13 fevereiro 2013

A Libertadores terminou cedo

O Palmeiras se aproxima da estreia na Copa Libertadores/2013, a sua 15ª, e é difícil pensar em uma conjuntura pior do que esta que se apresenta. Dentro de campo, temos um time destroçado, desarrumado, sem padrão tático e com as poucas boas (?) opções fora de combate. O único respiro que tínhamos do meio para a frente nos foi tirado pela recém-empossada diretoria, em uma negociação que teve o efeito prático de mostrar a grandeza que se perdeu em algum momento da história recente. Sob o trauma de um rebaixamento vergonhoso, a torcida caminha sem rumo, sem casa, sem uma identidade mínima. E, vejam os senhores, às vésperas de estrear na Libertadores, ainda acontece isso no Carnaval.

(Mas, vale registrar, sempre haverá algum espertalhão para lembrar que "tem coisas que só acontecem com o Botafogo...")

Não esperem que a arquibancada faça a diferença agora - e mesmo isso seria insuficiente diante de tantos problemas. Não vejo muita perspectiva no momento, em especial porque predomina um misto de desconfiança (da torcida em relação a elenco, comissão técnica e direção) e rancor (entre diferentes setores da torcida).

Isso posto, é preciso lamentar especialmente certas manifestações de ditos palmeirenses, alguns dos quais vivem aí a exaltar o nome de vagabundos. Registro aqui o meu desprezo pelos que assim se comportam; o discurso por eles adotado é hipócrita, oportunista e até mesmo reacionário.

A Libertadores/2013 terminou para o Palmeiras antes mesmo do primeiro jogo. Das 15 edições com o alviverde na disputa, esta será a minha sétima do início ao fim - com presença em absolutamente todos os jogos em SP e em boa parte daqueles fora de casa. Mas o clima dessa vez em nada lembra a expectativa por uma competição tão importante. É muito distante da confiança de 1999/2000/2001 e até mesmo da esperança cega que nos movia em 2005/2006/2009.

A Libertadores/2013 é natimorta. Ela tem início amanhã, e o Palmeiras dá início à sua caminhada sem ataque. Vamos a campo sem sequer um jogador de frente, e isso evidencia bem o ponto a que chegamos. Sinto dizer, mas nem mesmo a camisa, a história e a tradição podem salvar um time nessas condições.

Notem que nem seria preciso ter a perspectiva de título para que a situação fosse melhor. Longe disso. Só o que queríamos era que nos permitissem lutar. Apenas e tão somente isso.

Ser palmeirense nunca foi fácil. Mas também não precisava ser assim tão difícil, sofrido e sem perspectiva.

###

_Este blog, os senhores sabem, não dá importância a jogadores. Eles são descartáveis. Mas essa situação específica que se desenrolou pouco antes do feriado representa um duro golpe na dignidade palestrina. Pouco importam os nomes envolvidos (pois são todos descartáveis). O que faz a diferença aqui é perceber a maneira como a negociação se concretizou: resolveram o(s) problema(s) do Grêmio e deixaram para o gigante Palmeiras uma bomba enorme. Ficou feio.

_Ingressos garantidos para os três jogos da primeira fase (pelo Avanti) em um minuto. Quando a coisa funciona, é o caso de elogiar.

_Até amanhã à noite na cancha municipal!

17 comentários:

Raoni Machado disse...

Concordo em gênero, numero e grau.

Porém posso ser muito burro, idiota ou sei lá, mas ainda tenho uma certa esperança (ou esperança cega).

De qualquer forma também já garanti meus 3 ingressos em casa e tentarei ir para Paraguai ou Argentina.

No mais, amanhã deve ser mais uma noite de angústia e sofrimento com o time e que de certa forma já nos acostumamos.

Alguma informação de ingresso para Domingo?

Abs.

Unknown disse...

Na parte da razão, teu texto abre meus olhos.
Só que sei lá, no fundo eu ainda acredito...
Estou com receio da primeira fase, mas caso passemos, creio que teremos boas chances.
De verdade, penso isso.
Mas, com chances ou nao, ingressos garantidos e passagem para Assunção também...
Sei que é difícil pedir isso, pois o time não da inspiração, mas post aqueles textos para armar espíritos...
Até amanhã. Fique com Deus!

Barneschi disse...

Peço desculpas, mas não consigo sequer pensar em um texto para armar espírito agora. Seria falso, entende?

Sobre domingo: sem informações ainda. Tem mais esse jogo ainda pra foder mais a nossa vida.

Jean disse...

Ser palmeirense nunca foi fácil. Mas também não precisava ser assim tão difícil, sofrido e sem perspectiva.

Barneschi, falou tudo cara!

Unknown disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Dan_Avventurato disse...

Estou tentando lembrar como começou o ano de 2003, para ver se comparando, poderemos ter alguma esperança. Já que no final, apesar de tudo, nosso objetivo foi cumprido.

Lembro que do carnaval até a pascoa a coisa foi brutal. Eliminação do paulista pelos gambás (o primeiro jogo foi um empate, exatamente numa quarta de cinzas, o segundo os lixos passearam). E pouco depois o trágico 7 a 2 pro Vicetória (antes já passamos pelo Criciuma com as calças na mão).
A depressão era grande tmb, perspectivas quase zeradas.

Oq aconteceu naquele ano para mudar, foi quando colocaram a mulecada para jogar. Coisa que esse ano não será muito possivel, pois a qualidade não é a mesma.

Oq sobrou para nos apoiar é a torcida. Só nela vejo esperança, mesmo que até nela, o golpe tenha sido cruel . Mas a história mostra que quando a gente abraça a causa, raramente não dá certo.

Abs

claudio longo disse...

Boa tarde Barneschi, ontem a noite assisti dois jogos da Taça Libertadores, e em poucos minutos vi dois destacados atletas que serviriam ao Palmeiras imediatamente, desta maneira não é possivel que estejamos nesta situação, é pura e clara incompetencia e sacanagem, ja que a pressa em negociar o argentino tinhoso e pirantra, demostrou agilidade de quem não tem compromisso com o clube.
Esta gestão esta fadada a ser outro fracasso, sendo evidente o despreparo e fragilidade em tomar posturas mais profissionais, impor taticas, buscar soluções, agir de forma transparente, buscar aproximação com que esta a anos nas arquibancadas, ouvir a massa torcedora que tem olhos e ouvidos em alerta sobre todos os assuntos pertinentes ao futebol,enfim ser Palmeirense fora do escritorio, ou colecionando `´porquinhos de pelucia´´.

Raoni Machado disse...

É de se elogiar mesmo a rapidez de conseguir os ingressos, porém há de se convir também que só foi tão rápido pq a procura esta baixa. Suspeito que não teremos 10.000 amanhã!

"Ser palmeirense nunca foi fácil. Mas também não precisava ser assim tão difícil, sofrido e sem perspectiva."
Imagina pra mim que tenho 2 irmãos gambás que acabaram de chegar do Japão! desgraça pouca é bobagem kkk

Quanto ao time, se perder os dois próximos jogos tem que mandar esse Kleina pra rua!

Amanhã e Domingo: Vamos Ganhar Porco!!!

GilMackoy disse...

Nunca subestimem a camisa verde. Essa mulecada pode entrar e arrebentar, vai saber.
Confio sempre na forza palestrina que move o GIGANTE.

Nicola disse...

"resolveram o(s) problema(s) do Grêmio e deixaram para o gigante Palmeiras uma bomba enorme"

Assim como fez o Felipão.

Caso o Fernandinho volte nas oitavas, e chegue um bom atacante, quem sabe. Domingo, empate é goleada...

Nicola disse...

E o Barcos é bom, mas não chega a ser um Alex Mineiro...

Nicola disse...

Lembrando que na final, ano passado, fomos campeões com Betinho sofrendo pênalti e marcando gol. Além de Daniel Carvalho tendo atuação razoável na decisão... Vamos dar MUITO trabalho, pode anotar.

Elmo Cordeiro disse...

Infelizmente chegamos a esse ponto, mas sinto dizer sou palmerence e se a fenix verde joga eu estou com ela, sou verdao e nao desisto nunca, posso ser burro sego oque for mas palmerence eu sou.

Elmo Cordeiro disse...

Infelizmente chegamos a esse ponto, mas sinto dizer sou palmerence e se a fenix verde joga eu estou com ela, sou verdao e nao desisto nunca, posso ser burro sego oque for mas palmerence eu sou.

Pedro Victor Galdino disse...

Assim como não tínhamos time para ganhar do gremio e do coritiba no ano passado, como também não ganharíamos do colo colo 2009 em Santiago, como não passaríamos do vitoria 2010 na sulamericana. Fracos Times Já venceram Libertadores, a camisa pesa.

2013 Estréia contra Sporting Cristal

Prass - Weldinho - Ramos - Henrique - Marcelo O - Vilson - Araujo - Wesley - Souza - Patrick Vieira - Vinicius

2009 Estréia na Pré contra o Potosí
Marcos - Fabinho C - Ramos - Danilo - Armero - Edmilson - Pierre - Cleyton X - Diego Souza - Willians - Keirrinon

Não Vejo tanta diferença entre os times, nosso grupo desse ano está muito mais fácil e naquele ano chegamos as quartas e por culpa do Obina e do Luxembrugo não fomos pra semi...

2009 LDU - COLO COLO - SPORT

2013 Libertad - Sporting C - Tigres

Vamos para as Oitavas e poderemos colocar mais 3 jogadores.

Com a volta de Valdivia chegaremos pra disputar o mata mata. E se chegarmos vamos ganhar. E quero Brasileiros, preferencialmente o Gremio ou os GAMBAS....

E para os pessimistas aqui tem um video para lembrar vocês da camisa que tem o time da Turiassu.

http://www.youtube.com/watch?v=JOBatJO0u2A

TEM QUE JOGAR COM A ALMA E O CORAÇÃO OLEEE OLEEE VAMOS A CANCHA PORRA AQUI Á PALESTRAAAAAA

Vai ser gol do ARAUJO Barneschi kkkkkkkkkkkkkk

CHUPA PIRATA...

SEP 1914
@pedrovictor10

Matheus Trunk disse...

Barneschi: só sabemos que somos Palmeiras em qualquer momento. Até nesse. A camisa jogará por ela própria. Força palestrinos!

Davi Roldan disse...

Eu não concordo com o que você escreveu, aliás, achei muito "amendoim".

Você querer manter um bom jogador (pq o Barcos está LONGE de ser craque) e se sacrificar pagando um salário alto, ao qual TODOS sabemos de que um time com UM jogador, esse UM jogador que não iria ganhar a libertadores sozinho, coisa que nem o Messi conseguiria jogando no palmeiras. Acho que a decisão mais acertada para ARRUMAR A CASA foi a do Brunoro e Paulo Nobre, não adianta ter uma TV de 85" na sala da sua casa, quando na cozinha não funciona o Fogão, a Geladeira e o resto da casa cheio de goteira, pode-se usar a mesma analogia, como se você pudesse comprar uma PORSCHE e tiver que estacionar na rua porque não tem garagem.

Uma diretoria não mostra trabalho em 1 mês.

Os caras tem 2 anos pra mostrar serviço, vamos fazer nosso papel de apoiar e torcer, pois é isso que somos, TORCEDORES!