25 março 2007

A guerra continua...

FPF, MP, PM e o próprio Santos FC fizeram - e bem - cada qual a sua parte na guerra travada contra as torcidas organizadas. O cenário estava montado para um domingo caótico e, talvez, definitivo. Ao que parece, no entanto, tudo transcorreu bem. Por milagre, escapamos.

E aí a TV Gazeta (leia-se aquele jornalista safado), frustrada por não poder exibir imagens sangrentas, continua com sua panfletária campanha contra o torcedor de futebol (não só o organizado).

Neste domingo, eles chegaram ao cúmulo de apresentar uma denúncia bombástica contra a venda de bebidas alcoólicas em frente ao Palestra Itália. Reportagem nojenta, escrota e mal conduzida. Trataram a venda de cerveja na Turiassu, algo tão tradicional, como um crime. E dá-lhe discurso reacionário.

Depois emendaram imagens do Metrô Barra Funda, o epicentro de todo o provável caos. De significativo nada houve. Restaram urubus aconselhando um pai a tirar as camisas do Santos dele e do filho. E só. A chamada, no entanto, gritava: "Tensão no Metrô com o encontro de torcidas organizadas".

Por fim, uma matéria abordando o suposto encontro de palmeirenses - aquela é nossa casa! - e santistas hoje. Nada houve de fato, mas aquele jornalista safado chegou a fazer troça do fato de a nossa sede estar localizada em frente ao portão principal do estádio. O que ele tem a ver com isso, porra?

Tudo somado, o que temos é um verdadeiro desserviço ao torcedor e ao futebol. É por causa dessa gentalha que ontem o Palestra teve a sua primeira vez sem as barraquinhas de pernil e calabresa.

Típico de quem não vai ao estádio.

A guerra continua...

***

EDMUNDO, DE NOVO!

Duas assistências e um belo gol. Edmundo é o cara. Sempre!

***

FALTA 1!

Que venha daqui a uma semana, no Maraca!

23 comentários:

Craudio disse...

Num foi pro Rio mané???

Pensei que o baixinho parou nos 999 pq tu tava lá. Pé-frio do caraio...

Anônimo disse...

Sem as barraquinhas de pernil não é a mesma coisa, é tradição não conheço uma única pessoa que vai ao estádio e não come um lanche.
Eles deveriam arrumar o que fazer e deixar o que tá bom em paz.
Fora que estão tirando o sustento e enumera famílias.

Barneschi disse...

Pois é, japonês. Estava tudo planejado e esquematizado, mas a madrugada de sábado para domingo reservou imprevistos que me impediram de seguir viagem...

Craudio disse...

Já sei, foi pescar no Parque Trianon com um michê...

Rodrigo disse...

Hahhahahahahahahahahaahahaaha


Sobre o post: até onde eu sei (e me corrija se eu estiver errado caro Barney, afinal vc já esteve lá) na Europa se vende cerveja até dentro dos estádios.

Essa tentativa de associar a violência à bebida - como maior culpada pelos casos de homicídios e agressões, o que sabemos que é mentira - não é de hoje. Senti isso de perto quando fiz meu TCC, sobre a água dos deuses: o preconceito era enorme. Mas, se tratando de televisões sensacionalistas e apresentadores abutres, qualquer desculpa esfarrapada é válida para que a sua tese absurda tenha fundamento.

Em tempo: Edmundo e Romário é meu ataque titular na seleção. Alguém aqui discorda?

Barneschi disse...

Japonês,

Se você faz isso, aí o problema não é meu...

Rodrigo,

1. Vende-se cerveja dentro dos estádios europeus sim. É o que acontece também no Maracanã (na própria arquibancada), e a violência não é maior por isso.

2. Nem vou falar muito porque as pessoas costumam de me chamar de louco só porque eu defendo a escalação do Romário pelo menos até a Copa de 2018.

filipe disse...

Antes desse pessoalzinho resolver acabar com a arquibancada e com os torcedores em geral (o negócio é camarote. naquele antro, o estádio estadual, tem um camarote. vendem uisque, amarula e até frangélico que é bebidinha de moça descompromissada...) se bebia muita cerveja e as pessoas assistiam felizes a um jogo de futebol. O problema é que o futebol tira a gordura do sofá, e ontem tinha um monte lá no Pacaembu. E essa gordura é a audiência. Precisam mantê-la em casa (e, por ironia pura, hoje em dia é melhor que fiquem por lá!!).

Em todo o Brasil se bebe cerveja dentro do estádio. Aqui, não.
É a mentalidade chuchu (aliás, a entrevista dele hoje no estragão e na trolha tá de foder... embrulha o estômago, dá asco...).

Porra, Palestrino, você não foi ver o baixinho??

Baixinho em 2018 é sacanagem... Interessante é a esposa atual dele...

Craudio disse...

VOLTA LUIGI!!!

andré pozzini - spfc disse...

Que dizer que esse gambá japonês é pederasta?

Já imaginava. Nunca vi um corinthiano desejando boa sorte pra porco. Só aqui. Isso é coisa de viado!

Do mais, dessa vez eu concordo com alguma coisa por aqui. Não vender cerveja na porta de estádio é um absurdo.

Pra completar, me corrijo: o sul da Itália não é um lixo. O IDH do sul da Itália é um lixo. Napolitano não é gente. Siciliano, muito menos.

Craudio disse...

Que foi gato? Tá querendo algo a mais? É bem a cara dessa laia que vc defende.

Se quiser, me liga. Mas só topo se você me fizer um belo oral. Ah, sou só ativo, mas pelo time que você torce, você provavelmente vai gostar...

Empina a bundinha, bambi!

Barneschi disse...

IDH?

Ô bambi alienado, você sabe qual é o IDH do país em que você vive?

Vem querer pagar de milanês aqui e se esquece que mora no Brasil?

A Camorra vai pegar...

Rodrigo disse...

Esqueci, claro:

VOLTA, LUIGI!

vitor disse...

parece q o Edmundo por 3x (nas 2 assistencias e no gol) procurou um cidadão de laranja no meio da torcida pra mandar aquele tradicional "CHUPA LUIGI", mas acabou desapontado ao não encontrar o msm.

VOLTA LUIGI

vitor disse...

ae Rodrigo, acho q era uma boa repassar os jogos d cada um na temporada...pelo menos os jogos em casa.

andré pozzini - spfc disse...

hahahahahahahaha

O japonês cearense assumiu que é viado.

"Ah, sou só ativo..."

Diante de tal afirmação, não preciso nem me estender muito. Homem que gosta de homem é viado.

Japonês VIADO!

Agora pro maiale di merda:

O IDH do Brasil é uma porcaria. E daí? Onde eu disse que é bom? Eu moro em Barueri e estou satisfeito com o IDH daqui da minha região.

E eu não pago de milanês não. De milanês não tenho nada, além do fato de ter morado por 1 ano e 9 meses na cidade, aproveitando uma oportunidade profissional que me surgiu.

Do mais, soa contraditório um sujeiro que tira foto de costa e com um troço branco na boca, chamar alguém de bambi.

Barneschi disse...

Barueri, é? Logo vi. Só podia ser um playbozinho de merda. E ainda me lança um "estou satisfeito com o IDH aqui da minha região"?

Ô, filhinho de papai, em que mundo você vive? Alphaville (ou Tamboré, sei lá de que porra você é...) é um mundo à parte? Toma vergonha na cara!

O "troço branco" é um ingresso para um Palmeiras x SCCP. A foto foi tirada em circunstâncias especiais, já explicitadas aqui.

Ah, você nunca teve contato com um ingresso? Desculpa então...

Craudio disse...

Vejam que frase:

"O japonês cearense assumiu que é viado."

O cara consegue, do alto de sua arianidade, mostrar 3 tipos de preconceito numa única frase. Coisa para poucos. Digno de um Guimarães Rosa.

Bambi, entenda: vc me chamar de viado ou cearense em nada afeta na minha vida. Já para você parece ter alguma importância. Me mande seu e-mail. Aí eu te respondo com um monte de fotos minhas pelado, de pau duro, pra você apreciar... E aí você vai ver que nem o japonês é apropriado para mim.

Bejos, querido!

andré pozzini - spfc disse...

Playboyzinho de merda?

Você, então, deve ser um maloqueiro de heliópolis ou guaianazes, certo?

O troço branco é um ingresso? Putz...
Eu já tive contato com ingresso sim, mas contato manual e não oral. Mas cada um com suas manias...

Essa anomalia nipo-cearense, por exemplo, está me convidando pra trocar fotos gays por e-mail. Eu só posso lamentar que existam seres desse tipo. Mas é aquela questão do IDH...

Barneschi disse...

Vila Monumento, Ipiranga, com muito orgulho.

O problema não é morar em Alphaville, mas sim se orgulhar disso e achar que uma pessoa é melhor que a outra porque mora em um oásis de IDH elevado. Grande merda!

Craudio disse...

Bambi, tô esperando. Até agora nada de email...

filipe disse...

Não é só a Camorra não, Palestrino.
A 'Dranghetta também.

Craudio, você inibiu a mocinha. Pelo menos já se sabe que é um preibózinho viadinho que acha que tem a vida ganha só porque mora em arfavili... Sendo que em volta de arfavili tem toda uma Itapevi, Osasco, Barueri (FAVELA)... Um dia esse povo todo ainda sai em levante. Aí quero ver a carinha da mocinha arrombadinha bambi...

"´Dranghetta, Camorra ed Mafia
È società organizata!
´Dranghetta, Camorra ed Mafia
Sicilia, Napoli, Calabria onorata"

andré pozzini - spfc disse...

Agora apareceu um simpatizante da Camorra.

O pior é que o cara deve achar um máximo a Máfia mesmo.

Ai, ai, pobre IDH brasileiro/napolitano.

filipe disse...

"um máximo"...
bambi é uma merda mesmo.

E só prova que não conhece porra nenhuma de história, mesmo.
A Mafia, a `Dranghetta e a Camorra são responsáveis diretas pela libertação de um povo, e portanto tem uma função social, coisa que bambi nnca vai entender por ser limítrofe.
Dominação, exploração e crime foram consequências inevitáveis.
Há oito séculos a Sicilia (para pegar um exemplo) sofria alternadamente a invasão e a carnificina de normandos, francos, sarracenos. Se não fossem os padrone mafiosi, o povo siciliano teria virado justamente o que vocês bambis são: massinha alienadinha de gentalha escrota.
Sangu i onuri determinaram a permanência do povo enquanto povo, para o bem ou para o mal. A história que você conhece é a roliudiana, e ela, para sua informação, é fantasia. Existe uma bela etimologia para essa palavra (phantasìa), um conceito estóico, que não vale a pena contar para bambi. É jogar ouro na lama.

Seu IDH não "contabiliza" o grau de conhecimento histórico?
Evidente que não. Você não conhece a história do seu próprio país. Muito menos da corja pela qual empina a bundinha no sofá para assistir àquela merda que criaram para babacas como você, que chamam de "clube".
Gaiola das loucas do caralho.