05 agosto 2009

Pelo título e pela história

Os muitos erros cometidos na última década serviram para que a nossa diretoria entendesse que, contrariando figuras como Mario Gobbi, "o objetivo final do futebol não é dar dinheiro para o clube". Compreenderam os nossos dirigentes - os tempos e os caráteres claramente são outros - que um clube existe para conquistar títulos e fazer história, o que necessariamente acaba por conduzir ao objetivo dos que veem apenas cifrões no horizonte.

(Não que eu faça qualquer juízo de valor acerca dos negócios feitos pelo SCCP. Não é por aí, e eu entendo que a situação lá era diferente. Apenas mencionei o vice-presidente do rivale porque suas recentes declarações contrastam com tudo o que eu penso do futebol.)

A questão é que o Palmeiras está diante de uma oportunidade única e que não poderia mesmo ser desperdiçada. Era o caso de manter as coisas como elas são, de valorizar o guerreiro Pierre e de garantir a permanência dos craques que usam a 7 e a 10. Simples assim, e tudo o mais o que vier é lucro.

Assim sendo, é com enorme alívio que o palmeirense recebe a notícia de que Pierre fica, assim como Diego Souza e Cleiton Xavier. Demonstra força a nossa diretoria (e eu registro meu agradecimento) e bom senso os empresários da parceira. Era o que esperávamos. Agora é com o time e com a torcida!

***

As informações sobre o salário de Mozart são mais uma prova da insanidade que tomou conta do Madureira. É inaceitável!

14 comentários:

Ataliba disse...

ao contrario da maré que segue o futibol brasileiro, o palmeiras si mostrou um clube de futibol e não uma empresa como segue a "nova" razao.
parabens palmeiras...=]

Nicola disse...

Parabéns ao Belluzzo e a "parceira" (pelo menos desta vez!). Uma pena que o atual presidente não estava a frente do clube em 2008, quando Henrique, Valdivia e Kléber foram embora... Acho que pelo menos um teria ficado.

E é o que eu venho falando em outros blogs, o salário desse gordo vagabundo do Mozart é um absurdo, o cara sequer é relacionado pras partidas, e ganha mais que o Pierre! Pelo que tem "jogado", um salário mínimo pra esse perna de pau tá de muito bom tamanho...

E bem que podiam convocar esse tipo de entrevista pra falar dos critérios do STJD e "erros" de arbitragem, sempre que o Palmeiras perdesse ou empatasse, não na bola (como contra o Inter neste ano, por exemplo).

Kaleb Forte Rodrigues disse...

è Barneschi !!
Parece que só um desastre tira esse titulo de nosi !!!

Nao pq o Palmeiras é super superior...
Mas os caras tao engajados !!!
TODOS do Presidente ao ropeiro !!!

Q bom q ta assim e pode ficar assim por muito tempo !!!

Farça Palestra !

Palestra1914 disse...

O Mozart não tem culpa de receber um salário absurdo. Qualquer um de nós aceitaria caso nos fosse oferecido.
Concordo com vc , Barneschi. O Madureira é que enlouqueceu. Ou melhor , ele ainda deve levar uma porcentagem.

Quanto ao Belluzzo , acredito que o penasamento dele deva ter sido o de que , mesmo que não sejamos campeões , ele não se omitiu. Muita gente por aí está dizendo que essa atitude foi um marco na história do futebol brasileiro.

Espero que isso se confirme!

Abraços ,

Bruno D'Angelo.

Forza Palestra disse...

Concordo com essa avaliação, Bruno. A atitude do Belluzzo foi um marco mesmo. Deve ser encarada como tal.

Kaleb:
Vamos manter os pés no chão. Aqui é Palmeiras e não há espaço para euforias, arrogâncias ou esse clima de já-ganhou. É pra conquistar dentro do campo.

Abraços

André Fix disse...

O Pierre fez por merecer essa valorização, não apenas a financeira, mas principalmente, o reconhecimento da Nação Palestrina.

"Agora é com o time e com a torcida"... e trabalho arduo e humilde. Vamos jogar o jogo, com a faca nos dentes, e nada a mais. À la Pierre!

Washington disse...

MAS se algum clube depositar o valor da multa recisoria e o jogador quiser sair, nem Palmeiras e nem Traffic tem o poder de segurar!

portanto, só vou sussegar qdo essa porra de janela fechar!

Cabuto disse...

Washington, mas se o jogador quiser sair, pra que segurar um cara que não quer jogar no Palmeiras? Não faz sentido... Que vá!

Giovanna Concilio disse...

Para a diretoria, só palmas!
Atitude sensata, de grandeza equivalente ao valor e à camisa do Palmeiras. Grazie, Belluzzo.

Marcelo Contini disse...

Essa é, de fato, uma grande demonstração de força e autoridade do Prof. Belluzzo!
E na contramão de todos, peitando essa cultura inútil do "bizinnes"!
E tem mais uma: devemos dar crédito tbém ao Sr. Muricy Ramalho, demonstrando que, por ele, ninguém sairia do time!
Pq se fosse o Luxemburgo, certamente teria afastado o Pierre, o CXavier e o Diego Souza pra negociar e permitiria o desmanche do time, e a novela do ano passado se repetiria!
E um agradecimento aos jogadores: deram um exemplo aos seus pares que se pode jogar futebol no Brasil e não ceder a pressões de empresários quando se tem personalidade e desejo de vitória, e não cifras no lugar no caráter!
Vlw Barneschi!

luciano vicentin disse...

provavelmente o wl leva alguma coisa do salario do mozart!!!!
espero sinceramente q esta decisão, de não vender, não tenha frustado os planos de algum jogador, q todos fiquem e demonstrem a garra de sempre!!!!!!
avante palestra!!!!!

luciano vicentini - botucatu - sp

Anônimo disse...

Amigo palmeirense, nos próximos posts em que citar a cidade de Presidente Prudente, deixe claro que não se trata de uma cidade do estado de Mato Grosso do Sul...Se fosse, aí sim você reclamaria, hehehehe.

Forza Palestra disse...

É...

Pachecão disse...

adiciona o meu blog aí

http://amoraoverdao.blogspot.com/


abração