05 setembro 2007

Depois do desmatamento

FSP, ontem, coluna do Daniel Castro:

BOLA MURCHA 1
Uma ala da Globo já defende que a emissora repense os altos investimentos que faz no futebol. Alguns executivos acham até que a rede deve abrir mão do Campeonato Brasileiro, caso o torneio passe a custar quase R$ 500 milhões por ano, devido ao assédio da Record.

BOLA MURCHA 2
O que mais desanima os antifutebol da Globo é a queda de audiência. No começo desta década, os jogos dos domingos beiravam os 30 pontos. Agora, dificilmente passam dos 20. Avalia-se que isso se deve à falta de credibilidade e à fuga de craques para a Europa.

A emissora câncer do futebol brasileiro tanto desmatou o esporte que agora cogita abandoná-lo. Anos e anos de atitude predatória foram suficientes para diminuir a audiência, mas não para que seus executivos reconhecessem a parcela de culpa que compete à emissora. E ainda vêm falar em "altos investimentos"? É muita cara-de-pau.

Se realmente forem ficar de fora, é uma vitória para o futebol!

Aliás, deixo aqui uma rápida pesquisa:

Na sua opinião, qual invenção mais contribuiu para o desmatamento?

a. sábado, 21h45
b. sábado/domingo, 18h10
c. o (recente) fim do horário de sábado, 16h
d. quarta-feira, 21h45 (e já chegou até 22h)
e. domingo, 11h

10 comentários:

Filipe disse...

Coisa de fim de mundo, mesmo, Palestrino.
Esse câncer é mortal.
Na minha humilde opinião todas as alternativas confuguram um assassinato em massa. Um crime hediondo.
Mas será que não seria até pior a emissora do edir macedo tomando conta deste patrimônio público?...

Alto investimento estão fazendo para a corja da fumaça rosa.
Esses cânceres andam de mãos dadas. Uma completa a outra.

Mesmo assim há quem persiga os moinhos de vento...

Craudio disse...

O Filipe lembrou de algo bastante verdadeiro. Lembrem-se que o diretor de marketing das meninas é diretor também do bispo...

Porém, caso ninguém mais transmita futebol na TV com exclusividade, seria uma grande vitória. E os estádios ficariam cheios novamente.

Agora, querer culpar os outros por uma coisa que é de responsabilidade únida da dona Rede Globo é o fim. E não haverá prejuízo algum para os times. Basta decretarem, todos, moratória eterna, eliminarem os empresários de jogador (nunca vi como tem tanto cuzão jogando bola que não mandam na própria carreira) e baratearem o custo dos ingressos.

Futebol é do povão! E os sofás que paguem o pay-per-view. Eles não se dizem melhores torcedores que a gente? Ajudem o clube assim...

luiz - uberlândia disse...

Amigo Rodrigo,

a tv paga caro pelo evento e deve ter uma contra-partida por isso. Esses horários, de fato anômalos, são praticados de maneira revezada, de modo que não pese tanto sobre os ombros de uma só torcida. Não vejo problema nisso.

o torcedor é que paga muito caro nos estádios e não tem de volta o respaldo necessário, mínimo, civilizado. o torcedor não tem a contra-partida que merece (estacionamento, lanchonete, banheiro), seja nos jogos de domingo às 16 ou nos de quarta às 20,30.

ou seja, o problema crucial talvez não seja da televisão, que, como dito, vem sustentando o nosso futebol (receita n. 01 na grade dos clubes).

abraços

luiz, Uberlândia
(p.s.: não sou dono de televisão. sou torcedor que, sempre que pode, vai ao Estádio. Pudera Deus meu Uberlãndia Esporte tivesse receita de televisão, embora eu continuasse indo a todos os jogos, ficaria feliz com a receita que estivesse entrando nos cofres do clube).

Forza Palestra disse...

Luiz,

O futebol não é caro. Pelo contrário; a Globo paga muito pouco pelo que consegue extrair do futebol. Li em algum lugar esta semana que eles estão vendendo uma única cota de patrocínio por R$ 120 milhões. Só uma cota! E com a merreca que eles pagam, têm direito à exploração de todos os jogos, incluindo Globo, Sportv, Globonews, Premiere, G1, o escambau... e ainda fazem um monopólio dos mais escrotos.

Paga-se pouco pelo futebol e isso não dá direito a eles de submeter o esporte aos caprichos da grade de programação deles.

A Globo é um câncer!

Forza Palestra disse...

Mas uma coisa é certa, Luiz: o que se paga para ver um jogo é absurdo. Como se não bastassem os R$ 20 aqui de SP (pelo menos o Palmeiras), lá no Rio paga-se R$ 25. É o que pagaremos amanhã. Sem noção...

mancha z/s disse...

quarta 10 da noite!!!!! mas sabado esse horario eh osso tambem... acabava com as baladas....

filipe disse...

Luiz, todo clube de futebol brasileiro é mero REFÉM da emissora câncer.

Que tem retorno muito além do merecido, por tanta merda que fizeram com o futebol.

Receita nº1 é piada, meu caro. Isso é chantagem, não é receita de clube nenhum.

Rodrigo disse...

O problema não está no fato de transmitirem jogos. Quem curte ir pro estádio, vai de qualquer jeito.

Na minha humilde opinião, o problema consiste no futebol ter q moldar seus horários às grades de programação da TV.

Que continuem transmitindo, mas que a TV se adeque ao horário do futebol, levando em conta o interesse de quem vai no estádio. Só assim haverá um equilibrio.

Abs

MANCHA IPIRANGA disse...

QUARTA 22H EH O PIOR!

darkness disse...

finalmente um post que foge do tema quase unico deste blog.

voto no quarta 21h45, mas, a bem da verdade, domingo as 11h é uma invenção do Farah.

abs