13 março 2008

Tudo errado

E o clima já esquentou em Ribeirão Preto. Não necessariamente por algum confronto de torcidas, mas pela total incompetência de quem teria de responder pela organização do clássico, no caso as diretorias da S.E. Palmeiras e do Botafogo local.

A sucessão de erros, no entanto, tem origem na figura patética do senhor Marco Polo Del Nero, o grande responsável por não deixar este duelo acontecer no local correto, o estádio Palestra Itália, a casa do clube mandante, com capacidade para 30 mil pessoas.

Na cabeça doentia do presidente da FPF, os riscos são menores no estádio Santa Cruz, pronto para receber não as 50 mil pessoas de outrora, mas 28,5 mil. As duas torcidas que amam se odiar terão 660 km de estrada para protagonizar suas batalhas campais.

O 2º Batalhão de Choque da PM, por sinal, demonstra ser desprovido de inteligência. Afinal,
controlar toda essa imensidão de estradas parece ser uma tarefa bem mais complicada do que escoltar dois mil bambis rumo ao seguro, central e bem dividido campo do Palmeiras.

Tudo errado.

Para complicar, a diretoria alviverde boicota o seu torcedor de verdade, aquele que acompanha o time em todos os momentos, ao não destinar parte da carga de 14 mil bilhetes para a nossa casa.

O mínimo que deveriam fazer era vender quatro ou cinco mil entradas por aqui, até em sinal de respeito para com o público de sempre.


Digo mais: considerando todo o prejuízo que este circo itinerante pelo interior deixou em nossos bolsos (dos 16 primeiros jogos, serão apenas 3 em casa), era dever desta diretoria ajudar o torcedor com a viagem para Ribeirão.

Mas não; preferiram vender ingressos só no interior.

Acorda, diretoria!
Não é um jogo de festa! É guerra!

9 comentários:

vitor disse...

VOLTA MUSTAFÁ!!!

Forza Palestra disse...

FORA VITOR!

(Mas entendo o que você quer dizer...)

vitor disse...

se entende pq escreve fora vitor, seu mau carater???

vc não vale o prato q come, o chão q pisa, rapaz.

Forza Palestra disse...

FORA VITOR!

Luiz disse...

FORA VITOR!

Luiz disse...

"Não é um jogo de festa! É guerra!"

Este trecho você disse tudo!!

Tratar esse jogo como se fora um Palmeiras e Anapolina pela Taça Maria Quitéria é de um desrespeito tremendo a nós Palmeirenses e a nossa história!!

Estão fazendo esse jogo se tornar como aqueles jogos do flamerda no interior do Acre, vai aparecer um bando de idiota que nem sabe a magnitude e a importância de uma vitória perante esta corja maldita!

Vamos assistir um bando de babaca com fitinha na cabeça, cartazes com as piores frases possíveis para aparecer na tv e camisas de 250 times diferentes!

O jeito rezar para aparecer ingresso aqui em SP!

Vai tomar no cu!

filipe disse...

Tudo errado nada, Palestrino. É justamente o que eles querem. Segurança dando facada em moleque, porrada e bomba na estrada, se bobear morre gente...
Daí de quem é a culpa?

Para se ter uma noção, Ignácio de Loyola Brandão, hoje, no OESP (Caderno 2, última página), escreve um texto sobre futebol.
Ele, que tem cola na bunda sentada no sofá.
E logo no primeiro parágrafo questiona o "não saber" quando será "vítima" de torcida organizada. Ah, sim. Vê-se o conhecimento do assunto que tem esse espectador.

Ah, a FSP voltou a atacar. Leia a manchete, e só a manchete, da página D2. Diz tudo, meu caro, do que vem a ser a agenda política. para bom entendedor, evidentemente.

É a festa da destruição.

INDEPENDENTE FUTEBOL CLUBE disse...

Vítor , faz um favor para Palmeiras , vá torcer para outro time.

Forza palestra , temos que tomar cuidado , qdo criticamos esta diretoria , pois concordo que ela tem defeitos , mas ela é infinitamente melhor que a diretoria do Mustafá .
Qdo tecemos críticas , podemos dar abertura para fíguras com este Vítor , que deve ser parente do Mustafá cretino.

Fora e fora e fora para sempre MUSTAFÁ , palhaço

Forza Palestra disse...

Isso não se discute. Mas é fato também que a diretoria anterior não boicotava o seu torcedor como a atual.