20 abril 2009

Mais uma dos coxinhas

Eles, que têm uma predileção especial por clássicos entre Palmeiras e Santos no Palestra, voltaram a aprontar no último sábado. Ao relato:

Turiassu x Caraíbas, sábado, 17h20. Movimento intenso, bares cheios, trânsito interrompido, clima festivo no cruzamento que dá para o portão principal do estádio. Pela terceira ou quarta vez naquela tarde, os homens da Guarda Civil Municipal resolvem que é chegado o momento de uma nova blitz contra os vendedores ambulantes. Sabe como é, titio Kassab, aquele que está sempre com JJ Scotch Whisky, não gosta de ver as pessoas se divertindo. É então que um grupo de cinco ou seis GCMs, uma mulher entre eles, vem da parte baixa da Turiassu em direção ao cruzamento. Uma emboscada.

Com a chegada abrupta dos GCMs, os ambulantes são obrigados a fugir uma vez mais, com seus carrinhos de mão, isopores carregados e churrasqueiras improvisadas. Não é assim tão fácil escapar, pois a rua está cheia, as pessoas estão amontoadas e os vendedores são muitos. Aí acontecem atropelos, esbarrões e tudo o mais que se pode imaginar quando um bando se põe a correr no meio da multidão. Pronto: terminou a paz que reinava ali desde sempre.

Alguns torcedores, revoltados, passam a protestar contra os poucos GCMs. Foi um tal de copo d’água pra lá e latinha pra cá, tudo com o intuito de conter o rapa dos capangas do Kassab. Sem saída, eles recuam para o ponto de origem, ali na Turiassu mesmo.

Ao notar a movimentação inesperada, um grupo de policiais que estava postado em frente ao portão principal do Palestra, não perde a chance de aprontar. Em posição de confronto, como é habitual aos homens do 2º BPChoque, um deles toma a iniciativa e lança uma bomba de efeito moral bem no meio do cruzamento. Para dispersar a multidão, que, diga-se, estava em paz.

A correria foi inevitável, pois o público ali não era sequer de torcedores organizadas, mas daquele dito “torcedor comum”. Famílias, grupos de amigos, crianças, idosos, um pouco de tudo. Menos torcedores organizados, que estavam na sede da torcida, lá na rua de cima, ou já dentro do estádio. Pouco importa para os valorosos e prestativos homens do Choque. Eles querem confronto.

Não contentes com a bomba de efeito moral, passam a atirar contra a multidão. Alguns tiros de borracha foram disparados na direção dos “torcedores comuns” (para usar a enigmática expressão que os jornalistas adoram). Não sei dizer se alguém foi “baleado”. Só deu para ver pessoas correndo, bares subindo as portas, famílias em desespero, jornalistas-abutres desesperados para fazer a melhor imagem, aquele clima bélico que tantas vezes já presenciamos.

A troco de nada.

Aqui, uma imagem dos valorosos e prestativos homens do estimado 2º Batalhão de Choque da Polícia Militar do Estado de São Paulo:



Até quando eles vão freqüentar estádios de futebol?

15 comentários:

Forza Verde disse...

Chamam isso de 2º BCPM???

Pra mim isso tem outro nome.

CRIME ORGANIZADO.

Rafael disse...

E a imprensinha faz o outro trabalho sujo, o de acobertar esses malditos.

Marcelo Roncatti disse...

Relato perfeito cara,

eu sempre vou nos jogos do Palmeiras, e mais uma vez estive com meus amigos, o clima era de total tranquilidade na entrada pela Turiassu.
Uma dessas balas de borracha passou a uns 5 cm do meu rosto, por sortenão fiquei cego certo? onde eu estava ? na fila, a poucos metros da escadaria da entrada...
Fiquei assustado com o fato de quase ter tomado um tiro na cara, mas não surpreendido com a ação desses caras totalmente despreparados...assim que desci e entrei...vi muita gente (que não esta acostumada com esse abuso) assustada e tendo que limpar o rosto por causa do spray de pimenta que soltaram também.

é vergonhoso, como a imprensa pode cobrar das torcidas organizadas uma posição mais pacifica?
Sendo que ela própria é mal preparada para relatar os fatos reais e a policia nem se fala.....eles vieram pra cima em fileira (tipo o choque) atirando..óbvio que isso foi proposital, óbvio que foi por diversão, da uma discussão grande....mas isso tem suas raizes na ditadura...enfim, esses imbecis conseguiram mais uma vez tumultuar o palestra !

abs

roncatti

Roberto disse...

Obrigado pelo relato!

Na hora não entendi nada, estava na fila com alguns amigos, quando vejo várias bombas de gás 'voando'.

Uma delas explodiu próximo à fila, ai já sabe, correria geral, desespero, mãe gritando e criança chorando!

Infelizmente a polícia só serve pra isso!

abraços,
Kamarad

Daniel disse...

porra mano eh de foder essa historia.... e os caras no radio ainda falaram em briga na turiacu como se fosse culpa da torcida

Emerson disse...

forza,
vc que sempre defende o matamata o que vai dizer agora que o seu time foi elimnado assim dps de ter feito a melhor campanha do campeonato?

Forza Palestra disse...

O que muda?

Nicola disse...

Eu que também defendo o mata-mata achei justíssimo o Palmeiras ter sido eliminado.

Vamos supor que o Palmeiras estivesse ganhando por 2x1 e o Santos empata com um gol irregular, enfim, qualquer erro da arbitragem decida o jogo, culparia o juiz, e nunca a fórmula em si.

Isso mostra também que o mata-mata coloca muito mais pressão no árbitro, um erro dele será muito mais divulgado. Já num campeonato por pontos corridos por exemplo, podem dar 12 pontos pra um time sem que nenhum pau mandado cuzão da impren$inha comente a respeito. Como aconteceu em 2007.

Rafael disse...

E no ano passado não seriamos campeões se fosse pontos corridos. Terminamos a primeira fase em segundo lugar. E esse ano o título viria.

Portanto, o raciocínio para gostar ou não de pontos corridos não deve ser do jeito que você está propondo, Emerson.

cesar disse...

O que NINGUÉM da imprensa falou foi que Torcidas Organizadas não participaram desse confronto, assim como normalmente não acontece na Turiassú, eh sempre a polícia contra os Palmeirenses de uma maneira geral, o MP não quis tirar todas as Torcidas Organizadas da Turiassú para acabar com as confusões???? PQ ACONTECEU MAIS CONFUSÃO ENTÃO???? Vão dizer que haviam no meio dos milhares de Torcedores alguns Organizados infiltrados apenas para brigar com a polícia???? Francamente neh, esse episódio PATÉTICO de Sábado na Turiassú soh assinou o diploma de INCOMPETÊNCIA da polícia, a começar pela GCM passando ao choque, aliás o que cargas d'água o choque tinha qe se meter na briga se os encarregados de fiscalizar os ambulantes são os municipais???? Não estava presente no momento jah estava dentro do estádio, mas a situação pelo que eu percebi pelos relatos e pelas imagens jah estava controlada, ngm ali queria brigar entre os Torcedores, QUEM QUERIA BRIGAR ERAM OS HOMENS DO BATALHÃO DE CHOQUE, como sempre acontece......

Fabrício disse...

É cada dia mais difícil suportar a verdade de que nossos impostos são direcionados para as Contas bancárias deste tipo de gente, procuradores aparecidos, assim como Kassabs, MPs, etc.

Quando irão entender que o futebol é um bem do cidadão brasileiro, um patrimônio que ajudou a moldar uma parte boa do nosso país, e irão cuidar disso com respeito?

O mata-mata é algumas várias vezes melhor do que o pontos corridos sem gosto... é nesse tipo de jogo que se separam os homens que se mantém em pé, ganhando ou perdendo, dos que preferem rastejar e não serem vistos.

Pressão sobre o árbitro é bom. Não se pode esconder tanta maracutaia sem alarde.

Rodrigo, um ponto sobre outro post. Acredito que o inexplicável público de quarta-feira(22 mil) pode ser entendido ao sabermos que a grande maioria das cadeiras cobertas não foi vendida, ficando disponível somente como convite para os convidados dos patrocinadores do torneio e do Palmeiras. 90% das pessoas que vi naquele local estavam com crachá de convidado(aqueles tipo de evento/feiras) e não eram contabilizados na catraca de entrada... entravam pelo clube.
Não sei se é uma exigência da CONMEBOL, se a receita entra direto para o Palmeiras ou não, mas com certeza impacta o público total. No sábado tínhamos o mesmo público(somente com visitantes a mais) e o número divulgado foi bem maior.

Gde Abraço e vamos torcer como sempre amanhã(acreditando em uma reviravolta feita pelo caráter de alguns do time no restante da competição),
Fabrício

Catedraldeluz disse...

Truculência a troco de que? Pura hipocrisia!

"Construir para poder conquistar! Acreditar sempre!"

Giovanna Concilio disse...

Lamentável o episódio com os policiais. Era a brecha que eles queriam para colocar a culpa na Mancha, pegando como gancho o que virou notícia na quinta-feira pós-Ixpórt. Será apenas mais uma tentativa frustrada. A Mancha é maior que tudo isso, sempre foi e sempre será!

Claudio Yida Jr disse...

Pra não ter confusão, basta não ter polícia.

E um abraço pra todos aqueles que votaram no Kassab em outubro passado...

FORAALIBABA disse...

Eh isso ai , claudio. Tem que abraçar mesmo, afinal, quem nao votou no Kassab deve ter votado na Martaxa...a pior coisa que poderia acontecer nessa cidade.

Va de retro petistalhada cleptomaniaca.