15 outubro 2012

Em pé

2012, julho, 11, Curitiba. Veio o tão esperado título, e meu irmão não estava por perto na arquibancada. Na confusão toda de 7 mil amontoados no espaço que comportava 4 mil, acabamos nos perdendo, e ele ficou em outro canto e no anel superior. O abraço de comemoração ficou para depois do jogo, nas ruas atrás do setor visitante do Couto Pereira.

2012, outubro, 11, Araraquara. O clima era ruim desde o apito inicial. Aliás, desde que se anunciou o local, pois aquele estádio, do jeito que foi erguido, não poderia mesmo deixar boas lembranças. Dessa feita, transcorridos três meses, meu irmão estava ao meu lado.

A bem da verdade, eu havia chegado já com a bola rolando, 10 minutos passados, mais de cinco horas de estrada depois do início da viagem. Para ele, a coisa foi ainda pior, chegando ao estádio no intervalo e 'perdendo' a completa nulidade que foi o primeiro tempo.

Sobrevivemos à etapa final juntos, em pé e na arquibancada - onde mais poderia ser? Pois foi assim, juntos, que vibramos com o título da Copa do Brasil de 14 anos atrás. Foi assim que comemoramos todas as vitórias que nos levaram à Libertadores. E também ao Paulista e a todas as grandes classificações que, ao final, não levaram a lugar algum. E foi assim também que vivemos juntos fracassos tão improváveis quanto retumbantes.

Dividindo a arquibancada acompanhamos vitórias grandiosas e derrotas vexatórias, sem distinção na nossa conduta e em canchas as mais diversas Brasil afora. Sempre juntos.

Para mim, para ele e para boa parte dos que estivemos em Araraquara na última quinta, ficou um sabor muito amargo, de uma derrota que, além de humilhante, foi mais definitiva do que muitas outras que foram mesmo definitivas.

Sim, o Palmeiras está rebaixado - e já estava desde o vexame em Araraquara. De novo, o que torna a situação toda ainda mais incrível, incompreensível e inaceitável. Foi rebaixado o gigante Palmeiras porque uma meia dúzia de criaturas desprezíveis se esforçou para que isso acontecesse. Caiu por uma somatória de circunstâncias, mas, para efeito de registro histórico, a queda será ilustrado pelo grotesco lance que levou ao gol único da noite de 11 de outubro de 2012.

(Outubro ainda. Muito cedo para que se pudesse decretar a morte de um gigante. Mas assim aconteceu...)

Consumada a sequência de falhas, nem era mais necessário ver todo o resto. A cobrança viria apenas como tiro de misericórdia, colocando um ponto final naquela caminhada trôpega e encerrando um triste capítulo de uma história gloriosa.

Nem bem o juiz apitou, dei um abraço tão apertado quanto sentido no meu irmão. Eu não disse nada. Ele tampouco. O silêncio se encarregou de dizer tudo o que precisava ser dito.

Talvez ele não tenha se dado conta, mas aquele foi o meu jeito de pedir desculpas. Porque, certo ou errado, me sinto responsável por tê-lo influenciado e por tê-lo transformado em uma figura como eu, tão obstinada quanto é possível ser. E as cinco horas da viagem que se seguiu à noite de Araraquara, dirigindo por entre estradas desconhecidas do interior paulista, foi das mais sofridas e angustiantes.

Mesmo com isso tudo, sei que ele, tanto quanto eu, se tivesse agora a oportunidade de voltar no tempo para fazer algo diferente, faria tudo igual. Porque, senhores, a dor é enorme, mas ela certamente não é maior que o sentimento de ter lutado em todas as canchas por onde esteve o Palmeiras.

É isso que nos diferencia e nos permite agora continuar em pé, de preferência para pisar na cabeça dos imbecis que, sem viver o futebol, querem fazer graça com o que não entendem.

Se é para cair, que seja ao lado do Palmeiras. Como fizemos também em 2002. Juntos, no cimento da arquibancada, em pé e lutando. Assim voltaremos.

###

_Tirone, Frizzo, Piraci e todos os responsáveis por terem feito as coisas chegarem até aqui: vocês vão pagar muito caro por isso tudo... Fiquem com o ódio de todos os milhões que fazem ser o Palmeiras ser o que é. Malditos sejam vocês e toda a corja.

_A despedida de Marcos não pode ser tomada como um evento para arrecadar migalhas - como está sendo. E, mais que isso, os responsáveis pela organização devem levar em conta a conjuntura da semana para a qual está sendo programado o jogo. Um ídolo histórico merece uma despedida à altura, com o povo e, de preferência, sem o peso de tudo o que está acontecendo agora. Reparem na data escolhida e no que deve acontecer no dia. Respeitem ao menos a história de um ídolo, seus putos!

_Antes que me perguntem sobre o estádio de Araraquara, recomendo o post do Conrado sobre o jogo em questão. Ali está parte do que eu escrevi sobre a nada simpática Arena da Fonte. Já tinha ido lá em 2010, naquele Palmeiras 0-2 Atlético/MG e tinha sérias dúvidas sobre como seria um jogo ali com público um pouco maior. Foi bem ruim, e o clima proporcionado pelo estádio não é nada favorável.

_Ir ao estádio de agora por diante já será um peso muito grande e então eu informo aos leitores que este blog ficará sem atualização até janeiro de 2013.

48 comentários:

Rodrigo Queluz disse...

Uma pena uma das maiores vozes de arquibancada se calar por tanto tempo. Não faca isso conosco Barneschi! Já será uma tortura imensa ver o Palmeiras em campo até o fim do ano.

Estive em Araraquara e não consigo explicar a sensacão que tive no apito final. Parece que testemunhei um assassinato. Não sabia se corria, se chamava a policia, se ia para cima dos responsáveis. Simplesmente parado, anestesiado!

Mas irei em tantos confrontos quanto me forem possíveis até o fim do ano. Pois irei para ver a camisa verde (sem limão por favor) e não uma corja de vagabundos que serão devidamentes esquecidos no curso da história.

Ricardo Lombardi disse...

ótimo texto, parabéns, Barneschi. Reflete o que o maioria dos palmeirenses está sentindo no momento.

Só acrescentaria o seguinte: o Palmeiras não foi até Araraquara porque quis. Esse jogo deveria ter sido no Pacaembu, com 30 mil pessoas (como foram os jogos contra Ponte e Sport). Sinceramente, não achei que a derrota para o SCCP merecia aquela reação da torcida. Era uma derrota previsível (e não era por causa dela que seríamos rebaixados).

Jogar em campo "neutro", para 10 mil, com o elenco que temos, não dá.

Geraldo Baista disse...

Po cara eu entendo a sua dor, se eu que moro longe já to sofrendo tanto imagina quem tá no estádio vendo de perto, o q é foda de não estar em SP é q ta turma de amigos só tem eu e mais 2 Palestrinos então viramos o centro da zuação, ai meu amigo tem hora q só na porrada pra impor respeito...

Queria pedir q por favor vc ñ pare de escrever no blog, pq aqui é um espaço de muito alento pra torcida palestrina cara, por favor não suma daqui

GilMackoy disse...

"Se é pra cair, que seja ao lado do Palmeiras." - sentimento compartilhado por muitos aqui.

Matheus Trunk disse...

Barneschi: suas palavras são sábias como sempre, representando toda uma nação de torcedores deste clube maravilhoso que é o Palmeiras. Porque os torcedores do clube somos nós que estivemos em Araraquara e não esses senhores que estão em cargos importantes. o Forza Palestra funciona como um refúgio de palestrinos. Espero que você não deixe o blog até janeiro porque eu entro aqui diariamente. E sei de outros amigos alviverdes que entram todos os dias. O ano está sendo duro infelizmente.

Paty disse...

Só de ver o título do post, já rolou uma lágrima.Estamos de pé, mas esfacelados por dentro.Um capítulo de extremos na nossa história.Alegria imensa, dor imensa,extremo descaso dos dirigentes com nós torcedores,com nosso clube, extrema tristeza com ídolos que se foram, extrema indignação com pernas de pau que voltaram.A dor é imensa, mas meu ódio também.Só espero que essa nova oposição,por quem enfrentei fila de duas horas prá votar, imponha o terror no clube,honre os votos que recebeu.Expulse todos esse vermes que tentam destruir nosso clube.E nós torcedores, verdadeiros como vc, ou nem tão verdadeiros, mas apaixonados como eu, seguiremos na nossa luta.
Sua ausencia será mais um duro golpe prá nós,como disse o amigo Rodrigo, ver uma voz da arquibancada se calar doi muito.Mas não me sinto no direito de pedir que não nos abandone, já pedimos demais que nos represente e que muitas vezes nos console.
E vamos em frente, como diz a música...
Nada vai mudar essa paixão.Nada vai mudar o nosso amor.Palmeiras minha vida é vc!!!

Anônimo disse...

Cara,
Duvido que vc vai conseguir ficar longe daqui durante todo esse tempo. Sei que vc se propões a fazer isso pela sua sanidade mental, mas essa doença é maior do que nós
Abraço
Frederico Costa

Jean disse...

"Se é pra cair, que seja ao lado do Palmeiras."

#Tamo junto!

Dias melhores virão. E Espero que seja antes de 01/2013. Assim fica menos doloroso ficar sem esse blog. A torcida palestrina precisa dele.

Anônimo disse...

Prezadíssimo Barneschi,
Nem lágrimas tenho mais para chorar, mas ainda ouso pedir-lhe: não suma deste espaço! Também somos seus irmãos(ãs) palestrinos(as) enão podemos ficar sem o seu abraço solidário e silencioso como esse que você deu no seu irmão, na arquibancada, repartindo a mesma profunda e inenarrável dor! Perdoe-me pelo meu egoísmo, mas você é uma luz no meio da nevoeiro, da noite escura! Grande, grande e afetuoso abraço, RM

tredenski disse...

o fiel e o anonimo ai de cima

voces já tomaram nos seus cus hoje??

não???

então tomem bem tomado, e com gosto

quem sabe voce gostem

rodrigo, pra mim é leitura obrigatória o seu blog quando eu entro na net

não faça isso

reveja essa ideia

estamos todos de luto

todos estamos sofrendo

e juntos

mas nao deixe de atualizar o seu blog

por favor

Anônimo disse...

oooooo barneschi no se vaaaaaa

eu sempre digo isso: o forzapalestra é o melhor blog de futebol que existe no brasil. uma das milhares de provas disso é que não só palmeirenses mas tambem torcedores de outros times entram aqui todo santo dia. forza barneschi.

abraço
gabriel uchida

Anônimo disse...

Podemos cair, mas não de AMARELO!!!!!!!!!!!

Frugiu

Anônimo disse...

Não era pra cair. Não podia!
Forza, Palestra!


Saudações rubro-negras,

Rafael

Anônimo disse...

Não pude ir a Araraquara quinta pelo trabalho.

Mas o sentimento no finalzinho do jogo ouvindo pelo rádio era de muita dor, e imaginei dos companheiros que lá estavam, com aquele sentimento de impotência, de não ter o que fazer!

Posso estar sendo extremista, mas só a violência resolve com essa diretoria e jogadores chinelinhos...

---

Infelizmente não formamos mais goleiros, no penalti do coritiba não tinha esperança nenhuma que aquele lixo que usa a 1 pudesse se quer pular certo na bola.


Raoni Machado

Rafael disse...

o símbolo definitivo para esse momento do Palmeiras é essa camisa amarela. uma maldita piada pronta. adidas, enfia a cor amarela no rabo!

Matheus Trunk, entro aqui todos os dias para ver se tem post novo. E todo final de dia, final de tarde e final de noite para ver os comentários dos irmãos. É o espaço mais palmeirense que pode existir, e ainda sim extrapolou seu sentido original e se tornou um lugar para até mesmo os que vestem outras cores lutarem ao nosso lado na resistência ao futebol moderno.

O Palmeiras somos nós!
OccupySEP
Primavera Palmeirense

@barneschinho disse...

Realmente passamos muitos momento juntos em vários estádios do Brasil, cada um desses momentos ficarão marcados em nossas memórias para sempre, agora chegou o momento de tentarmos ficar em em pé, sacudir a poeira e seguir em frente atrás do nosso ideal, da nossa paixão, do nosso destino de sempre seguir o Palmeiras pois tenho certeza que assim conseguiremos deixar um Palmeiras melhor para os nossos filhos, conseguiremos manter o Palmeiras gigante o que ele nunca deixará de ser, mesmo muita gente lutando contra ele continuará sendo o gigante que conhecemos.

Obrigado meu irmão por todos os momentos, por todas as alegrias, por todas as tristezas e decepções que vivemos juntos, eu me lembro do cada um deles.

Sempre estaremos juntos seguindo o Palmeiras.

Abraços do seu irmão e eterno companheiro de arquibancada.
@barneschinho

Anônimo disse...

Na real, Forza, vá curtir a vida, moleque. vá curtir um fim de semana com quem REALMENTE te quer bem. esteja certo de que não é o Palmeiras. às vezes teu sentimento pelo Palmeiras chega a ser de alguém que não tem mínima noção do que é sofrer de verdade. deixa de ser alienado e largue essa porra de fanatismo. não me leve a mal. fica a dica. abs

César SEP disse...

Não deixe de atualizar o blog não!

Esse é o ÚNICO espaço da internet em que os verdadeiros torcedores podem discutir, debater, pois só nesse blog existe a visão da arquibancada.

Forza Palestra - leitura obrigatória a todo palmeirense de verdade.

Abs

Ricardo disse...

bom, meu comentário não apareceu então vou tentar resumir o que escrevi hoje de manha:

as vezes eu fico meio emputecido com o apequenamento e derrotismo que alguns torcedores sentem em momentos como esse.

serie b? que os responsáveis por eu ter de aguentar jogos com qualquer merda da serie b paguem por isso.

mas temos de demonstrar com firmeza mais do que nunca que ano que vem é o momento de separar os homens das crianças...de separar também os oportunistas de final dos verdadeiros torcedores do palmeiras.

barneschi, você disse "Se é para cair, que seja ao lado do Palmeiras." eu tomo a liberdade de fazer um adendo: se é pra cair, que seja ao lado do palmeiras. e com os revólveres fumegando.

Luiz Fernando Sanchez disse...

Barneschi,belas palavras cara,eu tb estou sofrendo com essa porra toda aí,mas enquanto der vou acreditar,simplesmente por que a camisa com um P grande no peito vai ser maior que toda essa merda de rebaixamento,maior que esses beócios que dirigem o clube,enfim,maior que todos que passaram por esse sofrido clube,msm se cair pra série B C,D ou Z,estarei lá pra prestigiar essa camisa verde q nos deu alegrias e tristezas,fodam-se os que dizem que isso não vale a pena,fodam-se os torcedores de redes sociais,foda-se o torcedor de PFC,nunca te vi pessoalmente,mas vc será um desfalque muito importante na arquibancada,espero que reconsidere essa sua idéia.

Anônimo disse...

Meu por favor não pare de escrever eu acesso esse blog todo dia! os textos aqui nos dão esperança de dias melhores!

Marco disse...

Sobre a horrenda camisa amarela, saiu hoje no Estado:

http://blogs.estadao.com.br/antero-greco/2012/10/15/resgatem-o-verde/

E valeu Barneschi por levantar essa questão da despedida do Marcos. A incompetência da administração é tamanha que pretendem explorar ainda mais a torcida num evento tão importante.

Leonardo disse...

Identifiquei-me bastante com seu texto, Barneschi. Tenho 18 anos e meu irmão tem 14. O jogo de quinta-feira foi a primeira caravana em que o levei comigo.

Vejo no meu irmão muito do que vivi há apenas alguns anos atrás - o mesmo amor, a mesma paixão, o mesmo ódio; todos estes sentimentos fortíssimos e atrelados ao Palmeiras.

Hoje tenho certeza que, ao lado do meu pai, estaremos nós três por muitas centenas de jogos na arquibancada.

Leonardo disse...

Um grande abraço e, por favor, reveja esta decisão de não atualizar o blog. O Forza Palestra, independente do momento do Palmeiras, se tornou leitura obrigatória para mim.

Leonardo Nakamura

Barneschi disse...

Gostaria de agradecer a todos os comentários e manifestações elogiosas a este blog. Já disse isso em ocasiões anteriores, e reitero que é por isso que continuo escrevendo: porque sei que, embora poucos, os leitores aqui compartilham da minha visão de futebol e defendem o esporte da maneira como ele deveria existir para sempre. Agradeço por isso e por 'conhecer' o pensamento de cada um de vocês.

É importante ponderar que não deixarei de ir aos jogos. Nunca deixarei de fazer isso, e perder um jogo do Palmeiras em casa é algo simplesmente impossível de acontecer. Continuarei com a mesma dedicação de sempre, mas isso já será um peso enorme nesses últimos jogos de ano, uma vez que o rebaixamento já está mais do que consumado. Ainda assim, sigo lutando na arquibancada. Nada muda.

A questão toda é que, por uma questão de saúde e de sanidade mental, vou me abster de ficar aqui produzindo textos a cada dia mais repetitivos sobre a situação que vivemos e sobre a desolação que tomou conta de todos nós.

Aí é realmente uma questão de saúde, até porque o meu final de ano, por motivos pessoais (e muito bons, eles todos), será dos mais atribulados.

Acreditem, caros amigos e companheiros de luta: nada do que eu eventualmente vier a escrever aqui em 2012 será suficiente para aplacar a dor ou para esclarecer o que quer que seja.

Agradeço a todos pelos comentários. Alguns deles, confesso, me deixaram bastante emocionado. É realmente gratificante.

Seguimos na luta. Voltaremos.

Senador disse...

Belo texto... sou santista e torci (e torço) para que o Palmeiras não caia, embora esteja complicado. Mas o Palmeiras é grande, se cair voltará rapidamente. Força e torço para que a decisão desse hiato no blog seja reconsiderada.
abs.

Anônimo disse...

Vada a bordo, Tirone!
Vada a bordo, Frizzo!
Vada a bordo, Piraci!

Anônimo disse...

Meu vritual e querido amigo,
Entendo e compartilho perfeitamente os seus sentimentos. Meu velho e palestrino pai já me ensinava;"As grandes dores são mudas e solitárias..."! Somos milhões de órfãos, simbolizados no grande órfão de administração, seriedade, firmeza, coragem, competência, determinação: o gigante Palmeiras!
A luta continua! Estaremos juntos, irmanados pela imensa paixão pelo Palmeiras! Parafraseando o grande Nelson Cavaquinho: "O sol há de brilhar mais uma vez, a luz há de tocar os corações, do mal será queimada a semente, o amor será eterno novamente"! Que o mal que atinge o nosso Palestra, seja queimado na raiz! Grande abraço, irmão palestrino!

tredenski disse...

rodrigo

as atualizações do seu blog fará falta para muita gente

saiba disso

voce deixando de escrever no blog fará muita falta

já que voce dará um tempo

até 2013 então...

quem sabe o Palmeiras vivendo dias melhores...

quem sabe essa raça imunda que estupra o Palmeiras dia e noite sem camisinha e sem vaselina sejam defenestrados a pontapés....

até breve rodrigo

ROY KEANE disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
ROY KEANE disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...

KKKKKK
SÓ RINDO DESSE GAMBÁ!!!
TIME DA MODA E ADOTADO PELA MÍDIA, O MUNDO DA VOLTAS GAMBA..

UMA HORA A MIXA CAI..

ORGULHO DE SER PALESTRA SEMPRE, MESMO NESSE MOMENTO DIFICIL, PASSAR TODO DIA PELA MATARAZZO E VER O ETERNO PALESTRA ITALA, EM DIREÇÃO AO TRAMPO ME ANIMA. SABER QUE NUNCA PRECISAMOS NEM NUNCA VAMOS PRECISAR DE AJUDA DE NINGUEM PARA SERMOS GRANDES!

"NA SEGUNDA OU NA PRIMEIRA, PODE CRE QUE EU SOU PALMEIRAS!"

Raoni Machado

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
tredenski disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...

Só mesmo a inveja, a burrice e a mediocridade para justiticar os posts desses corinthianos, que tem um time patrocinado pelo poder público e pela "inteligentzia" dos atuais poderosos do país, para imaginar que com seus chistes rasteiros conseguem ofender ou apequenar o gigante Palmeiras! Pobres de espírito!Sigam com a sua eterna mediocridade e seus títulos comprados, e festejem com a mídia a proeza de terem se tornado o "time oficial do regime'!

Barneschi disse...

Cada publicação desprezível desta corja que pensa ser povo apenas reforça tudo o que somos e sentimos. Deixei os comentários liberados para anônimos por dois motivos: (1) porque muitos são os palmeirenses que, sem login em qualquer das redes aqui aceitas, preferem publicar seus comentários apenas com o nome, sem cadastro; e (2) porque os comentários anônimos e retardados de gambás sujos apenas reforçam o que somos e o que eles são.

Abraços a todos e obrigado

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...

Boa noite Barneschi, estive em araraquara, e suas observações são corretas, não ha mais clima para lamentações , no clube as oposições devem ser unificadas em prol do Palmeiras, ha muita conversa e pouca ação, o feudo malefico deve ser rompido, de uma forma ou de outra, ha muito que fazer, principalmente nas obscuras alamedas que servem para esconder uma corja maldita, capitaniada por mumu, o maldito, que não deve sobreviver mais as custas de uma degradação completa do maior campeão do brasil.
Por favor continue a nossa luta, em termos o futebol , com raiz e razão de sobreviver, da maneira que sempre foi e sera,a lealdade esta na arquibancada, sem duvida alguma.
Claudio Longo, sempre acompanhando o seu que é o melhor veiculo!

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...

O mundo da volta galinhada, tira onda agora mesmo...

"Em 93 nós ganhamos o Paulistão, foi em cima dos gamba FILHO DA PUTA..."

Raoni Machado

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Raoni Machado disse...

KKKKK

Ta malandrão, cola em blog que de nada tem a ver com vc, tira onda e pá. Pq nao assina pelo menos?

Deve ser gamba do sofa memo!

O MUNDO DA VOLTA GALINHA MALDITO!

Anônimo disse...

Mais cinco vitórias iguais a essa e nos livramos do pior! Nós, que temos o coração verde, insistimos em acreditar! Forza Palestra!

Frederico disse...

Sou de BH, atleticano, frequentador do mineirão desde os anos 80 e respeito muito o Palmeiras e a Mancha. Sei bem o que vocês estão passando. Sempre acompanho este blog, que considero dos melhores sobre o tema. Uma pena ficar paralisado este resto de ano. Abraços e união sinistra sempre. No mais, pau no cu dos bambis, daqui de minas e os de sampa.Abraços e união sinistra sempre.

acreano disse...

Na quinta a noite voltei chorando para casa...
No domingo a tarde a realidade bateu a porta...
ontem a esperança renasceu!!!
isso é espírito de torcedor.

Acabei de ler pela 30000000ª vez o seu posto do jogo de ida contra o gremio na semi da Copa do brasil para lembrar o porquê, o sentido de sofrer o que sofremos pelo nosso time, e tenho certeza que vale a pena!

Respeito a sua ausência...
Mas que faz falta suas palavras representando a nossa arquibancada de forma única... faz e faz muita!!!

abraços e muito obrigado!

@anakan

Anônimo disse...

Boa noite Barneschi, voce deve permanecer postando as vozes da arquibancada,seu trabalho tem um grande significado a todos que querem ter uma opinião objetiva do velho e radical futebol de raizes na luta e vibração autentica que é para muitos a verdadeira essencia deste esporte que rompe fronteiras de todas as atividades humanas nos ultimos cem anos!
Agora bom e velho amigo, a luta é para limparmos o clube do lixo humano que esta ha cerca de vinte anos , afundando uma Sociedade, que tem glorias e conquistas a serem respeitadas.
Claudio Longo que sempre cre que a Forza Palestra é uma otima opção para todos que amam o Palmeiras, PARABENS!

Anônimo disse...

Barneschi, você ainda vai postar denovo esse ano, eu sei, vai postar, chorando com a gente, de felicidade, por escapar dessa merda de rebaixamento!