posts !

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...

Barneschi,concordo que muitos tem que ir ao estádio, mas muitas pessoas moram longe da capital e fica muito dificil de assistir no estadio , além disso o preço do ingresso ajuda ainda mais afastar os torcedores

Anônimo disse...

Meu caro Barneschi,
Agora é com a torcida! Sabemos a diferença que ela faz. Sinto visceralmente que o meu time precisa mais do que nunca de mim, da minha presença, da minha luta, da minha crença, da minha paixão. O estádio é o nosso lugar. Lá e só lá!Juntos, fazemos a diferença. Juntos, poderemos mostrar a esse time fraco, o quanto esse clube é gigante! Juntos, nunca esqueceremos da nossa grandeza e das nossas glórias! Somos fortes! Não vamos nos acovardar agora! À luta, à batalha, lá no campo em que vencer é possível! Unidos, reverteremos a tragédia! à luta, palestrinos! Palmeiras, seremos mais verdes e estaremos mais unidos no momento que você mais precisa! Vamos lá, irmãos alvi-verdes!O Palmeiras é também a nossa família!Não podemos abandoná-lo nesta hora, assim como não se abandona os pais, assim como n~çao se abandona os filhos, assim como não se abandona os amigos! Essa é a nossa luta. Essa é a hora! Ao Pacaembu, juntos! Sempre! Palmeiras, paixão eterna!

César SEP disse...

baraba9

Concordo com vc, ano q vem na Libertadores vai ter um monte de nego se matando pra ir na Libertadores... sendo q no ultimo sabado a praça Charles Miller tava vazia.
Mas eh assim mesmo(infelizmente) depois tem gente q fala q o Brasil eh o pais do futebol. Pra vc ter uma ideia: a media de publico do santos nesse campeonato brasileiro era de 6 mil, quando o neymar tava nas olimpiadas. Sendo q tinha um monte de santista reclamando por ingresso na semifinal da Libertadores, pq venderam só pra socios e torcida organizada.

Como disse o Barneschi: torcedores oportunistas, vão tomar no cu!!

Geraldo Baista disse...

Po não moro em SP e por falta de opção eu sou um torcedor de sofá, concordo com muita coisa q vc falou, realmente tem cara q mora ai na capital se diz palmeirense e so vai no estádio pra gritar é campeão, mas assim como eu existem muitos q ficam distantes e sem ter condições de ir a todos os jogos por ano, da pra ir no maximo a uns 2 ou 3.
Cara é muito dificil ser torcedor do Palmeiras fora de SP, não fale de algo que vc não sabe, eu passei a minha infancia e adolescencia em Vitória-ES e sempre fui o unico Palmeirense da sala de aula e issu não foi facil cara.
Hoje melhorou temos até uma Sub-sede oficial da MV aqui em Vitória.
O amor que nos que estamos bem longe do Palmeiras sentimos não pode ser desprezado, faço questão de comprar somente produtos oficiais porque sei q é uma das formas que eu tenho de ajudar o clube.
Cara vc passou a sua vida todo indo no estádio, sorte a sua, não despreze o sofrimente de quem está longe sem antes saber como é dificil.

Luiz Fernando Sanchez disse...

É foda mesmo,Barneschi,os caras abandonam msm,o brasileiro médio tá pouco se fudendo pra esporte em geral.A sua série "País do Futebol?" é mais do que verdadeira.

Pra mim o problema não é nem o torcedor de sofá,se ele ficar na frente do sofá o ano todo pagando o PPV,ele está ajudando o clube de alguma maneira,o problema é o oportunista,por isso o plano de sócio torcedor dos gambás é bom,ele privilegia a assiduidade e manda o oportunista pra escanteio,espero que o nosso siga o mesmo modelo.



Anônimo disse...

Já reservei o meu pelo avanti! é vespera de feriado não tem desculpas!

Barneschi disse...

Olha, vou fazer uma explicação mais generalista, sem respostas específicas, de modo a contemplar todas as manifestações que já foram feitas aqui no campo de comentários:

Vejam, senhores, que qualquer um tem o direito de ser um “torcedor de sofá”. Isso pode acontecer por inúmeros motivos, por vontade própria (o cara que é acomodado mesmo e prefere ver o jogo pela TV), por impedimentos de ordem financeira (falta dinheiro para pagar o valor dos ingressos) ou mesmo porque o sujeito mora longe de SP. Não existe problema algum nisso tudo. Se for por vontade própria, eu me permito conceder a esta pessoa o tratamento que me parece mais apropriado, mas é direito do cara se portar assim e eu sinceramente não vou propor a ele que mude de uma hora para a outra.

Mas peço que atentem para o fato de eu ter definido o público específico a quem eu me dirigi: aqueles que foram contra o Grêmio pela Sul-Americana (e mesmo os que não foram, mas ficaram desesperados atrás de ingressos) e que decidiram que não era o caso de comparecer ao jogo do último sábado. Porque se o sujeito achou que era o caso de ver o time chegar à final e que não precisava fazer esforço para evitar o rebaixamento do mesmo time, eu me sinto no direito de dizer que ele não tem caráter. E digo isso com todas as letras.

Porque aí é uma questão de opção, de querer ir a um jogo e não a outro, e isso eu não aceito. Simples assim.

Obrigado

Barneschi disse...

E vejam bem: se o sujeito não tem o Palmeiras como prioridade, é justo que não seja tratado como prioridade pelo Palmeiras ou pelo restante da torcida.

Por fim, eu digo que trabalho mais do que 99% da torcida e dedico à minha família mais do que 99% do que os demais. Então nego que apela para isso invariavelmente está com desculpa esfarrapada. O tempo gasto para ficar justificando a ausência seria mais bem utilizado no estádio.

Rodrigo disse...

Caro Barneschi, eu fui um dos que foi na semi final contra o Grêmio, mas não pude comparecer ontem.

Explico: apesar de ser doente pelo Palmeiras, moro na divisa de MG/SP, a 200 Km da capital. Me dói muito, mas o máximo que consigo é ir em uns 2 ou 3 jogos por ano. Este ano mesmo assisti somente este jogo contra o Grêmio em Barueri, e o primeiro jogo do ano, contra o Bragantino em Bragança Paulista.

Admiro e muito os que conseguem ir na maioria dos jogos, mas infelizmente pra mim não dá. E eu sei que vc mesmo faz muitos sacrifícios acompanhando o Verdão pelo país.

Só pra complementar: este jogo de sábado contra o Grêmio tb foi aniversário da minha esposa. Se eu viajasse pra ver um jogo do Verdão, ela me matava. hehe

Só pra complementar: sou fã do estilo forte do blog... mesmo que algumas vezes a carapuça possa me servir, não fico ofendido não...

Abs

baraba9 disse...

Rodrigo,

A distância para chegar ao estádio não é desculpa para todos os torcedores. Afinal, dos 30 mil que estiveram em Barueri (isso sem falar nos que tentaram muito, mas não conseguiram ingresso) aposto que, no mínimo, uns 25 mil são torcedores da Grande São Paulo. E dos restantes, os que vieram de fora, esses acabam indo para outros muitos jogos durante o ano. Agora, nem metade desse total esteve sábado. É ridículo! Eu mesmo tenho alguns amigos que foram na semifinal/final e não se preocuparam em ir sábado, mesmo sem ter o que fazer. E certamente eu mando um "vai tomar no cú" para eles. Entendo (mas não concordo) o torcedor não apoiar durante um campeonato no qual o time está no meio da tabela. Mas quando o time precisa? Nem a pau!

baraba9 disse...

PS: ingresso garantido para quinta-feira!

bruzantim disse...

eu assisto em casa mesmo

gastar dinheiro para que???

esse monte de merda jogando no Palmeiras ai que está não valem o nosso apoio

jogam por dinheiro

ou voces acham que boa parte dos jogadores do Palmeiras tem algum sentimento pelo clube????

eu torcendo pela tv é igual a de ir nos estadios

vibração positiva do mesmo jeito

sou torcedor de sofá e dai???

algum problema???

sou tão palmeirense quanto voces ai do blog

Rodrigo Amato disse...

bruzantim, acho que vc tá no blog errado... vai lá no do Flavio Prado q vc deve encontrar mais dos seus...

Vinícius Andrade disse...

Barneschi:

Concordo com tudo o que você disse neste post. Estive em todos os jogos do Palmeiras na Copa do Brasil, gasto 500 reais por ano em produtos com a marca do Palmeiras; sou sócio do clube, sou sócio-avanti e, agora com o ingresso ficando em 20 reais até o fim do ano, estarei na grande maioria dos jogos aqui em SP até o fim do campeonato. Não pude ir aos ultimos por falta de grana, não tenho um grande salário, mas faço o possivel pra estar junto do Palmeiras. Quinta-Feira, ingresso comprado, estarei no municipal para ver o começo de nostra recuperação no brasileiro!!!

Abraço, parabéns pelo blog e SCOPPIA!!!!

Rodrigo disse...

baraba9,

Concordo com vc que a maioria imensa daquele jogo contra o Grêmio em Barueri deve ser da grande São Paulo.
E também acho uma filha da putice muito grande nego que mora em São Paulo e esteve naquele jogo e não foi sábado agora no Pacaembu...

Só escrevi pra compartilhar e dar um exemplo da minha situação. Porque eu mesmo morando no interior e indo os 3 jogos que vou por ano, escolho sempre jogo de meio de campeonato pra ir. Muito difícil eu ir em um jogo de decisão.

Eu mesmo sinto uma puta vontade de morar em São Paulo, só pra ter a chance de assistir os jogos do Palmeiras.

Abs

Leonardo disse...

Arquibancada a R$20,00! É a hora, palestrinos!

Barneschi, compreendo perfeitamente o seu ponto de vista, inclusive sou um dos palmeirenses que, com ingresso comprado, foi barrado pela Polícia Militar na semi-final da Copa do Brasil contra o Grêmio devido às complicações da partida, mas penso que cada indíviduo é responsável e consciente de suas decisões.

Eu faço a minha parte: ir a todos os jogos na Grande São Paulo mais alguns jogos no ano em outros lugares, mas não me sinto no direito de julgar um outro palmeirense.

Como disse, respeito sua opinião. Só possuo um ponto de vista diferente.

AVANTE, PALESTRA!

Geraldo Baista disse...

Boa cara, agora vc falou muito bem, relamente eu penso da mesma forma, o cara q mora ai na capital e fica escolhendo jogos pra ir tem q tomar bem no meio deo CU mesmo, issu é uma falta de respeito com os que querem e não podem estar devido a distancia...

Sempre vou respeitar este blog, pois tambem sou muito apaixonado por futebol, e consigo tempo pra trabalhar, pra minha noiva e familia, e tempo pra acompanhar tudo sobre o Palmeiras, mesmo que seja a distancia.