11 abril 2008

Com alma e coração


Crédito: Telas Futebol/ MRito

"Tem que jogar com a alma e o coração..."

Assim prega a música que nasceu nos dois célebres confrontos da Libertadores/2006, quando a torcida palestrina foi mais aguerrida do que nunca. Tal como no domingo próximo, éramos minoria absoluta em uma terra sem leis. Guerreiros diante de uma massa alienada.

Uma guerra se ganha com a alma e o coração. Foi o que sobrou em 2006, quando levamos quase à classificação um time destroçado, limitado e sem comando. Não dava para ir além, e todos sabiam. Até nós, quatro ou cinco mil insanos, que passamos o inferno para chegar àquelas cadeiras amarelas. Lutamos por uma vitória que só não veio pela interferência de um pobre diabo.

Veio uma vitória maior, daquelas que só o tempo é
capaz de transformar em vitória. Se faltou a classificação, fica eternizado o orgulho de quem lutou até o fim por um ideal.

Muita coisa mudou em dois anos. Temos hoje um time, um técnico de ponta e tudo o que é preciso para nascer um campeão.

Seremos minoria de novo, nove mil, talvez um pouco mais. O suficiente para calar a bicharada sem alma.

Vamos com a alma e o coração!

E a vitória virá...

***

LINKS DE 2006

Antes do Palmeiras 1 x 1 SPFW


Depois do Palmeiras 1 x 1 SPFW


Antes de SPFW 2 x 1 Palmeiras

Depois de SPFW 2 x 1 Palmeiras

***

DUELO DE IDÉIAS

Contrapondo-se à descontrolada carta do mandatário bambi, eis que temos aqui a resposta do nosso Luiz Gonzaga Belluzzo.


No Futebol, a Batalha dos Direitos
Luiz Gonzaga Belluzzo
De São Paulo (SP)

"Sou homem e nada do que é humano me é estranho." (Homo sum et nihil humani a me alienum). A sabedoria dos soberbos trata a questão humano-futebolística com desdém. Terêncio e o maior admirador de sua frase não fariam cara feia diante da polêmica travada em torno do local do segundo jogo da semifinal do Paulistão.

Avaliada sob escrutínio dos critérios e valores da vida moderna - aqueles que felizmente sobrevivem aos freqüentes soluços da barbárie - a controvérsia político-esportiva foi, no mínimo, pedagógica em seu significado. O desenvolvimento do conflito de opiniões, os pronunciamentos das autoridades, as críticas da mídia permitiram perceber que, entre o palestrinos, a questão crucial era a do reconhecimento de seus direitos. O Palmeiras nada mais fez do que assegurá-los. Ponto, parágrafo.

Fosse o gesto palmeirense interpretado como uma "vitória" na "guerra dos bastidores", alcançada com o recurso da mobilização de autoridades, não valeria a pena. Nada valeria, porque, então, a alma seria pequena. O uso secular do "cachimbo oligárquico" deixou torta a boca da turma habituada a tramar ardis nos subterrâneos da política para ganhar "fora do campo" e massacrar o direito dos adversários. Remember 1942.

Rejeitamos a "batalha dos pistolões". Travamos uma guerra de argumentos, como cabe aos humanos que aceitam as regras do debate civilizado e desimpedido, sempre admitindo que os resultados possam contrariar nossos interesses mais imediatos. A chamada "mídia palestrina" compreendeu que o direito de disputar um dos jogos da semifinal no Palestra não garante a vitória sobre o São Paulo. Apenas estabelece o princípio básico da disputa esportiva moderna: a igualdade de condições entre os competidores.

Nos sites e blogs palestrinos espalhados na Internet, em muitos deles, percebo esse espírito de resistência, a recusa à submissão diante dos poderes que não querem ser interpelados e muito menos contrariados. Não importa se tais poderes estão abrigados no aparelho de Estado ou submersos na maquinaria das grandes empresas de comunicação. As prepotências da superioridade presumida e da espetacularização midiática encontram, agora, resistência na obstinação dos blogs e sites comprometidos com o esclarecimento de seu público torcedor.

Se o assunto é futebol, certa dose de maniqueísmo é quase inevitável. Mas há que conter os exageros. A maioria, no entanto, sem as pretensões dos "eleitos do saber e da opinião", ao falar do jogo da bola e de seu clube protagoniza a luta pelo reconhecimento de sua condição de indivíduo livre e sujeito de direitos.

Há quem diga que o Brasil, ao promulgar a Constituição de 1988, entrou tardia e timidamente no clube dos países que apostaram na ampliação dos direitos e deveres da cidadania moderna. É uma avaliação equivocada. Submetidos ao longo de mais de quatro séculos, à dialética do obscurecimento, aos paradoxos grotescos que regem a vida política e as relações de poder numa sociedade de senhoritos e seus asseclas, os brasileiros começam a desenvolver a autoconsciência própria do indivíduo moderno.

20 comentários:

Zoinho centro/sul disse...

o Gonzaga é foda mesmo né, naum tem o que falar do cara !!
o JJ deve estar junto com o barbicha e dois "pai dos burros" para entender o que nosso diretor disse !!

E estaremos lá, mais uma vez, para defender nossas cores, e calar essa raça !!

Abraços

luigi sep 1914 disse...

" Explicar a emoção de ser PALMEIRENSE a um PALMEIRENSE, é totalmente desnecessário.
E a quem não é PALMEIRENSE... É simplesmente impossível !"

PALMEIRAS, o suficiente para ser inesquecível !

20/09/1942, 20/04/2008...
66 anos depois, a história irá se repetir..

Daniel disse...

excelente barney... vamos pra vitória!!!!!!!!

Zoinho centro/sul disse...

Acabei de ler a noticia que a partir de amanha a arquibancada vermelha estará a venda para elas !!
Essa é a hora de mostrar nossa força e quem naum tiver comprar vermelha.
Eles não tem como provar o dia em que vc adquiriu o ingresso.
Nunca tinha me atentado a isso, mais hj por acaso li meu ingresso e esta lá.

Compra efetuada em: 23/03/2000 hora : 07:48:13.

Quer dizer que comprei o ingresso com 8 anos antecipado, e as 08h00 da manha, se os vagabundo começam a trampar as 11h00 ??

Entaum galera, comprem vermelha !!

Vamus invadir essa merda !!

E se alguem for comprar de cambista tome cuidado, os caras estão vendendo a R$ 40,00 geral vermelha, só que é o ingresso acompanhante do torcedor familia, E NAUM ENTRA !!!

Palmeiras - Eternamente

Forza Palestra disse...

Zoinho, o visionário.

HAHAHAHAHAHAHAHA!

Comprou ingresso em 2000!!!

Genial!

Esta é a 'competente' BWA.

luigi sep 1914 disse...

Diga-se de passagem que o Zoinho efetuou sua compra pela internet enquanto discutia sobre a bolsa no terraço de seu apartamento em Copacabana, enquanto cachorras cariocas animavam a festa em seu Ap. graças aos hormonios de égua...

HAHAHAHAHA...

Grande Zoinho, o Nostradamus da grade!

Forza Palestra disse...

Um brinde ao Zoinho!

Teo disse...

Texto bacana, Barney...

Estive os dois anos, na Gaiola, nos pegas da Libertadores.

Aquilo é segurança, né?

Forza Palestra disse...

Pois é, Teo. Nas duas vezes. Passamos o inferno naquela merda. Em 2005 e em 2006. E aí nego vem me dizer que aquele lugar é seguro... é o fim!

Até domingo!

spaulino disse...

pq vcs quando tem o mando de campo contra os gambás solicitam o spfc pra jogarem no nosso estádio ao inves do de vcs? hein? hein?

Luiz disse...

Esse aí de cima só pode ser alguém zuando...

Fábio disse...

O texto do Belluzzo é espetacular. Postei no meu blógui também. Mostra o cânion que nos separa das bibas

Bruno D'Angelo disse...

Belluzzo , vc é gênio!

Zóinho , não te conheço (pelo menos acho que não) , mas vc também é gênio!

Vou comprar o da bancada vermelha e vou falar uma coisa prá todo mundo aqui : vai dar merda lá! Vai ter muito palmeirense na vermelha.

Valeu pelo aviso! Quando te conhecer , faço questão de pagar uma gelada!

Abraços ,

Bruno D'Angelo.

Forza Palestra disse...

Nunca solicitamos nada, bambi alienado. Os clássicos entre Palmeiras e SCCP são disputados lá por se tratar de um campo neutro entre os dois clubes. É histórico.

Ah, é difícil entender história quando se desconhece a própria, né?

Bruno D'Angelo disse...

Eu já avisei que vai dar merda na vermelha! As bichas pararam de vender a vermelha , pois só tinha palmeirense comprando!
São uns bostas. São um bando de cagões e frouxous. Não assumem a cagada que fizeram.
O melhor de tudo isso é que só vem mostrar a força que nossa torcida tem. Não somos da moda e nem começamos a torcer por conveniência... simplesmente construimos uma história.

Filipe disse...

"solicitam"??? "nosso"???
Aquela merda é pública, seu filho da puta. Merda humana sem alma.

Anderson UGIETTE disse...

robaram o PALESTRA!!!!
juiz filho da puta!!!
o bebado bambi meteu a patinha na bola e o filho de rapariga aceitou!!
e não adiantou a gostosinha dizer que foi mão!!!
ele quer nos prejudicar!!!
aaaaaaaaaaaaaaahhhhhhhhh
intervalo de jogo!!!
abraço!!!
VAMU PALESTRA!!!!!!
PORRA!

luigi sep 1914 disse...

Morte ao juiz e a todos da sua mesma "especie"!
Raça imunda!

E lugar de mulher não é no mundo do futebol, é na cozinha, no tanque, na cama dando pros homens! Bandeira filha da puta!

Anderson Ugiette disse...

mas, de acordo com a TV ela advertiu o "arbitro" do toque de mão do BEBADO BAMBI...
mas, o arbitro fez que não ouviu... assumiu a robalheira e validou o gol!!!
juiz desgraçado!!!!
aaaaaaaaaaaa
AQUI É PALESTRA PORRAAA!!!

luigi sep 1914 disse...

Também, não poderíamos esperar atitude diferente de um escravo!
"especie" filha da puta!
Morte a todos!

Bandeira vagabunda, vai lavar roupa!