11 setembro 2007

13 jogos para definir 2008

Pouco interessa agora fazer comentários sobre os dois últimos jogos. Muito tempo se passou e, como eu estive no Rio durante o feriado e só cheguei ao Palestra a tempo de ver a vitória sobre o Goiás, é besteira tecer análises pormenorizadas sobre quinta e domingo.

Gostaria apenas de registrar nossa excursão pelo complexo do Alemão (até o Luydy sabe que era a única maneira de chegarmos a tempo no Maraca), o encontro com o amigo vascaíno Julio César (valeu pela presença em solo sagrado!) e a não tão desagradável experiência de assistir ao jogo das cadeiras azuis (pensei que seria pior).

De resto, os quatro pontos obtidos (e os dois arrancados do Bostafogo) nos credenciam a brigar de igual para igual pelas duas vagas restantes na Copa Libertadores/2008. De agora em diante, são 13 jogos para definir como será o próximo ano:

16.09 dom. 16h Atlético/PR x Palmeiras – Arena da Baixada
23.09 dom. 16h Palmeiras x SCCP/SP – Jd. Leonor
30.09 dom. 18h10 América/RN x Palmeiras – Machadão
03.10 qua. 19h30 Palmeiras x Náutico/PE – Palestra
06.10 sáb. 18h10 Palmeiras x Grêmio/RS – Palestra
14.10 dom. 16h Santos/SP x Palmeiras – Vila Belmiro
21.10 dom. 16h Palmeiras x Paraná/PR – Palestra
28.10 dom. 16h Vasco/RJ x Palmeiras – São Januário
31.10 qua. 20h30 Palmeiras x Juventude/RS – Palestra
04.11 dom. 15h Sport Recife/PE x Palmeiras – Ilha do Retiro
11.11 dom. 15h Palmeiras x Fluminense/RJ – Palestra
25.11 dom. 15h Internacional/RS x Palmeiras – Beira-Rio
02.12 dom. 15h Palmeiras x Atlético/MG - Palestra

Considerando possíveis derrotas para Santos, Vasco e Internacional (até pelo histórico) - e talvez mais uma (Sport ou Brisa) -, o segredo é deixar de lado os empates bobos (em casa e fora). A definição virá na capacidade de marcar três pontos (caso do Santos, com uma campanha 13-3-9. Bizarro, mas eficiente).

Até concordo que é legal ter o equilíbrio de uma campanha 11-7-7, mas é exatamente por causa destes empates que não conseguimos abrir vantagem alguma.

Como a tabela que temos pela frente é bastante favorável, não vejo exagero em sonhar com mais oito vitórias (SCCP, América/RN, Náutico, Grêmio, Paraná, Juventude, Fluminense e Galo, por exemplo). O que vier além disso é lucro, e dá até para considerar um provável tropeço; sete vitórias podem ser o suficiente.

A considerar o prognóstico 7-3-3 nos jogos restantes, fecharíamos o ano com um bom 18-10-10.

Pelas minhas contas, 64 pontos é o que basta para chegarmos lá.

Isso leva a crer que os jogos contra Santos e Vasco (confrontos diretos, fora) e contra a Brisa agora (pela afirmação e porque já passou da hora de marcarmos gols lá) são fundamentais.

De resto, é bom ressaltar que não podemos contar com o saldo de gols. A Libertadores/2008 depende dos pontos que ganharmos.

Vamos que dá, Palmeiras!

***

Pra fechar:

1. É impressionante! Bastam duas atuações boas para o azar logo tirar Edmundo de combate. A sorte continua do lado errado da história. Fica a torcida para ele voltar antes do dia 23.

2. Curitiba, domingo. Quem fecha?

3. Rio, 28/10 (contra o Vasco). Quem vai?

7 comentários:

Daniel disse...

barneschi, se o time jogar com uma pegada séria, dá pra ganhar até 9 jogos!

Craudio disse...

Quero só ver o que vocês vão inventar pro dia 23...

Rodrigo disse...

Se ganharem: vitória épica.

Se perderem: imprensa e arbitragem gambá.

Luiz disse...

Há um boato circulando pelos arredores do Palestra Itália de que nosso grande amigo Luydy foi receber o Diego Hipólito no Aeroporto... será verdade?

28/10 - RJ - Fechado!

Abraço

Luiz

luigi sep 1914 disse...

28/10 - RJ - Fechado também...

Abraço

Rodrigo disse...

Uma dúvida. Dia 28/10, o dono desse blog ficará em qual torcida?

mancha z/s disse...

vamo pra cima da brisa!