19 novembro 2006

Obrigado, Fortaleza!

Tamanha é a incompetência alviverde que só nos resta dizer isso.

6 comentários:

Fernando disse...

Filho da puta de incompetente do Picerni. Escrevi em dois blogs sobre isso, tamanha minha irritação. Dá uma olhada nos textos e fala comigo no MSN quando puder. Filho da puta de retranqueiro do caralho, vai treinar o Brasiliense!

vitor disse...

obrigado fortaleza!!!

como disse pra vc no tel, o fortaleza tem q subir ano q vem pra série A.
já q a imprensa gosta d falar dos times do NE, das torcidas, q tem q ter representante do NE na série A, q seja o tricolor de aço em 2008 com náutico e sport rebaixados.
fizeram 4 pontos contra os bambis e ganharam da ponte e do flu (no rio).

só pra constar, seu américa deu uma de náutico e se o paulista ganhar do brasiliense já era.

viva jorge mutt, autor do gol do joinville contra o PALMEIRAS na série b.
viva rinaldo
viva daniel frasson, esse é PALMEIRENSE.

Barneschi disse...

Apenas uma ressalva e uma nova constatação:

1. O comentário acerca do Fortaleza de volta à Série A deve ser creditado à sua pessoa. Eu apenas concordei, na empolgação pela vitória dos caras. Vai por mim: eles nos salvaram. Ficamos devendo essa.

2. Daniel Frasson merece um busto no Parque Antártica.

Barneschi disse...

Porra, e como é que você foi lembrar do autor do gol do Joinville na Série B contra a gente?

mancha z/s disse...

picerni filho da puta de retranqueiro de merda..... vtnc!!!!!!!!!!!!

marcelo_geral disse...

Se a Ponte ganhasse ontem, como ia ficar pra gente ganhar de um carioca lutando pra não cair, no rio, na última rodada?
Ponte e Palmeiras fazem a disputa mais emocionante do campeonato...quem tem mais vontade de cair pra série B.
Picerni cagou, assim como villar, leão, etc, etc. Treinador no Brasil pra mim é tudo igual, ningué manja porra nenhuma de tática, padrão de jogo, jogada ensaiada. Exceto o mal-caráter do Luxemburgo.
Para 2007, já adiantamos a verba da fpf, globo, talvez adidas. A previsão pro ano que vem, é pior do que nossa situação de hoje, se isso é possível.