28 maio 2013

Política excludente

"Nenhum relacionamento sobrevive à imposição".

Retomo o raciocínio do post anterior apenas para fazer o registro de que serão desmontadas quaisquer justificativas lançadas ao vento pela dupla presidente/CEO para explicar o crime cometido contra o palmeirense no último sábado.

Basicamente porque a postura por eles adotada é não apenas impopular, mas burra, à medida que faz o clube perder dinheiro, deixa o estádio vazio, irrita o torcedor e não traz absolutamente nenhum benefício para a consolidação do Avanti - pelo contrário, uma vez que elimina a vantagem que teria o detentor do plano de R$ 20.

O crescimento da base de qualquer programa de sócio-torcedor passa por outros fatores, eles todos vinculados à reciprocidade. Vejam, por exemplo, os méritos dos programas mais bem-sucedidos até o momento (Inter, Grêmio e gambás): direito a voto para os dois primeiros e, no último caso, reconhecimento aos torcedores que se fizerem mais presentes.

Há ainda uma série de outros elementos (o Néspoli vem tomando a dianteira com boas análises), mas o que presidente e CEO precisam entender é que o Palmeiras só vai perder enquanto sua diretoria explorar o torcedor.

Eu tenho o plano de R$ 70 e, portanto, direito assegurado a todos os ingressos para os jogos em casa. Mas não posso aceitar a estratégia predatória porque isso afasta do estádio o povo, e é tudo o que não podemos fazer. Além disso, não vejo atendidas ainda nenhuma das outras pretensões dos sócios-torcedores mais assíduos. Exemplos: o tal "plano de milhagem" que reconheça quem vai a todos os jogos e alguma condição (qualquer que seja, seus putos!) para adquirir os ingressos para partidas fora de casa.

O que se tem no momento é uma política excludente, que deixa fora do estádio muita gente da região de Itu, impede a viagem de outros tantos aqui de SP (que, por um motivo ou outro, não são Avanti) e acaba por não incluir ninguém.

Um plano de sócio-torcedor deve funcionar como um elemento de inclusão, de tal forma que o torcedor se sinta instado a se associar para usufruir de seus benefícios e ajudar o clube. Do jeito como está sendo conduzido o Avanti, no entanto, ele funciona como um agente de exclusão de parte da torcida: ou você é e pode ir aos jogos, ou você não é e então está fora dos estádios.

16 comentários:

GOIANINHO SG disse...

bom dia barneschi esse seu texto reflete a opinião de mais de 80 % da torcida outros 20 % que tem uma classe melhor defende o aumento do preço dos ingressos a dupla presidente/CEO tao de sacanagem .

gregory disse...

"Seu comuna safado!"

Foi esse o argumento que um FILHO DA PUTA usou quando eu falei sobre esse tema.

Mesmo tendo o plano de R$ 70,00 eu não admito em hipótese alguma essa estratégia que está sendo adotada por esse GAMBÁ do Nobre.

Anônimo disse...

me responda o que o senhor achada da policia militar do estado de sp???. até hoje voce não me respondeu...

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Barneschi disse...

Já escrevi várias vezes sobre isso, seu otário!

Emilio Leite disse...

Barneschi,
Obrigado por insistir nesse assunto e não deixar a coisa passar em branco.
Obrigado por continuar sendo a voz da arquibancada, a voz popular.

Celso Marcal disse...

Bem lembrado , Barneschi. Essa situação dos jogos fora é importante. Ano passado para a semifinal da Copa do Brasil no Olímpico consegui meu ingresso na sorte, por conta de relacionamentos. Não houve venda no Palestra e apenas a Palmeiras Tour vendia as entradas aqui em SP, e com o pacote junto. E eu não queria o pacote, fosse pelos preços, fosse pelo horário.

Diego disse...

Só tem uma palavra para definir o que é essa estratégia do CEO (aliás ñ deveria nem ser chamada de “estratégia”, pois de estratégico – o último jogo comprova – não tem nada): CHANTAGEM!

Cesar Interior disse...

A torcida do Palmeiras nada mais é, do que o reflexo da politica que se instalou dentro do clube, ou seja, NOJENTA.

Não existe dialogo, não existe troca de ideias, existe sim, uns criticando e torcendo contra outros, uma pena !

Mas bom mesmo, era o Tirone, o Friso, por que eles erravam, eram criticados e nunca voltavam atraz para concertar seus erros, vide Barueri, vide Presidente Prudente, vide desmando da FPF, vide plano Socio Torcedor na final da Copa do Brasil.

Acho que esta na hora Barneschi, dessa parte da Midia Palestrina, começar a dar valor ao Presidente e ao CEO que temos atualmente, visto que quando eles fazem alguma cagada, pelo menos tem a hombridade de voltar atraz e reconhecer o erro.

O Ingresso ja baixou, e como Palmeirense que sou, espero que a venda do Socio Torcedor continue, pois só assim o Palmeiras poderá sair desse buraco finaceiro que a anos nos afunda perante a concorrencia.

Não tera justificativa o jogo de Sabado que vem em Itu, não estar com o Estadio Lotado, dai nos vamos ver mesmo se o problema é o ingresso, ou o torcedor !

Detalhe; e não vamos dizer que o time é uma merda, pois para jogar a Serie B, esse elenco ta bom demais perante os outros times que irão disputar o titulo. Não que eu esteja feliz com Vinicius, Marcio Araujo, Maikon Leite, Kleber, Juninho, mas é o que temos no momento, e é a camisa do Palmeiras que estará la em campo.

Anônimo disse...

Bem, pelo menos temos que reconhecer que o PN reconheceu que fez uma avaliação míope da situação e voltou atrás, reduzindo o preço dos ingressos para o próximo jogo em Itú e proemtendo reduzir ainda mais quando os jogos forem aqui em São Paulo. Já é malgum mérito, já é numa esperança de diálogo. Precisamos unir forças. Precisamos de um pouco de paz no Palmeiras. Não adianta nos degladiarmos o tempo inteiro. Se há um canal para a conversa, para o entendimento, não podemos ingorá-lo. Os palmeirenses precisam estar juntos, solidários, no esforço descomunal para recolocar o gigante Palmeiras no lugar onde ele merece estar! Se cada uma ajudar um pouquinho, certamente a somatória resultará em uma grande alavancagem do Palmeiras rumo ao topo! O palmeirense não perderá nunca - e não deve - perder seu apurado espírito crítico, mas a hora é de união e solidariedade! Vamos, juntos, palestrinos ajudar a reconstruir a grandeza do Verdão! Avanti, forza Palestra !

Anônimo disse...

nossa, pq me xingar de ótario

só perguntei

sai dai cavalo

César SEP disse...

Grande coisa que o ingresso baixou, foi para 40 reais, inviável para a massa... Por que eles não seguem o raciocínio lógico? os clubes de SÉRIE A cobram 30 reais (com exceção de um ou outro), logo, o ingresso de um jogo de série B deve ser inferior a 30 reais, simples assim!
É o que vc disse Barneschi, ou você é Avanti ou você não entra pro jogo. É chantagem , como disso o amigo acima. Pelo amor de Dio, quando vamos ter um presidente (ou diretoria) que pense no melhor para a torcida e para o clube invés de pensar em si próprio e em interesses financeiros??!!!

Anônimo disse...

Sou colorado, um dos 105.000 socios colorados que rendem ao Inter milhoes por mes. Temos direito a voto( pra presidente) descontos em estabelecimentos comerciais( farmacias, supermercados, lojas e cinemas) bem como, mantendo eem dia a mensalidade, acesso a sorteios que vao de camisas oficiais, tvs, eletrodomesticos e viagens com o clube com direito a hotel e comida. Ou seja, alem de tu ajudar o Inter, pagando 20 pila por mes, e entrando em todos os jogos, ainda tens uma serie de vantagens. Tu so nao se associa se fores burro mesmo.
O Inter hoje tem o maior quadro social da america, superando o do River Plate.

Geraldo Batista disse...

Po cara, não consigo entender a revolta toda com o PN, ele errou e foi lá e ja concertou, sei q R$40 ta cara, mas no jogo de terça já vai ser R$20 não é ??????

Sinceramente vcs acham q o PN e o CEO estão tão ruins, eu vejo os cara sempre tentando o melhor, e se erram vão lá na humildade e voltam atras, vejo q o PN e um torcedor e ta buscando o melhor pro Palmeiras.....

E tem mais eu moro aqui no Espirito Santo e conheço uns 10 socios do Avanti e eu to fazendo o meu plano esse mês, e todos temos o plano somente pra ajudar o clube pq não podemos ir aos jogas e a nenhum evento, vcs q estão ai em SP tem mais do que a obrigação de ser sócio do clube mermo, tem hora q vcs só sabem ficar chorando e reclamando

Anônimo disse...

Parabéns, Geraldo Batista! Mesmo morando longe, você é, de fato, um torcedor apaixonado e que quer ajudar verdadeiramente o nosso amado Verdão! R$20,00 não é mesmo um valor extorsivo. A justificativa de cobrar mais para jogos no Interior também é justificável: o clube tem que deslocar todo o staff para lá, há as despesas de viagem, há o pessoal que é pago pela CLT, há custos adicionais com alimentação,horas extras, hospedagem, etc., ou seja, o custo de jogar no interior é maior do que o custo de jogar na capital. O clube já está na tanga, não tem dinheiro pra nada, se nem os torcedores quiserem ajudar pagando um preço justo para assistir um jogo, então, nada mais restará ao Palmeiras... R$60,00 realmente é um valor absurdo, mas R$40,00 (talvez R$30,00 fosse mais justo...) já está bem mais razoável e quem é sócio Avanti vai pagar muito menos. Se os Palmeirenses não quiserem dar uma parcela de contribuição para a recuperação do time quem o fará? Não serão nossos inimigos...Parabéns, pela sua atitude. Se todos derem uma pequena contribuição, o Palmeiras se fortalecerá!

Barneschi disse...

Há muito o que comentar, mas eu vou me ater a dois comentários pontuais, estes últimos, do Geraldo do Batista e do torcedor que comentou na sequência:

Vejam que eu não estou falando por mim aqui (até porque pago o plano de R$ 70 e mais a mensalidade de R$ 162 do clube social – esta última apenas para ajudar o Palmeiras), mas sim em nome de grande parte da torcida que, entendam, não tem condições financeiras de arcar com a mensalidade do Avanti (ainda que de apenas R$ 20) e mais o ingresso. Há até os casos de pais de família que não teriam como bancar a própria entrada e mais a dos filhos, por exemplo. Eu escrevo em defesa dessa grande massa que não tem condições de arcar com o plano de sócio-torcedor e que, em virtude disso, não pode ser excluída do estádio.

É evidente que esse cara não vai poder mais ir às grandes decisões (porque esses ingressos obviamente ficarão com os torcedores mais assíduos – o que é correto), mas esse sujeito não pode ficar marginalizado desse processo.

O que está em jogo, senhores, é o processo de elitização do futebol. É contra isso que devemos lutar.

Abraços