12 fevereiro 2008

A hipótese bambi

Há quem não entenda (ou não leve a sério) a agenda política de manipulação para um só lado, no caso o do Jd. Leonor. Recomendo, pois, a leitura do regulamento do Campeonato Paulista de 2008. Artigo 5º, 2º, 3º e 4º parágrafos:

§ 2º - A designação do local onde serão realizadas as partidas entre São Paulo Futebol Clube, Sociedade Esportiva Palmeiras e Sport Club Corinthians Paulista competirá ao Departamento Técnico da FPF.
Tradução: de acordo com seus interesses, a FPF determina onde acontecem os clássicos.

§ 3º - A designação do local onde serão realizadas as partidas das fases semifinal e final competirá ao Departamento Técnico da FPF.
Tradução: assim como em 2007, os times pequenos têm mais é que se foder, motivo pelo qual farão os dois jogos na casa dos grandes.

§ 4º - Em nenhuma hipótese será permitido aos clubes o direito de promover a inversão do mando de campo.

A princípio, tudo ok. Ou melhor, tudo errado. Mas é exatamente neste último ponto que reside o grande problema. Vamos à tabela do Paulistão, no mesmo site da FPF:

Rodada 15
16/03/2008
16:00
Palmeiras x São Paulo
Local: Cícero Pompeu de Toledo

Voltemos ao parágrafo 4º: "Em nenhuma hipótese será permitido aos clubes o direito de promover a inversão do mando de campo."

É bem claro o texto, não? Ou o nosso amigo Del Nero inventou alguma interpretação inovadora para a expressão "Em nenhuma hipótese"? Ou, pior, inventou a hipótese bambi?

Afinal, um Palmeiras x SPFW disputado no estádio do segundo não constitui inversão de mando?

Se não for, o que poderia ser?

Considerando que o Pacaembu deve estar liberado até esta data e que o Palestra Itália já sediou este clássico algumas vezes, com muito mais segurança, fica evidente a predisposição para fazer valer o interesse da sub-raça alienada. Mesmo porque a tabela original não trazia nenhuma definição a respeito do local deste jogo.

Como 16 de março está logo aí, é bom nossa diretoria se mexer...

53 comentários:

parmera disse...

nisso vc. tem razão, só não aceito gambá dando palpite , eles não tem estádio, vão reclamar na puta que pariu, não devemos nos juntar com eles em argumentos, não somos iguais, em nada.

quanto aos times do interior, aqui até que nem tá foda, vá ver no rio, que os grandes só jogam em casa.

e nossa diretoria como vc. vem reclamando com razão, tá pouco se fudendo com os mandos, vide os desmandos com tantos jogos ("amados" pelo blogueiro) no interior, e fora de casa sim senhor.

Luiz disse...

Temos que fazer barulho!!!

Vou bombardear os emails da imprensa!!!

Vamos divulgar este texto, não podemos nos submeter a essa sub-raça!

Forza Palestrinos!!

Abraço

Jefferson disse...

Bem, tbem concordo com vc cara, mas no parágrafo 3, diz q a FPF é responsável por determinar o local do jogo entre SEP, SCCP e SPFC. Portanto será no Morumbi mesmo. Agora nos outros jogos com times de interior naum será possível a inversão....Ao meu ver eh isso!
Me corrija se estiver enganado. Abraços brother!

Forza Palestra disse...

Cara, a questão é mais jurídica que qualquer outra coisa - e eu não sou a pessoa mais indicada para falar sobre isso.

A minha interpretação é:

1. Sim, o mando dos clássicos é da FPF por determinação dela própria. Por sinal, é algo que precisa ser revisto no regulamento dos próximos anos, já que contraria critérios técnicos (os bambis vão ter 11 mandos contra 9 nossos?) e exclue o Santos, que ganha o privilégio de receber os outros grandes na Vila cheia de areia.

2. Afinal, por que cazzo o mando dos clássicos é da FPF? O que justifica? A quem interessa?

3. Fato é que um Palmeiras x SPFC no Jd. Leonor contraria o parágrafo 4º, que é explícito em sua definição: "Em nenhuma hipótese será permitido aos clubes o direito de promover a inversão do mando de campo."

4. Em nenhuma hipótese! Mas aí criaram uma hipótese bambi, que permite a inversão de mando descarada.

Cabe à diretoria correr atrás dos nossos direitos.

Daniel disse...

mto bem levantado barney! vamos ver o q acontece

Luiz disse...

Rodrigo,

Muito bom esclarecido.

Ok, o mando é da Federação, mas isso não justifica ela infringir o que determina o parágrafo 4º.

Pois a meu ver, na elaboração da tabela esta partida constou como uma das quais o Palmeiras será mandante, o que nos dá amparo no parágrafo 4º.

Assim, considero que este dispositivo é taxativo e exclui automaticamente a hipótese de Palmeiras e bambis ser disputado no jd. leonor, o mando pode até continuar com a FPF, mas o jogo não é na gaiola!

Pra cima deles diretoria!

Leonel disse...

É mando invertido sem duvida. Mas sempre foi assim e o Palmeiras sempre ganhou deles la. Então acho que não tem muito o que fazer, visto que a FPF pode marcar pra onde ela quiser. Se tivermos q jogar la, vamos ganhar la dntro mesmo.

VAI PALMEIRAS!!!!!!

Anderson Mancha Verde disse...

tem q ser pacaembu!!!!

filipe disse...

E o cazalbé, que chega no bambi e tem que emplacar matéria em jornaleco pra dizer que tem hipertireoidismo?

Palestrino, a resposta para "2. Afinal, por que cazzo o mando dos clássicos é da FPF? O que justifica? A quem interessa?" está na primeira linha do post. Esse controle é inerente á agenda política de destruição.
O problema já não é mais tanto "a quem interessa", mas se interessa deixar que isso se mantenha.
O buraco é mais embaixo...

Será que o Galuppo consegue colocar o jogo no Pacaembu, com a torcida rosa no espaço para visitantes?

parmera disse...

jogue onde jogar
vamos ganhar aqui ou lá
e pau no cu de gambá!!

Palmeiras sempre.

(quanto a essa palhaçada de mando invertido, se coça diretoria, isso é dever todo seu, mas quem paga o mico é a gente porra!)

parmera disse...

aqui vem gambazinho toda hora falar de bambi, que bosta isso...
vai falar de bambi lá com elas, parece até que não tem time...
é pensando bem
não tem mesmo
tem aquela merda de camisa roxa, doidos para virarem meninas com os bixas do Jd. Leonor...
Palmeiras sempre!!

Forza Palestra disse...

Já acionei o Galuppo. Se dependesse apenas de nós, o clássico já estaria confirmado para o Pacaembu, palco da Arrancada Heróica de 1942.

luiz - uberlândia disse...

parmera, sou seu fã!

filipe disse...

Mas você, "arrigo" não paga mico nenhum. Você não vai ao estádio...
HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA

luiz - uberlândia disse...

e Rodrigo: mais uma vez, você está corretíssimo.

É inversão e tal não deve prevalecer.

A não ser (aí o "jeitinho brasileiro") que seja vantajoso para o Palmeiras (a renda num estádio maior poderá ser 2 ou 3 vezes maior. Daí, com o acordo, tudo bem. (penso)

abraços verdes,

Luiz, Uberlândia

Forza Palestra disse...

Luiz - Uberlândia, meu amigo,

Não existe acordo com esta gentalha.

Até porque mandar o jogo naquele antro significa pagar aluguel para os caras.

Ou seja, a teoria diz que eles estão fora de casa, mas aí eles ainda recebem uma boa grana pelo aluguel e jogam na casa deles, com a torcida no lugar mais privilegiado, com aqueles símbolos escrotos a contaminar a paisagem, com o vestiário número 1, com o sistema de som tocando a porra do hino deles, com o placar a favor etc.

É inadmissível!

parmera disse...

Aqui é Palmeiras. É Mancha Verde. É arquibancada. Amor eterno e extremista ao Palestra Itália.

no quem sou eu do Blog, tem essa frase, certeira, correta.

não leio a palavra imunda "curintias" nela...

posso não me enquadrar no termo arquibancada (ei vcs. que tem esse privilégio agradeçam a Deus), porém meu amor é ao Palestra.

Agora quem tem amor por lixo, fala demais por aqui, até aí fazer o que né?

o problema é querer ter razão por aqui, só isso.

eu não acho que nenhum palmeirense daqui vai cheirar em blog de curintiano, querendo tretar com curintiano, o Barney tem amizade , se pá frequenta o blog dos caras, mas duvido que ele vá lá para atormentar e tumultuar os gambá podrera.

Palmeiras sempre.

luiz - uberlândia disse...

rodrigo,

mas um "acordo" nessas bases seria burrice demais.. inacreditavel e inadmissivelmente cretinisse. Nem o pessoal da portuguesa cairia numa dessas...

tenho certeza que, se o jogo for lá, deverá haver uma boa compensação financeira. é questão de lógica.

abraços verdes,

luiz, uberlândia

Giovanni disse...

Será que a nossa diretoria já não sabia disso? Ou já não fizeram aklgum acordo, para jogar no Panetone do mesmo jeito que fizeram para jogar 10 jogos seguidos no interior? Ou estão pensanod mais no $$$ e menos na parte técnica de novo? Fico com essas dúdivas e acho que a diretoria deveria explicar isso tudo. Jogar no Panetone é o caos, estádio lomnge, torcida fria, é a casa do SPFC, não tem condições. Mas acho que, não vamos conseguir jogar em casa porque não teremos o esforço da diretoria do Palmeiras.

Forza Palestra disse...

Desculpe novamente, Luiz, mas é um tanto quanto ingênuo pensar em uma compensação financeira, ainda mais em se tratando da escória do Jd. Leonor. Pior do que isso, meu caro: é apequenar-se. Vender mando de campo é coisa de time pequeno. O Palmeiras não pode se submeter a isso nunca. Jamais.

luiz - uberlândia disse...

e PARMERA, deixa os meninos aqui..

afinal, foram por eles que vc. recebeu a honrosa comparação com o Luigi, e são eles que lhe fazem nervoso a ponto de nos alegrar!!

assim como o CUrintia. Sem esse lixão da marginal s/nº, que foi administrado a pouco tempo pelos Marginais Sem Identificação (MSI) dentre outros importantes e verdadeiros atributos que lhes cabem, sinceramente, o mundo seria um pouco menos divertido..

pela primeira vez SOU CONTRA VOCÊ, PARMEIRA: Deixa os CUrintiano por aí. Eles são presepeiros e fanfarrões. Nos fazem rir porque te provocam. Crédito para eles.

Até quando pinta um(a) bambi por aqui é legal! O cara(?) é chingado prá caramba!! Quer coisa melhor!?! Futebol é isso aí! é Presepagem que nos anima. Viva o coelho! Viva o foquinha! Viva a treta entre rivais, sobretudo nos clássicos!!! Viva o Obina teatralmente tentando dar uma de "defensor das cores do flamengo"! Só presepagem...

abraços verdes,

Luiz, Uberlândia

luiz - uberlãndia disse...

Rodrigo,

continuo acreditando numa mínima inteligência de nossos diretores.

e vender mando de campo (ou negociar), desculpe-me, não é coisa de time pequeno não: flamengo faz isso direto, p.ex., jogando em juiz de fora, no nordeste (a pouco tempo aqui em Uberlândia, etc).

aliás, como vc. sabe muito melhor do que eu (mudando de assunto dentro do mesmo assunto), as grandes finais européias (campeonatos que admitem finais como taça do rei, copa da itália, copa da rainha, além da UEFA e Champions league) são jogadas em estádios e cidades fora dos domínios das duas equipes. Feliz ou Infelizmente (dependendo do enfoque de quem analisa), nada mais natural nos dias de hoje.

abraços sinceros (e verdes!!!)

seu amigo, Luiz de Uberlândia

Craudio disse...

Cara, tem nome sim os interessados por essa questão de local de jogos. Tá lá na tabela do próprio site da Federação.

VOLTA LUYDY!

Palmeiras em Foco disse...

É foda!
Só digo isso..

filipe disse...

"Nos fazem rir porque te provocam. Crédito para eles"

Isso que é democracia...

HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA

PARMERA disse...

GAMBÁ É TUDO FELA MESMO...
GAMBÁ NÃO TEM ARGUMENTO, FALOU JÁ É MERDA...
DESQUALIFICOU-SE NA PAIXÃO CLUBÍSTICA, E PRONTO.

Forza Palestra disse...

Luiz,

Discordo.

Ao mandar seus jogos em Brasília, Uberlândia, Cariacica, João Pessoa ou qualquer outro lugar é se aproveitar da grande torcida que tem pelo Brasil - assim como o Palmeiras tem no interior de SP.

Eu sou contra, pois acho que os times têm de jogar nas suas casas, mas a questão não é essa.

O fato de o Palmeiras jogar em Rio Preto contra o Guarani porque a Prefeitura local ofereceu uma quantia X é bem diferente do que pode acontecer caso o Palmeiras exerça o seu mando de campo na casa de um inimigo. Bem diferente.

Por fim: no caso de Champions League e Copa da Uefa, existe a tradição de os jogos finais serem disputados em um estádio único, definido bem antes de a competição ter início. Independe dos times que chegarão à final, o que não impede que este ou aquele clube faça a final na sua própria casa. É questão de sorte e já aconteceu algumas vezes.

luiz - uberlãndia disse...

Filipe:

democracia, lisura e justiça (KKK!)


Rodrigo!:

1) - obrigado pela informação acerca das copas européias. Eu não sabia que, só por exemplo, uma equipe alemã que chegue à final possa ter a sorte de jogar a final em casa. valeu.

2) - Eu te entendo e você não me entende. Eu te entendo quando você NÃO ACEITA nenhum tipo de negociação (ou outra palavra que se queira dar) com a diretoria do spfc, ainda mais numa situação desta ("ceder" um mando de campo). E, sinceramente, acho que você deva estar mais é certo. Tem elas como grande rival.

Já eu não. Eu aceitaria. Para mim, elas não passam de um derby. Como se fosse com a Lusa... Jogar com a Portuguesa no Canindé ou no Parque Antártica, é quase a mesma coisa: pau neles (ou nelas), sempre!

Jogar contra o spfc no morumbi, smj, é, também (quase) jogar em casa, porque em são paulo e porque poderemos ser (como quase sempre acontece e fazemos) 2 por 1 nas arquibancadas.

abraços verdes!,

luiz, uberlândia

luiz - uberlãndia disse...

Filipe:

democracia, lisura e justiça (KKK!)


Rodrigo!:

1) - obrigado pela informação acerca das copas européias. Eu não sabia que, só por exemplo, uma equipe alemã que chegue à final possa ter a sorte de jogar a final em casa. valeu.

2) - Eu te entendo e você não me entende. Eu te entendo quando você NÃO ACEITA nenhum tipo de negociação (ou outra palavra que se queira dar) com a diretoria do spfc, ainda mais numa situação desta ("ceder" um mando de campo). E, sinceramente, acho que você deva estar mais é certo. Tem elas como grande rival.

Já eu não. Eu aceitaria. Para mim, elas não passam de um derby. Como se fosse com a Lusa... Jogar com a Portuguesa no Canindé ou no Parque Antártica, é quase a mesma coisa: pau neles (ou nelas), sempre!

Jogar contra o spfc no morumbi, smj, é, também (quase) jogar em casa, porque em são paulo e porque poderemos ser (como quase sempre acontece e fazemos) 2 por 1 nas arquibancadas.

abraços verdes!,

luiz, uberlândia

Anônimo disse...

Sr. Luiz Uberlândia,

O Sr. é um fanfarrão!!

"Jogar com a Portuguesa no Canindé ou no Parque Antártica, é quase a mesma coisa: pau neles (ou nelas), sempre!"

"Jogar contra o spfc no morumbi, smj, é, também (quase) jogar em casa, porque em são paulo"

Pra fazer essr tipo de comentário, ou o Sr. não tem um pingo de amor pelo Palmeiras ou nunca assistiu a jogos no Parque Antartica! Lute pelo que é seu!!

O PARQUE ANTARTICA é e sempre será a casa do Palmeiras e jogar lá é totalmente diferente de qualquer outro jogo, é especial!!

Agora, é claro que pra clássico não dá pq fica aquela porra do meio de campo inteiro vazio!! Mas, até aí temos o Pacaembu que é um estadio do municipio de SP.

Esse estádio sim, pode ser considerado casa de todos os clubes, por ser do municipio, não o morumbixa que somos obrigados a aguentar aquelas cores malditas, aquelas cuecas bordadas ao redor do campo e aquele clima de bicha!!

Espero que o Sr. NUNCA mais diga que jogar no estádio das patricinhas seja quase jogar em casa!! Isso ofende a qualquer palmeirense digno!!

Abs,
Ulisses

parmera disse...

o importante nisso tudo, que fique bem claro é:
Pau no cu do curintia!!!

Luiz disse...

O Parmera, todos aqui odeiam a mundiça tanto ou mais que você. Faça só um favor, contribua para qualidade dos debates, esse tipo de comentário não acrescenta em nada.

Seja mais educado, pois aqui não é a sua casa nem a minha, é do Rodrigo. Sabe aquele papo de mãe de respeitar a casa dos outros, não abrir a geladeira e não falar palavrão? Então...

Abraço

Luiz

PARMERA disse...

VC. TEM RAZÃO LUIZ...
SÓ QUE SE EU DIGITASSE AQUI, PAU NO CU DOS BAMBI, NINGUÉM IRIA ACHAR RUIM, TENDEU?
ADORO QUE TODO MUNDO AQUI FODA COM OS BAMBIS
MAS PQ. COM GAMBÁ TEMOS TANTO RECALQUE POR AQUI?

Luiz disse...

Você é burro ou se faz de burro?

A questão não é quem você xinga mas sim o foco da discussão do post que deve ser mantida. Você poderia ter escrito aqui pau no cu da tuna-luso que meu comentário seria o mesmo.

Quando o Rodrigo colocar um post sobre quem odiamos mais - bambi ou gambá - você pode se divertir numa longa discussão sobre isso.

Anônimo disse...

Ulisses!,

claro que jogar no PALESTRA É jogar no PALESTRA. Você tem toda razão.

O que eu quis dizer (e não estou conseguindo explicar...) é o fato de que não seria tão grave jogar no morumbi, palco de tantas vitórias sobre elas mesmas. só isso.

estamos absolutamente acostumados a bater nelas naquele estádio estadual, construído com verbas e recursos do povo de são paulo.

se for por uma renda 2 ou 3 vezes maior, sinceramente, não vejo nenhum problema. Não vejo mesmo.

Mas como eu disse também com a mesma sinceridade para o Rodrigo, acima: devo mesmo estar muito errado.

abraços verdes!,

Luiz, uberlândia

PARMERA disse...

NÃO PRECISA XINGAR NÉ LUIS ...
VC. TAMBÉM NÃO É BURRO E SABE DO QUE EU TO FALANDO VELHO.
E NÃO QUERO DIVERSÃO TRETANDO NÃO, É QUE TEM GENTE QUE TEM SE POR EM SEU LUGAR, EU PENSO QUE AQUI NÃO É LUGAR DE GAMBÁ QUERER POR ASINHA DE FORA, SÓ ISSO BROTHER, A QUESTÃO NEM É QUEM GOSTO MAIS OU MENOS, MTO. BACANA BAMBI ENTRAR AQUI E A MOÇADA ARREGAÇAR...
SÓ ACHO QUE O TRATAMENTO PARA GAMBÁ DEVER SER O MESMO.
DE TODA FORMA, RESPEITO SEU ARGUMENTO MEU CHAPA.

Forza Palestra disse...

Como o Parmera sempre aborda a diferença no tratamento concedido por este blog a bambis e gambás, deixo aqui um breve registro sobre o tema:

Craudio, Filipe, Almeida e outros, todos corintianos, são amigos meus. Amigos que gostam de futebol e que, de modo geral, compartilham das minhas opiniões. Amigos, meu caro, são normalmente tratados com respeito e com cordialidade. Eles todos entram aqui no blog porque, além de amigos meus, seguem a mesma linha do debate por aqui travado.

Assim, não vejo motivos para defenestrá-los, tampouco para pedir que nunca mais entrem aqui. Pelo contrário; o fato de eventualmente um rival ter opinião semelhante à minha apenas reforça meus argumentos.

Tenho poucos amigos bambis, sendo que provavelmente nenhum deles freqüenta estádio ou se porta como fanático (algo que eu julgo improcedente em se tratando do time por ele escolhido). Se, no entanto, tivesse mais amigos nessa condição, eles certamente poderiam entrar aqui e expor suas opiniões.

Estas poderiam até ser contrárias às minhas, mas os argumentos seriam sempre válidos, desde que sem ofensa ao Palmeiras.

Chegamos, pois, ao centro da discussão:

Parmera, meu caro, o fato de eles julgarem o SCCP superior faz todo o sentido se você considerar que este é o time pelo qual eles torcem. Portanto, é direito deles pensar isso, sem qualquer demérito ao clube que nós julgamos maior, no caso o Palmeiras.

Cada torcedor vai defender o seu lado, e o fato de eles defenderem o lado do SCCP não constitui ofensa ao Palmeiras ou a nós, palmeirenses.

Assim, serão sempre tratados com respeito, pois têm respeito por mim, pelo blog e pelo Palmeiras.

Em contrapartida, os bambis que por aqui aparecem de vez em quando não têm a mesma postura. É normal que apareçam com a arrogância e prepotência típicas da escória à qual pertencem.

Assim sendo, serão tratados como escória.

Sinceramente, meu caro, eu não vejo porque deveria xingar e/ou expulsar do blog rivais que vêm aqui e contribuem para o diálogo, muitas vezes centrado em questões que vão bem além do dia-a-dia do futebol.

Enfim, espero que tenha feito algum sentido.

Abraços

parmera disse...

grato pela paciência...
só te digo uma coisa, cuidado, são traiçoeiros...
quando chegar nossa hora (e ela está chegando) vc. verá o aumento de ataques a nós, a mídia já está começando a arrebentar conosco.
E a mídia é gambá (vc. pode discordar até), mas ela é, qdo. eu dio que eles se acham maiores, isso é porque a mídia faz eles pensarem assim. Quando caímos , a imprensa não conclamou comoção para conosco. Não foi discutido que a série B seria mais importante que a série A, não nos imputaram favoritismo disparado.
Sempre que puderam falaram em esquema Parmalat, o anão dos bambis é um filho da puta, mas o Cotadini é o que?
Quando caímos fomos pisoteados, a nossa grandeza foi mostrada por nossa própria força, e bato palmas para a torcida (e por isso te respeito, vc. é um daqueles que estavam ali), nossa grandeza veio de dentro para fora, fizemos a mídia e os adversários a engolirem. Agora a pseudo grandeza deles vem de fora para dentro, querem que engulamos isso, e quem quer isso é a mídia e a corja que acredita nisso. Tomaram pau no ibope de uma novela ridícula, seu campeonato mundial, foi como foi, e nosso atual parceiro deu para eles, fodendo o campeão legítimo da América e que teria direito garantido, seu último título foi daquele jeito que todos sabem, e isso é o que eu chamo de 4º poder atuante, por uma causa, e essa causa no meu entender é nefasta, maligna, alienante e mto. pior que a modinha Bambi, e vc. sabe que isso é modinha. Mas ok brother, eu meio que vou parar de ler os comentários por aqui, mas não mudo minha opinião, meu rival tem nome, é rival, é inimigo, e por mim agora que está no chão, deveria ser pisoteado, prá nunca mais levantar, o resto é resto.Grato pelo espaço e liberdade, um abraço do amigo que o respeita ,
Arrigo

filipe disse...

Peço paciência aos palestrinos, mas meu nome foi citado, e, mais ainda, o nome da minha instituição foi conjecturado por alguém que nem de Piratininga é, para saber o que é ser Corinthiano ou Palestrino de verdade.
Não questiono se "arrigo" é ou não, mas afirmo que ele não sabe o que é ser isso que ele acha que é, pois nunca viveu isso. Se ele vai se achar inferior ou se ele vai achar que eu sou superior, azar o dele.

Eu sei o que é, pois na minha família temos os dois - e somos, fora um tio que não é de sangue, apenas Corinthianos e Palestrinos.
O "arrigo" vai dizer que eu quero ser mais do que sou, e outras alucinações desse naipe.
O que posso fazer se fui criado na Arquibancada? Se meu bisavô viu o primeiro jogo do Corinthians, trazendo ao seio de minha família isso que se fez a coisa mais importante nas nossas (de minha família, deixo claro, antes que alguém queira se incluir) vidas?
É privilégio?
Talvez. Eu acho que sim. Combato (em um sentido cidadão) quem acha que não. Tenho profundo respeito pela Arquibancada (exceto as de mentira) e tenho ojeriza às almofadas.
É nesse sentido que sempre comento por aqui.

Sabemos do ódio recíproco, em termos institucionais. São raros os ódios pessoais que cultivei nessa vida por conta das instituições.
Admito que por bambis o ódio sempre foi mais freqüente, por conta de conhecer a instituição e sua "história" de merda, mas ainda assim tenho grandes amigos sãopaulinos.
E, pasme, uma das pessoas que mais amei em minha vida, em quem penso todo santo dia, minha Nonna, era Palestrina, daquelas que não admitiam ser chamada de palmeirense, que dava tapa na cabeça de moleque que inventava de sentar na arquibancada. Que carregava bandeira da TUP antes de nós todos termos nascido ou tirado as fraldas.

Assim, "arrigo", desculpe a franqueza, mas eu entendo mais do que você até do objeto aqui tratado.
E não digo isso só pra me colocar como "superior", e te colocar como "inferior".

Posto isso, não confunda as coisas. Nem o Craudio, nem o Almeida e nem eu somos traiçoeiros. Eu digo por mim: nunca pisei em nenhum porco na derrocada. Em minha experiência de vida, se eu fosse minimalizar como você faz, eu tenho crédito de sobra nesse sentido.
Não mereço, portanto, ser chamado de qualquer coisa por você.

Escrevo isso tudo para me defender e para que todos leiam.
E, principalmente, para você ter noção do que se trata isso aqui.
Mas quem sou eu para fazer isso, se até seus colegas palestrinos já estão cansados de você...

O último ponto a ser frisado é essa coisa de que "queremos" que você engula alguma coisa.
Você engole o que quiser.
Podia engolir tudo o que escreveu até agora. Não faz a menor diferença.

Não discutirei a grandeza da instituição Corinthians, pois não é e nem nunca foi o intuito nem do blog nem de nenhum comentário meu.

Por fim, assim como nunca quereria ver o fim da instituição Palestra, penso ser um engano desinformado de um "radical" de teclado qualquer palmeirense querer o fim do Corinthians. A não ser em campo, na cancha, no "ardor da partida", como reza o hino porco, mas isso é tão óbvio que nem deveria ser dito.

E, apenas como um adendo, podemos notar semelhanças drásticas entre o modo como "arrigo" escreve e o modo de o senhor Luiz, de Uberlândia escrever.
Ou me engano?

Obrigado pelo espaço, caro Palestrino.

parmera disse...

só vou te falar uma coisa , não citei seu nome, e vc. fala do meu entre aspas, então vemos quem é quem por aí, quanto ao mineiro, ele falará por si, não o conheço, respeito as opiniões dele e discordo de outras, e como acho que incomodei o caro Barney, vou deixar por aqui, só que vc. não vive o que prega, e se incomoda mais com bambis do que deveria, só acho que como vc. é amigo pessoal do dono do blog, usufrua disso então, o espaço é dele, ele manda com direito.
Só acho que vc. se contradiz, ter grandes amigos bambis e toda hora chamá-los de escória, interessante, como vc. não deve chamar seus amigos palestrinos quando não estão presentes , prá mim, quem é lixo, é lixo em qualquer circunstância, mas fica por isso.
Palmeiras sempre.

filipe disse...

Não, não é contradição, "arrigo", ter amigos bambis e chamar a instituição bambi de escória.
É esse o ponto.

E você se refere a mim e ao Corinthians, muitas vezes citando meu nome. Então não se alastre nessa ladainha.

E quem é você pra achar que eu me incomodo com algo mais do que deveria? "Não vive o que prega"?

Enfim. Inconguências à parte, você deveria ao menos tentar entender o ponto explicado pelo Palestrino.

É a última vez que eu vou me dirigir a você.
Pode ficar vomitando tudo e incomodando até os seus colegas. Pra mim chega dessa coisa toda.
Tentei que você entendesse, mesmo nunca tendo pretendido que você achasse bom ou que viesse a ser ao menos respeitoso. Por isso nunca fiz questão de ser.
Se fosse com alguém que entendesse alguma coisa, até valeria a pena. Mas não é o caso.

Com respeito ao Palestrino e ao blog, é com pesar que sou forçado a deixar um sonoro

VAI SE FODER, "arrigo"

parmera disse...

sou palmeirense sim, palestrino se vc. quiser , pode ser também, mas lá vem vc. com a tese de querer ser mais, sempre, é fato.
Não meça o amor de alguém ao seu clube, vc. é facista.
Palmeiras em primeiro lugar, sou anti gambá em segundo, e é isso, mas aqui ser anti bambi é que é bacana...
também não gosto deles não colega...
mas não são a razão de ser do meu ódio, feliz ou infelizmente.
abraços aos palmeirenses e palestrinos (segundo o historiador aí, são duas coisas diferentes), aos que me entendem e aos que não.
e pau no cu da gambazada.
valew Barney, boa sorte aí Luiz, o maluco da teoria da conspiração, falou que éramos a mesma pessoas, hahahaha, e eu que achei que o outro Luiz que me limpou o fumo aí fosse vc., hahahaha
fui nessa, e esse ano é nosso, contra tudo e contra todos, cuidado com os falsos aliados.
Palmeira sempre.
Ah, e volta Luigi sim, esse chapa tem noção do que eu falo...

parmera disse...

to parando, mas...
treta é treta
chupa meu pau moleke de merda!!!
vira homem e vá discutir sobre merda no lixo de sua torcida!!!

Craudio disse...

Ele fala que vai parar e não pára?

Parece o Chaves...

VOLTA LUYDY!

parmera disse...

O Luigi tem tanto respeito de gambá por aqui, que nem o nome do cara os caras grafam certo, e é para zuar o brother mesmo (pq. já li aqui ele reclamando que o nome dele não é com D)
uma aula de respeito gambá.
To indo sim, o post tá aí, é que enquanto for treta...

Anônimo disse...

Parmera!, náo và!

sou seu fá meu camarada!

aqui o espaco eh democratico, livre e de amizade.

experimente um dia assistir a um jogo em sáo paulo, na companhia do vitor, rodrigo, luiz, luigi e seu querido irmao para ver que se trata, na verdade, de uma grande familia, composta de gente honesta e apaixonada pela nossa SOCIEDADE ESPORTIVA PALMEIRAS.

e te garanto.. se eh amigo, amigo mesmo, de verdade, do rodrigo, seja ele ate mesmo CUrintiano, possa confiar, se tratara de gente de verdade (mesmo sendo, acredite, CUrintiano, rsrsr!!).

Luiz (xara)
porra, para de cortar o PARMERA, meu irmao. Porra, o cara eh o maior brother e esculacha com propriedade essa raca que nasceu para ser esculachada. ate camisa roxa eles agora tem!KUKUAKUAKUA!!! soh o luigi tava meio pouco para realcar a grandeza da insignificancia deles!!!!!

Rodrigo

e ai? o mando sera mesmo `vendido`ou `cedido`? minha ultima opiniao (dirigida ao ulisses) foi muito impertinente, como sempre?

abracos verdes,

luiz, uberlandia

Anônimo disse...

e filipe, criei coragem para perguntar e agora perguntei.. porra, o que que eh `arrigo`?

o unico arrigo que conheco eho barnabeh!, cantor psicodelico dos idos (final) de 70 kkkkk!

luiz, uberländia

Craudio disse...

parmera, minha história com o Luydy vem de outros carnavais...

Quando se pega o bonde andando, é de bom tom chegar na miúda e não querer sair logo gritando pra pegar a janela (menos o Barneschi, que batia em velhas para pegar o último banco do lado esquerdo). A prudência e o respeito ao lugar é de grande valia para não virar motivo de chacota e se tornar caricato.

filipe disse...

Mineiro, o dito cujo é quem assina tal alcunha. É por isso que ponho em aspas.

Se fosse o Arrigo Barnabé estaríamos falando sobre a beleza de Elis Regina, ou sobre o que Hermeto Pascoal aprontou musicalmente para o mundo ouvir. Mas não é o caso, infelizmente.

parmera disse...

deveria ter humildade de dizer que está enganado quanto a dizer que o Luiz sou eu...
E zombar com nome alheio é coisa de gambá sim...

Craudio disse...

Você não falou que ia parar?

Tá com alzheimer???

Pelamordedeus...

PARMERA disse...

ME DEFENDO DE MENTIRA E OPORTUNISMO...
ESSE POST É O ÚLTIMO EM QUE COMENTO MESMO...
"A HIPÓTESE BAMBI", DEPOIS DESSE, VOU LER O BARNEY, E NÃO ACESSAREI MAIS COMENTÁRIOS POR AQUI...

Anônimo disse...

Parmera!, para com isso!

vamo junto prá cima desses gambá, meu amigo!

te aguardo nos próximos!

abraços verdes,

luiz, uberlândia