09 fevereiro 2009

Volta, Felipão!


Felipão,

Eu sei que você não volta, ao menos não agora. Mas hoje é um dia glorioso para a sua carreira, e é justo mostrar o quanto você é idolatrado por aqui.

Parece estranho dizer isso, mas é provável que você agora já tenha se dado conta do erro que cometeu ao ir para o Chelsea. Foi o grande deslize da sua carreira, diga-se, mais até do que quando dirigiu aquele desvirtuado time das Minas Gerais. A essa altura do campeonato, eu imagino, você já deve ter percebido que o time londrino se ressente exatamente de algo que é a sua maior virtude: alma.

Ser demitido do Chelsea é uma honra.

Seja bem-vindo de volta ao futebol!

9 comentários:

luiz - uberlândia disse...

Prezado,

como me julgo seu amigo, fico a vontade (sinceramente) para, a bem da sua limpa paixão pelo futebol, esclarecer-lhe que:

a) - "a alma" do felipão e dos outros 100% de técnicos e jogadores profissionais é o DINHEIRO. Não se iluda pensando que um técnico de futebol profissional seja movido por paixão pelo desporto. Ninguém, nenhum deles - nos dias de hoje (na verdade, de uns 20 anos para cá) - leva em consideração tudo isso de bonito que o amigo disse.

b) - garanto-lhe: felipão hoje treinaria o inter ou o corintians, desde que as propostas fossem maiores que as de palmeiras e grêmio. Telê treinou o atlético, o Palmeiras, o são paulo e quem mais passasse na frente. Leão (como jogador e como treinador) vestiu as camisas de Palmeiras e corintians. Reinaldo vestiu as camisas de atlético e cruzeiro. Cerezo e Nelinho idem. serginho chulapa as do santos e dos bambis. Eu poderia citar aqui mais uns 20 exemplos emblemáticos.

c) - outro erro (se assim posso chamar) de enfoque seu é quanto o Chelsea. Quando morei em Londres, em certa ocasião fui viver num bairro muito próximo ao estádio do Chelsea. Minha rua, inclusive, era a de uma das Estações que dava para o estádio. Em dias de jogos do Chelsea eu descia só para assistir a caminhada da galera para o campo. A torcida era composta de gente proletária, crianças, idosos, ricos, negros, brancos, loucos e moderados. Todos apaixonados pelas cores do Chelsea. Bem parecida com a nossa. Se chegou gente endinheirada por lá e isso mudou alguma coisa na essência da torcida, aí eu realmente não sei, mas não há nada que deponha contra aquela torcida ou contra aquele clube de futebol.

E, voltando (e finalizando) ao assunto: eles (técnicos e jogadores profissionais) são todos MERCENÁRIOS. A bem da verdade, têm famílias (normalmente, dezenas ou centenas de pessoas) penduricadas neles, gente para tratar, para alimentar, pouco tempo de carreira e o mesmo quanto às glórias, que são de fato efêmeras. Quanto mais o cara puder arrecadar, melhor. só isso.

abraços verdes,

luiz, uberlândia

Forza Palestra disse...

Luiz,
Entendo sua argumentação, e admito que muito do que você diz é pertinente. O problema do Chelsea é que ele deixou de ser um clube – que tinha lá a sua honra em décadas passadas – para se tornar uma marca. E sim, isso é determinante para perder o pouco de alma que se tinha. O futebol inglês, diga-se de passagem, deixou de ter alma à medida que ganhou mais relevância internacional e deixou de lado suas origens.
Quanto ao Felipão, o fato de ele um dia vir a treinar clubes como os que você citou não o tornaria uma pessoa sem alma. Isso não está diretamente ligado à fidelidade a este ou àquele clube, mas sim a capacidade de manter a sua essência mesmo nos ambientes menos favoráveis. E o nosso Felipão felizmente permaneceu pouco tempo nesta farsa que é o Chelsea.
Abraços

pedrogiunco disse...

QUE UM DIA ELE POSSA VOLTAR AO MEU AMADO PALESTRA!!!!!!!!!!!!
TER FELIPÃO COMO TREINADOR É UM PREVILEGIO DE POUCOS ,NÃO É NEM PELA PARTE TATICA, MAS É PELO ENVOLVIMENTO DELE COM O CLUBE ,TIME E TORCIDA .DE 1997 A 2000 FOI DE EMOCIONAR!!!!!!!

Hiran disse...

O fato é que o Chelsea é SPFW inglês: um time odiado pelos reais torcedores dos outros times, sem tradição, sem história, que acha que só o presente conta.

luiz - uberlândia disse...

Hiran, desculpe-me mas não é bem assim.. primeiro porquê a única comparação possível com o SPFC é o SCCP, duas belas dumas mentiras, duas belas dumas farsas.

e o clube de elitezinha mascarada na inglaterra sempre foi o Manchester united, não só por ser o clube de preferência do príncipe Charles, mas por toda empáfia que sua diretoria e seus torcedores transmitem durante a liga.

No mais, respeito a sua opinião e AVANTE PALESTRA!!!!!!!!!!

abraços,

luiz, uberlândia.

Filipe disse...

A maritaca só quer falar de Corinthians, e fala merda, como sempre.
Tenho de ser sincero. E a maritaquinha não conhece história pra dizer a aberração que diz.
Aliás, envolve o Corinthians apenas por ilação esquizofrênica.
Vai ver o vô não tenha lhe comprado aquela balinha, naquele dia ensolarado...

Forza Palestra disse...

Pô, Luiz, os argumentos lá do começo estavam bem pertinentes (e eu disse isso), mas essa comparação não cabe. Sinto muito.
Abraços

Nicola disse...

Pior é que o Chelsea, até a década de 80 pelo menos, era aquele time do povo, muitos torcedores eram da classe operária, um dos principais grupos de hooligans eram da torcida desse time.

Até o dia que chegou um mafioso pra injetar dinheiro no clube e sua "torcida" (grande maioria) se transformou na escória que esse blog tanto repudia, como a bicharada por exemplo...

Adeilton disse...

Esses comentários tão muito bons. Por isso gosto desse blog. Concordo com o luis uberlandia. Quem leu Febre de Bola sabe que o Chelsea tem tradição.

E que a história de amor do felipão pelo palmeiras é bonita, mas por grana e status ele vai até pro SPFC. Qualquer um sabe disso.