24 outubro 2009

Retiro

Eu comentava, nas primeiras horas da madrugada de quarta para quinta, não sei se com o Luiz ou com o Galuppo, e não sei se voltando de Santo André ou já em casa, que este time do Palmeiras precisava sair de São Paulo por uns dias. Fugir da imprensa, respirar outros ares, não ouvir tanto o que vem da torcida. Precisava de um daqueles retiros espirituais em Atibaia, bem ao gosto do Madureira.

Eis então que é isso mesmo que vai acontecer a partir de segunda. Não é bem do perfil do Muricy -
e o Madureira conseguiu banalizar a iniciativa nos últimos anos -, mas é uma medida necessária. É assim não apenas para os jogadores, mas para os torcedores também. Não adianta ficar ouvindo, lendo e acompanhando tudo o que diz a imprensa. Não adianta ficar buscando explicações para o inexplicável, não adianta submergir diante de teorias conspiratórias, não adianta desistir antes da hora.

Adianta, isso sim, fazer aquilo que sabemos e que é tudo o que pode ajudar o Palmeiras: torcer!

Vejo por aí que tem grupos pregando boicote ao jogo da próxima quinta. É errado e é covarde, um pouco mais porque a proposta parte de gente que já tem o costume de não ir a estádios. O palmeirense pode ajudar o seu time indo a campo, cantando e buscando a vitória junto com os jogadores. E é isso que devemos fazer, pois é nas horas mais difíceis que se sabe quem é quem.

Até quinta, silêncio. A nossa parte a gente faz na arquibancada.


***

*Não se trata nem de perseguição ao Palmeiras. O caso é que o STJD segue firme na campanha para transformar o futebol em um esporte de viado. Só isso.

9 comentários:

Nicola disse...

Ridículo isso aí de boicotar o jogo...

Mas é perseguição ao Palmeiras sim cara, também é uma puta viadagem, mas porra, o cara vai pela primeira vez nessa bosta de tribunal, por uma expulsão simples, e pega dois jogos, logo agora?

E a tesoura do Miranda no jogador do Santo André, que não foi marcado o pênalti, nem cartão amarelo teve sequer? Isso sim teria algum sentido em levar a julgamento... E quantos outros jogadores que levaram vermelho nesse campeonato, reincidentes até, por faltas muito mais violentas, não pegaram uma punição dessa?

Pelo menos ele volta exatamente contra os gambás...

*Vai estar ali na Caraíbas antes do jogo essa quinta? Impossível te encontrar na arquibancada nesses jogos com estádio cheio, hehe

Abs

André Seoane disse...

Quinta é dia de Bancada

Saindo diretamente daqui de Santos

Até barneschi !

Marcelo Contini disse...

Dia 22, falei pelo twitter justamente sobre a necessidade de preservar o time.
É mta pressão e é necessário retomar a confiança no grupo!
E qto aos torcedores que querem boicote, que fiquem em casa e nunca mais voltem ao Pq Antártica.
O #Palmeiras não precisa de torcedor assim!
É a hora do torcedor incentivar, fazer a sua parte na arquibancada.
Se não for pra isso, não vá! Abç

Rafael disse...

Que grupos de torcedores são esses?

JoãoP disse...

Olha, tenho pra mim que cada um tem o direito de defender suas próprias opiniões, bem como de apresentar idéias que, de alguma forma, possam contribuir para o clube. Mas...

Boicote?! Boicote, porra?! A torcida que canta e vibra vai boicotar o Palmeiras na reta decisiva do Campeonato Brasileiro?

A proposta é risível.

Abraços.

Forza Palestra disse...

Fala, Nicola! Sempre lá. Vou chegar umas 19h30, 19h40. Ali na esquina do Alviverde.

Rafael
Ah, cara, na boa, esses protestos são sempre coordenados ou idealizados por gente que não tem o costume de ir pra arquibancada. Não vale entrar em detalhes, porque é mesmo muito risível.

Anônimo disse...

Barneschi,

A Campanha do PTD foi a coisa mais suja que um palmeirense poderia propor...

Mandei um e-mail revoltado pra eles, as respostas só me irritaram ainda mais.

BANDO DE PAU NO CÚ.
Revoltadinhos que protestam no sofá.

filhos da puta.

Rodrigo Moacyr

Claudio Yida Jr disse...

Bando de furão! A Javari tava belíssima!

Forza Palestra disse...

Moacyr,

Não quero nem imaginar qual é o teor das respostas. Pelo que já vi de situações anteriores, deve beirar o grotesco.

Mas bem que eles poderiam parar de falar e ir ao estádio de vez em quando, né?

Abraços