13 fevereiro 2009

Por que disfarçar?

O que os senhores vêem abaixo, caros leitores, parece ser a capa da revista oficial do SPFW. Mas só parece. Na verdade, esta é a capa da edição 4 da revista FUT!, que é, vejam só, uma publicação do grupo Lance!, o popular Boletim de Madame:


Vejam. Leiam. Contemplem. Prestem atenção à frase que resume tudo o que eles tentam transmitir dia após dia: “Aqui, tudo funciona. E bem”. Notem que não há qualquer preocupação em disfarçar nada. Tanto não há que eles utilizam sem medo o advérbio “aqui”. Não é “lá”. É “aqui”. Parece que eles perderam a vergonha na cara.

É qualquer coisa, menos jornalismo. É manipulação barata, a mesma que esse blog denuncia com tanta veemência. E por menos jornalismo que seja, é curioso que tal aberração tenha chegado ao meu conhecimento por meio do Jornalistas&Cia., um boletim semanal enviado para assessorias de imprensa, agências de comunicação e que tais. E o texto que apresenta a revista é um primor:

A revista Fut (Grupo Lance) de março chegará às bancas nesta 5ª.feira (12/2) com uma grande reportagem de capa sobre o São Paulo FC. Até aí, nenhuma novidade. Mas, segundo o editor-chefe Klester Cavalcanti, o diferencial dessa matéria é que ela não tem foco no futebol como esporte: “É uma reportagem que poderia estar na capa de uma revista semanal como Veja ou Época ou de uma revista de economia e negócios como Exame. Ela mostra, em 12 páginas, tudo o que faz do São Paulo o clube mais vitorioso e mais bem estruturado do Brasil”. Klester diz que a matéria faz um Raio X detalhado de todos os pontos altos do clube: comissão técnica, modelo de gestão, marketing, estrutura, negócios e, claro, o talento dos jogadores, com números, gráficos, tabelas e entrevistas. “A capa mostra os três pilares do sucesso do São Paulo: jogadores (representados pelo Rogério Ceni), comissão técnica (liderada pelo Muricy Ramalho) e administração (comandada pelo Juvenal Juvêncio)”, arremata Klester.

Sim, foi isso que vocês leram: a matéria "não tem foco no futebol como esporte". E o resto fala por si só, com a ressalva de que eles se esqueceram de dizer que o jornaleco esportivo é um dos principais anunciantes do clube do Jd. Leonor - ou seria o contrário?

Eu encerro por aqui. Como eu gosto de "futebol como esporte", fico de encontrar os senhores amanhã, primeiro no clube e depois no Pacaembu, o estádio que é a cara desta metrópole.

40 comentários:

Daniel disse...

MEU DEUS!!!!!!!!!!!

Claudio Yida Jr disse...

Cadê a bicharada suja que vem dizer que nós temos mania de perseguição? Isso aí é o fim da picada...

Suardi disse...

Sem comentários. Propaganda mais suja e barata do que esta impossível.

independente favela festa na favela disse...

são pailo são paulo são paulo


eeeeeeeeeeeeeeeeeeee gambá pode esperar sua hora vai chegar..........


a da porcada ja foi

agora é da gambazada

Ademir Castellari disse...

É Barneschi, por lá - no jornaleco - é a máxima da lei para os inimigos. Ontem, me lembrei do caso da comemoração do Keirrison, ameaçaram até boicote. Pois, me lembrei disso ao ver um comercial da Nike, daqueles do rola que rola (esse tem como mote 99,99% é igual a 0%) a mensagem de paz por lá são tapas na cara de gente que está ralando, esses mesmos de tão exausto vomitando e coisa e tal. Daí, dando uma volta pelo boletim da madame eis que me deparo com um produto da Nike sendo comercializado pela loja virtual deles. Pois é! Coerência nenhuma, o que manda nesse espaço é dinheiro, que devem recber aos montes lá do Jardim Leonor. As máscaras sempre caem, não demorará e todos (imprensa suja e SPFW) serão desmascarados. Quem viver verá! Em tempo: lá no Blog xará há um lik para o filme e um para a página que comercializa o produto da Nike (se é que já não tiraram do ar).

Fábio disse...

Quero saber qual palmeirense, corintiano, santista, etc. vai querer comprar esta tal revista fut (nunca tinha ouvido falar, e já é o número 4)

Como os bambis acham que têm uma torcida enorme (de acordo com as pesquisas manipuladas que eles próprios encomendam), esta revista vai vender hor-ro-res para os consumidores alienados.

E para os outros 90% de torcedores não bambis, como é que fica?? Uma hora eles vão se cansar de ouvir sempre as mesmas lorotas, e o tiro vai sair pela culatra (se é que já não está saindo, porque tudo tem um limite.)

Agora, cá para nós: o JJ Whiskey como representante da "modernidade gerencial" é digno de riso...

Nicola disse...

É com esse tipo de "reportagem" que tentam atrair mais "torcedores". Que são na verdade um bando de bichas que acham o máximo o SPFW ter uma loja na Oscar Freire (ui!). Esse tipo de gente, que não necessariamente gosta de esporte, talvez em jogos da Libertadores e decisões, mas claro, se o time realmente tiver chance de erguer a taça, senão..

www.forzapalestra.blogspot.com/2009/01/o-mal-no-tem-limites.html - Um bom exemplo também.

Será que tem muito gambá comprando ingresso pros setores destinados aos bambis? Quero só ver quando a escória vai parar com essa putaria. Sem nós e principalmente os gambás, como manteriam aquele momumento a ditadura? Timinho miserável do caralho mesmo...

Augusto disse...

Nossa, quanto rancor. Vocês deveriam fazer terapia!

Marco Túlio disse...

Opa Barneschi,

Cara esse blog teu é bom demais cara. Só aumenta meu amor pela SEP. Mas me desculpe pela Ignorancia: " Qual o erro de 1938 " q vc se referiu há alguns dias.

Abraços
SaudaçõeS AlviverdeS

Nicola disse...

Marco,

Jogo das Barricas. PQP, e que erro mesmo, tirar a escória da merda. Ahh mas eu ainda vou ver a 3ª falência desse timinho...

openhead disse...

voces precisam ir em um pisicologo....um psiquiatra,um neurologisa

Anônimo disse...

Marketing é tudo hoje em dia. Infelizmente. Os princípios se perdem, fica a imagem ilusória, totalmente produzida por fora e podre por dentro. Beijo

Nação Palmeiras disse...

Time mais vitorioso do País?

AEUHEhueahuAEeAUEUAuh


Frase do ano! Aliás, da década!!!

cruzdesavoia disse...

Hei! Hei! Hei!

Barneschi é nosso Rei!!!

cruzdesavoia disse...

E vou acrescentar, enquanto o sono não vem: o que é pior, a alienação vendida como ouro ou o fato de ninguém fazer uma análise crítica, de correlação entre o poderio do SPFW e seu passado negro?

E mais, mestre: seria um mero deslumbramento de jovens repórteres a causa de tal alienação, ou uma coisa nasce para encobrir a outra?

cruzdesavoia disse...

Matou a pau, Barneschi!

Muricy disse...

Cara, o Barneschi é jornalista e como tal até ele sabe que está sendo um pouco exagerado nesse texto.

Essa na verdade é uma matéria super comum, que poderia ser feita com qualquer time "do momento", desde que esse time fosse tricampeão Brasileiro seguido, por exemplo.

Aliás, poderia ser feito com qualquer empresa ou negócio. Amigos e, cá entre nós, não tentem se enganar e achar que o Palmeiras está fora dessa. Não está não, Palmeiras quer ser empresa e boa fonte de negócio (o tal modelo europeu) como qualquer outro time, quer vocês queiram, quer não.

sem ofensas,

Anônimo disse...

Acho que vocês estão exagerando. Reportagens como essa existem porque o São Paulo é o time do momento. Há uma década ocorria o mesmo com o Palmeiras. Até o Edmundo posava por aí carregando ursinho de pelúcia...

Aliás, o moralismo de vocês é muito seletivo. Nunca vi alguém reclamar aqui da época em que o Palmeiras era comandado por uma multinacional de picaretas, fina flor da máfia corporativa italiana. Pelo contrário, vocês até achavam bonito e adoravam. Muito incoerentes.

Paulo D. Prado

Craudio disse...

Será que essa bicharada sabe mesmo interpretar um texto?

Forza Verde disse...

Prado,

Todo membro da sub-raça alienada é retardadoe sofre de nanismo. Isso é óbvio.

Mas vc se supera a cada dia. Vc consegue ser um tremendo de um imbecil.

Sai do armário Prado. Assuma sua inferioridade.

Muricy disse...

Poxa vida, como estes dois últimos comentários, do Craudio e do Forza Verde, contém fortes argumentos!

Vale lembrar que o dono deste blog defende uma boa argumentação por parte dos que aqui comentam. Mas alguns preferem xingar e têm a impressão de terem saindo ganhando. parabéns!

Anônimo disse...

Caro Cráudio,
Você tem que ser menos exigente e dar um desconto para os incautos. Não é todo mundo que tem a oportunidade de frequentar o curso de jornalismo da Cásper Líbero, esse Jardim de Academo em plena Avenida Paulista. Aliás, lá se ensina tão bem interpretação de texto que os alunos nem precisam aprender a escrever um. No fim, não sem razão, fazem conexão direta da faculdade para as assessorias de imprensa, onde utilizam suas habilidades exegéticas para explicar para o patrão o que a imprensa disse sobre a empresa. Brilhante!

Paulo D. Prado

micose na virilha disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Forza Palestra disse...

Às respostas todas, menos as do Prado, que merecem um espaço só para elas:

Ademir:
Seu texto é muito relevante e acrescenta fatos importantes ao debate. Eu felizmente não leio esse Boletim de Madame diariamente, de tal forma que não vi a ameaça de boicote ao Keirrison. Mas os caras já perderam toda e qualquer razão aí.

Fábio:
Pois é, cara... mas o JJ é mesmo um símbolo dessa gente suja. É tudo o que existe de mais retrógrado, mas o colocam como ‘vanguarda’ entre os dirigentes. Bem típico.

Augusto:
Você é bambi e alienado, mas eu é que devo fazer terapia? Tá certo...

Marco Túlio:
Valeu, cara!
Rápida explicação: o ano é 1938. Esta escória do Jd. Leonor, então com teóricos três anos de idade e sem qualquer patrimônio, foi à falência. Eis então que Palmeiras e Corinthians se uniram e fizeram o Jogo das Barricas, uma iniciativa que visava arrecadar fundos para salvar o ‘co-irmão’. Sim, elas pediram esmolas. Depois te passo mais detalhes. Por enquanto, recomendo a leitura deste link.

openhead:
O pior de tudo é que você deve se achar criativo por vir aqui com um nickname idiota desses.

Raphaello:
Valeu, meu caro! A nossa batalha continua...
No caso específico do L!, parece ser um caso de alinhamento editorial mesmo. É só observar quais são as idéias de Damato, Santos e outros que comandam aquele jornaleco esportivo. A alienação é o resultado disso tudo.

Muricy:
Volto a dizer que você deveria se apresentar com o seu nome. De qualquer modo, vamos lá: não, não estou sendo exagerado. Porque o que temos na capa dessa revista, em teoria destinada a todas as torcidas, é uma propaganda institucional. Pior: é uma tentativa burlesca de construção de imagem. Esta, meu caro, é uma revista de futebol, e chega a ser um desrespeito falar em “não tem foco no futebol como esporte”. Como assim?
Por sinal, isso tudo me lembra de uma matéria, acho que de 2007, da revista “Meu Próprio Negócio”. Eis que eles quiseram mostrar também o SPFW como exemplo de modernidade, vanguarda e toda essa baboseira. Aí a reportagem vinha com uma enorme foto de abertura. Era uma imagem aérea do estádio do Jd. Leonor. De um lado, a torcida do Palmeiras; do outro, a do Corinthians. É o suficiente.

Forza Palestra disse...

Prado,

Vamos dividir sua resposta em três partes, ok?

1.
“Time do momento”? Isso não lembra moda? E não corrobora a minha argumentação da “geração vitrine”. Bom, aí você decide no que prefere acreditar.

2.
No caso do Edmundo com ursinho de pelúcia, a coisa é bem diferente. O ano era 1995 e a Placar adotou uma nova linha editorial, com o slogan “Futebol, sexo e rock´n roll”. Uma besteira enorme, que durou dois anos se tanto. Era um formato enorme, com capas idiotas e reportagens que se prendiam mais a futilidades do que ao esporte em si. E a capa do Edmundo teve o intuito simplesmente de mostrar uma imagem bem diferente do nosso camisa 7, na linha “Ele precisa de carinho”. Mas aí ele chutou o câmera no Equador, se deixou seduzir pela proposta de voltar ao Rio e tudo foi pro espaço.
Por sinal, é fácil desqualificar a sua afirmação. Porque todos os grandes clubes tiveram seus jogadores retratados em situações constrangedoras como aquela. Lembro que fizeram isso com o Ronaldo (roqueiro e fumando), com o Juninho Paulista (na época em que ele seguia para o UK), com o Renato Gaúcho (maloqueiro no Fluminense) e até com o Caio (uma espécie de pré-Kaká menos ingênuo). Se for preciso, eu pego todas as capas da Placar daquela época e te mostro que não houve qualquer privilégio ao Palmeiras. Pelo contrário.

3.
Qual é o teu problema com a Cásper, cara? Por acaso você não conseguiu passar no vestibular e criou algum tipo de rejeição à faculdade e às pessoas que se formaram lá? Ou gosta mesmo de fazer ilações sobre o que não conhece? Ou, vai saber, passou por lá, não gostou e agora resolve atirar aqui as suas frustrações?
Bom, o problema é seu, mas eu volto a repetir o que já disse em outra de suas aparições por aqui: o mercado de comunicação empresarial (ou corporativa ou organizacional, como queira) é hoje tão concorrido quanto as redações. Isso se já não for mais. E as redações, veja você, são formadas por pessoas medíocres ou, pior, mal intencionadas, como essas tantas que eu critico por aqui.
Por sinal, e não que eu deva satisfação a você, é opção minha ficar do lado das assessorias de imprensa. Até porque eu não teria estômago para conviver com gente do nível desses que eu detono por aqui.
Você pode vir e emitir suas opiniões, mas é fato que tudo fica mais fácil quando você escreve sobre um assunto do qual você conhece.

Anônimo disse...

Caro Forza Palestra,
Não tenho nada contra a Cásper Líbero, e se te ofendi peço desculpas. Foi apenas uma maneira de responder ao Craudio, que em qualquer discussão traz logo à tona seus supostos dotes intelectuais, como se quisesse provar não sei o quê. Além disso, ele gosta também de alardear coragem física. Dei uma olhada em seu blog e vi que ele promete quebrar tudo no Morumbi amanhã. São-paulinos, cuidado que o Cráudio vem aí!

Paulo D. Prado

Forza Verde disse...

Burricy,

Serei claro e simples.

Não argumento com bandido.

Sim. Essa sub-raça de merda é formada por bandidos sim.

E provas disso não faltam.

Então...

Capisci ricchioni alienati?

Filipe disse...

A juju-cecap é o primor da "modernidade". Herança cancerosa de laudo natel. É de uma "sagacidade", de um "tino" "modernoso" que impressiona.

E o spam do flavio da prado continua rondando. E dando sua "maneira de responder" por aí. Lembra até aquele trofeuzinho da juju.

Anônimo disse...

Eu como amante do futebol (e do Palmeiras) já boicotei há tempos a Gazeta Esportiva, Kléber Machado, Flávio Prado, grupo Lance etc. Esse time do Jardim Leonor é digno de pena.

Adeilton disse...

Hoje a capa do Lance é o Palmeiras!! Não vao falar nada???

Forza Verde disse...

Adeilton,

Sua pergunta além de sem nexo nenhum, mostra o nanismo da sub-raça que vc faz parte.

Vagner disse...

Primeiramente, parabéns pelo blog.

Mês passado foi a Veja, esse mês a Fut e mês que vem? Vão por o Richarlysson na capa da Caras com uma namorada (Já que a primeira tentativa de desviadar o Rick não surtiu o efeito desejado), ou vão por o Rogério Ceni na Você S.A., como exemplo de liderança e ética na profissão?

Esses caras investem pesado em propaganda e alienação.

piapara disse...

num sabe nem escrever a palavra nexo


necho

Vitor disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Vitor MV disse...

Meu Deus! Que nojo, realmente perderam a vergonha cara.
Pensei que o clube mais vitorioso fosse o que tem mais titulos,ou não?!?
Então quer dizer que a seleção brazileira não é a mais vitoriosa do mundo?!?

Estão conseguindo cada dia mais se superar, e alguns alienados ainda engolem estas matérias nojentas, e acham tudo normal.

Abraços,

Vagner disse...

Qual o time desse cara?

http://blogs.lancenet.com.br/alemdojogo/2009/02/14/o-sao-paulo-estende-seus-tentaculos/#comment-34844vagner disse:

14.fev.2009 às 20:14

Olá Marcelo. Tudo bem?
Você, também, é são paulino?
Abraço!

Não, Vagner, não sou. Sou do time que você acha que eu não sou.
____________________________________


Seria outro "PONTEPRETANO"? Ou seria outro "PVC"? Meeeu Deus!!!!!!

Muricy (ou Fernando) disse...

Caros, vocês nos xingam (exceção ao educado dono do blog), mas deveriam admitir que os saopaulinos dão uma agitada legal nas discussões (opinião única é muito chato).

Parem de ser tão radicais, cresçam um pouco, parem de achar que todo saopaulino é "do mal".

Podemos conviver com respeito

abs!

Rafael disse...

Kléber x Máfia Azul:

http://gruposemprepalmeiras.blogspot.com/2009/02/kleber-e-alvo-de-confusao-em-minas.html

Zhu Sha Zang disse...

São Paulino não é do mal. São Paulino(s) não são nada. Apenas dignos de pena e nojo em achar que um time com laços comprovados com a ditadura militar, os quais (laços) lhe deram dinheiro e patrimônio suficientes para se acharem grandes, seja digno de sua SIMPATIA em sua grande maioria de "torcedores". Fala sério, acham mesmo que esse time campeão nos três últimos brasileiros foi um grande time? Daqueles que encantam? Simplesmente o que mais vi foi um comportamente idiossincrático dessa nação simpatizante em achar que Rogério Ceni & Cia formam sequer um time.

Agora, falando em diretoria são-paulina, ah eles sim não são flor que se cheire.

Só para lembrar o caso hilário do Deputado do DEM querer ir negociar com o sequestrador da perva lá que morreu com um tiro na testa (vai tarde).

Cômico ...

AQUI É PALESTRA ...

Anônimo disse...

http://www.msn.com/ - [url=http://www.msn.com/]msn[/url] msn
msn