07 maio 2012

Por que isso, Scolari?

Texto aqui publicado em 22.10.2010:

"O Palmeiras é um clube da cidade de São Paulo. A cidade de São Paulo tem um estádio municipal, o Pacaembu. O Palmeiras é o clube que mais vezes foi campeão no Pacaembu, a despeito de ter o seu próprio estádio. O Palmeiras inaugurou a cancha municipal, em um 6 a 2 contra o Coritiba. O Palmeiras viveu um dos episódios mais gloriosos de sua história, a Arrancada Heróica, por lá.

(...)


Vejam que o palmeirense não tem mais o prazer de ver seu time jogar na própria cidade, virando agora um visitante mesmo "em casa". O palmeirense tem de viajar até outra cidade para ver seu time. Tem de pagar pedágio na ida e na volta, por vezes enfrentando o trânsito infernal de uma rodovia e mais os 30km entre a sua casa e esta nova e indesejada.


Eis o mais grave: o palestrino tem de se submeter a viajar sempre que seu time for mandante. Em vez de ir de Metrô (ou a pé), tem de encarar a estrada e o pedágio para chegar a um estádio sem alma e sem qualquer identificação com o clube.

O Palmeiras segue o exemplo, vejam vocês, do ex-Barueri: abandonou o estádio da sua cidade para jogar em outra cidade, que nada tem a ver com a sua história.

Nesses tempos em que Barueri vira Prudente, Guaratinguetá vira Americana e São Caetano ameaça procurar outra sede, o gigante Palmeiras faz a sua parte: dá um pé na bunda da sua cidade e assume como casa um estádio sem alma por algumas migalhas e por uma resistência imbecil."

É isso! Vale naquele dia, vale hoje e vale sempre.

###

(Será difícil, mas vou tentar escrever o post sem que transpareça o ódio que tomou conta de mim e dos palmeirenses de arquibancada na tarde de hoje. Prometo me esforçar...)

O palestrino Daniel Grandesso publicou um post com importantes perguntas dirigidas aos sujeitos que acabam de impor ao torcedor do Palmeiras uma derrota, mais uma, nesses tempos em que elas são a regra e não a exceção. Faço referência ao fato de a CBF ter oficializado hoje a mudança de seis jogos do Palmeiras no primeiro turno do Brasileiro/2012 do Pacaembu para a aprazível, bem localizada e agradável Arena Barueri.

As questões ali são todas necessárias, mas eu me permito destacar o vídeo publicado por ele, um material essencial para que se entenda o que está por trás da decisão. Ouçam com atenção, por favor:

 

São quatro minutos de uma entrevista que constitui uma ofensa irreparável ao palmeirense e à história do clube, simplesmente o maior vencedor da história do estádio municipal da cidade de São Paulo. Cidade esta que, diga-se, é também a sede do Palmeiras.

De tudo o que aí está, gostaria de destacar uma frase: "Mas se tiver que jogar no Pacaembu, joga-se... mas não é o que eu gostaria".

Notem o EU.

"Eu gostaria".

Fala o treinador, um ex-ídolo da história recente do clube, na primeira pessoa. Fala de seu próprio interesse, de sua vontade, de sua predileção, por assim dizer. É a síntese do Palmeiras hoje, um antro de gente que se importa com a primeira pessoa e deixa a coletividade de lado. A vontade pessoal prevalece; clube, história e torcida pouco importam.

Scolari, devo lembrar, já havia se posicionado contra a cancha municipal algumas vezes desde o ano passado. Mas vejam os senhores que a manifestação mais contundente veio há questão de duas semanas, depois de o time acumular uma sequência negativa nos jogos finais do Paulistão. Para tirar o foco dos problemas do time e de sua responsabilidade, o técnico preferiu jogar a culpa no Pacaembu. Foi desrespeitoso, para dizer o mínimo. Foi sujo e covarde, para dizer o que precisa ser dito.

Os inaptos, incompetentes e incapazes Arnaldo Tirone e Roberto Frizzo seguiram a vontade do homem de R$ 700 mil por mês. O time não vai bem? O fracasso subiu à cabeça? A multa é elevada? Pois que se jogue a culpa no Pacaembu e que a solução seja mandar o torcedor se foder para seguir até outra cidade quando o time vai a campo.

Scolari atenta contra a história do clube. Atenta contra o próprio Palmeiras. E atenta contra o palestrino. Porque a vontade dele determina que todos nós, torcedores de arquibancada, sejamos obrigados a pegar a estrada e viajar sempre que o time for a campo. Todos nós seremos obrigados a ver o time jogar em um estádio sem alma, sem identificação do clube e sem a menor condição de receber jogos do gigante Palmeiras. Seremos todos obrigados, por vaidade de um único sujeito, a sacrifícios enormes. E alguns, isso é o pior, não poderão sequer ir ao jogo simplesmente porque não é assim tão fácil chegar àquele lugar de merda.

O Palmeiras virou isso essa coisa nojenta que aí está... Virou um clube que afasta a sua torcida. Virou uma entidade que não respeita mais a sua história. Virou um tormento para quem o ama. Virou um lugar onde se dá ao valor ao EU e não mais aos milhões que dão sentido ao clube. E a coisa é ainda pior porque o EU da vez é simplesmente um ídolo que pisa na história do clube.

###

_Quando estivermos indo para Barueri na próxima quarta - e em todas as próximas vezes -, é justo lembrarmos dos responsáveis por isso. Scolari sim, mas também Tirone e Frizzo, porque eles apenas precisavam de uma boa desculpa (e de um bode expiatório no caso) para fazerem o que eles próprios parecem inclinados a fazer desde que assumiram.

_Sei que o post vai ficar longo, mas tomo a liberdade de copiar algumas das perguntas do Grandesso:

"-Jogador tem que ficar escolhendo campo ou honrar o salário de presidente de multinacional onde quer que seja o jogo?
-Se os jogadores e o Felipão gostam de jogar em Barueri, então é só jogar lá que o time vai ser campeão, podemos contar com isso? 

-A comissão técnica, diretoria e jogadores irão utilizar o transporte público intermunicipal para ir e voltar desses jogos junto com a torcida? 
-A comissão técnica, diretoria e jogadores sabem quem é o time que mais vezes deu volta olímpica no Pacaembu?
-A comissão técnica, diretoria e jogadores sabem onde foi disputada a histórica partida conhecida como “A Arrancada Heróica”? 

-E em qual estádio o Palmeiras foi o primeiro time a se tornar octocampeão brasileiro? 
-Jogar em Barueri é bom? E é barato?"

_Diz Scolari: "O Pacaembu não é nosso. O Pacaembu é dos outros". Ah é? E a Arena Barueri é nossa?

_Ingresso comprado para o setor A.

_Post de 26.10.2011: "Por que Barueri, seus putos?" Ele traz a indicação para muitos outros posts já escritos por esse blog sobre as seguidas violências da diretoria alviverde contra o torcedor do clube. Que morram todos!

_Na prática, fica assim a nossa vida "em casa" no 1º turno:
19.05 sab 18h30 Palmeiras x Portuguesa/SP – Pacaembu
09.06 sab 21h Palmeiras x Atlético/MG – Pacaembu
17.06 dom 16h Palmeiras x Vasco/RJ – Arena Barueri
01.07 dom 18h30 Palmeiras x Figueirense/SC – Arena Barueri
15.07 dom 18h30 Palmeiras x SPFW/SP – Arena Barueri
21.07 dom 16h Palmeiras x Náutico/PE – Arena Barueri
26.07 qui 20h30 Palmeiras x Bahia/BA – Pacaembu
04.08 sab 18h30 Palmeiras x Internacional/RS – Arena Barueri
15.08 qua 22h Palmeiras x Flamengo/RJ – Pacaembu
25.08 sab 18h30 Palmeiras x Santos/SP – Arena Barueri

_Há uma certa lógica, portanto: os jogos de quarta, quinta e sábado (!) à noite continuam na cancha municipal (até prova em contrário). Os demais, exceção feita à estreia, vão para Barueri. Incluindo aí dois clássicos e partidas dificílimas contra Vasco e Internacional. Considere ainda que estes putos devem inventar Presidente Prudente/MS para o clássico contra os gambás e o resultado é que o palmeirense não verá seu time jogar sequer um clássico como mandante em SP. Um crime!

25 comentários:

Guuilherme Lima disse...

Triste dizer isso, Barneschi (e consegui ver o vídeo somente até 1:07), mas você tem toda razão. Lembrarei com carinho do Scolari campeão da Copa do BR-98, Libertadores-99 e Mercosul-98. Porque este era parte do 'nós'.

O cidadão que nos afronta hoje com essa balbúrdia não pode ser o mesmo de 97-00.

Hoje, dá pra dizer: TENHO NOJO DE VC, SCOLARI.

E morte aos frouxos de nossa Diretoria.

Valter Jr disse...

Tá foda ...não aguento mais torcer pelo Palmeiras. Nunca pensei que iria dizer isso um dia, mas a coisa tá preta. Vou ter que ir até Barueri, lá na casa do caralho. E para terminar o mês com chave de ouro: juntei suados R$ 700 com o objetivo de me tornar sócio da SEP. Mandei e-mail para o pessoal do Fanfulla, e fiquei sabendo que não posso me tornar sócio - por enquanto - e, quando voltar, o preço deve ir para a bagatela de R$ 3.000,00. A diretoria do Palmeiras trata o seu torcedor como o seu inimigo.

Marco disse...

Cheguei em casa, vi na internet a notícia da mudança de campo para Barueri e pensei "porra, vou fazer um comentário no site do Barneschi pedindo p/ falar desse absurdo mais uma vez". Chego aqui e encontro exatamente o que estava pensando. Parabéns Barneschi!

Não basta o time ser fraco - tiram-nos agora a possibilidade de assistí-lo em sua própria cidade, num dos estádios mais tradicionais e profundamente ligados à sua história. Meu filho tem 2 anos e queria começar a levá-lo ao estádio comigo, mas ir até Barueri com ele não dá. E assim afastam-se os torcedores cada vez mais...

Marco disse...

Ao Valter Jr

Somos 2 então: havia enviado email ao coordenador do Fanfulla marcando no Palmeiras para virar sócio; no final da semana resolveram suspender as admissões para promover o que provavelmente será um abusivo aumento de preço. É de matar

Raoni Leal disse...

Caralho, foda...
A única coisa que consigo comentar depois de ver esse video: Vai tomar no seu cu, Scolari! [2]

que porra, ir pra Barueri é uma merda!
Esses filhos da puta estão fazendo o favor para os adversários, o Problema do Palmeiras é ele mesmo! Ou melhor, dos filhos da puta que dirigem ele!

vitor disse...

só pode ser culpa do pacaembu a gente ser eliminado pelo rebaixado goiás do marcão e pelo vasco b do jumar e márcio careca.

não tem a ver, entre tantos outros fatores e bagres indicados por esse merda, com o comedor dele chamado márcio araújo, por exemplo.

esse lixo ficou mais importante que a SEP, boa parte da culpa é da própria torcida, que coloca jogadores e técnicos na frente do clube.

Luiz disse...

Sou o primeiro a criticar Barueri, mas algo não cola nessa história... Acho que se fosse uma imposição do técnico ela se estenderia aos demais jogos... Enfim, ele pode não gostar do Pacaembu, mas não é só isso. Tem mais coisa aí.

Outra coisa - que é o que de fato me incomoda -, a torcida do Palmeiras se tornou a maior destruidora de biografias que existe. Todo mundo volta e vira ex-ídolo? Algo está errado...

O cara trabalhou muito para construir uma história aqui e nós simplesmente a destruímos, acho que é melhor ir com calma. O Scolari é só mais um, logo não teremos mais biografias para destruir.

Bom... é o que penso.

Abraço,

Luiz

@ThiDurante disse...

Cara... Nem sei o que comentar....

Tá foda!

Carlos Marques ( www.centralpalestrina.com.br ) disse...

Saudações

Ótimo texto!!

Esse tipo de atitute é a cara dessa corja de covardes que não administra, mas, sim, apenas ocupa cadeiras na diretoria que deveriam ser destinadas a pessoas competentes e palmeirenses, acima de tudo.

Isso aí que estão fazendo é fugir da torcida. Fugir de quem celebra quando tudo vai bem e que funga no cangote desses vagabundos quando fazem merda. Covardia e falta de vergonha na cara!

Assim como nessa enrolação do sumiço dos 290 mil que tem tudo pra virar pizza. (Aliás, típico, pois, para quem não sabe, a expressão "acabar em pizza", surgiu na própria S.E. Palmeiras nos anos 1960).

Enquanto o sócio do Palmeiras não puder exercer o voto direto, infelizmente, vamos ter que suportar essa canalhice.

Abraços

Anônimo disse...

Meu palpite é que o clube quer jogar para públicos pequenos para evitar a pressão e a fúria da torcida, por isso vai jogar na capital durante a noite (onde os públicos são menores) e na distante Barueri durante os domingos para evitar aglomerações e protestos. Se o Scolari não gosta do Pacaembú, por que alguns jogos continuam marcados para a cancha municipal?
Fica meu palpite.

ULTRAS LAZIO 1900 disse...

BARUERI DO CARALHO, CIDADEZINHA SUBURBANA DE MERDA, QUERO MAIS É QUE BARUERI ACABE EM UM TSUNAMI DE MERDA JUNTO O SCOLARI FILHODUMAPUTA.

Anônimo disse...

BARNESCHI

O Resumo dessa patifaria é o Seguinte: Os Putos tem a OBRIGAÇÃO de nos trazerem o TÍTULO, pois se o PACAEMBU é o PROBLEMA , então está "resolvido" caso contrario devemos fazer como os árbitros que erram em um jogo decisivo: Sair escoltado de CAMBURÃO, mas no caso do TIRONE, FRIZZO e SCOLARI deveria ser 2 Vezes Pior, pois eles estão DENTRO do PALMEIRAS no comando do CLUBE prejudicando assim 2 x MAIS a TODOS. FILHOS DA PUTA.

ATÉ QUANDO ? ATÉ QUANDO ?

TA NA HORA DE TOMAR ATITUDES !

Bovi

Maluquinho (Grandesso) disse...

Fala, Barneschi, valeu pela referência ao texto publicado lá no Maluco pelo Palmeiras.
Estão acabando com o Palmeiras e, mais ainda, como todo e qualquer tesào que o torcedor tinha de ir ver o time jogar. Cada dia mais isso vira muito mais um fardo do que um prazer.
Ingresso comprado no setor A também, e vamo engrossar o coro: Ei, Felipão! Barueri é o caralho!

Bruno D'Angelo disse...

Barneschi, essa é uma estratégia para fugir da pressão. Atitude covarde, mas é.

Scolari encerrará essa passagem sem conseguir disputar uma única final.

Lamentável, mas ele está jogando no lixo o que um dia construiu.Não é o único culpado, mas tm grande responsabilidade.

Abraços.

ULTRAS LAZIO 1900 disse...

SCOLARI, TIRONE E FRIZZO - MORRAM TODOS DE CANCER PELO CU, FILHOSDUMAPUTA !

Luiz Fernando disse...

Nada a declarar.

Já me estressei demais falando dessa porra em todo lugar que vou,só sei que é mais mais fácil pra mim ir para lugares como RJ,BH,ou CTB,do que para a cidade-dormitório(ou zumbilândia),pra vc ver a que ponto chegou a debilidade da diretoria e comissão técnica do Palmeiras.

Vão todos á merda!

Enrico disse...

Barneschi,
Concordo com quase tudo, talvez não com a mesma virulência mas com certeza com a mesma indignação, o "crédito" do Felipão comigo chegou ao fim, deu no saco engolir tudo quanto é decisão ou argumento por conta do passado dele no clube, está na hora dele fazer valer seu nome e a tão propalada competência, e isso em qualquer estádio!
Abs

Barneschi disse...

Ressalto que todas as palavras que dirijo contra o nosso atual treinador são mais difíceis que quaisquer outras que eu já disparei aqui no blog. Não gostaria de fazer isso nunca, mas ele, para além de todos os erros e deficiências desta segunda passagem, desrespeitou o Palmeiras e o palmeirense. Isso eu não aceito.

Alguns outros comentários e respostas:

Valter Jr
É mesmo lamentável que isso aconteça, em especial porque parece ser uma tentativa grotesca de restringir o acesso ao clube dos verdadeiros torcedores. Muitos de nós estamos lá batalhando para mudar o cenário atual, mas agora vai ficar mais difícil.

Marco
Valeu! Isso acabou com o meu dia ontem. Esse seu depoimento só amplia essa revolta.

Luiz
Cara, é a minha opinião e você obviamente não é obrigado a concordar, mas me parece que você está muito conivente com pessoas (me refiro ao camisa 10 e ao treinador) quando o certo é defender o Palmeiras contra tudo e contra todos. Faz dois anos que Scolari tem cometido erro atrás de erro e nós todos temos aceitado de maneira cordial porque ele é Scolari. Mas agora ele desrespeitou a história do clube e especialmente o palestrino, e isso não dá para aceitar. É evidente e notório, pelas declarações dele, que a vontade é dele. Claro que Tirone e Frizzo são dois malditos e aceitaram a vontade do treinador, mas não dá para negar que o principal responsável é ele. Até porque nada tinha sido dito antes da derrocada do time na fase final do Paulista.
Quanto aos demais jogos, tem três durante a semana, à noite, e o outro não está garantido para o Pacaembu ainda.
Sobre as biografias destruídas, que se culpe os biografados. A responsabilidade maior é deles. Eu não destruí porra nenhuma; quem destruiu foi ele.

Bovi
Sim, é isso: que eles cumpram agora com a obrigação que eles próprios criaram.

Diogo disse...

Post perfeito!

Qual será o próximo passo quando estivermos sifudendo no Caldeirão Barueri?

Mandar os jogos no PLAYBALL?!?!

CASSELLl disse...

É, o Felipão virou ex-ídolo mesmo. Tá broca. Acho melhor o bigode vazar....

Barueri é meu Pau!

Emilio Leite disse...

Caralho Barneschi.
Post perfeito!!!
Estou revoltado desde ontem a noite.
Ja tinha programado de ir nos jogos contra portuguesa, vasco, spfw, santos e talvez internacional mas agora tenho certeza que não vou conseguir ir em todos.
Concordo com vc...to cansado de ser desrespeitado.
REVOLTAAAAAAAAAA

Luiz disse...

A minha questão não é concordar ou não, não sou ingênuo de achar que ele não erra e também não aceito jogar lá, só acho que temos transformado erroneamente algumas pessoas em merda.

Ele não é um cara que deva sair pela porta do fundo do Palmeiras, se for sair, que saia, mas de maneira digna e não escorraçado. Ele não é o Luxemburgo.

Só que me incomoda o fato de que técnico e jogador só não dão certo no Palmeiras, orra é só no Palmeiras? Porra, será que só nós estamos certos? Até quando ficaremos nisso?

É claro que a maior parcela de culpa são das pessoas que realmente mandam no Palmeiras, mas a torcida, por mais que não aceite, também tem sua parcela. É muito mais difícil jogar no Palmeiras.

Barneschi, você acha realmente que mudar o treinador vai melhorar o Palmeiras?

Só mais uma coisa, ele tem o direito de não gostar do Pacaembu, só que quem manda no clube e tem o dever de conhecer nossa história é o presidente. Ele deveria vetar, simples assim, mas precisam usar aquele estádio pra alguma coisa... ainda mais em véspera de eleições municipais.

Até mais tarde, após o jogo brindaremos a vitória - em Barueri - com uma brahma gelada.

Abraço!

indignado com essa discussão disse...

Será que se o Palmeiras estivesse numa boa fase, conquistando titulos um aqui, outro ali e tal, talvez não teria essa discussão insignificante em torno de qual estádio deveria jogar!!!!!!
Em 1996, quando vivíamos fase maravilhosa, o Palmeiras mandou dois jogos contra os gambás no Teixeirão em SJRP, um jogo contra os bambis em presidente prudente e outro em SJRP, um jogo contra a juventus da mooca em, pasmem, Mirassol, um jogo pelo Brasileiro em Londrina contra fluminense. Em 1997, um jogo contra o Santos pelo rio-sp em presidente prudente, um jogo contra os gambás em pp pelo paulista, un jogo com o extinto araçatuba no jayme cintra, um jogo contra o botafogo do rio pelo brasileiro em limeirae por ai vai... E NINGUEM RECLAMOU

Anônimo disse...

Barueri é mais perto para min, porém ainda assim não gostei desta mudança, preferia o Pacaembu. Porém a torcida tem certo peso sobre isso, com uma média de público tão baixa assim já é uma desculpa para a diretoria mandar jogos em Barueri. Eu mesmo não vou aos jogos com a mesma intensidade de quando ainda tínhamos a Palestra Itália, portanto também estou devendo. Já estou desanimado com o Palmeiras, sinto que está morrendo de dentro para fora, e a torcida que se aguentou na fila por outras épocas durante tanto tempo já não está aguentando mais tantas humilhações e começa morrer também, infelizmente é essa a sensação que tenho.
Diretoria Incompetente + Politicagem de Canalhas + Treinador Covarde e Ultrapassado + Jogadores Vagabundos até quando?


Augusto Yano

Norton disse...

Pessoal,

Entendo a indgnação de todos e acho que a discução é extremamente válida. Mas eu também sou Palmeirense, moro em Santa Catarina e se pudesse iria no maior numero de jogos que fosse possível. Não vejo motivo pra tanta reclamação. Eu moro à 200km de floripa e sempre que o verdão vai jogar lá, eu vou. A impressão é que vocês se sentem mais palmeirenses do que eu..