27 maio 2011

Marketing às avessas

Se dependesse de mim, o futebol seria imune ao marketing. Mas não é assim, e os marqueteiros têm destruído o futebol dia após dia. De qualquer forma, se todos os grandes clubes fazem uso do marketing (alguns de maneira predatória), é de se esperar que o Palmeiras faça o mesmo, desde que sem desrespeito à sua tradição.

A questão é que o Palmeiras perdeu anos e mais anos nas mãos do inapto (e talvez desonesto) Rogério Dezembro. E agora, quando havia uma oportunidade evidente de reestruturar a área e colocar lá dentro alguém que efetivamente entende do negócio, vem o anúncio dos nomes de Bruno Frizzo e Marco Polo Del Nero Filho para a área.

Atenção para os sobrenomes.

Pode ser que eles mostrem ser muito bons para a função, mas eu não acredito nisso. E entendo que os sobrenomes já depõem contra, uma vez que explicitam relações de parentesco com um membro do alto escalão da diretoria e com o crápula presidente da FPF, aquele que desonra o nome da família Del Nero.

O marketing do Palmeiras deveria promover a imagem do clube, mas faz exatamente o contrário. Para além do evidente nepotismo, a escolha dos novos nomes para o departamento aponta para a alocação dos profissionais errados em funções a cada dia mais importantes. A decisão reforça imagens estereotipadas do Palmeiras e o que se desenha logo à frente é mais um período de atraso do clube em relação a seus inimigos.

Tenho vergonha dessa gente! Tirone vagabundo!

***

Vejo agora que pensam em ressuscitar o Avanti, o pior programa de relacionamento entre um clube e o seu torcedor, obra máxima da desastrosa gestão de Rogério Dezembro. É evidente que o Palmeiras precisa ter um programa bem formatado, e ainda mais claro é que o torcedor precisa ser consultado – algo que não aconteceu até hoje. Considerando os nomes e algumas declarações aqui e ali, dá para esperar pelo pior.

Repito o que já disse várias vezes: CARNÊ DE INGRESSOS!

É só isso o que queremos: INGRESSOS!

Os programas do SCCP, do Inter e do Grêmio são exemplos que devem ser observados. E aqui bem perto, dentro da nossa torcida mesmo, já houve a apresentação de um modelo que funciona bem para o clube e para o torcedor. Mas não quiseram nos ouvir e deu nisso...

7 comentários:

Alex disse...

Não sou contra o marketing no futebol, ão por ser minha área, mas acredito que coisas boas podem ser feitas, como o próprio programa de relacionamento. Mas concordo que o marketing no Palmeiras vai de mal a pior e pensar que poderíamos ter crescido muito nessa área aproveitando o case Palmeiras-Parmalat. Lembro que na época estava na faculdade e fui a um simpósio sobre marketing e futebol e entre os cases como Internacionale-Pirelli estava o case Palmeiras-Parmalat, mas parece que parou ali. Ainda naquela época eu e uns amigos da faculdade na nossa agência junior formatamos um projeto de sócio torcedor, com CARNÊ DE INGRESSOS. Um sonho pra quem realmente torce (vai ao estádio).

Eder disse...

Não acredito nesses nomes, mas não vou condenar ninguém antes de ver seu trabalho.

Esperança Senhores.
Eder Marcelo

André Roxa disse...

O palmeiras só vai sair dessa draga que está, quando interesses pessoais forem deixados de lado e colocarem o CLUBE em primeiro lugar!

Um clube que não apoia nem suas categorias de base e esportes amadores...

A Torcida do Palmeiras é tratada sempre e somente como consumidor... a hora que nos tratarem como algo que ee e sempre foi a ALMA do Palmeiras, poderemos quem sabe ter um plano de sócio torcedor que seja no minimo Razoavel e não tente nos fazer de bobo!

Anônimo disse...

Pode crer. Programa de sócio torcedor tem que contemplar ingresso. Foi por isso que eu fui um dos 300 primeiros que aderi ao Avanti. Eu quero ingresso com comodidade.

Casselli o Carcamano

Anônimo disse...

O Forza realmente é a voz do palmeirense conciente!
A saída para o clube é a reforma do estatuto com restruturação jurídica que desvincule o futebol dessa estrutura associativa prosaica que não atende a necessidade do negócio chamado futebol e, pior, propicia vícios odiosos como o nepotismo, uma chaga tradicional no Brasil, que corroe entidades públicas e também é tão ou mais perniciosas nas privadas.
A reforma é urgente, sob pena de naufragarmos. Os negócios acontecem de maneira muito rápida hoje e as consequencias mais ainda, quanto mais para os ineptos.
Isso, porém, depende de um movimento crucial, que depende muito do palmeirense: diretas já.
Abs
Gordon Banks

Gabriel Manetta Marquezin disse...

sugestão de vídeos

torcida do Basel comemorando o título, com total liberdade, na praça...

http://www.youtube.com/watch?v=UalYAbSMOD4&feature=player_embedded


torcida do Genoa fazendo o funeral da Sampdoria pelas ruas da capital da Liguria.

http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=PDZKjDjKeII#at=490

Forza Palestra disse...

Valeu, Gabriel! Ótimos vídeos!
Abraços