20 outubro 2009

Pacaembu, por que não?


Aproxima-se o dia de pegarmos a estrada novamente para chegarmos à inóspita Presidente Prudente, esta desprezível cidade do Mato Grosso do Sul. Será assim por decisão dos dirigentes de Palmeiras e SCCP, e o atentado contra a história do clássico Palmeiras x Corinthians - o terceiro do ano - fica ainda mais inaceitável à luz da recente liberação do Pacaembu para receber um público superior a 40 mil pessoas.

Não há estádio mais confortável, acolhedor ou bem localizado que o bom e velho Paulo Machado de Carvalho, e ele agora recebeu o aval das autoridades para 40.199 pessoas. É uma ótima notícia, em especial para uma possível final de Libertadores no próximo ano, e enseja também uma pergunta aos dirigentes dos dois maiores rivais desta capital: por que cazzo jogar no Mato Grosso do Sul para 45 mil pessoas se o jogo pode acontecer no Pacaembu para 40 mil?

Por que tanto desrespeito à história do clássico por apenas cinco mil lugares (e talvez algumas migalhas da prefeitura local)? E por que tudo isso se os caipiras nem são garantia de casa cheia (vide o último clássico, com público inferior a 30 mil torcedores)? Por que não tomar vergonha na cara e aproveitar o Pacaembu, bem aqui do nosso lado?

Aliás, cabe questionar por que existe tanta resistência ao Pacaembu entre a nossa diretoria. Parece terem esquecido que o Palmeiras é o clube que mais títulos conquistou no estádio municipal e que tem um retrospecto excelente lá, seja contra o SCCP, contra o SPFW ou contra qualquer outro clube. Tampouco levam em conta que vivemos ali o mais glorioso episódio de nossa história, em 20 de setembro de 1942.

Nada disso se explica, e o torcedor fica refém de decisões que levam mais em conta as migalhas de prefeituras caipiras do que fatores técnicos. Só espero que tal resistência não prevaleça no próximo ano, quando provavelmente ficaremos sem o Palestra, em reformas. É Pacaembu, por favor!

Em tempo: maldita seja a cidade de Presidente Prudente/MS!

22 comentários:

Paulo Vitor disse...

e ae Barneschi , mais dois otimos posts, as vezes me pergunto como o que os bambis tiveram que fazer para receber esse apoio maciço da imprensinha, será que naum percebem que a situação chega a ser constrangedora???? Em relação a disputa do classico no interior, apesar de ter nascido mas naum morar mais na regiao de Presidente Prudente, concordo com vc, veja bem , a meu ver retirarao da cidade de Sao Paulo , o que pertence a ela a muito tempo por direito, acho que talvez o jogo ser realizado no interior uma vez por ano ou uma vez a cada dois anos tudo bem, mas direto acho demais, uma que a cidade de Presidente Prudente e as outras que pertencem a regiao ,naum tem capacidade ( estrutura, aeroportos, hoteis....) para receber um evento desse porte. Só gostaria de fazer uma correção no que vc falou, Presidente Prudente pertence ao estado de São Paulo, e naum ao estado do Mato Grosso do Sul, apesar de ser quase fronteira com o estado, se naum me engano, eh a antepenultima cidade ateh a fronteira....... um abraço no aguardo do proximo post.

Natalia disse...

Oi Paulo, prudente é sim estado de SP, nasci lá e estou em sp há 5 anos!
A cidade é pessima, as pessoas tbm, alienadas e mediocres, mas isso é outra história.....o negócio é que mesmo natural de pp/sp ergo a bandeira; PRUDENTE NÃO!!!!!
Parabéns pelos posts, cada vez melhor!!!
Agora é quarta!!!!Forza Palestra!

Rafinha Jzt disse...

Natália, no caso dizer MS é uma ironia, já que PP está quase na divisa com o estado de MS!

Barneschi, não culpo os prefeitos de PP não, no papel deles, estão cumprindo o dever com a cidade: atração para seu público. Culpo mais a diretoria de ambos os clubes em aceitarem a proposta e se colocarem nessa situação ridícula de jogar há mais de 5 horas da capital.

Como você mesmo apóia: que jogássemos então no Maracanã!

(Infelizmente a FPF não liberaria)

Forza Palestra disse...

Paulo e Natália,

Vocês não devem ter acompanhado os posts anteriores (desde fevereiro) sobre Presidente Prudente e, portanto, não viram que essa discussão sobre MS x SP já aconteceu antes.

Eu fui a Presidente Prudente duas vezes só este ano, justamente nos dois clássicos que Palmeiras e SCCP fizeram por aí. Terei de ir agora uma terceira vez e isso não me agrada nem um pouco. Tendo indo até Prudente duas vezes e tratando do tema já tantas vezes neste blog, eu teria de ser burro se pensasse que Presidente Prudente pertence oficialmente ao Mato Grosso do Sul. No entanto, é isso que acontece na prática e esta designação que a cidade recebe por aqui é uma ironia mais do que necessária.

Até o dia 1º/11, vou escrever mais vezes sobre este lugar maldito, e é certo que teremos por aqui uma compilação dos posts anteriores, que justificam um pouco esta ironia. De cara, começo por dizer que não dá para aceitar jogos em uma cidade que fica mais distante de SP do que pelo menos duas outras capitais brasileiras. E não dá para aceitar jogos em uma cidade que é tão mal servida por linhas aéreas (fica mais caro ir até Prudente do que, por exemplo, até Recife). E não dá para aceitar que se considere pertencente ao estado de São Paulo uma maldita cidade que é servida por tão poucas linhas de ônibus e que seja tão inacessível a partir da capital.

Vejam, meus caros, que se você pegar um ônibus no Terminal Tietê logo cedo não conseguirá chegar a Prudente antes das 16h, o horário do jogo. Ou seja, é impossível ir de ônibus de linha até lá.

Como pode uma cidade dessas querer pertencer ao nosso Estado? Onde fica isso, porra? Em Rondônia? No Amapá? Ou em Mato Grosso do Sul mesmo, para sermos mais razoáveis?

Enfim, fato é que trata-se de um lugar maldito e fica longe demais. É inadmissível, por sinal, que tenham erguido um estádio daquele tamanho em uma cidade que nem mesmo tem um clube de futebol nas primeiras divisões do futebol paulista.

E volto ao tema depois.

Claudio Yida Jr disse...

Cidade de merda, Pantanal de merda!

Nicola disse...

Apoiado, concordo plenamente sobre a utilização do Pacaembu e o derby nessa maldita cidade, talvez mais perto do Paraguai do que daqui...

Roberto Kamarad disse...

Prudente-MS, não!

Puta que pariu!

Gabriel Manetta disse...

Barneschi

eu também fui para PP ver o derby esse ano, e realmente não dá, não dá pra ficar gastando no minimo 60 reais pra ver o jogo mais esperado do ano, não dá pra ficar 10 horas em onibus com escolta a 60km/h em um claro fdp....eu também me questionei varias vezes o porquê de não realizarem no Pacaembu...

mas outro dia na TV, acho que foi o COronel Marinho, disse que SCCP x SPFW la pode, mas Palmeiras x SCCP não, isso porque esse é um jogo que independe de momento, sempre foi, sempre será o maior clássico do Estádo e pelo menos um dos dois maiores do País...

sendo assim só restaria a gaiola das loucas aqui....e ai ja muda a história, dar milkhões pra bixarada, além de ajudar a divulgar aquela bosta de estádio mundo afora, eu sou totalmente contra....

apesar do cel Marinho ter dito que esse jogo não pode rolar no Municipal, pra mim este ainda é o melhor local para o Derby....mesmo que as as diretorias queiram fazer setores mistos, daria perfeitamenter, mandante na curva, visitante no tobogã, laterais mistas.....

Paulo Vitor disse...

e ae Barneschi , realmente naum tinha acompanhado os posts anteriores a respeito da discussão MS X SP , sendo que a ironia sobre a questao passei a acompanhar recentemente.
A respeito do que vc falou sobre a distancia e meio de transporte eh bem isso o que ocorre, acompanho isso de perto, ja que apesar de residir atualmente em Sao Caetano , tenhu ainda muitos parentes lah, e sempre que vou pra lah enfrento isso.
Eh acho que eh isso, no aguardo dos proximos posts, ateh...

JoãoP disse...

Vocês sabem me dizer o que é feito com a renda desses jogos lá de PP?

Danilo disse...

Taddey,

Nem eu que faço a gerencia comercial do estado de SP na empresa onde trabalho vou tanto a PP/RO como vc...

Vai ser longe na PQP.. MS é perto...

Henrique Toffoli disse...

Sou de Adamantina, cidade próxima a PP. Fui nos dois jogos no estádio da cidade e irei no próximo dia 1.nov.
Discordo da campanha. O Palmeiras não é da capital paulista, mas um time com proporções nacionais.
A sede do clube, sim é paulistana, mas a sua torcida está presente no BR todo.
Nós do extremo oeste paulista tb temos o direito e a oportunidade de ver nosso time de perto. Em nossa região somos maioria Palmeirenses (comprovado em pesquisa).
E discordo tb de acusações de que nossa região não recebe bem as pessoas.
Qto a renda, o que sei, é que a cidade não cobra aluguel do estádio, fica com uma percentagem mínima, e a renda maior é para o time mandante. Porém existe acordo entre as diretorias para dividirem em partes iguais o montante arrecadado.
É isso.
Assim como o blog tem o direito de manifestar a opnião contrária a execução do jogo em Prudente. Espero tb que respeitem a minha de defender minha região.
Abs.

Twitter: @hicpedia

Marco Túlio disse...

Ano que vem, com a reforma do Palestra, espero que joguemos no Pacaembu (JAMAIS no panetone).
Barneschi,
Faz tempo que estou querendo te perguntar sobre isso e já que lembrei agora, lá vai:
O que você acha (achou) da iniciativa da Diretoria, das torcidas, de blogs Palmeirenses, enfim, de tentarem unificar os cantos da torcida do Palmeiras. Eu acho legal, pois teoricamente existe uma briguinha entre Mancha e TUP (o que é uma merda, e mais uma vez prejudicam a SEP por interesses pessoais. Aliás, de onde surgiu essa briga Macha x TUP ??). Com isso, todos teoricamente vao cantar juntos e o Palestra vai ser um caldeirão maior. Mas como eu estou de fora (aqui em MG, no caso), posso estar falando merda. O que você, que mora em SP e conhece o Palmeiras e o Palestra como ninguém diz sobre isso??
Abs
Obrigado

Gabriel Manetta disse...

o Palmeiras não é de São Paulo não, é de Salvador....
.
ele foi fundado em São Paulo, a sede fica em São Paulo...se isso não basta o que precisa para ele ser de São Paulo???? a Ferrari é Italiana, mas tem torcedores no mundo inteiro, isso faz ela deixar de ser italiana??????

se tem gente de fora que quer ve ro Palmeiras...que venha até ele, e não o Palmeiras até os distantes....não pensem que o Palmeiras está indo jogar longe para agradar vocês, isso é questão financeira.....o Palmeiras tem que agradar o torcedor que compra 50 ingressos a 40 reais ao ano,....se quiser fazer um tour de divulgação pelo interior que seja em amistosos.....

é ridiculo o pensamento de quem acha que o Palmeiras tem que jogar fora pq tem torcedores em tudo que é lugar....

Luciano Stinchi disse...

Realmente Manetta, se for assim, daqui a pouco teremos que mandar jogos no Amapá, porquê aposto que temos torcida lá também.

Você tem algum parente que serviu no CPOR?

Forza Palestra disse...

Gabriel
Valeu pelos comentários. No caso do Marinho, ele já se mostrou incompetente na época em que estava à frente do 2º BPChoque e volta a comprovar isso agora, em sua nova função. Portanto, ele deveria se calar agora e não tem nada que falar sobre isso.

Marco
Tenho lá minhas dúvidas em relação a isso. A intenção é boa, mas me parece difícil aglutinar tantos interesses assim. Espero que dê certo.

Henrique
A sua opinião será respeitada, claro. Seja bem-vindo. E é evidente que você tem direito de ver o Palmeiras jogar, mas precisa vir a SP para fazer isso. Simples assim.

Gabriel Manetta disse...

Stinchi

tenho sim, varios, qual você conheceu???

Gabriel Manetta disse...

Barneschi com certeza, afinal o que esperar de alguém que acha que até bexiga precisa de autorização pra entrar em estádio....mas fazer o que, enquato ele for o manda chuva a gente se fode mesmo...

ai ja puxo outro assunto, todos adoram pagar pau pra média de público do Galo e do FLamerda....mas vejamos, em BH o ingresso custa muito barato, pra mim até menos do que o bom senso, fora quando eles não fazem promoção....no RJ a mesma coisa, 79 mil em um FLAxFLU com ingressos a 10 reais, assim é fácil lotar mesmo....fora que além do preço, nesses lugares outras coisas são atrativas e chamam o torcedor pra bancada, la pode tudo, bambu, bateria gigante, sinalizador a rodo, ó pó de arroz foi liberado porque o Florminense estava caminahndo bem na Libertadores, pode entrar com fantasias de carnaval....enfim um circo...aqui em SP é diferente, bateria com numero de instrumentos limitados, bandeira com haste de 30cm de plástico só entra com autoriação, bambu nem pensar, e as vezes vemos crianças de 12 anos serem barradas por portarem perigosissimas bexigas plasticas! enfim aqui em SP só vai pro estádio quem realmente gosta do jogo, gosta de apoiar, aqui tem tudo pra afastar o torcedor do estádio, enquanto no resto do Brasil tem tudo para leva-lo....

Forza Palestra disse...

Com certeza, meu caro. É este mesmo o raciocínio. E depois preciso dar um jeito de dar um destaque maior para esta sua frase: "O Palmeiras tem que agradar o torcedor que compra 50 ingressos a 40 reais ao ano".

É bem por aí.

Filipe disse...

O Manetta diz bem, aqui tem tudo pra afastar o torcedor.

No caso do Pacaembu, depois que inventaram as cadeiras laranjas, fudeu de vez.

A curva do tempo foi essa. Depois das cadeiras laranjas, a palhaçada imperou.

Derby é no Pacaembu!

Giovanna Concilio disse...

Só para não passar em branco (antes tarde do que nunca!)

PRESIDENTE PRUDENTE É QUASE PARAGUAI

Luciano Stinchi disse...

Manetta, não sei o nome, pois conheci ele pelo nome de guerra mesmo.

Eu servi em 1995, e pelo que me lembre ele tava lá desde 93 ou 94, ele era o chefe do Dep de Ed. Fisica do CPOR.