15 junho 2010

Deixem a Copa em paz!

Republicando hoje um post de quatro anos atrás:

Post original (14.06.2006)

O lado ruim da Copa

Pessoas me encontram e querem saber o que eu achei da vitória do Brasil, qual é a minha opinião sobre os jogos da Copa, quem são os favoritos ao título. Fazem isso como se eu estivesse agora em êxtase, empolgado com o torneio que é sem dúvida o que existe de mais importante no mundo dos esportes.

Até estou. Mas não consigo colocar isso para fora. E a culpa é dos oportunistas de plantão, daqueles que “só gostam de futebol durante a Copa”. Gente assim impede que eu consiga manifestar todo o meu apreço por cada um dos 64 jogos (sim, até Arábia Saudita x Tunísia) do Mundial. E aí eu acabo represando o que sinto.

Faço essa introdução em respeito àqueles que ficaram assustados quando respondi onde iria ver a estréia da seleção brasileira: “No meu quarto”, disse. Ao que ouvi: “Mas sozinho?”. “Sim, sozinho”, encerrei.

Pois bem, é fato que eu não estou acostumado a torcer pela televisão. Meu lugar é no estádio, na arquibancada. Sou um torcedor na acepção do termo e não apenas um espectador. Não me sinto à vontade, portanto, para torcer à distância. Logo, não torço.

Se não torço, assisto ao jogo. Admiro, avalio, estudo. E tais ações são inconcebíveis ao lado de certas pessoas. Por quê?

Porque pessoas falam. E falam muito. Merda sobre merda. Palpites estúpidos, comentários inoportunos, análises idiotas.

Sou incapaz de manter a calma quando o futebol é vítima de quem não o compreende. De quem, sem saber porra nenhuma, julga ter direito a emitir opiniões. Pior: de quem não o quer bem, mas abre exceção durante um mês. É impossível a convivência entre estes seres e eu.

E é aí que chegamos ao meu quarto. Ele tem muitas qualidades. Tantas que eu seria incapaz de enumerá-las aqui. Mas uma se sobressai: ele me permite ficar distante das pessoas que não deixam o futebol em paz.

***

O mundo não está perdido

Não estou só. Aliás, não estamos, pois sei que muitos leitores deste blog compartilham desta minha linha de pensamento. Deixo-os, por fim, com dois textos que complementam tudo o que escrevi acima.

1. Folha de S. Paulo (08/06/2006)
Coluna de José Geraldo Couto


Abaixo os ETs
Aproveitadores de plantão e torcida de última hora irritam amantes do futebol

O poeta e cineasta italiano Pier Paolo Pasolini, católico e comunista, escreveu certa vez que na época do Natal desejava fugir da Itália e ir a um país não-cristão, para escapar do massacre da propaganda e do "espírito natalino" que, segundo ele, pervertiam o sentido religioso da data.

É mais ou menos isso o que sente o amante do futebol em tempo de Copa do Mundo. A overdose de imagens dos craques, a proliferação de bandeiras, a insistência monotemática da mídia e da publicidade, o patriotismo compulsório - tudo isso, que irrita quem não gosta de futebol, incomoda também quem gosta muito.

Nada desagrada mais ao torcedor aficionado do que ouvir de alguém a frase: "Eu não ligo para futebol, exceto na época da Copa". Invasores. Alienígenas. Gente que não conhece nem as cores dos principais times do país.

Em tempo de Copa do Mundo, o verdadeiro amante do futebol se sente acuado por uma massa de ruidosos diletantes, de amadores ineptos que caem de pára-quedas à beira das quatro linhas.

Quando o torneio finalmente começa, depois de semanas de oba-oba da mídia, temos pelo menos o consolo dos jogos propriamente ditos. Alguns são muito bons, outros são emocionantes e há até os divertidos, sobretudo na primeira fase, com tanto time ruim.

Mas o verde-amarelismo onipresente, a estridência dos locutores, a idiotice dos comerciais, o oportunismo dos políticos - tudo isso só consegue revoltar e causar engulhos em quem realmente aprecia essa arte performática.

Que não me entendam mal. Presenciar uma Copa do Mundo é uma experiência incomparável. Não estou, daqui do meu canto, dizendo que essas uvas estão verdes.

O problema é ver o futebol ser conspurcado, manipulado, inflado e saturado no chamado país do futebol. A bem da verdade, pouco me importa se o Brasil será campeão ou cairá fora na primeira fase. Só quero ver, se possível, no meio de tanto marketing e tanta politicagem, um pouco de bom futebol


2. Placar (Junho/2006)
O homem mais irado da cidade,
por José Enrique Aznar


A Copa é a maior invenção da humanidade. Sem ela, a vida não faz sentido. Até quem odeia futebol, em tempo de Copa, se envolve com o assunto. E é isso que me irrita. É um monte de Zé Mané palpitando, achando que entende alguma coisa...

Outro dia fui ao banco e uma senhora roliça pegou uma tabelinha que a mulher do caixa ofereceu:
-Ai, que dia o Brasil joga?
-Dia 13 estréia.
-Ai, é terça, que chato... E o outro?
-Não sei, tá aí na tabela.
-Ai, é dia 18. É domingo, dá pra fazer um churrascão... Porque com esse time é claro que vai ganhar, né? Ronaldo, o Kaká tão lindinho...
-Eu gosto do Raí. Ele vai?

Tive vontade de vomitar. Paguei a conta e fui pra casa. No caminho, vi um monte de gente com camiseta verde-amarela. Aposto que ficam dando palpite nos esquemas, mas a maioria não sabe do que tá falando. Nessa Copa vou me trancafiar e ver todos os jogos e mesas-redondas sozinho. E não vou botar o nariz na rua, porque meu ouvido não é penico, caçarola!

22 comentários:

Anônimo disse...

Cara, você é um babaca!

Forza Palestra disse...

A julgar pelo anonimato e pela sua reação, parece que é o caso de eu agradecer.
Obrigado.

Myself disse...

Perfeito. É justamente o que eu estava comentando com um amigo hj no meio de tanta palhaçada que fizeram na cidade hj.

Rafael-DF disse...

Esse post conseguiu traduzir perfeitamente o que eu sinto em relação à copa.

O que mais me deixa indignado é o patriotismo oportunista que a maioria demonstra, atiçados por uma emissora vagabunda e manipuladora que ta pouco se fudendo pro país e pro seu povo e que só pensa na audiência.

Daniel disse...

perfeito mano... tah foda de aguentar tanta merda!!!!

Conrado disse...

boa

João Medeiros disse...

"Começou o show da Fifa. Milhões de brasileiros que não gostam de futebol, e não entendem PORRA nenhuma de futebol , vão passar os próximos 30 dias versando a respeito do velho esporte bretão como grandes especialistas. Como se fala MERDA em tempo de copa!!! São pessoas que passam 4 anos dizendo que não entendem como 30 e poucas mil pessoas podem pagar R$ 50,00 para ver 22 homens correndo atrás de uma bola. Pois quando a copa do mundo começa, ver a bola ser chutada por 90 minutos deixa de ser uma idiotice. É a capacidade inesgotável do capital, e seus interesses , que explica esse fenômeno de manipulação. Por aqui, em terras tupiniquins, o fenômeno ganha proporções exponenciais, graças à Vênus e seu principal narrador, que vomitam, 24 horas por dia, um ufanismo imbecil, chato, arrogante e antipático. Já não gosto de copa do mundo. Aliás, não gosto de nada relacionado a futebol sem que o VASCO participe. Só pra lembrar: sou VASCO, muito antes de ser brasileiro. O que me resta? Torcer pela Argentina, a única que ainda carrega uma nesga da alma do verdadeiro futebol. Graças a D10s."

Escrevi isto, lá no "Papo", dia 15/06. Preciso dizer mais alguma coisa?

Parabéns pelos recentes eventos noticiados pelas bandas do Parque Antártica. Torço muito para que o Verdão volte a trilhar o rumo das conquistas. Abraços.

Luan disse...

Barneschi vc tem toda razao e ontem no jogo do brasil senti a mesma coisa, exatamente como voce descreveu, palavra por palavra! e na minha cidadezinha do interior de minas acontece como vc descreveu. isso tudo me irritou tanto que deixei meus companheiros de trabalho assistindo na emissora cancer e com aquele locutor babaca e atravessei a cidade a pé e fui pra casa da minha namorada namorar um pouco, pois ela tambem é palmeirense! e o futebol do brasil ontem estava ridiculo. nao vejo a hora do Verdao voltar. abraço

Paty disse...

Ontem me senti num baile a fantasia.Vi minhas amigas que normalmente me consideram uma alienígena por gostar tanto de futebol,fantasiadas de torcedoras.
Camisa,chapeu,pulseira,colar,apito.
Também me senti um pouco enjoada,afinal futebol é o que menos importa,mas sim o"baile".
O difícil é explicar ao meu filho, que está curtindo esse clima de copa pq tanta apatia da minha parte.
Também assisti o jogo quieta em casa,e com um Plasil ao lado pra aguentar o Galvão.
Ainda bem que as boas notícias do Palmeiras tem me deixado muito bem-humorada.

Corinthiano disse...

Perfeito,
E por agir assim o Perobeli fala que sou azedo! Talvez seja mesmo, mas fazer o que? Me irrita muito esse oba-oba em copa, essa obrigação(?) em assistir os jogos. Lembro que na Copa de 2002 tirei férias e durante a primeira fase fui para o interior assitia os jogos e depois pescava, sem escutar um rojão sequer...

Abraços

Clayton

Roberto Kamarad disse...

Ah, cara, eu prefiro abstrair e beber. Beber muito! hahaha

Torço sim. Mas se não ganhar foda-se!

Eu quero é saber se o Palmeiras vai trazer o Mago!?!? Mas que tem hora que enche o saco, oh se tem.

Eu te entendo! abs

Roberto Kamarad disse...

Ah, cara, eu prefiro abstrair e beber. Beber muito! hahaha

Torço sim. Mas se não ganhar foda-se!

Eu quero é saber se o Palmeiras vai trazer o Mago!?!? Mas que tem hora que enche o saco, oh se tem.

Eu te entendo! abs

Forza Palestra disse...

Certas manifestações raivosas, nenhuma por aqui, apenas comprovam que eu tenho razão no que escrevo. Segue o jogo. Daqui a um mês o futebol volta para os seus verdadeiros donos.

Henrique Alecsander Xavier de Medeiros disse...

Eu penso o mesmo que vc. A última copa foi a única que eu consegui torcer para valer para o Brasil, pois não estava aqui, mas viajando no exterior e, portanto, longe de todo esse oba-oba.

Henrique Alecsander Xavier de Medeiros disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Luigi SEP 1914 disse...

Olha o que o ilustre Diego Souza disse em entrevista ao site italiano Itasportpress.

"Espero decidir pelo meu futuro o mais rapidamente possível. Se eu posso continuar no Palmeiras? Com Scolari como treinador, pode ser também que eu decida ficar."

Vai tomar no cu! Quem ele pensa que é! Espero que a diretoria não o coloquem no grupo de novo...


___________________________________

"Agora o mundo seca o Zapata! A Libertadores pode ser decidida por Marcos e Zapata! Autorizado... Correu... Bateu... Pra fora!!!
O PALMEIRAS é CAMPEÃO da LIBERTADORES!"

Anônimo disse...

Na lata!!!

Em 90 fiquei triste, sem saber bem porque... Em 94 até achei legal, e não entendi pq meu pai estava puto "desses caras" terem ganho (apesar de perceber o jogo de merda)... Em 98 já me dava nojo. 2002 torci pelo pouco de alma que Felipão enfiou nas veias dos chinelos e por devoção ao Santo. 2006, Holanda na cabeça, e tome asco !!! Agora??? Ver um cara de 50 anos batendo falta melhor que um time inteiro e ainda fumando charuto no treino ??? Hahahaha do caraleo!!! Esse time com cara de DUNGA ??? NEM FODENDO !!!

Gabriel, verde até o osso

vitor disse...

cara, vc voltou a ser amargo...deixa o povão gostar d copa...é bom assistir no bar, secar os macaquitos e pegar alguma maluca alcoolizada, kkkkkkk.

afinal, seleção brasileira é o caralho!!!

e o nordestino da itália é um cara de pau, o cara mandou uma msg ontem as 14hrs no celular falando q tinha assistido os 2 jogos e q ia dormir pra ver o do brasil...é um vagabundo!

Vamo Celeste!!!

matheus furtado disse...

e hj na folha, 4 anos depois, eu percebi justamente o contrario: um monte de colunista babaca metido a besta falando de Copa. Um outro falou da Copa e sartre ao mesmo tempo. Inadimissivel velho.

JoãoP disse...

"A julgar pelo anonimato e pela sua reação, parece que é o caso de eu agradecer.
Obrigado."

Genial! Fazia tempo que eu não ria como agora.

Abraço.

Marco Antonio Roncato disse...

O que é mais foda de suportar é esse 'patriotismo' de que agora todo mundo é brasileiro e irmão, dai acaba a copa e nego ta pouco se fudendo pra quem está em condições miseráveis... Como diria MV Bill: 'Sociedade hipócrita, só lembra de ser brasileiro na Copa'

SAIAM DO FUTEBOL BANDO DE OPORTUNISTAS, raça de verme!!

Claudio Yida Jr disse...

Nosso amigo Seo Cruz sacou na hora e eu concordo: em 2014, vai diminuir bastante o número desses aproveitadores. Só de birra por causa do panetone, a bicharada, ícone máximo do torcedor de ocasião, sumirá na Copa. Isso se aquela merda não for à falência antes...