10 abril 2012

FSP, 3 exemplos de bom jornalismo

Vocês, leitores habituais, sabem o quanto este blog é crítico em relação à cobertura da imprensa esportiva (e não só) em tudo o que se refere a estádios de futebol e torcidas (organizadas ou não). E é assim porque os jornalistas, com raras exceções, são completamente despreparados para cobrir o assunto: por não frequentarem estádios como deveriam, acabam referendando o senso comum e todo aquele discurso pronto de que "torcedor é vagabundo" etc. e tal. Para além de preguiçosa, é uma cobertura desonesta, porque pautada apenas por um lado da história.

Isso posto, é meu dever (de jornalista e de blogueiro que escreve sobre futebol a partir da arquibancada) reconhecer três exemplos um tanto isolados de bom jornalismo nestas duas semanas desde a tragédia da Inajar. Todos eles, vejam que curioso, foram publicados pela Folha de S.Paulo. Cada qual em seu momento, tiveram o mérito de abrir espaço para o outro lado. Nada de muito elaborado ou trabalhoso: duas entrevistas em formato ping pong (com nomes históricos da Mancha e da GdF) e um depoimento da mãe do Lezo.

Simples, eficiente e honesto. Honesto, diga-se de passagem, com os que tiveram voz e especialmente com o leitor do jornal, que teve acesso a diferentes versões e pôde ele próprio tirar conclusões sobre o ocorrido. Não espero que as pessoas concordem com o que é dito pelas fontes das organizadas. Tampouco espero que aceitem a versão da mãe dos irmãos Lezo, um assassinado e os outros dois presos. Mas é justo que as pessoas ao menos tenham acesso ao outro lado.

A propósito, vale registrar que, ao adotarem a mesma abordagem, de abrir espaço para as fontes sem um direcionamento prévio e sem censura, as três entrevistas conseguiram um resultado fantástico. Todos os entrevistados são transparentes ao extremo. Não há hipocrisia, não há frases feitas, não há qualquer tentativa de camuflar a realidade. Há, isso sim, um sopro de bom jornalismo em meio a tanta preguiça e despreparo.

Parabéns aos responsáveis pelas matérias:

Entrevista com Paulo Serdan: "Para presidente de honra da Mancha, torcedores brigam por adrenalina" - por Morris Kachani (31.03.2012)

Entrevista com Chico Malfitani: "Fundador da Gaviões se diz contra a extinção das organizadas" - por Lucas Reis (04.04.2012)

Entrevista com Gildair Alves Santos: "Os filhos de Gildair"
- por Marcel Rizzo (09.04.2012)

###

A tal delegada responsável (?) pelo caso dos dois palmeirenses assassinados antes do SCCP-Palmeiras de 25/03 teria deixado o caso para se candidatar a um cargo público. Escrevo no condicional porque a única fonte de tal informação é pouco confiável. Verdade ou mentira, não muda o fato de ela ser uma completa despreparada.

7 comentários:

Anônimo disse...

e ai barneschi

eu escrevi isso ontem no twitter, sempre critico quase tudo que sai por ai sobre torcidas, mas a folha acertou nestas tres entrevistas.

minha unica critica é que demoraram muito pra fazer isso. o assunto ainda tá em pauta, mas quando o caso "explodiu" praticamente toda a mídia falou as mesmas besteiras. se tivessem essas publicaçoes logo depois daquele domingo, acredito que seria ainda mais importante. de qualquer forma, acertaram em cheio.

abraço!
gabriel uchida

Luciano Coelho disse...

Não sei se você considera o PVC da ESPN boa fonte, mas ele já havia falado sobre essa "opção" da Delegada.

Grande Abraço.

Anônimo disse...

grande barneschi!
Seu leitor assíduo do blog...
Apenas por curiosidade, voce sabe/pode dizer algo a respeito da liderança atual da MV??
Sou fã da torcida na arquibancada, mas politicamente naum...

Barneschi disse...

Valeu, Uchida! Sintonia total.

Anônimo:
Discordo bastante de muitas decisões da atual liderança - e já escrevi sobre isso no blog -, mas sou associado da torcida e acredito que a entidade está acima de tudo.

Abraços

Beto - J.H. Venturini disse...

Além dessa ridícula delegada parece fazer palanque pra se candidatar, tem os promotores vagabundos de sempre querendo aparecer tb.
Agora, cadê os gambás q a polícia disse q iria prender tb? Até agora ñ vi nenhuma notícia sobre prisão de suspeitos da GdF!!
Mas da Mancha estão presos 4 pessoas. Totalmente contraditório, pois se foi a galinhada q covardemente matou os palmeirenses, então pq a torcida do Palmeiras é quem mais se prejudicou até agora?

Anônimo disse...

finalmente um pouco de dignidade na imprensa esporiva....

Anônimo disse...

belas materiasss