14 março 2007

São Marcos e a tempestade

*Por Luiz Fernando Bindi, do Distintivos.com.br

Um trecho de um poema de autor gaúcho diz: "e num dia de tempestade, para quem eu vou correr?".

Nas duas maiores tempestades que o Palmeiras viveu (semifinal da Libertadores de 2000 e Segundona de 2002), os palmeirenses sabiam e souberam para quem podiam correr.

Marcos, nome no necessário e justo plural, aquele que chora quando o Palmeiras perde.

Marcos, aquele que age no campo como se estivesse na arquibancada.

Marcos, que levou Tuchês, Alexandres, Galeanos e Guerreiros nas costas, ombros e braços.

Marcos, que levou palestrinos nas costas, ombros e braços.

Os braços de Marcão são os braços dos palmeirenses, esticados para alcançar um amor que só o palestrino explica.

Esse braço que um dia carregou a bandeira do Brasil campeão do mundo.

Que nessa tempestade, Marcos saiba para quem correr.

Nós, palestrinos, corinthianos, jornalistas, geógrafos, aprendizes de goleiro e aprendizes de gente.

Nós estaremos aqui, Marcão.

Essa tempestade passará.

Sempre passa.


***

*Queria ter escrito algo sobre São Marcos, ídolo intocável de toda uma geração, mas não soube por onde começar. Luiz Fernando Bindi, palmeirense também, o fez por mim. E o texto acima diz muito. Não só por Marcos, mas também pela certeza de que a tempestade, por pior que seja, há de passar. E o sol logo volta a brilhar...

14 comentários:

Craudio disse...

Pode até parecer contraditório e talvez o que eu escreverei aqui possa ser motivo de chacota ad eternum. Mas eu, corinthiano até a vigésima reencarnação, não odeio o Marcos e estou, sim, muito triste com essa má sorte dele.

Deveria estar triste pela má sorte de Nilmar. Mas pra ele não estou ligando, haja vista seu desejo constante de ser negociado. Mas com o Marcos não. Ele é um cara que, apesar de totalmente identificado com o palmeiras, tem um carisma que vai além da torcida verde.

Ele foi o responsável por uma das maiores tristezas da Fiel torcida. Mas naquele momento - e até hoje -, não senti ódio do arqueiro palmeirense. Fiquei sim, com ódio do nosso último ídolo, o 7, o autor de mais de 200 gols com a camisa do Todo-Poderoso.

Revirei a cabeça para achar explicações e a única pista foi de encontro ao quesito caráter. Marcos tem caráter, coisa rara no futebol. E, acima de tudo, ama realmente o clube que defende. Assim como já tivemos - e até o supracitado 7 se enquadra aqui - lá no Pq. São Jorge. Marcos representa em campo o que o torcedor quer ver. E essa vontade e paixão transcendem os limites palestrinos.

Reitero: odeio o palmeiras. É o grande inimigo. Mas, acima de tudo, estamos falando aqui de uma pessoa. E esse cara conseguiu algo para poucos: é uma unanimidade. E olha que eu nem falei sobre o Marcos da seleção brasileira...

Sorte ao arqueiro alvi-verde.

Rodrigo disse...

Faço minhas as palavras do japonês acima!

mancha z/s disse...

FORCA MARCOS!!!!!!!!!!!!!!!!!

morre mustafa disse...

mto bom o texto, barney...

VITOR disse...

belo texto.

e o q o craudio disse é vdd...o cara é adorado pro todas as torcidas...infelizmente alguns palmeirenses não sabem reconhecer esse grande ídolo.

FORZA MARCÃO

Luiz disse...

Belo texto!!!

Na mesma linha do que o Vitor disse... tem torcida aí, que já conseguiu a proeza de xingar o Marcos...

Sabe o que eu falo né Rodrigo?

Abraço!

Luiz - Uberlândia disse...

Marcos, você é exemplo de profissionalismo, amor à camisa e superação. Vamo na fé! daqui há alguns dias vc. estará de volta, trabalhando firme pela SOCIEDADE ESPORTIVA PALMEIRAS!!

2) - Rodrigo,
apenas para registro e conhecimento de alguns frequentadores do seu blog (acredito que vc. saiba..): O Clube Atlético Mineiro por diversas vezes foi ajudado com dinheiro público. Uma vergonha. Para se ter uma idéia, uma de suas sedes foi desapropriada (recebendo, logicamente, pelo valor da desapropriação) e depois doada, novamente, à referida agremiação.
Conto isso porquê lendo um comentário num site de Palmeirenses legítimos, descobri que outro time também é uzeiro e vezeiro neste tipo de expediente. Permissa vênia, segue inteiro teor do comentário. Vejam:

"Comentário de raul bianchi :
Quarta, Março de 14th 2007 at 4:32 pm
este texto foi retirado do site da academicos da savoia e foi postado pelo nosso amigo marcello damianovich….tomei a liberdade de posta-lo aqui.,…intessantissimo:

POR QUE A IMPRENSA BAMBI NÃO DIVULGA ISSO?
Caros amigos, segue abaixo um resumo do que é o Bambi F.C. o queridinho da imprensa, o que me intriga é por que isso não é divulgado?

SPFC E SUA HISTÓRIA OBSCURA.
VOCÊ SABIA…

=======================
AS FALÊNCIAS
=======================

- Que o Bambis foi fundado em 1930 e faliu em 1935 por dívidas acumuladas ?

- Que diante da enorme dívida os dirigentes sãopaulinos liderados por Paulo Machado de Carvalho sugeriram extinguir o clube e serem incorporados pelo Clube de Regatas Tietê, que pagaria as dívidas e ficariam com o patrimônio do clube, incluindo a Chácara da Floresta, vizinha ao C.R.Tietê ?

- Que alguns sócios se rebelaram contra a decisão, mas acabaram aprovando a fusão em Assembléia, pois do contrário teriam que assumir a dívida, e com a incorporação pelo Tietê, se livraram dela ? [Assembélia realizada em 14/01/1935]

- Que desta forma, o título paulista de 1931 pertence legal e oficialmente ao Clube de Regatas Tietê, que usou o nome de “C.R.Tietê-Bambis” até 1940 ? e que existindo o clube até hoje, este permanece como detentor oficial do Paulista de 1931 ?

- Que em 1935 o atual Bambis foi fundado, sem dívidas, mas também sem qualquer patrimônio ?

- Que o time era tão fraco que nos dois primeiros anos terminou o Campeonato Paulista em 8º [1936] e 7º [1937] ?

- Que o que salvou o clube de uma nova falência foi a fusão em 1938 com o C.A.Estudantes da Mooca, que tinha um elenco muito melhor. O novo time titular foi composto com 9 atletas do Estudantes e 2 do Bambis, que passou a mandar seus jogos na Mooca, sede do Estudantes ?

- Que para “ajudar” financeiramente o Bambis, em 1938, Palestra e gambazada disputaram o famoso “jogo das barricas”, assim chamado pois colocaram barricas na entrada do Palestra Itália para o povo jogar dinheiro. Os dois clubes nada receberam e ainda doaram a renda para ajudar o Bambis a pagar suas novas dívidas ?

- Que neste “Jogo das barricas”, Porfírio da Paz - Presidente do Bambis, andou no meio das torcidas adversárias com uma bandeira esticada, para que os torcedores atirassem algumas moedas para ajudar o Bambis ?

================================
A TOMADA DO PATRIMÔNIO ALHEIO
================================

- Que em 1942, com apenas 7 anos de vida e sem patrimônio, foram salvos pela II Guerra Mundial com a entrada do Brasil declarando Guerra ao Eixo ?

- Que vislumbraram no decreto do governo permitindo a desapropriação de patrimônios de súditos de alemães, italianos e japoneses [1942], a grande oportunidade de obterem o patrimônio que sempre desejaram, mas nunca conseguiram de forma honesta ?

- Que após a desapropriação de bancos alemães e cias aéreas, a possibilidade de tomar o patrimônio dos italianos se mostrava real ? animando os sãopaulinos e assustando os italianos ?

- Que tentaram a todo custo se apropriar do Palestra Itália já que o Brasil havia declarado Guerra ao Eixo, e o governo havia baixado decreto permitindo a desapropriação de patrimônios de súditos de alemães, italianos e japoneses ?

- Que usando a influência e relacionamento com os ditadores que governavam o Estado e o Esporte, exigiram que o “Palestra de Bambis” mudasse de nome, sob a ameaça de tomada do clube, mesmo sabendo ser Palestra uma palavra “grega” ?

- Que na semana em que o Palestra mudou de nome, de Palestra para Palmeiras, os dois clubes se enfrentaram em final histórica e épica no Pacaembu, valendo o título de “Campeoníssimo”, e que o Bambis acabou fugindo do gramado para não ser goleado pelo Palmeiras ?

- Que não conseguindo tomar o Palestra, se contentaram com um alvo mais fraco, a “Associação Alemã de Esportes” também conhecida como “Deustsch Sportive”, que ficava na região do Canindé, e com a ajuda da ditadura, ganharam finalmente uma Sede em 29/01/1944, registrando a escritura em Cartório de propriedade de Cicero Pompeu de Toledo.

================================
A MARACUTAIA DO MORUMBI
================================
Voce sabia ?

- Que em dezembro de 1950 a Imobiliária Aricanduva [cujo dono era o Adhemar de Barros] conseguiu empréstimo do Governo do Estado [o governador era o próprio Adhemar] para terraplanar e criar toda a infraestrutura em uma gleba na região do Morumbi ? Um escândalo de corrupção na época, dentre vários do Adhemar, que viria a ser cassado anos depois. O bairro com todas as benfeitorias passa a se chamar justamente JARDIM LEONOR, nome da esposa do Ademar de Barros.

- Que em dezembro de 1951, um ano depois, o Bambis convidou Laudo Natel [político ligado a Adhemar de Barros] para tesoureiro e este negociou a compra de 68 mil m2 na região, e “ganhou” (!!) do Governo do Estado mais 90 mil m2, isso mesmo GANHOU do Governo do Estado 90 mil metros quadrados !!

- Que em 1955, três anos depois, o Bambis VENDEU ao Governo do Estado o terreno do Canindé [aquele que ganhou 11 anos antes], sem qualquer benfeitoria adicional. O Governo comprou e repassou à Portuguesa que se viu obrigada a construir campo e
arquibancada para começar a usar, pois estava completamente abandonado.

- Que em 1966, em pleno regime de ditadura militar, Laudo Natel, o ex-secretário da Maracutaia já havia se tornado Presidente do Bambis, e ao mesmo ocupava o posto de vice-Governador do Estado quando o seu chefe, Adhemar de Barros, foi cassado por corrupção. O clube passava a contar com um Presidente que ao mesmo tempo era Governado do Estado, em plena Ditadura.

- Que o tal Governador da ditadura, que acumulava as funções de Presidente do Bambis, determinou que os estudantes da rede pública vendessem carnês chamados “paulistão”, para ajudar nas suas formaturas, e ao mesmo tempo coletando parte do dinheiro para a construção do Estádio.

- Que é justamente neste período da ditadura, da censura aos jornais, que sem explicar a origem do dinheiro, sem um clube de associados que pudesse gerar receita, sem rendas pois jogava em estádios praticamente vazios pela péssima campanha, que construiram um estádio que custou uma fortuna, que nem nos dias atuais de direitos de TV, patrocínios, venda de atletas, conseguiriam construir algo parecido… de onde veio o dinheiro ?!

- Que para as festas de inauguração do estádio, com mêdo de um vexame, pediram emprestados 2 jogadores do Palmeiras (Julinho e Djalma Santos), 2 do gambazada (Almir e Ari) e 1 do Santos (Pelé que contundiu não compareceu), para reforçar o time em partida contra o Nacional do Uruguai.

- Que O Palmeiras foi o primeiro campeão do Morumbi, pelo Brasileiro de 1969…

- Que no início dos anos 70, o Governador biônico Laudo Natel, não-eleito, imposto pela Ditadura, acumulava o cargo de Presidente do clube, e se sentava no banco de reservas nas partidas para ajudar a tirar o time da fila, na pressão aos árbitros e Federação.

- Que nos dois jogos entre Bambis e Ponte Preta pelo Paulista de 1970, o Governador teve participação decisiva no resultado ? No primeiro jogo, em Campinas, o Bambis perdia e no intervalo o Governador chegou de helicóptero, pousou no meio do gramado, foi ao vestiário dos árbitros, e no segundo tempo o Bambis “virou” com uma sucessão de erros da arbitragem… e no segundo turno no Morumbi, Arnaldo Cesar Coelho “operou” a Ponte, com Laudo Natel supervisionando o esquema na beira do gramado.

- Que em 1971 esta pressão fez tanto efeito que o gaveteiro Armando Marques cometeu um dos maiores assaltos na final do Campeonato Paulista, contra o Palmeiras. A atuação foi tão escandalosa que é comentada até hoje nos sites oficiais do próprio Bambis.

- Que em 1972 o Presidente do Palmeiras comprou a briga e fez com que a final - novamente entre as duas equipes - fosse transferida para o Pacaembu, pagando anúncio de página inteira nos principais jornais da cidade explicando que o Morumbi nunca foi nem nunca será um campo neutro, e que abdicava da renda maior pelo direito de ter um jogo justo. E que graças a esta histórica e corajosa decisão, o Palmeiras conquistou mais este título.

- Que na final do brasileiro de 1977, o Bambis conseguiu nos bastidores a suspensão do atacante Reinaldo do Atlético Mineiro, artilheiro do campeonato, e entre outros acontecimentos, viu o volante Chicão quebrar a perna do meia Ângelo do Atlético. Não satisfeito, Chicão ainda pisou na perna quebrada do jogador enquanto este rastejava para fora do gramado…

- Que nas semi-final do brasileiro de 1981 o Bambis contratou 3 seguranças da Ponte Preta, Brandão, Maurinho e Chitão, para um trabalho especial no Morumbi. Jogavam Bambis e Botafogo. O Botafogo havia vencido o jogo de ida no maracanã, e vencia novamente o Bambis, em pleno Morumbi, por 2 a 0. No intervalo, os 3 seguranças tiveram o acesso facilitado ao vestiãrio dos árbitros, que foram agredidos e receberam ameaças ainda maiores para o final do jogo. No segundo tempo o Bambis virou a partida, se classificou, e os seguranças foram levados de volta para Campinas… O árbitro Bráulio Zannoto, declarou ao longo da semana que foi agredido no vestiário por homens armados, e admitiu ter errado ao não paralisar o jogo ou ao menos relatar o ocorrido na súmula, por medo das consequências…

- Que em 1986 o Bambis teve novamente a ajuda decisiva da arbitragem [Aragão] na conquista do Campeonato Brasileiro, não somente no penal não marcado para o Guarani, mas pela inversão de faltas, provocações e pressão sobre os jogadores do Guarani, conforme depoimento dos jogadores que atuaram aquela partida.

- Que em 1990 o Bambis foi rebaixado para a segunda divisão do Campeonato Paulista, mas com o apoio dos dirigentes da FPF, conseguiram reverter no tapetão a fórmula de 1991. Disputaram a divisão inferior, mas conseguiram fazer com que esta indicasse vaga para as finais, e ainda considerasse esta campanha da segunda divisão para os critérios de desempate na finais de 1991.

- Que em 1994, irritada com o ostracismo provocado pela rivalidade Palmeiras e gambazada, e principalmente pela supremacia do Palmeiras, bi-campeão paulista e brasileiro daqueles anos, a Diretoria do Bambis mandou esburacar o gramado do Morumbi para impedir que o último jogo do campeonato, de entrega de faixas, entre Palmeiras e gambazada, fosse realizado no Morumbi.

================================
E Sabia também…
================================

- Que o Bambis nunca disputou a Taça Brasil, pois este torneio admitia somente os campeões estaduais…
- Que o Bambis é o único clube grande da capital que NUNCA conquistou a Copa do Brasil…
- Que o Bambis é o único clube grande da capital que NUNCA vestiu a camisa da Seleção Brasileira…
- Que o Bambis é o time grande da capital com menor média de público nos últimos brasileiros…

- Que o recorde do Morumbi é de uma reunião dos Testemunhas de Jeová [162.957 em 1985]…
- Que o 2º maior público do Morumbi foi quando o gambazada perdeu da Ponte em 1977 [138.032]. Sim, o recorde foi no domingo, quando o gambazada perdeu da Ponte. Na quarta, no jogo em que sairam da fila de 23 anos, a torcida amarelou e o público foi bem menor [86 mil] ou seja, cerca de 50 mil “fiéis” perderam a confiança…
- Que o 3º maior público do Morumbi foi um Palmeiras e Santos em 1978 [123.318].
- Resumindo, a torcida do Bambis só aparece no próprio estádio, no 8º maior público da história do campo, ainda assim porque jogou contra o gambazada nesta data [1982].
- E que o Morumbi não é, nem nunca foi o maior estádio particular do mundo. Medido de forma padronizada pela FIFA, o Morumbi com seus 80 mil aparece na 28ª posição no ranking mundial, bem atrás por exemplo do Nou Camp do Barcelona, que comporta 98.787 …

================================
E Sabia também…
================================

- O time dos quatrocentões, da extrema direita paulistana, dos políticos sempre relacionados com a ditadura, que sempre cresceram nos piores momentos do País, conseguiu amealhar um bom patrimônio, mas nunca venceu sua maior dificuldade …

- Com uma história propositadamente mal contada, envergonhados do próprio passado, os dirigentes lutam por criar uma identidade que não existe, um clube sem alma e sem história de superações e heroísmos de seus antepassados, restando criar o simbolismo de “clube da moda”, de embalo, na eterna luta de tentar transformar “simpatizantes” em “torcedores reais”.

- O verdadeiro vínculo, a verdadeira paixão, o marketing não consegue resolver, pois é na adversidade que se criam e fortalecem os vínculos reais e eternos. Não por acaso, o Bambis faz campanha na TV para que seus “simpatizantes” tentem transformar seus filhos em sãopaulinos, em uma ação que os rivais fazem por identidade, alma e paixão !!

===============================================================
Bambis, uma história que ainda precisa ser contada. E será !
===================================================

eu ja sabia de varias dessa historias,,,com a palavra, seu marco aurelio cunha! "


TAÍ.. COM A PALAVRA, OS "ANONIMOS".. E BICHAS AFINS.

luiz - uberlândia disse...

Ah,
não deixei de registrar, no referido blog, que o amigo pretende escrever um livro acerca do tema..

abraços,

luiz - Uberlândia

Luiz disse...

Todos devem divulgar isso o máximo que puder! Eu passarei para frente!

Muito bom luiz!

Abraço

Filipe disse...

"amarelou" é o teu cazzo cortado, porco. "perdeu confiança" é a tua mamma bruschetta.
Fazer ilações não é constatar. Eu sei que você não admite, mas a FIEL Torcida é muito mais do que você vislumbra com esses olhos de carne.

Fora isso, concordo com o japonês sobre o Marcos da seleção.

HOLOCAUSTO DE BAMBI JÁ

Zoinho centro/sul disse...

Marcos é para muitos o maior ídolo da historia , quem naum teve oportunidade de ver Ademir, como eu , ou os mais novos que naum tiveram a sorte de ver os times da decada de 90, tem no Marcos a imagem do Palmeiras e pe bom que seja assim !
Pois temos um ídolo com carater, com amor ao time !!!

O Marcos merece todo o apoio, mesmo que o Diego venha a fazer um bom trabalho, todos sabem que o lugar do MArcos até encerrar a carreira é debaixo das traves do Palestra Italia !!


E Por muitos motivos digo :

MARCOS MUITO OBRIGADO POR TUDO !!!

Anônimo disse...

Um corintiano elogiando e torcendo pela recuperaçao do maior idolo palmeirense, detalhe fazendo questao de destacar nao mencionou o Marcos da seleçao, mas sim apenas o São MArcos verde e branco, aplaudido de pé nao so pelas defesas incompareveis e memoraveis, mas principalmente pela lealdade, amor a camisa, a torcida e ao escudo.

Oportunidades de partir nao faltaram porem nao nos deixou nem no nosso pior momento trocou a Europa pela Segundona e mais uma vez consagrou-se campeao.
Ver que ele é adorado por todos os brasileiros me dá mais orgulho de ser palmeirense de saber que nos sim temos o MELOR GOLEIRO NAO DO BRASIL E SIM DO MUNDO. "Marcos que sua recuperaçao seja rapida, pois so temos até 2009 para ver as suas atuaçoes".

vitor disse...

o q será q o shortinho vai falar qdo comprovar q os bambis c juntou com um time da mooca e jogava no estádio localizado no msm bairro????

irei passar pra frente, parabens luiz.

Craudio disse...

Vitor, o Shortinho, ao que parece, só lê o que se escreve aqui. Ele tá fazendo birra pro Barneschi, o Milton Neves da internet (palavras do mooquense)...