10 março 2008

Aqui é time grande, porra!



Um inoperante torcedor de sofá jamais conseguirá compreender o significado de ir ao estádio e levar seu time à vitória em um duelo menor. Ao se contentar com a imagem pasteurizada da TV, suas mil opções de câmeras e seus comentaristas ignóbeis, o sofá deixa de conhecer toda a essência do futebol.

Essência que reside não em uma partida final, com seu potencial alienante de aglutinar gente de toda espécie, mas sim em um Bragantino x Palmeiras como o de ontem.

Jogo de superação, de público reduzido (R$ 32 de ticket médio?) e de participação incisiva do torcedor palmeirense, que pôs os caipiras de Bragança em seu devido lugar: o de admiradores de um time pequeno.

Do início aterrador, com 0 a 2 no placar e um homem a menos, ao 5 a 2 final, muito pouco fica na memória do torcedor de sofá. Talvez o orgulho momentâneo por uma reação comovente. Algo que passa em dois ou três dias, até a próxima transmissão ao vivo.

Bem diferente do que é vivido na decadente e decrépita cancha de Bragança Paulista, a mesma que, sabe-se lá como, já abrigou uma final de Campeonato Paulista.

Mais do que apenas cantar músicas de apoio e buscar na garganta a força para uma virada heróica, o que vale é ter o poder de colocar em seu devido lugar personagens que passam batidos para o sofá.

Como Nunes, o medíocre centroavante do time interiorano. Para quem não se lembra, foi este o energúmeno que promoveu uma quase tragédia no Pacaembu na final da Copa SP de Futebol Júnior de 2003. Cinco anos depois, pouco mudou. Do Santo André ao Bragantino, a evolução é desprezível. Pior: a cabeça ficou ainda mais fraca.

Restou pouco da provocação sem propósito após o segundo gol. O inconseqüente camisa 9 de Bragança saiu de campo sob ira da torcida alviverde, revitalizada após cinco gols em seqüência.

Para os que ficamos atrás do gol, grudados ao muro e ao alambrado do Marcelo Stéfani, o inimigo principal era o menos provável: o gandula. Não apenas um, por sinal, mas três, todos os que tiveram de fazer rodízio por ali depois de não agüentarem a saraivada de ofensas, impropérios e ameaças.

Com justiça, diga-se, pois gandula caipira de time pequeno deveria mais é ficar quieto e não querer provocar ninguém, menos ainda a enfurecida massa palestrina.

Para o sujeito que prefere não se arriscar a pegar a estrada e pagar R$ 40 para ficar de pé ao lado de um banheiro químico, é difícil compreender a sensação de quem acredita ter levado o time à vitória só pela pressão sobre os gandulas, figuras quase insignificantes para o que se passa dentro de campo.

De fato, é.

A minha imagem desta virada épica em Bragança nunca será nítida e cristalina, como a da TV. Será, pelo contrário, entrecortada por elementos vários: o muro alto, o alambrado, a grua da Globo e o seu operador, os intermináveis segundos entre o percurso da bola do peito à ponta do pé do Valdívia, o revezamento de gandulas, os policiais que tiveram de conter a nossa ira, as placas de publicidade, a garoa...

Nada confortável, admito. Mas quem precisa de conforto quando se pode sair pulando feito louco após um gol que, devido às placas de publicidade à frente, só se soube gol pela experiência de tantos anos de estádio? Quem precisa de TV quando se vive o êxtase de uma virada improvável? Quem precisa de sofá quando escalar um alambrado enferrujado serve para ilustrar a certeza de ter transpirado tanto quanto os que estavam dentro de campo?

Chupa, Bragantino!

Aqui é time grande!

***

Pobre Bragantino

Pobre do time que vive sob os caprichos da família Chedid. De um Nabi que já se foi, mas que continua a ostentar seu nome por todas as partes (“Nabi é Braga”, “Eternamente Nabi” etc.). Ou de um Marquinho Chedid que circulava ontem pelas cercanias do estádio ou pela numerada do Marcelo Stéfani a ordenar a funcionários terceirizados que reduzissem a inevitável desordem bragantina.

Tudo isso por R$ 40 a arquibancada, preço burro, responsável pelo público de apenas 6.617 pagantes. Mais burro que o preço, só mesmo a divisão entre as torcidas. Afinal, se os R$ 40 tinham o objetivo de aproveitar o grande número de palmeirenses na região, por que destinar à nossa torcida apenas um setor da arquibancada?

Para finalizar, deixo aqui uma pergunta: como pode o Canindé estar interditado e o Marcelo Stéfani não?

18 comentários:

Craudio disse...

Eu sabia que viria "virada épica em Bragança" no texto, sabia!

E como o senhor não tem um telefone que funciona, parabéns pelo sábado.

darkness disse...

coitados dos gandulas...

luigi sep 1914 disse...

CHUPA nunes MACACO! Seu lugar é no tronco!
CHUPA gandula viado, gandula MACACO e gandula tingido!
CHUPA coxinha de merda! Fico o jogo inteiro "filmando" a gente e ainda deve ter tomado vários cuspes por tabela!

Tem gente comemorando vitória com roubo contra time do interior! HAHAHA...
4 jogos e nenhum gol feito! HAHAHA...
Patéticos! E a imprensa ainda da bola pra eles...

O CRB tá chengando!

MANCHA IPIRANGA disse...

PUTA VITORIA MANO!!!!

CHUPA NUNES MALDITO!

AQUI EH PALMEIRAS!!!!!!!!

André Batatais disse...

Finalmente uma vitória humilhante para tirar esse enrosco de nossa garganta chamado Bragantino...

Esse mesmo Bragantino que tem um estádio vergonhoso, um gramado medíocre e um time formado, entre outros, por um mau-carater chamado Nunes e por um outro babaca de nome Malaquias que ao invés de ter tomado um "passa cachorro" do Marcos deveria sim ter tomado um pontapé no meio da boca.

Mas realmente não podemos esperar muito de um time em que a torcida tem como principal grito de guerra: "AQUI TEM UM BANDO DE LOUCO, LOUCO POR TI MEU BRAGA!"...Só faltava o Bragantino cair e eles lançarem a campanha "EU NUNCA VOU TI ABANDONAR!"

CHUPA FAMÍLIA CHEDID

luigi sep 1914 disse...

André, não vejo nenhuma diferença entre o alvinegro das linguiças e o alvinegro sem estádio...
Duas merdas!

3x0, 1x0, 1x0, 1x0...

Vai PALMEIRAS

VITOR disse...

eu vejo, os linguiceiros pelo menos tem estádio, kkkkkkkk.

CHUPA NUNES, GAMBÁ DE MERDA!!!!!
AQUI É PALMEIRAS!!!!

Leonel disse...

po, mano, e nao vai falar nada sobre a expulsão do marcos??? esse juiz ta de bricnadeira com a gente. e nao é de hoje q ele faz coisas desse tipo pra prjudicar o palmeiras

Armando disse...

Excelente texto, Rodrigo...

Aliás, dizer que o Barney possui um excelente texto, é pleonasmo...

Porém, foi preciso nas emoções do torcedor....

Forza Palestra disse...

Valeu, Armando!

André,
Os caras são tão lixo que eu não ouvi nenhuma música deles durante todo o jogo. Mas basta essa que você colocou aqui para resolver a questão. Domingo a gente se vê em Ribeirão!

Abraços

mancha z/s disse...

naum vai falar do juiz mano????

Forza Palestra disse...

Cara, já falei demais sobre este cidadão. Demais. E não gostaria de estragar uma vitória épica por conta de um sujeito que adora aparecer às nossas custas.

Heinz-von Bhölz disse...

Bella vittoria Palestra....5 a 2 de lavar a alma

agora o seu TrajanA vomitando palavras contra o Marcos hein???Que papelão ESPN...

Daniel disse...

mto bom o novo visual do blog mano... parabens!

vitor disse...

estive matutando...um possível confronto entre PALMEIRAS x bambis na fase final tb seria mandado pro interior???

dessa diretoria eu não duvido nada e digo mais, aposto q o ingresso na fase final será 40 conto!!!

Forza Palestra disse...

Te respondo da seguinte forma, Vitor:

1. É possível, mas não provável. Se a FPF não quis criar atritos agora, é certo que o fará em uma eventual decisão entre Palmeiras e bambis. Assim, vai fazer valer o "direito assegurado" dela, segundo o qual os mandos de clássicos pertencem à FPF.

2. Você está sendo otimista, cara. Eu estou quase certo de que a nossa diretoria vai cobrar R$ 40 já nesta partida de domingo agora.

Abraços

Anônimo disse...

Realmente, pode um time grande ir jogar no estádio do Bragantino, mas o Palmeiras não pode mandar clássicos no Palestra. Qual seria o conceito usado por Marco Polo Del Nero para uma imposição tão estúpida quanto essa?
Mas o Verdão agora aprendeu a vencer todos os obstáculos e até mesmo os juízes que tanto nos roubam.
O Campeão Paulista de 2008 se apresentou em Bragança dia 09/03/08

Obrigada pela visita ao Blog do SOP
Beijo
Tânia "Clorofila"

darkness disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.