27 julho 2011

Consumidores x torcedores

No Brasil e no exterior, empresas de todos os portes e segmentos buscam explorar o futebol atrás de retorno financeiro. A maioria faz isso de maneira predatória, sem considerar que o futebol tem uma cultura própria e sem respeitar o torcedor. Há empresas de fachada que obrigam um clube a mudar de nome ou de cidade. E mesmo grandes empresas, devidamente consolidadas em seus segmentos, acabam por tropeçar em investidas predatórias contra a cultura do esporte – lembro que só existe um esporte.

Tem empresa aí que lançou um clube e se viu obrigada a mudar o nome (que era o mesmo da empresa) devido ao boicote da mídia. Uma aberração que só não é tão grande quanto a tentativa de explicar a mudança, que normalmente caminha para a absurda lógica de comparar “torcedores” e “consumidores”. E aí vem uma argumentação construída à base de conceitos de branding, como se possível fosse conquistar novos torcedores/consumidores para o clube/marca.

Uma empresa busca consumidores. A lógica não se aplica ao futebol, como tantas vezes já demonstrado por este blog. Em sendo assim, deixo-os com um vídeo do grande Racing Club de Avellaneda, uma instituição centenária que, a julgar por alguns elementos de sua história, seria uma marca nada atrativa para seus "consumidores". Seria. Acontece que o Racing Club não é uma empresa e não se relaciona com consumidores; o Racing Club é um gigante com uma torcida apaixonada.



Por favor – e isso vale para todos os marqueteiros e empresários que resolverem um dia se aventurar no mundo do futebol –, não coloquem na mesma frase as palavras “torcedor” e “consumidor”. É um desrespeito. E não pensem os gênios do marketing esportivo que é possível criar novos “torcedores” a partir do nada. Não é. Não se cria nem se conquista um torcedor. É possível criar consumidores, mas não torcedores.

Futebol não é vôlei; futebol é coisa séria.

18 comentários:

Luan disse...

Também não suporto ficarem chamando torcedores de consumidores e times de "marca", me da nos nervos, é muito irritante. Palmeiras não é uma marca, é um time de futebol movido pela paixão de seus torcedores, que estão longe, mas muito longe de serem algum tipo de consumidores. Futebol não é um meio empresarial, é coisa séria mesmo como você diz, é paixão pura e incondicional das torcidas a seus times do coração. Levamos muito a sério mesmo, se o time perde, ficamos tristes e desapontados mesmo e se ganha a alegria é imensa. FUTEBOL É COISA SÉRIA! MUITO SÉRIA!

AVANTI PALESTRA

Luan disse...

Vi agora o vídeo do Racing Club e gostei muito, mas muito mesmo e acredito que isso poderia dar certo no Palmeiras, pois nossa camisa atualmente anda muito rebocada com patrocinadores, além da fiat no centro tem skill, unimed e as mangas com o horrível logo cor de laranja do bmg. Gostaria muito que nosso manto sagrado ficasse limpo de patrocinadores usando o mesmo tipo de negócio do Racing.

Abraços Barneschi!

AVANTI PALESTRA!

Anônimo disse...

Barneschi, a matéria da Folha existe sim. Pesquise por "Carlos Kamal", no google. É de 2008.
Eu não falei em nenhum momento de Parmalat, vc se confundiu.
Pelo visto, vc sente um certo "orgulho palestrino" das ligações fascistas dos primórdios, não é? Tal como o Luigi, que o chama pelo epíteto "Il Dulce".
Não sou o gremista que estava comentando, outra confusão.

Forza Palestra disse...

Não, não sinto esse tal orgulho que você apregoa.

Cesar disse...

Bela iniciativa do Racing!! Que sirva de exemplo para o mundo inteiro!!

Raoni Leal disse...

Futebol não é vôlei; futebol é coisa séria.

O Peñarol tbm nao tem logo nenhum na camisa, nao é?

mas afinal, o que significa "Dueño"?
nao entendi muito bem o que foi feito, parece como um comercial da empresa tirou o logo, to meio confuso xS

FC disse...

Emocionante...

Infelizmente não servirá de exemplo aos clubes, dirigentes, empresas e impren$$inha daqui...

Parabéns ao racing e seu patrocinador !!

Abrax,
FC

André Fix disse...

Forza,

importante essa dicussão. Parabens por finalmente ter trazido a MV para ser discutida. Não ha lugar mais apropriado. O Palmeiras precisa de uma MV agindo positivamente para o Palmeiras.

Compartilho a indignação com alguns comportamentos da MV, ou de pessoas em nome da MV. Assim como considero a falta de posicionamento político oficial da MV, um sinal de que as cabeças mandantes da MV se beneficiam (no pior sentido) desta omissão.

Felizmente, apesar dos erros de comportamento, a MV é muito importante pro Verdão. Quando atua em prol do Palmeiras (time e torcida) será respeitada e admirada.

Temor e pagação de pau tem vir das torcidas adversarias. Aqui é Palmeiras!

Espero que a liberação da bandeiras sejam um marco para uma nova fase da nossa torcida.

Forza Palestra disse...

Raoni,
“Dueño” significa “dono” mesmo. O lance aí é o seguinte: o Banco Hipotecario decidiu patrocinar o Racing e então devolveu para a torcida do time a propriedade sobre a camisa – que é o ativo mais importante de um clube. Ou seja: eles investiram uma grana pesada e abriram mão da exposição da marca na camisa do time. Para compensar isso, a torcida passou a criar páginas na internet e perfis para reconhecer a iniciativa da empresa, e então eles tiveram dois retornos indiretos: a divulgação por esses canais alternativos e a aprovação da torcida.
Abraços

Leonardo disse...

Não só o PAEC - que agora é Audax -, mas o Red Bull também infesta o futebol paulista. O pior de tudo é que é possível que estes times logo cheguem a Série A1 do Paulista, como chegou a aberração que é o Barueri. O tal time de Americana - que antes era o Guaratinguetá - disputa a Série B do Brasileiro. O antigo Campinas do Careca virou Barueri quando o time de lá foi pra Prudente, e agora? Provavelmente fecharam o time. O Comercial subiu para a A2 no tapetão, comprando a vaga de outro time.

É lamentável que tanta sujeira esteja presente no futebol paulista, bem mais do que em outros estados. Ao inferno com estes times biônicos!

Forza Verde disse...

Creio que a maioria, senao todos gostarao desse video:

http://www.youtube.com/watch?v=tfuNJpWCxvQ&feature=youtu.be

Cenas gravadas apos o Derby de Zurique, Suiça, entre FC Zürich x Grasshoppers Club Zürich.

A.C.A.B.

Forza Verde disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Forza Verde disse...

Será q esses caras aqui são torcedores ou consumidores? (pergunta retórica e irônica)

http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=0LIIRyqWNuA

Creio q as imagens falam por si só.

Raoni Leal disse...

caraca, entendi!

Ve se o BMG faz isso!
nem pra mudar aquela cor laranja escrota! =S

Anônimo disse...

Barneschi,

Recebi de uns amigos o link da notícia abaixo...

Olha a "pegada" do discurso do imbecil (não que desse pra esperar mais)...

O pior é que nesse tipo de manifestação fica claro o "conceito" de "futebol" que estão criando criar por aí...

É o futebol no caminho do fim, mesmo.

http://esportes.r7.com/futebol/noticias/em-nome-do-marketing-corinthians-quer-contratar-chines-ruim-de-bola-20110726.html?question=0

Gabriel, verde até o osso

Forza Palestra disse...

Gabriel
Essa notícia aí é mais uma aberração da mente deste imbecil marqueteiro dos gambás. E o cara é um completo retardado, porque se encarregou ele próprio de detonar a sua "brilhante ideia".

Filardi
Vou usar esses vídeos aí. Obrigado pelas indicações.

Anônimo disse...

Um imbecil, sem dúvida.

Mas não duvido nada do fundamento desse "conceito"... Que mesmo detonado pode até colar. Já que ninguém liga pra porra nenhuma mesmo...

Que porra é essa !!!

Abs

Gabriel, verde até o osso

Forza Verde disse...

Sempre a disposição meu caro! É um prazer. Siamo noi!