26 junho 2007

A Mancha e o povão

"Pelo amor de Deus, contrata um centro-avante!"

Este foi um dos cânticos entoados pela Mancha no domingo, durante a tortura que foi aquele segundo tempo.

O "Pelo amor de Deus" não foi à toa.

Bateu o desespero, e a torcida organizada, sempre contrária a protestos durante o jogo, perdeu a compostura. Entre o segundo gol da Brisa e o apito final, muitas foram as músicas (novas e antigas) contra diretoria e jogadores.

A Mancha se fez povão, e este se deixou contagiar de quando em quando, se não pelas músicas de violência, por todas as outras, em especial por aquelas que vinham acompanhadas de ironia.

A cisão entre organizada e torcedor comum deixou de existir, ao menos por uma tarde.

Pior para os dois lados, mais ainda para o Palmeiras.

Como um dos poucos que têm direito de freqüentar o espaço entre-grades, fiquei na minha, calado.

Ainda assim, entendo a reação da Mancha.

Se o clima já não era dos melhores, havia ainda o inconformismo por termos de nos submeter às absurdas exigências de PM, MP e FPF, que tornaram a nossa casa um lugar menos confortável.

A nossa casa!!!

Mexeram no nosso estádio, hoje quase um campo de concentração.

Aí as coisas se acumulam, e fica difícil segurar!

Como já fiz no estádio mesmo, deixo aqui uma proposta:

Retomemos o nosso lugar de sempre no Parque.

Se é pra ficar com essa palhaçada segregacionista, a solução é partir para a desobediência civil.

Voltemos ao meio do campo.

É o nosso lugar.

Sem faixa, sem camisas, sem bateria?

E daí?

Assim foi por quase 10 anos.

Todo mundo sabe que é a Mancha.

E todo mundo odeia a gente, com ou sem camisa.

Já que são estas as regras atuais, voltemos ao que era antes.

Não importa se seremos presos novamente por usar um boné.
Se é pra ficar do jeito que está, é melhor voltar aos tempos de clandestinidade.
Pelo menos as coisas eram mais claras.

E o apoio era maior.
Sábado vem aí!

É hora de apoiar!

19 comentários:

Craudio disse...

Tava pensando nisso no último jogo do Coringão. Mesmo não tendo havido nenhum tipo de separação, acho que é mais válido a torcida se fazer presente gritando 90 minutos do que aparecer com faixas, bandeiras e bateria, tudo isso acompanhado de um silêncio sepulcral.

Como vc disse, todo mundo que vai ao estádio sabe as regras e os lugares... E seria interessante deixar o espaço reservado às organizadas vazio. Em quem iriam colocar a culpa da "violência" os jornalistas esportivos???

marcelo_geral disse...

E com as grades, pra quanto vai a capacidade do Palestra?

Luiz - Uberlândia disse...

Olá Rodrigo.

Um salve também para o Vítor, Luigi xará Luiz e todos os outros irmãos Palmeirenses.

Por se tratar de semana decisiva, resolvi me manifestar, dizendo logo que:

1) - só importam 2 coisas:

1.a) - vencer o lixão da marginal s/nº; (sábado e a partida de volta)

1.b) - não cair.

no mais, não tenho mais nenhuma esperança. O elenco é medíocre, teimosia desta diretoria que - NÃO SEI PORQUÊ - continua pelejando com essa corja de perdedores, loosers (a saber: Sr. Caio Jr, jogadores provenientes do Paraná, wendel, pierre, leandro, florentin, william, francis, etc - tudo nego incapacitado para vestir a camisa do Palmeiras), que nos causaram prejuízos da ordem de R$ 5.000.000 com as 2 precoces desclassificações (paulistão e copa do brasil).

vencer sábado, vencer o jogo da volta e não cair. ÚNICAS prioridades deste ano.

abraços verdes,

Luiz, uberlândia

luiz - Uberlândia disse...

quando digo "não sei por quê"(?) quero dizer que já estou começando a desconfiar... sei não. seria preciso que jornalistas esportivos de mãos limpas fizessem uma investigação no Palestra do porquê pelejar com tantos jogadores deficientes.. nego que tá na cara que não tem futebol para estar lá.... que interesses são esses? do Palestra é que não é..

"Ah!.. vai pôr quem!?" porra, procurem que acha. Não achou o Max?
Eu mesmo já tinha assitido o DVD dele para trazê-lo para o Uberlândia Esporte, quando o mesmo atuava pelo Tocantinópolis, mas o América-RN pulou na frente. O cara não é ruim não e tava lá...

Existem mais um monte de jogadores no mercado, que viriam de graça, muito melhores do que aqueles deficientes que estão lá.. tô puto demais. Se não vencer sábado, sei não viu..

abraços verdes,

Luiz, Uberlândia

Amendoim disse...

Sobre deixar aquela merda de espaço que mais parece uma prisão vazio eu sou completamente a favor, tanto e que falei isso antes de entrar no estádio no domingo, foda-se a FPF, MP e foda-se principalemte esse bando de coxinhas filhos da puta.

Palmeiras EU TE AMO !!!!!

vitor disse...

grande luiz, td certo contigo, velho???
tava ouvindo a mondo PALMEIRAS e eles citaram um luiz de Uberlandia, era vc???

sobre não ficar no espaço reservado...não sonhem com isso.

JOGOS NO INTERIOR, JÁ!!!

Barneschi disse...

Luiz:
Seja sempre bem-vindo. Só aproveito para fazer um aparte: de todos os reforços (???) que chegaram para a temporada, o Pierre é o único que se salva.

Vitor, o pessimista:
Era só o que me faltava... você só pode estar de brincadeira!

Craudio disse...

Eu ia comentar sobre o Vitor, mas já se faz desnecessário...

Barneschi disse...

Já que o Vitor defende jogos no interior (foi a coisa mais absurda que eu li nos últimos meses), devo informar que ele não terá carona para o jogo de sábado, que acontece nesta capital. Vai pra Rio Preto, porra!

FORA VITOR!

luiz - uberlândia disse...

Olá Vitor!,

sou eu sim. tô enchendo o saco deles lá, mas meu lugar em SP é e sempre será aqui. Aqui vcs. me suportam e daqui eu nunca deveria ter saído, ao contrário de uns e outros por aí. Vamos ver se com a minha volta o querido Luigi também se arrependa e volte a soltar por aqui os seus petardos!

Rodrigo:

quanto ao Pierre, você tem toda razão. tá. vai. serve prum banco.. assim como o Martinez: serve como opção para uma mudança no curso da partida..

só sei que sábado é: vitória ou vitória. se não vencer, tiau caio jr.

obrigado pela paciência,

luiz, uberlândia.

p.s.: jogos no interior, já! hahahahaha!!!

luiz - uberlândia disse...

Ainda, para informação geral, tenho a lhes dizer que o Flamengo virá a Uberlândia (Flamengo x Paraná clube), por uma cota, livre de despesas, no valor de R$ 200.000,00 (duzentos mil reais). tenho absoluta certeza de que temos cidades aí no interior de SP que pagariam até mais para ter o Palestra jogando em seus campos. é uma boa, "a nível de" receita e "a nível de" descanso da pressão violenta que virá se acaso acontecer um empate ou um outro resultado senão a vitória, no sábado..

valeu!

Luiz.

Rodrigo disse...

Se quiserem, posso agitar a cessão do campo do Flamengo de Guarulhos para um jogo do Palmeiras. Já seria praticamente no interior...hehehehe

vitor disse...

ae luiz, vc como representante do PALMEIRAS aí em uberlandia, não sei se tem contato, mas poderia conversar com a diretoria do PALMEIRAS e com esses argumentos de receita falar pra eles levarem alguns jogos pro interior.

não precisa ser em BLACK RIVER, pode ser em Presidente Prudente onde ganhamos das bibas ano passado.

não qro q o PALESTRA jogue em RP só pra eu ir não, eu qro q ele jogue longe da pressão q até a organizada (q até ontem apoiava td mundo e do "nada" mudou d opinião) tá fazendo.

como disse pro luigi ontem, q mude a sede do clube pro japão e comece a mandar seus jogos lá....eu só qro ver o PALMEIRAS ganhar.

e graças a Deus, nos livramos do Michael, tava com medo de ser outro Lopes da vida.

uma pergunta nd a ver com o assunto: alguem aqui do blog viu o REAL FOOTBALL FACTORIES do Brazil???

JOGOS NO INTERIOR, JÁ!!!

vitor disse...

e as bonecas qrem entrar na justiça mais uma vez contra o PALMEIRAS...vamos ver ql será a punição dessa vez...leiam a reportagem.

http://www.futebolinterior.com.br/news.php?id_news=14053


JOGOS NO INTERIOR, JÁ!!!

Barneschi disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Barneschi disse...

É do conhecimento de todos que o Vitor vai aos jogos não por apreciar o que acontece dentro de campo, mas sim porque ele pode beber antes e depois dos 90 minutos (e são só 90, pois ele entra em cima da hora e costuma sair até alguns minutos antes para garantir um bom lugar no bar). Assim sendo, é natrral que ele defenda os jogos no interior. Desta forma, os 90 minutos de jogo podem ser vistos na mesa do bar, bebendo...

FORA VITOR!

luiz - uberlândia disse...

Rodrigo,

acho que, nesta altura do campeonato, 200 mil conto livres não era ruim não hein..

luiz - uberlândai disse...

Além do mais, tem toda aquela história: time grande, em cidade pequena ou de médio porte, incentivo nas famílias e nos corações locais, novos torcedores, novas ilusões (poxa, tenho uma foto com o Roberto Dinamite quando ele veio aqui..., seu eu não tivesse o PALMEIRAS NO CORAÇÃO certamente hoje eu seria um grande vascaíno. Hoje ainda temos Marcos, Edmundo). e 200 mangotes livres de despesas não era ruim mesmo...

abraços verdes,

luiz.

Craudio disse...

O próximo passo é cair num sofá...

Imagina a cena: o Obelix sentado no sofá e enchendo o umbigo de casca de amendoim...

Patético.