25 junho 2007

Dá pra piorar?

Ao final do primeiro tempo, era este o diálogo por entre as grades que agora nos separam na arquibancada do Palestra:

"O que fez a Brisa até agora?"

"Atacou uma vez só..."

"... e fez o gol."

Simples - e eficaz - assim.

O Palmeiras, ao contrário, partiu para o ataque com ímpeto, mas sem a qualidade dos atacantes rubro-negros.

Pra piorar, o goleiro dos caras foi mais um daqueles que resolve fazer no Parque Antártica o grande jogo da carreira.

E vejam que o tal de Max fez, em uma única e infeliz tarde, mais do que Florentin, Alex Afonso e Cristiano jamais ousaram fazer.

Só que a fase não ajuda.

Como se não bastasse a incompetência, todo o resto dá errado.

Até mesmo o que deveria ser uma boa notícia, a contratação de um 9, desperta dúvidas.

Rodrigão?

Está longe de resolver o problema.

Enquanto isso, dois nomes que representam os fracassos da nossa diretoria se encarregaram de definir as coisas no Parque.

Mais um gol, bolas na trave, desespero, protestos.

E menos um tabu.

83 anos foram necessários para que a Brisa do Paraná alcançasse sua primeira vitória na casa palmeirense.

83 anos!

Tudo bem que estamos falando de um time pequeno, mas, do jeito que as coisas estão, a próxima não vai demorar assim tanto tempo...

***

E AGORA, FAZER O QUÊ?

Michael por Rick?

Edmundo por Luis? (pobre moleque, ironizado logo em sua estréia)

Tão difícil quanto compreender o que pretendia Caio Jr. com as alterações é ter de fazer alguma coisa com o que ele tem em mãos.

Não dá para culpá-lo.

E nem pensar agora em trocar de treinador.

Seria um retrocesso.

Mas algo precisa ser feito.

10 comentários:

Flávio Moraes disse...

Rodrigo, tomei conhecimento do seu blog através do site 3ªVV.
Compartilho o desgosto pela orda bambi e sua hisória imunda. Acho também que suas atitudes de incentivo deveriam ser pertilhadas pela grande maioria dos palestrinos.

Estive no jogo ontem e além da péssima atuação do time, me chamou muito atenção a atuação da torcida "entre grades". Não cantamos o hino, não fizemos festa antes do jogo, não gritamos o nome de ninguém... incentivamos bem menos do que outras vez, não inflamamos o estádio. No segundo tempo foi um show de reclamações e músicas contra tudo e todos, DURANTE O JOGO.
Protesto destes, que são os mais leais dos torcedores é extremamente justo e correto depois do jogo(e durante toda a semana), mas passar 45 minutos DURANTE O JOGO falando mal de tudo, não deveria fazer parte da nossa postura.

Já li isso aqui no blog e sei que você provavelmente não partilha desta atitude de reclamar durante o jogo. Infelizmente saí do Palestra mais chateado com isso do que com nossa péssima atuação.

Abraço,
Flávio

Barneschi disse...

Fala, Flávio!

Às vezes acho até que exagero nesse meu ódio aos bambis, mas é preciso sempre divulgar isso.

Já que a imprensa tenta passar uma outra imagem, alguém precisa colocar as coisas em seu devido lugar.

Sobre a postura da Mancha ontem, discordo totalmente do que foi feito - e concordo com você.

Foram 30 minutos de uma tortura infernal. Difícil saber o que foi pior, o 0 a 2 dentro de campo ou os protestos infelizes vindos da arquibancada. Tanto é que fiquei na minha, no meu direito de ficar calado e protestar apenas ao final dos 90 minutos. E aí nem havia muito o que dizer, tal foi o nível de tudo o que aconteceu durante o jogo.

Algumas músicas, por sinal, são lamentáveis. Outras até se justificariam, mas apenas depois do apito final.

Coitado do Luis, por exemplo.

O moleque apareceu ontem e já foi alvo de uma ironia brutal e grotesca (que partiu, diga-se de passagem, do povo que fica lá no meio).

Pior: ele acreditou.

Enfim, a coisa tá feia...

Pra você ter uma idéia: nem deu pra ficar triste ontem.

A derrota é pequena diante do que pode vir pra frente...

Abraços

Craudio disse...

Sábado será um jogo daqueles. Coitada da bola...

E sobre os bambis, é só ver o que fizeram com o denílson. Foi o jogador que deu mais dinheiro a elas. E tá treinando no porco pq foi desprezado. E o Raí quase teve que pagar pra ter seu jogo de despedida. Por fora, bela viola...

mancha z/s disse...

se naukm ganhar dos gambas quero ver quem segura a pressaum!!!!

Barneschi disse...

E só mais um comentário: nada contra o Diego Cavalieri, mas os dois gols que ele sofreu ontem são gols que o Marcos dificilmente sofreria.

Vejam só: é uma constatação e não uma crítica.

Craudio disse...

Cornetando...

morre mustafa disse...

FORA CAIO JR
FORA DELA MONICA

Luiz disse...

Porque ninguém atacou nada no campo ontem?

No momento atual iria cair bem uns jogos sem torcida, já que tem uma parte da torcida do Palmeiras que pensa assim: Já que a coisa está dificil, porque não ajudar a piorar!

Diante dessa rotineira conduta da nossa torcida, cheguei a seguinte conclusão: Enquanto a torcida do Palmeiras não aprender a torcer, ficaremos na fila eternamente, a não ser que surja uma nova Parmalat. Porque, hoje em dia, pra jogar no Palmeiras, só se for craque.

Quero ver o que será deste time, sem o Caio Jr...

marcelo_geral disse...

Também fui contra aos protestos da torcida. Mas o time não perdeu por causa disso. Já tava 2x0 quando começaram a chutar o balde, fora 2 minutos de protesto no intervalo.

Eu ainda acho que dá pro Caio arrumar o time, mas ele já demorou muito. Treinou 30 dias pra mostrar isso? Mesmo assim, não é só centroavante que falta. Time grande ficar 5 jogos sem vencer é foda. Mas acho que o clássico vem em boa hora.

A torcida ontem perdeu a paciência total. Talvez por ver que algumas coisas no clube tão mudando (depois de muito tempo) e esperão resultado no campo de imediato.

FURACÃO disse...

aew otario, e vcs sao o time q ainda nao conseguiu marcar gols na arena. vai dizer o q????