13 novembro 2011

O ano que não quer terminar



Deveríamos ter voltado de Porto Alegre hoje já com a certeza de não haver mais qualquer risco de rebaixamento. Deveríamos. O time jogou bem (foi a primeira vez em todo o segundo turno), fez por merecer uma vitória que parecia impossível, mas, perseguido por este ano que insiste em não querer terminar, levou um gol absurdo e trágico. Trágico porque mantém o risco de descenso e porque, em uma análise mais imediata, nos tira o direito de cumprir o sagrado dever de expor na próxima quarta-feira todo o caráter abjeto deste sistema de pontos corridos.

Foi um gol que doeu fundo na alma palestrina, até porque sabemos todos nós que o time que aí está tem condições bastante limitadas de obter uma vitória que seja nos últimos quatro jogos. E a vitória que esteve assegurada durante quase todo o jogo no Olímpico escapou da mesma maneira inaceitável que outras tantas neste ano: o empate cedido para o Internacional no turno, o roubo contra o Bahia (que nos tomou dois pontos em casa), o pênalti perdido pelo camisa 20 logo contra o Cruzeiro, os empates lá e aqui contra o rebaixado América/MG e lá contra a Brisa/PR etc.

2011 é um ano que não quer terminar. Se tivéssemos segurado a vitória em qualquer um dos jogos acima citados já estaríamos agora pensando em 2012 e poderíamos cumprir o nosso dever na próxima quarta. Nada disso aconteceu. E então, por uma somatória de fatores, teremos de aguentar mais um pouco de sofrimento. Malditos sejam todos os culpados!

###

AO OLÍMPICO MONUMENTAL

Um dia, imagino eu, meus filhos vão querer saber que estádio era aquele que aparece nas imagens de antigamente como palco de grandes duelos entre Palmeiras e Grêmio. Quando eles tiverem, digamos, idade futebolística, o Grêmio será associado pelos mais jovens a mais uma dessas arenas modernas. Restarão do Olímpico fotos, vídeos e os nossos relatos, com a lembrança de quem viveu este que é sem dúvida um dos grandes estádios do futebol brasileiro.

Tantos foram os jogos históricos disputados no Olímpico Monumental que fica difícil acreditar que ele deixará de existir. Sofremos agora a ausência do nosso Palestra, mas ao menos sabemos que haverá um outro campo no mesmo lugar, o que acaba por preservar a noção de que é o mesmo estádio. Ao gremista, nem isso vai restar, uma vez que a tal arena será erguida em um local bem distante.

Se fui a Porto Alegre neste domingo, não foi apenas pelo dever de estar sempre ao lado do Palmeiras; foi também porque precisava me despedir do Olímpico. Precisava prestar minha última homenagem a uma das canchas mais importantes do futebol brasileiro.

O Palmeiras fez seu último jogo oficial no eterno Palestra Itália logo contra o Grêmio, este clube contra quem tivemos uma rivalidade sem igual nos anos 90. E foi, a passagem de quase duas décadas nos permite observar agora, uma rivalidade que serviu para engrandecer os dois clubes e a relação entre eles. Uma rivalidade forjada em grandes batalhas de Libertadores, de Copas do Brasil e de Brasileirões ainda dignos, com mata-mata em vez destes abjetos pontos corridos. Uma rivalidade forjada em ódio momentâneo, em brigas homéricas, em pressão vinda da arquibancada, em artimanhas de parte a parte, em declarações polêmicas, em gols, em expulsões que valeram mais do que muitos gols, em títulos, em classificações, em eliminações. Futebol e guerra são sinônimos, e Palmeiras e Grêmio entenderam e aplicaram isso dentro e fora de campo.

E Palestra Italia e Olímpico Monumental serão sempre lembrados como palcos destas batalhas épicas - e de outras tantas.

Tivemos na tarde de hoje mais uma grande jornada no Olímpico. Os vagabundos que foram a campo ao menos representaram a camisa alviverde. Deixando de lado este ano terrível que não quer terminar, foi uma tarde digna. Uma tarde de futebol, uma tarde de Olímpico Monumental, uma tarde de Grêmio x Palmeiras. E, já que não dá para saber como serão as coisas em 2012, foi importante para mim ao menos garantir uma despedida de um estádio que, sem dúvida, vai deixar saudades...

###

_Obrigado a todos os amigos que estiveram comigo neste domingo: Johnson, Beto Boi, Teo, Aragonez, Sylvio e Fabinho. E obrigado também ao Ducker Grêmio, de um trabalho inestimável, a quem tive o prazer de conhecer antes do jogo. Valeu!

56 comentários:

Anônimo disse...

o mais bizarro é que o próximo jogo é contra o vasco. torcer por uma vitória, que daria um pouco mais de alívio ao time mas 'ajudaria' o corinthians, ou preferir mais uma derrota?

força!

gabriel uchida

Ivan disse...

Sem essa! No momento que estamos, com a água já no pescoço, não existe essa possibilidade de se pensar em derrota para o irmão carioca. É vitória ou vitória.
e Se bem que esses vagabundos entregaram o campeonato todo e esperar alguma coisa deles agora é no mínimo ficar se torturando.
Nossa situação está mais grave do que a maioria pensa.
Fim de ano tem tudo para ser trágico.

WB disse...

Cheguei a me arrepiar lendo sobre o Olimpico(sou gremista).
E me bateu uma saudades daqueles 5x0 5x1, aquilo que eram jogos de verdade

Regis Antes disse...

Parabéns, sou gremista, e achei muito bom o texto. É raro encontrar pessoas que fazem jornalismo serio no Brasil, e você é uma destas pessoas. Não conhecia seu Blog, mas de agora em diante passarei a ler seus textos.

alexandretrevisan disse...

E agora meus caros rivais?...a ideologia ridicula em naum ter a cima de tudo o próprio clube, pode levar vo6 a segundona novamente, quarta-feira vaum abrir as pernas para seu segundo time(q as vezes eh o primeiro), e isso pode custar mais um ano na segundona.

Anônimo disse...

Seu Infeliz , Brisa/PR , ta loco intao vc nao respeita mas o nosso FURACÃO ? Sem vergonha !

Anônimo disse...

fica quieto troxa , o atletico/pr vai cair comedia , nunca mereçeram respeito otario

fernet

Rodrigo disse...

Entre Grêmio e Palmeiras, o respeito sempre será mútuo.
Sejam sempre bem vindos da mesma forma que sempre nos recebem bem!

Anônimo disse...

Belíssimo post grande hermano!!

Aliás mais um.

Aos amigos Gremistas meu respeito e agradecimento pela forma como fomos recebidos. Tenham a certeza que saberemos retribuir no nosso Palestra.

Aragonez.

Anônimo disse...

Parebéns pelo post meu amigo Palmerense. Sou Gremista e me arrepiei quando li sobre o Monumental!! O Palmeiras sempre será tratado com respeito pela massa tricolor!! sejam sempre bem vindos aqui no sul !!

Anônimo disse...

Estarei de quarta a sexta em POA aproveitado o que melhor esta cidade tem a oferecer: Prostitutas. Ô cidade que tem puta... Cidade Baixa tô chegando!

C4sse11i o Carcamano

Anônimo disse...

Barneschi,

Na boa cara, vi o projeto da Arena Palestra. Não é um estádio, é um shopping. Até teatro vai ter!!! Os camarotes serão restaurantes em que os convidados poderão assistir ao jogo enquanto comem em suas mesas.

Não lembrará em nada o antigo Palestra.

O Palmeiras se vendeu ao futebol moderno e só você não vê isso.

Resta apenas a torcida resistir...Triste demais, mas é a realidade.

Rafael disse...

Alexandre Trevisan,

Não se esqueça de 2009. Vocês já fizeram o mesmo.

E dá próxima vez recomendo que leia o texto do post com mais atenção antes de escrever merda.

Forza Palestra disse...

Por partes:

Gremistas
Obrigado pelas mensagens. Todo o meu respeito pelo Grêmio e pelo estádio Olímpico. Só tomem cuidado com o vagabundo que vão receber por aí. Cuidado.

Alexandre Trevisan
Do que você tá falando, sujeito? Meu texto dá a entender isso em algum momento? Como bem disse o Rafael logo depois, procure ler o texto antes de escrever besteira.
E, na boa, torcedor de time que vendeu a alma não merece nem poder comentar aqui.

Anônimo/PR
A Brisa/PR é o segundo time do seu estado. E é um time pequeno de merda. Um time pequeno que um dia pensou que poderia ser grande. Nunca será. Bem como a sua torcida hipócrita e suja.

Anônimo que escreveu sobre o Palestra
Cara, você já leu meu blog? Porra, eu fui o primeiro cara a escrever sobre isso e você vem dizer que eu não enxergo a situação? Tá louco?

alexandretrevisan disse...

Forza Palestra,
Se em 2009 o time entregou foi algo individual,(pois existia vários mulambos naquele elenco)fomos sempre contra esse posicionamento, bem diferente de vo6 que exigiram tal absurdo do seu time ano passado. Em relação a vender a alma, olha bem para a camisa do seu time, está tão vendida como a nossa. E não se esqueça que venderam o próprio estádio,terão que "avisar" com antecedência quando irá ter jogo.
Visito seu blog pois gosto muito da sessão "O país do futebol?".
Nos vemos na última rodada!

Anônimo disse...

O Palmeiras também vendeu a alma, só que pra W Torre.

Nicola disse...

Hahahahahaha é, vendeu a alma por que? Não fomos nós que ganhamos isenção fiscal e tivemos tudo aprovado do dia pra noite... Se a WTorre quer ampliar nosso estádio, é pelo simples fato de ser o Palmeiras e gerar retorno pra ambos... CHUPA, RAÇA VAGABUNDA DE MERDA!

Ivan disse...

Vendemos a alma pra W. Torre sim, e isso é uma vergonha.

Forza Palestra disse...

Trevisan,

Não coloque na balança duas coisas que não se comparam. Nós temos um estádio construído há mais de oito décadas e um terreno valioso que vai agora dar lugar a um estádio moderno. Eu sou contra, diga-se de passagem, mas é uma negociação absolutamente legítima do ponto de vista comercial - e só lesiva ao próprio Palmeiras.

O caso do seu time vendido é bastante diferente, pois não havia nada e vai entrar agora dinheiro público para financiar um estádio sobre o qual vocês não deveriam ter nenhum direito. É o mesmo que aconteceu com o SPFW em tempos idos: apropriação de recursos públicos.

Isso é vender a alma!

alexandretrevisan disse...

Só para finalizar.
Em relação ao nosso estádio, não vamos pegar dinheiro do caixa da prefeitura, vamos deixar de pagar os impostos algo que aconteçe com bastante frequência quando grandes empresas se instalam em determinadas cidades para assim gerar riqueza no município. Não podemos negar que nosso estádio irá gerar muito dinheiro na região da Z/L

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...

espetacular seu post parabens aqueles que sabem o que é futebol, a geração dos duelos inesqueciveis que nunca mais serão os mesmo, onde a copa do brasil passava no SBT e luxemburgo e felipão erão os maiores técnicos do pais, bons tempos para ambos.

Carlos André disse...

MUITO BOM O SEU TEXTO AMIGO, E ISSO QUE PRECISAMOS NO FUTEBOL, DE PESSOAS DO BEM, PESSOAS QUE RESPEITEM UNS AOS OUTROS, COM CERTEZA FORAM GRANDES BATALHAS E MUITAS VIRAM MAS SEM O OLÍMPICO MONUMENTAL. ABRAÇOS DO TRITOCOLOR GAÚCHO.

Layne Scott disse...

Muito bom o texto,cara.
Sou gremista, e acho que tu conseguiu elucidar bem o que foi os confrontos épicos entre Grêmio x Palmeiras, e a representatividade que tem o estádio olímpico para o futebol Brasileiro.

Abraço.

Anônimo disse...

PORRAAAAA DO CARALHO, QUE TEXTO ANIMAL!.... PARABÉNS!.... GRÊMIO X PALMEIRAS, PALMEIRAS X GRÊMIO.... SUPER CLÁSSICO!

Anônimo disse...

PARABÉNS!!!Incrível texto!!

O que nos acalenta acá em Porto Alegre é o fato de que a Arena vai ser BEEEEM melhor do que o Olímpico.

...Do contrário, certamente ficaríamos acá por mais 50 anos.

Abraço!!!

Anônimo disse...

Belo texto amigo! sou Gremista e lembro com saudosismo dessa época também. Quando homens eram homens e jogavam pela camisa ainda.

Aos amigos Palmeirenses: podem ter certeza, O Palmeiras é o único time de São Paulo que conta com TOTAL respeito, simpatia, e admiração dos Gremistas.

Grande abraço aos amigos Palmeirenses e ao autor do texto. Certamente começarei a acompanhar o blog.

Alexandre Kraemer disse...

Parabéns pelo post, sou gremista e tenho que me solidarizar com a situação do Palmeiras atualmente, é triste ver como 2 gigantes coo Palmeiras e Gremio, que eram avassaladores nos anos 90 como bem disseste, fazer um jogo morno e não valendo nada (nem considero a possibilidade de o Palmeiras cair). Nós, gremistas e palmeirenses temos as mesmas alegrias e sofrimentos, temos que lutar contra esse corja que se tornou a imprensa futebolística do Brasil, uns vendidos!!! Não pensem que não sei da perseguição e má vontade contra o Palmeiras dessa "imprensa", mesmo de longe dá raiva, raiva porque nós gremistas também estamos na mira da língua afiada destes "isentos". Quero parabenizar o blog Forza Palestra e o Imortal Tricolor que reproduziu este post. Na certa, travaremos batalhas épicas tanto na Arena Palestra quanto na Arena Grêmio. Nos vemos em tempos melhores...

Abraço

Michel de Freitas disse...

Cara, é de arrepiar seu texto, me faz ver com mais respeito ainda o Palmeiras. Eu sou Gremista e realmente gostei muito do teu texto. Pode parecer estranho falar isso agora, mas meu carinho pelo Palmeiras aumentou, quem sabe fazendo deste o meu segundo time, se é que isso possa existir. Hoje em dia nossos clubes estão envolvidos na negociação de um jogador "estranho", de bom futebol porém polêmico, mas a ligação entre o meu Grêmio e o teu Palmeiras vão muito longe, histórias e características se confundem, infelizmente ambos são obrigados a aguentar os rivais na mídia o tempo todo, mas somos senhores com honra e dignidade, e entendemos esses muleques faceiros com gracinhas dos últimos tempos.

Por isso digo e repito, de hoje em diante só não torcerei por vosso time em uma ocasião, quando nos enfrentarmos, fora isso, vos ajudarei gritando: Forza Palestra!

Anônimo disse...

O anonimo C4sse11i o Carcamano
Quando vem ao sul , vem procurar a mãe, já que ele disse que tem muita puta por aqui!
Trouxa!

Forza Palestra disse...

Obrigado a todos lá do Sul pelos comentários.

Quanto ao Alexandre Trevisan, é preciso ser muito alienado para fazer esse comentário sobre a isenção de impostos. Pense melhor antes de escrever besteira, torcedor de um time sem alma.

Geraldo Baista disse...

Sensacional o reconhecimento dos amigos do SUL...
Saibam q muitos palmeirenses tem grande respeito por vc6 GREMISTAS q ai no sul são a resistencia contra essa merda de futebol moderno o dia da nosso vitoria se aprozima voltaremos e fazer pelos embates onde até quem perde sai feliz

@batista_mv

Dani de Grêmio disse...

Belas palavras, lembra uma época que não será esquecida.

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...

Cumprir missão na quarta? Vocês tem é que pensar em rebaixamento! CHUPA!

alexandretrevisan disse...

Ae Forza, estava respeitando vc ateh agora. Mas agora vc está sendo ignorante e burro, vai primeiro saber o que é isenção de impostos, e se preocupe mais com o estádio (ou shopping, teatro, salão de festa sei lá) da W. torre. Deixo claro que por mim jogaria no pacaembu eternamente.
Sobre o time sem alma: Vc só pode estar sem argumentos para falar algo tão nojento.
Passamos uma fase muitooo pior a q vo6 estão no momento, nosso título mais simbólico não é um brasileiro com 12 times, nem uma libertadores e sim um titulo "simples" título paulista, e vc vem fala q nosso time naum tem alma? Sem falar na democracia corinthiana, algo histórico no futebol que será sempre lembrado, podemos falar tb da invasão corinthiana em 76. Falamos tb de quando tiramos o dualib do poder onde torcedores se acorrentaram em frente a casa do expresidente exigindo sua saída. O Corinthians foi um dos primeiros clube a contar com pobres e negros. Apenas algumas passagens que me vem agora da memória. Tudo isso sem citar 1 jogador sequer, apenas o Corinthians e seu maior patrimônio que eh sua torcida. . Nasci em 81 onde o corinthians não tinha sequer 1 titulo nacional. Sofri pra caralho durante anos no entanto isso soh fez crescer meu amor pelo todo poderoso. Então lava sua boca para falar q o corinthians eh um time sem alma... Onde esta a alma verde na historia do futebol? Apenas nos títulos do passado?

Corinthiano, maloquero e sofredor, Graças a Deus

The Jackal disse...

Anos 90, Grêmio x Palmeiras: a última vez que vi o VERDADEIRO futebol acontecendo no Brasil. Que saudade! Quartas-de-final, Semifinais e Finais de arrepiar. Ganhando ou perdendo, tínhamos, gremistas e palmeirenses, SANGUE CORRENDO NAS VEIAS. Felipão x Luxemburgo, dois grandes estrategistas que incendiavam o espetáculo (ainda bem que o Felipão tava do lado do imortal, rsrsrs). Nada desse futebolzinho sem graça de pontos corridos, desse tal "futebol alegre" que a Globo e a Band não param de encher o saco falando. Amigos palmeirenses, ganhamos algumas batalhas, perdemos outras, mas ficou na memória dos gremistas os grandes embates dos anos 90, quando ainda se jogava futebol com sangue correndo nas veias. Um dia viveremos essa glória novamente, pra mostrar pros Bambis do SPFC e do interPIADA como se joga futebol de verdade! Belo texto do Forza Palestra. Parabéns.

Mestre disse...

Um dia voltaremos meu amigo Palmeirense, voltaremos para o lugar de onde nem Grêmio, nem Palmeiras deveriam ter saido.
Aqui digita um Gremista fanatico e saudoso, que relemrba os bons tempos com lagrimas nos olhos.

Forza Palestra disse...

Trevisan,

Na boa: o sofrimento seletivo não cola aqui. Vou sugerir alguns posts relevantes para você:

http://forzapalestra.blogspot.com/2010/11/o-monopolio-do-sofrimento.html

http://forzapalestra.blogspot.com/2010/11/sofrimento-seletivo.html

http://forzapalestra.blogspot.com/2011/07/o-clube-que-vendeu-sua-alma.html

http://forzapalestra.blogspot.com/2011/07/haja-barrica.html

Meus argumentos estão todos aí. O populismo de fachada só convence os alienados.

Rafael Gremistão disse...

Belíssimo comentário sobre o Olímpico Monumental!
Sou Gremista e é bom ver que tem pessoas que sabem tratar os adversários com respeito.
Se todas as pessoas fossem assim o futebol brasileiro seria bem melhor!
Abraço!

felipe moreira disse...

GRANDES BATALHAS TRAÇADAS...MEUS FUTUROS FILHOS (SE OS TEREI) APENAS OUVIRÃO FALAR DO VELHO CASARÃO! GREMISTAS E PALMERENSES ESTÃO PERDENDO UM GRANDE PALCO DE ESPETÁCULOS ÉPICOS, HISTÓRICOS, AGUERRIDOS...JÁ SINTO SAUDADES APENAS DE PENSAR NISSO...ABÇS DOS AMIGOS ALVIVERDES!!!

FELIPE MOREIRA
twitter: @fmgremio

www.gremiodoprata.com.br

alexandretrevisan disse...

Cara, quem esta alienado pela imprensa é você mesmo, vc está generalizando tudo. Sou totalmente contra a gestão Andrés e todo corja do "futebol é busines". Como falei sou corintiano a 30 anos, graças a meu finado pai e tio, não foi por modismo algum. O sofrimento do corintiano está cravado na história do clube, desde seu início, agora se a imprensa usa isso em favor de audiência é outra historia. Pelo fato do corinthians ser o time do povo e maioria é claro q sempre estará ao lado do populismo, porém fechar os olhos para nossa historia é covardia e hipocrisia sua. No mais fico aguardando argumentos para a "alma alvi-verde" rsrs

Roberto - Sócio Tricolor disse...

PARABÉNS PELO TEXTO! Análise Brilhante tanto do jogo quanto do velho casarão!

Sou gremista e jamais tinha lido um texto tão belo sobre o nosso estádio...viajei no tempo! Voltei para os anos gloriosos (80/90)...sem esquecer dos momentos difíceis...

Tinha até esquecido daquela rivalidade dos anos 90...bons tempos, onde sempre disputávamos algum caneco..e não, como hoje, que assistimos nossos times serem meros quadjuvantes..triste..mas real.

Saudações Tricolores e alviverdes...e que venham melhores dias!!!!

Forza Palestra disse...

Trevisan,
Você não conseguiu contestar nenhum dos argumentos que eu coloquei. Nenhum. Estão todos lá.
E os posts trazem também a alma palestrina. Em especial aquele sobre o "monopólio do sofrimento".

alexandretrevisan disse...

É facil cara, contestar seu argumento. Esse trecho diz tudo:
"E, claro, mais apaixonado, como se o sentimento deles pelo clube fosse maior que o dos rivais." É SIM, e vc acabou de demostra isso no seu último post. Se essa é a alma alvi-verde, tenho pena de você. Nosso sentimento é maior sim, pois nunca iremos torcer contra o S.C.C.P ( falo dos verdadeiros não dos simpatizantes). O Corinthians sempre estará a cima de qualquer rival. Em relação ao "sofredor", não é somente dentro de campo, vai muito além disso.

Forza Palestra disse...

Pra ver como você é lixo:

Sugeri aí quatro posts, todos eles repletos de argumentação e você não consegue fazer nada a não ser reproduzir o espírito doentio que toma conta dessa gentalha suja que julga ter o monopólio do sofrimento.

Faz o seguinte: só volte aqui quando tiver argumentos consistentes. Do contrário, vá arrumar o que fazer da vida, seu pau no cu!

alexandretrevisan disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...

Parabéns, sou gremista, e achei que nunca ia ver algo assim. É raro encontrar pessoas que fazem jornalismo serio , e você é uma destas pessoas. Não conhecia seu Blog, mas de agora em diante passarei a ler seus textos.

Anônimo disse...

Guriasvip.com.br, o quê tem de melhor em POA. Toda gaúcha faz programa!

C4sse11i

Ultras LAZIO 1900 disse...

Napolitano pezzo do merda, VAFFANCULO
ODIO NAPOLI
LAZIO PER SEMPRE

Anônimo disse...

Tchê sensacional...pode ter certeza que nós gremistas vamos lembrar desses duelos que marcaram a história destes dois grandes clubes. Quem viu viu, quem não viu dificilmente verá novamente. Saudações tricolores

Anônimo disse...

GRANDE PALMEIRENSE QUE VEIO, AO
OLIMPÍCO MONUMENTAL E QUE RELENBROU
COM PROPRIEDADE AS MEMORAVEIS PARTIDAS DO GRANDE PALMEIRAS CLUBE
DE TRADIÇÃO INFINITA, ASSIM COMO O MEU AMADO GREMIO PORTO- ALEGRENSE
QUE BOM ENCONTRAR UM TORCEDOR IDENTIFICADO, DESPORTISTA PARABÉNS
PELO COMENTÁRIO INTELIGENTE QUE OS
DOIS GRANDES CONTINUEM A NOS DAR ALEGRIAS ETERNAMENTE. ABRAÇÃO

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Rodrigo Cardia disse...

Bah, sensacional esse texto...

Sou gremista, e lamento muito não ter conhecido "ao vivo" o antigo Palestra Itália, onde tantas vezes Palmeiras e Grêmio jogaram partidas inesquecíveis nos anos 90 (ainda me pergunto como meu coração aguentou os minutos finais daqueles 5 a 1 na Libertadores de 1995). Aliás, jogos que eu esperava com a mesma ansiedade (se não maior) do que a de um Gre-Nal. Pena que hoje em dia ambos os times não lembrem em nada os timaços daquela época.

Mas ao mesmo tempo, os palmeirenses ainda podem ter a esperança de virem ao Olímpico em 2012, pois acho que a Arena só será inaugurada no início de 2013. E espero que não seja só pelo Brasileirão, mas também por, quem sabe, uma Copa do Brasil, como nos bons tempos.

Casselli o Carcamano disse...

Ah esses gaúchos travestidos de machões... Falam cantado e transam com o ânus...