07 novembro 2013

O inimigo está dentro de casa (4)

Antes de tudo, conferir este e mais este post. Na sequência, fiquem com mais um posicionamento oficial do Dissidenti:

No dia 3 de outubro, o Dissidenti publicou uma carta de repúdio ao comportamento do autointitulado diretor de comunicação da Sociedade Esportiva Palmeiras, o gambá Fernando Mello. Questionávamos – e isso ainda persiste – a mentira, a calúnia e a desfaçatez de um profissional remunerado da SEP que ataca quadros importantíssimos do nosso clube e da imprensa e depois se esconde na mais vagabunda das desculpas, nas trevas de um fantasioso perfil falso passando-se pelo próprio. 

Pois regressamos ao tema com pesar: não houve sequer um pedido de desculpas, nem explicações, por parte do funcionário ou do clube. Não houve nenhuma justificativa, nem mesmo a tentativa de manutenção da honra deste profissional de gosto duvidoso, uma vez que se arvorara em uma manobra escusa de “inimigos” para explicar o ocorrido. Tivemos apenas o silêncio como resposta, vez ou outra quebrado por vozes do baixo clero da gestão atual a defendê-lo. Mais: houve quem colocasse à prova a veracidade dos fatos subscritos aqui por mais de 30 Palmeirenses de alma, sangue e doação ao clube. E houve ainda quem levantasse hipóteses das mais absurdas, acusando Palmeirenses de terem criado o perfil falso apenas para abalar o trabalho profissional do sujeito –ou mesmo desestabilizar o clube por razões políticas.

Agora que o Palmeiras já está de volta à Série A e o título é iminente, acreditamos que seja a hora de passar a limpo esta história, de uma vez por todas, sem que os defensores do sujeito utilizem o expediente da nossa condição esportiva para afastar a bola mais uma vez. 

O Dissidenti que, não nos custa lembrar, não é grupo político, muito menos chapa para a eleição, afirma categoricamente que o perfil do Twitter que causou tamanha rebelião em nossas fileiras pertence a Fernando Mello. E que o profissional, posteriormente, mentiu sobre isso, dizendo que não era seu. 

Tanto falam em profissionalismo, como se fosse um mantra que depois de repetido por alguns meses e anos milagrosamente trará taças a galope ao clube, que parecem se esquecer do torcedor. Porque deste parece só interessar o dinheiro, seja nos ingressos com preço de Série A para Série B, seja na contagem do sócio torcedor. O respeito pelo maior patrimônio do clube vai ficando por este tortuoso caminho do planejamento, da austeridade e do profissionalismo. O amor ao Palmeiras, em breve, será vendido em kits festivos nas lojas oficiais do clube e poderemos comprá-lo, assim como fez nosso rei da comunicação, assegurando o direito de ser um torcedor moderno. Até lá, nos resta apenas lamentar que o profissionalismo vociferado não sirva quando é preciso cortar da própria carne. 

Que os Palmeirenses estejam conosco.

8 comentários:

flavio 1914-1942 disse...

não tem nada a ver com o post, mas o que voce acha, barneschi, da mais nova invenção da midia tupiniquim, aquela tal de rei do camarote?????

Anônimo disse...

Que tempos tristes vivemos no Palestra Itália. Sem concessões, um inimigo deve ser tratado como tal, o problema é que muitos dos "nossos" se esqueceram disso.

Leonardo Nakamura

Felipe Teodoro da Silva disse...

Barneschi não adianta pedir ajuda se os "verdadeiros" torcedores palmeirenses (é o que tanto dizem) estam junto da midia contra a propria torcida. Sinceramente, ja nao vejo un futuro prospero para nos clube, almofadinhas brigando dentro e fora do clube passamos vergonha com situaçoes de clube pequeno e mentiras forjadas para nos anquilar o mais rapido possivel.

Felipe Teodoro da Silva disse...

Mas se tiver que morrer para defender nossas cores desses sujeitos, eles que nos esperem. Não tem Brasil nem Italia nem nada de patriotismo se decidirem continuar com essa persiguiçao a nós. Sou Palmeiras e nada mais.

CASSELLl disse...

Morte ao Gambá!

claudio longo disse...

Boa noite a todos, Barneschi, é visível que o atual quadro administrativo do Palmeiras possui uma infinidade de idiotas, em todos os departamentos, pois porque ate hoje não foi esclarecida a atitude covarde, de desmanchar a equipe que conduzia com qualidade, sendo inclusive premiada e reconhecida como uma competente comissão de comunicação, sendo substituída pelo rufião de um gamba filho de uma grande puta, que por inúmeras vezes já demonstrou seu atroz ódio aos assuntos alviverdes, realmente o presidente Nobre como reage a este assunto?
Com conivência, ou medo?

Saandroo disse...

Desde os boatos antes mesmo dele assumir o cargo tenho me portado absolutamente contra a presença de um IMUNDO indo e vindo dentro de nosso solo sagrado. Sem dúvida alguma, um dos erros mais grotescos assumidos pelo Paulo Nobre. Não podemos deixar cair no esquecimento. Parabéns ao blog mais uma vez. Avanti Palestra!

Anônimo disse...

POR ISSO E POR OUTRAS, EU Não acredito no MUSTANOBRE !!!!