16 julho 2012

Diretoria x Torcida

Tirone, Frizzo e demais dirigentes da S.E. Palmeiras,

O palmeirense está feliz. Pela primeira vez em muitos anos. Mas não foi fácil. O palmeirense sofreu como nunca para ter agora uma rara alegria. Os senhores, palmeirenses que são, sabem bem o que passamos dentro de campo. Vou deixar isso de lado e falar sobre algo que passa bem longe do conhecimento de vocês: o martírio em que se transformou o simples ato de ir aos jogos do Palmeiras.

Estamos sem estádio e, por decisão dos senhores, tivemos de levantar a Copa do Brasil sem jogar uma vez sequer em nossa cidade. Começamos em Jundiaí, às 19h30 de uma quarta-feira, sacrificando parte do trabalho e encarando um trânsito terrível na saída de SP, na estrada e mesmo na cidade do interior. Depois nos instalamos no Buraco de Barueri, esta cancha que seria muito boa se tivesse as mínimas condições de acesso para o torcedor. Jogamos lá contra Paraná Clube/PR, Atlético/PR, Grêmio/RS e Coritiba/PR.

Sofremos - e muito! - nos dois últimos jogos. Estádio lotado, trânsito infernal, Castello parada do início ao fim, chuva, pânico, até quatro horas dentro de um carro, falta de lugar para estacionar, gente para fora do estádio até o segundo tempo, outros que não puderam entrar mesmo com ingresso na mão... um verdadeiro caos! E houve ainda quem, desejoso de ver o seu time em campo, apanhasse dos bravos, valorosos e destemidos homens da lei. A torto e a direito. Homens, mulheres, crianças, senhores de idade, o escambau.

E tivemos, claro, o grotesco episódio do Avanti, lançado de maneira oportunista para fazer o torcedor aderir ao plano na base da chantagem e ainda tendo de pagar um valor bastante mais elevado pelo direito de estar presente no jogo decisivo. Um desrespeito sem precedentes.

O Buraco de Barueri pode até ter sido decisivo dentro de campo, mas submeteu o palmeirense a um sacrifício nunca antes visto. O título compensou, é verdade, mas então preciso dizer aos senhores que somente jogos com apelo de decisão são capazes de fazer tanta gente encarar todo esse martírio para ver o time em campo.

Eis que agora, com a Copa do Brasil de novo nas nossas mãos, é preciso recuperar o tempo perdido. É preciso, antes de tudo, trazer o palmeirense de volta. É preciso reaproximar o palmeirense do time. É preciso recuperar muita gente boa que não pode ir ao estádio enquanto os senhores insistirem em tirar a Sociedade Esportiva Palmeiras da sua cidade, deslocando toda a torcida para um estádio que fica no meio de um buraco inacessível.

E é exatamente isso o que parece que não vai acontecer.

Tínhamos já confirmados para Barueri quase todos os jogos do clube neste primeiro turno. Havia duas exceções, os duelos contra Bahia/BA e Flamengo/RJ, ambos em dias de semana à noite. Por quê? Simplesmente porque é sabido, provado e comprovado que partidas noturnas em Barueri são impraticáveis na ida e na volta: primeiro porque o trânsito da Castello Branco transforma em inferno a vida dos que pretendem chegar ao estádio; depois porque não há transporte público para retornar à capital paulista - e vejam, caros, que o Palmeiras é um clube da cidade de São Paulo e tem aqui a parte mais representativa da massa que o sustenta.

Acontece, no entanto, que vem agora a confirmação de que os senhores resolveram tirar estes dois jogos do Pacaembu, transferindo-os novamente para o maldito Buraco de Barueri. Dois confrontos noturnos, um às 21h de quinta e outra às 21h50 de quarta. Um crime, um desrespeito, um atentado contra o torcedor do Palmeiras.

E um pecado, em especial este duelo contra o Flamengo. Seria um jogo para Pacaembu lotado (como foi no ano passado). Seria. Porque, tomada essa decisão estapafúrdia e imbecil, passa a ser um jogo para poucos, bons e corajosos. Pior: apenas para os que têm carro. Será um jogo para um público na casa das 10 mil pessoas, provavelmente o pior dos últimos anos contra o rubro-negro carioca.

Já que os senhores parecem preocupados apenas com números, vamos a eles: teríamos no Pacaembu algo na casa dos 25 mil pagantes. Com ingresso a R$ 40, daria para pensar em uma renda próxima de R$ 800 mil. Descontados aluguel do Pacaembu e demais encargos, sobrariam R$ 600 mil limpos para a SEP. Em Barueri, no entanto, teremos um público próximo de 10 mil. O aluguel é mais barato? É. Mas a renda bruta será inferior até mesmo à renda líquida de Barueri, algo perto de R$ 350 mil.

Será mais um crime contra o Palmeiras. Um crime também contra o Avanti, o tal programa de sócio-torcedor que vocês lançaram e parecem tão dispostos a boicotar.

Era hora de trazer o palmeirense de volta. Vocês, no entanto, parecem dispostos apenas a afastar o torcedor. E a má vontade com o estádio municipal Paulo Machado de Carvalho, aquele que teve o Palmeiras no jogo estreia, onde conquistamos a maior parte de nossos títulos e onde vivemos a Arrancada Heroica, é absolutamente incompreensível.

O palmeirense tinha o direito de reencontrar na sua cidade o time campeão da Copa do Brasil. Mas vocês, Tirone, Frizzo e demais dirigentes da Sociedade Esportiva Palmeiras, parecem fazer questão de fazer tudo o que é possível fazer contra essa massa que insiste em fazer do Palmeiras o gigante que ele é. Apesar de vocês.

###

_Caminhamos a passos largos para ultrapassar os 20 jogos no Buraco de Barueri apenas em 2012. Descontado o dinheiro do ingresso - que seria gasto no Pacaembu ou em qualquer outra cancha - o prejuízo individual de quem vai a todos os jogos se aproxima dos R$ 700 no ano (somando estacionamento, pedágio, combustível etc. - tudo aquilo que não precisaria ser gasto em SP). O prejuízo incalculável, aquele das horas perdidas no trânsito e na estrada, parece ser ainda maior. Eu bem que gostaria de investir esses R$ 700 no Palmeiras. Em camisas do clube, por exemplo. Mas Tirone, Frizzo e demais dirigentes não deixam; eles preferem que esse dinheiro vá parar nas contas do Governo do Estado, dos postos Ipiranga e de quem explora o palmeirense nas imediações da Arena Barueri com o estacionamento a R$ 40 (eu arrumei um esquema "honesto" na casa de um moleque, a R$ 20 por jogo - há quem tenha um prejuízo maior que o meu). Parabéns aos responsáveis.

_É oficial: ingresso de arquibancada a R$ 40. O plano de R$ 70 do Avanti (o meu) passa a valer ainda mais a pena. Mas só para quem vai a todos os jogos e tem carro para ir até Barueri.

_Gostaria de entender a lógica:
Setor B: aumento de R$ 30 para R$ 40 (33%)
Setor A1: aumento de R$ 40 para R$ 100 (150%)
Quem explica isso?

34 comentários:

diogo bruzantim disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Antonio Frederico disse...

Barneschi, cobro constantemente o nosso amigo Piracu pelo twitter, já que ele gosta tanto de tuitar, tuite nele, e segundo ele, isso será revisto.

Se eu acredito? Não. Mas o tuite está lá e na hora certa vou jogar na cara dele.

Ele está dando corda para se enforcar e eu vou dar muita corda pra ele.

E Diogo Bruzantim, cara, nada contra você, mas se todo mundo pensar como você, o que seria dos times de futebol?

E se no futuro o time perde 3 jogos seguidos na Arena Palestra Itália, vamos ter que jogar em Barueri só porque dá sorte?

@ThiDurante disse...

Bruzantim, o senhor é uma vergonha!

Jean disse...

De duas uma, ou é muito "misticismo" da diretoria do Palmeiras ou esses caras são muito burros... a lógica dos números são exatas; e só loucos e burros pra rasgar dinheiro!

e...

Bruzantim, acho q vc nunca foi a uma cancha e não sabe o valor de se estar em uma arquibancada para o torcedor Palestrino! O q disse não se aplica a esse blog, me ajuda vai!

Aki é Palmeiras!!!

Rafael Kuvasney Marcolin disse...

Achei um absurdo do caralho o ingresso a R$40,00. Meu Avanti não é o de R$70,00 pq minha média de jogo é de 2 por mês, mas sempre arrastava comigo pros jogos menores algum torcedor e, dependendo de quem fosse, ainda pagava o ingresso deste. Agora, com estes R$10 a mais, sem chance. R$40,00 afasta ainda mais o torcedor. Cara, é impossível só ser feliz com o Palmeiras. A gente nunca pode comemorar algo por muito tempo, é sempre porrada no torcedor. O Título passou a ser apenas um respiro em meio a tantas canalhices destes filhos da puta, como Barueri e o sócio-torcedor de ocasião.

Continuem assim e não teremos mais motivos pra criticar nossos rivais por terem se vendido.

Marcus Oliveira disse...

Isso! Vamos todos ficar em casa! Como não vai ter torcida mesmo, talvez mudem os mandos para a Academia de Futebol, o que facilita o acesso de todos... que ficarão em casa...

Estão querendo "bambizar" nossa torcida!

E território gambá porcaria nenhuma! Aquele é o Estádio MUNICIPAL Paulo Machado de Carvalho.

Enrico disse...

Não acredito em praga nem em maus fluidos, acredito em vagabundagem e falta de vergonha na cara! O Pacaembú é da cidade e por consequência também nosso, esses jogos em barueri me tiraram a vontade de ir ao estádio, me recuso, por mais que ame o Palmeiras, a colaborar com a argumentação da diretoria incompetente que o torcedor vai em qq estádio.. eu não vou e ponto! Tragam os jogos para o Pacaembú, o Canindé, até mesmo o panetone, estarei lá...jogo com nosso mando fora da cidade tô fora!

diogo bruzantim disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Poliana disse...

"assisto na tv que é a mesma coisa"
Esse rapaz nunca foi a um estadio né?!

Concordo que os jogos tem que ser no Pacaembu, é praticamente IMPOSSIVEL ir pra barueri e voltar de metro. Quando era aqui, ia em varios sozinha, agora ir pro fim do mundo e ter que sair correndo pra TENTAR chegar em casa é impossivel, ainda morando em Embu, imagina o que eu sofro!

William Cordeiro disse...

O Blog emite uma opinião clara, objetiva e com argumentos validos para jogarmos no Pacaembu. Deveria ser a escolha dos vagabundos Tirone e Frizzo, sim.

Que é ruim para o torcedor chegar em Barueri, é! Mas isso não importa, quem quer ir ao jogo apoiar o Palmeiras vai, enfrenta as dificuldades, até apanha da policia, mas vai! E quem não quer, simplesmente não vai! Mas por favor que cale a boca, não emita opiniões escrotas e deixe reclamar das dificuldades quem sofre da doença de seguir o Palmeiras onde ele joga.

Vinicius Leite disse...

Eu também sou outro que cansado de perder o transporte e passar a noite no terminal, desisti de ir em jogos do Palmeiras a noite na Arena Barueri.

E só de lembrar que a gente reclamava de jogar no Canindé, não saberíamos o transtorno que viraria a maldita Arena Barueri, que agora nem trem dia de domingo tem mais.

Porra, mandem os jogos no Canindé mas não mandem na maldita Arena Barueri. Porque se for escolher entre duas merdas, escolha uma onde fica na capital, perto do metrô e com um acesso mais facíl para o torcedor.

Leonardo disse...

Em raras e extremas ocasiões penso se realmente vale a pena continuar a seguir o Palmeiras,devido as adversidades impostas pela rotina exaustiva, a correria de São Paulo, o gasto finaneiro, tempo, energia e o descaso dos diretores.

São momentos raros, mas que me fazem levar a mão à consciência. Vitórias como as que conquistamos nesta Copa do Brasil vem como recompensas merecidas por tanto esforço.

Contra o CAP, só conseguimos entrar na Arena no intervelo. Já na semi-final, contra o Grêmio, sequer conseguimos entrar. Curiosamente o jogo mais tranquilo para nós - eu e meu pai - foi a final contra o Coritiba.

Faço todo este esforço consciente e sem arrependimentos, mas não custaria nada sermos ouvidos pelos responsáveis. Há tempos que é só porrada na cara do torcedor palmeirense.

Algo interessante ocorreu hoje. Recebemos um email da ouvidoria do Palmeiras nos informado que temos direito a dois ingressos em um jogo do Campeonato Brasileiro a nossa escolha, já que no dia 21/06 - com ingressos devidamente pagos - não conseguimos adentrar à Arena.

Isto não é, nem de longe, um ajuste de contas. Afinal, tiraram-nos o direito de estar com o Palmeiras em um jogo decisivo. Nós iríamos, de qualquer forma, a todos os jogos como mandante no Brasileiro.

Pelo menos, mostraram um pouco de 'reconhecimento.'

Rodrigo Santesso disse...

Quem diz que assistir o jogo do estadio e do sofá é a mesma coisa, concerteza NUNCA pisou na arquibancada ou então não sente o mesmo AMOR que nós sentimos pelo clube. A adrenalina e emoção que existe dentro do estadio é algo incomparavel e indescritivel.

Raul Martins Dias disse...

Eu não vejo nenhuma relevância para o título no fato de o Palmeiras ter jogado em Barueri. Se, sei lá, a Arena Barueri tivesse um gramado mais adequado para o futebol do Palmeiras, ou coisa do tipo, eu até entenderia (mas não concordaria) com jogo lá. Agora, acreditar em superstição é imbecilidade dessa diretoria.

Mais uma vez, eu estava com passagem marcada para domingo, saindo daqui de Brasília às 8 da manhã e voltando às 9 da noite. Mas sair de Barueri às 6 e chegar às 9 em Congonhas é humanamente impossível. E, quando tentei mudar minha passagem para chegar na sexta e voltar na segunda, eu teria que pagar SEISCENTOS REAIS para a companhia aérea. O jeito foi cancelar a passagem.

Como parece que os trens voltaram a funcionar nos domingos, vou ver se ainda encontro uma passagem mais barata, para ir à Arena domingo. Mas não garanto que vou estar lá. Parabéns aos envolvidos!! E vale lembrar que o hoje idolatrado técnico palestrino foi o PRIMEIRO a pedir essa mudança dos jogos para Barueri.

CIOL, Felipe disse...

bruzantim, essa familia só pode ser bambi, pelos comentarios....

Porcos de Porão disse...

Cadê a porra da minha carteirinha do Avanti? Esses fdp não cumprem o que prometem.

diogo bruzantim disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Sergio Mendonça disse...

Tanto o Presidente Tirone, quanto os demais diretores pouco se importam com as dificuldades que a torcida tem em chegar e sair de Barueri, afinal eles chegam tranquilos de ônibus fretado e não pagam ingressos.

Depois do jogo contra o São Paulo, não estou mais a fim de ir naquele nocal para ver o meu Palmeiras, acredito que é muito mais tranquilo assistir jogos quando o time é visitante, como por exemplo dia 29/7 em BH e nos jogos em agosto no RJ.

Somente quando renda e público tornarem-se ridiculos, poderá ocorrer alguma mudança dos locais de jogos do Palmeiras.

Matheus Trunk disse...

Barneschi e amigos: o pior é que os jogos da Sulamericana também serão na fantástica, na exuberante, na mitológica ARENA BARUERI. Gostaria de saber quantas vezes usar esse estádio é mais barato que o Pacaembu. Porque é pior em diversos sentidos. Malditos dirigentes que nunca usaram a CPTM.

fernet disse...

bruza nao sei o q , pega no meu pau arrombado , vc quer futebol sem torcida animal...os diretores sao td fdp e burros , iriam ganhar mais dinheiro no pacaembu e facilitariam p torcida , nao da p entender

André / Americana disse...

Barneschi e amigos, vcs viram a média de público nossa? Pouco mais de 6 mil...até quando essa diretoria FILHA DA PUTA vai manter os jogos em barueri, porra? Eu quero voltar pro Pacaembu!!!!

Anônimo disse...

Idiotas como esse bruzantim aparecem de tempos em tempos querendo "causar".

"talvez seja mais fanatico que todos ae"

Soh torcedor idiota fala isso, ele atestou a idiotice dele dizendo isso.

Patético, perfil de torcedor bambi.

Ae otario, no proximo fds vem trocar uma ideia cmg pessoalmete lah em barueri contra o nautico. Quero ver se vc eh tao "fanatico" mesmo como vc diz. Gostaria muito de ouvir seus argumentos idiotas cara a cara.

Se quiser me encontrar lah, terei o enorme prazer em ouvir suas besteiras.

Renan
Um palmeirense

Anônimo disse...

Nossa mano, esse jogo contra o Bahia na quinta as 21h, vai dar no maximo 5 mil nego, pode escrever. O que vc falou eh verdade, Palmeiras x Flamerda é um puta clássico, ano passado as duas equipes estavam mal colocadas na tabela, ingresso cao e tudo mais... no final das contas deu 31 MIL NO PACAEMBU! (além da estréia da "Camorra").

Se o Palmeiras continuar mandando jogos na Arena Barueri até o final do campeonato (no 2º turno, pelo menos), agente vai ter uma das piores médias de público no campeonato como mandante, vai ser vexame!!
Seria um absurdo o palmeiras jogar o campeonato brasileiro INTEIRO sem mandar um jogo sequer na capital, sede do nosso clube.
Será que isso irá acontecer?

Abs

César SEP

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
cesar disse...

Eu sou um exemplo desses de quem não vai mais a jogos do Palmeiras pq não tem carro!

Barueri é impossível de se chegar!

Palmeiras tem que jogar na capital e ponto final!

diogo bruzantim disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Luiz Fernando disse...

Pessoal,esse Diogo Bruzantim já apareceu aqui pra encher o saco aqui nesse blog,não fiquem dando trela pra esse palhaco,não sejam tontos

Barneschi disse...

As mensagens do tal Bruzantim foram todas deletadas. Simples assim.

CIOL, Felipe disse...

Eu mesmo penso 10x para ir pra Arena Barueri. Fim de mundo! Moro em Americana, cada vez que penso em ir pra lá esbarro em horarios e tudo mais...

Quero o Pacaembú! Quero voltar a ver jogos, mas porra, ta dificil!!!

felipe cruz disse...

Barneschi,
Seu post é tão impecável que não tenho nada mais a acrescentar aqui. Só reforçar.

ARENA BARUERI NÃO!

Porra, excetuando o preço do ingresso, que já é caro, o gasto diário que eu tenho indo em jogos em Barueri (fui em 3 esse ano, sendo 2 na semi e final da CdB), é, em média, de R$ 80 e pouco;
(uns R$ 50 de estacionamento --facada!-- + R$ 30 de gasolina --e na volta ainda fico na reserva-- + R%6 e pouco do pedágio --dinheiro pros cofres da concessionária da rodovia--)

VAI TOMAR NO CU, DIRETORIA!

Leonardo disse...

César, se bem me lembro, a primeira partida da Camorra foi no Canindé. Não me recordo agora em qual partida, se não me engano, foi contra o São Bernardo ou Grêmio Prudente.

Luiz Fernando disse...

Leonardo e César

O primeiro jogo da camorra foi contra o ATL/PR em Junho do ano passado

Saandroo disse...

Esse jogo contra as bichas já deveria ter sido no Pacaembu. Time canmpeão, torcida empolgada e o torcedor de SP há tempos sem ver seu time atuar na capital. Era jogo para 25/30 mil no Pacaembu. Era questão de chamar a torcida para o estádio. Por que não fazer uma promoção para o tobogã? Ingressos a 10 reais por exemplo, permitir q o torcedor palmeirense mais carente da periferia pudesse ver seu time campeão num clássico contra os bambis. Mas não...tome Barueri de novo! É muita MAS MUITA FALTA DE VISÃO E SENSIBILIDADE desses canalhas que comandam a SEP hoje. E mais uma vez parabens ao Felipão que peitou todo e todos e se levou o time rumo à glória.