29 novembro 2011

Sobre o ato de torcer

O imbecil treinador do SCCP extrapolou o direito de falar besteiras em sua última entrevista coletiva. Das duas, uma: ou o sujeito desconhece o significado da palavra "rivalidade" ou deixou transparecer todo o medo de precisar ainda disputar uma última batalha para conquistar o título. A declaração é de uma precariedade tamanha que enseja uma única pergunta: afinal, caro falastrão, você entende que o Palmeiras deveria facilitar a vida do seu rival?

De toda forma, e por falar em imbecis, sinto ser necessário um post que responda aos que se sentem incomodados com o nosso espírito de luta - em geral, são aqueles que pensam ser "torcedores" a partir do Twitter e do Facebook. Não sabem o que é frequentar uma arquibancada e aí apelam para frases supostamente de efeito nessas redes sociais que aglutinam imbecis de ocasião. Coisas como "Eu não preciso torcer para o time dos outros" ou "Eu só torço para o meu time". Não sabem o que é torcer e ousam querer falar sobre. E aí se deixam levar pelo marketing predatório, pelo populismo de fachada e por toda aquela enganação do monopólio do sofrimento.

Aos otários de sofá, cabe dizer que eles não sabem o que é ser torcedor. Porque se querem colocar as coisas nesse parâmetro, aí eu devo dizer que sim, eu não apenas torço pelo meu time, como vou atrás dele onde for para empurrá-lo à vitória. Tanto que estarei na cancha municipal no próximo domingo para encarar o inimigo de frente. Foi assim em TODOS os duelos dos últimos 14 anos e será assim por muito mais tempo.

Porque o clube que eu defendo não vendeu a sua alma. É aquele que não vive sustentado por um esquema sujo com a CBF. É aquele que não tem presidente-gângster. É aquele que não se apoia em aliados podres. É aquele que construiu o seu estádio com o suor dos seus. É aquele que não precisa esconder nenhum episódio de sua história. É aquele que nunca teve ajuda da arbitragem para vencer. É aquele que tem os juízes como inimigos e nunca como aliados. É aquele que não conta com a complacência da mídia esportiva vendida. É aquele que não precisa sugar o dinheiro do povo. É aquele que não compactua com pilantragens do poder público. É aquele que não muda o seu discurso. É aquele que fez de mim alguém disposto a tudo para defender uma causa e uma bandeira. É aquele que me fez entender que só se vive o futebol a partir da arquibancada.

É dia 4! À batalha!

30 comentários:

João disse...

Me desculpe, mas o que o Palmeiras fez para dizer que ele é contrário a CBF?

No Brasil, infelizmente, os dirigentes são todos farinha do mesmo saco e TODOS compactuam com o que há de mais podre no País.

Prova disso foi a festa de 80 anos do Maluf que estava lotado de cartolas palmeirenses.

Ulisses disse...

João, em momento algum no texto existe "ser contrário a CBF". O que eu li foi "ser sustentado pela CBF através de esquemas sujos" - coisas diferentes, no meu ponto de vista.

Anônimo disse...

Cara, sou corinthiano fanatico, vou a todos os jogos, aqui em SP e alguns fora (não poucos). Quando vc fala de "sentir a arquibancada" sei muito bem o que esta dizendo.
Mesmo nas épocas piores, serie B, enfim.

Vc esta exagerando, todos os times são submissos a CBF, até por que todos votaram na eleição do RT, todos assinam com a Globo, etc...

Assim como vc diz que "jogador é tudo vagabundo" (eu concordo) dirigente é tudo FDP, politiquero, etc..(todos).

Entendo perfeitamente seu desejo de vitória no domingo, mas que fique no campo da rivalidade local, que temos.

Parabens pelo Blog !

Mario disse...

Vocês estão loucos? Alguém lembra do fatídico episódio "clube dos 13" vs. "cbf/globo"???? Ou se estava a favor ou o posicionamento era contrário.

Forza Palestra disse...

Senhores,

Há uma diferença enorme entre ter dirigentes bananas, prejudiciais apenas ao próprio clube e, em última instância, coniventes com um sistema costurado por figuras sujas e que não pode ser desafiado sob o risco de uma marginalização, e ter um dirigente que se aliou de maneira bastante explícita a tudo o que existe de pior no futebol brasileiro (leia-se CBF e Globo). Há uma diferença enorme.

E temos hoje um clube cujo presidente foi também alçado a um cargo de direção na CBF (com salário de R$ 50 mil) que sequer deveria existir.

E temos também um clube que vendeu sua alma para mamar nas tetas do erário.

Time do povo?

Olha, o que temos é um time que suga o dinheiro do povo.

Vender a alma é a pior coisa que pode existir.

Luan disse...

Seu último parágrafo é a mais pura verdade e é o que nos da orgulho e nos faz felizes por torcemos pelo grande PALMEIRAS! E é essa diferença que numa conversa os inimigos não entendem de forma alguma. Ou apelam pro discurso vazio dos títulos ou de que são a maior torcida, mas o que vale mesmo é a alma do time, ou seja tudo que você escreveu neste grande último parágrafo de seu igualmente brilhante post, que é mais um entre tantos que você escreve aqui neste excelente blog. Obrigado por isso.

AVANTI PALESTRA!

Forza Palestra disse...

Ao rival anônimo,

Agradeço pela audiência e pelos elogios ao blog. Como expliquei acima, há uma diferença entre submissão (que serve para evitar uma exclusão) e forjar todo um sistema podre que coloca os outros clubes no meio.

De qualquer forma, se você entende e respeita a nossa motivação, significa que você entende e respeita o futebol. Logo, o texto acima não se aplica a você - como, acredito eu, não se aplica à maioria dos que estarão na cancha municipal no próximo domingo.

Abraços

Ivan disse...

Perfeito! Só se vive de futebol pela arquibancada.

Aos oportunistas de clássicos e finais de campeonato, deixem meu ingresso em paz.

Alexandre disse...

Vim ver o post sobre o "Pais do futebol" e me deparo novamente com a mesma historia sobre vender a alma.
Quem vendeu a alma para uma empresa na década de 90? Se não tivessem vendido estariam até hoje na lama que se encontra, não teria a tão comemorada libertadores q em toda discussão é jogada em nossa cara. Então, menos, muito menos quando vc voltar a citar o todo poderoso sobre o fato de vender a alma.
Sem falar nas tais alianças. Gostaria muito de saber seu posicionamento sobre vestir a camisa de outro clube, de tremular a bandeira de outro clube, de lutar por outro clube. Isso não seria vender a alma, ou empresta-la? Os textos são bonitos mas recheados de hipocrisias, como no último parágrafo.
A 16 anos não sabem o que é vitória contra nós no GRANDE Pacaembu.
E se alguém sabe muito bem sobre o ato de torcer, somos nós!!
E domingo leve a câmera porque a festa vai ser bem bacana heim, pode esperar, rs
Desta vez vão pegar na taça, mas é somente para entregar pra nós!

Anônimo disse...

Torço para o SCCP (não cito o nome do clube em respeito a vcs) mas acompanho o blog por ser um canal que trata o futebol como deve ser! Batalha! O futebol não é um esporte como os outros! Futebol é doentio! Futebol, o verdadeiro futebol, é fanatismo! Fico puto da vida quando um cara que não entende o fanatismo se julga no direito de fazer brincadeiras com meu time! Muitas vezes concordo com os posts e em algumas ocasioes discordo. Parabens pelo blog, provavelmente vc já deve ter sido criticado por muitos ao alimentar essa paixao pelo verdadeiro futebol, futebol com alma!

João disse...

Acredito que há mais do que submissão nesse caso. Quando o sistema é sujo e você tem as ferramentas para mudá-lo e não faz nada, também é culpado.

Outra coisa que é necessário deixar claro é que Andrès Sanches é uma coisa (um político) e o Corinthians é outra. Até 2005 esse ser praticamente inexistia para qualquer corintiano.

Para encerrar, antes da Gestão Sanches o Corinthians tinha um presidente tão sujo quanto ele, mas ninguém levantou para falar sobre ele como um bandido, já que ele levou o Corinthians a desgraça.

Tenho certeza que 99% dos torcedores (de qualquer time) aplaudiriam os feitos do Andrés (mesmo com todos os meios que ele usou para conquistá-los) caso ele fosse presidente dos seus clubes.

Forza Palestra disse...

3 em 1:

Alexandre
Numa boa: tem de ser muito mal intencionado para falar em “vender a alma” no caso de uma cogestão que buscou apenas profissionalizar a gestão do futebol de um clube. Isso é bem diferente de fazer um pacto com Globo e CBF e, mais ainda, de sugar o dinheiro público. DINHEIRO PÚBLICO, veja só o SCCP se equiparando de maneira irremediável ao SPFW.
Quanto à aliança com a torcida do Vasco, ela é histórica e compreende ainda outros clubes com os quais temos identificação. Isso acontece em qualquer parte do mundo e a hipocrisia consiste em criticar isso mesmo tendo a organizada principal de vocês já feito alianças com torcidas, vejam só, de Flamengo e depois de Botafogo – isso para não falar na do Fluminense, que foi prestar apoio a “grupos desalojados” de gambás depois da final do Torneio de Verão/2000.
Por fim, já escrevi alguns posts neste blog sobre “populismo de fachada” e “monopólio do sofrimento”. Por favor, se quer escrever besteira, que o faça tendo em mente os argumentos já apresentados anteriormente.
Quanto à série “O país do futebol?”, o capítulo 38 deve entrar hoje à noite.

Anônimo
Obrigado! Você entendeu o ponto de vista aqui expresso. Porque é isso: quem é torcedor de verdade e frequenta a arquibancada sabe que otário que fazem piadinha pelo Twitter e pelo Facebook não merecem ser levados a sério.

João
Aceito o seu ponto de vista. O que não aceito é um time que se diz “do povo” ser agora o time que suga dinheiro do povo. Isso é vender a alma.

Gabriel Manetta Marquezin disse...

o SPFW tenta a anos comprar uma história, enquanto o SCCP está vendendo a sua.


Alexandre, essa estatística do Pacaembu é bem relativa, nos últimos 16 anos, quantos Derbys foram jogados no Municipal? quantos no Morumbi? e no Interior??? além disso, eu tenho certeza, todos, TODOS, os corinthianos trocariam esses 16 anos de invencibilidade no estádio Municipal por um único penalti em 2000, e de que adianta isso, se no geral, vocês ainda são fregueses?

Mas isso é conversa de boteco, não de internet, é aquela típica conversa sem fim, vocês expôs as vantagens do seu clube e eu respondi. Eu gostaria mesmo é que você me respondesse algumas questões:

- você acha justa, concorda, ou está satisfeito pela maneira que seu clube conseguiu um estádio, depois de 100 anos diga-se de passagem?

- você concorda com o sistema de cotas proposta pelo seu presidente, que contribui para um afunilamento do futebol brasileiro, o transformando em um mero campeonato Espanhol/Ingles/Italiano?

- você achou digno o Andres ganhar um cargo na CBF, com salário de 50mil?

- você acha legal ver o Ronaldo ao lado de Globo e CBF, ou preferiria que ele tivesse uma postura mais parecida com a do Romário?

Gabriel Manetta Marquezin disse...

eu mesmo fui atrás do tal tabu de 16 anos...que bela palhaçada...

última vitória do Palmeiras em Derbys no Municipal:

17.09.1995, PAL 2 x 0 COR, Camp. Brasileiro

desde então foram realizados 6 jogos na cancha Municipal:

26/01/2000 PAL 1 x 2 COR Rio-São Paulo

31/01/2010 PAL 0 x 1 COR Paulistão

01/08/2010 PAL 1 x 1 COR BR

24/10/2010 PAL 0 x 1 COR BR

06/02/2011 PAL 0 x 1 COR Pta

01/05/2011 PAL 1 x 1 COR Pta


São exatos 55 Derbys desde então, dos quais 6 no Municipal, que estatística de merda.

Gabriel Manetta Marquezin disse...

a fonte disso tudo

http://www.campeoesdofutebol.com.br/confrontos_clubes17b.html

Anônimo disse...

E tem outra: que não venham os torcedores de outros times dizerem que o Palmeiras é Brasil no domingo. Não, o Palmeiras joga pelo Palmeiras e só. NÓS somos os maiores rivais do gambá e é por isso que queremos tirar o título deles. Não se trata de altruísmo e sim de rivalidade extrema.

Jean disse...

Se tal's times spfw e sccp realmente não tivessem vendidos sua alma... qual razão explicaria a audiência de tais num blog Palmeirense... Venderam sim as suas almas, alienados... e querem suprir essa carência que tem desses tais, no qual até hoje não esconde sua história. Aki é Palmeiras, Avanti Palestra!

Daniel Gabaldi Pozzetti disse...

Bom Primeiro de tudo, antes que vocês dai da "diretoria" pensa muito bem antes de escrever qualquer balela, eu sempre fui ao estadio palestra italia, assim como fui no morumbixa assitir os jogos do verdao, infelizmente não posso ir aos jogos do verdao pois me mudei pra manaus, logo aonde eu vou procurar saber sobre meu time????pouco óbvio, não precisa ser muito inteligenet nem um genio pra concluir isso, em relacao aos cartolas e bla bla bla de maluf, por favor quando se afirmar um fato que aconteceu de verdade tenha provas, quantas coisas a midia do povao, flamerda bambi fut club e gambas fut club nao inventam por ai pra poder ganhar ibope??? quem é palmeirense de verdade sabe do espirito do time, nao deixa de apoiar o time, mesmo no final do final acredita, batalha e vai em frente. agora pro favor para de ser alienado a tudo que passa na internet na televisao e no radio achando que o que se ve por ai e a absoluta verdade e aprende de futebol, eu nao vi infelizmente muitos jogarem, muitos idolos do palmeiras, como leivinha, adhemir da guia, luis pereira(sou fan dele) dudu, cesar maluco oberdan, mas eu conheço de futebol, e nada do que eu sie foi a midia populista, que puxa sardinha pros "maiores" coseguiu tirar meu dicerniment ode futebol. agradeço forza palestra ano que vem o titulo vai ser nosso.

Forza Verde disse...

Mais um texto sensacional Barneschi. Só pra variar.

Em especial o último paragráfo que eu definiria como ESPETACULAR!

Abs meu caro.

alexandretrevisan disse...

Forza:
Da década de 90, o time do palmeiras era 80% da parmalat, a camisa foi totalmente desfigurada por pedido da empresa, o time começou a se chamar palmeiras-parmalat. Sem falar do novo estadio. Se isso não é se vender, algo está errado em seu raciocínio.
Sobre nosso estadio, tudo foi feito dentro da lei decretada pela prefeita Marta. Um exemplo: Se um parente ou familiar seu é preso por dirigir bêbado e matar um pedestre. Você deixaria ele atrás das grades ou contrataria um advogado para achar uma brecha na lei e soltá-lo mesmo sabendo que o mesmo é culpado?
Sobre a aliança concordo com tudo oque vc falou, porém vestir a camisa e tremular bandeira para mim ja é demais.
Sobre o tal 'populismo": Desde a sua fundação o Corinthians sempre recebeu de braços abertos a classe pobre, e até hj é assim e espero que continue. É normal que uma imprensa que busca audiência explore o clube com maior torcida, pois por ser maioria logo o ibope será maior, isso é bem básico e claro.
Agora usar isso para diminuir de alguma maneira nós torcedores não faz sentido algum. Que tem que ser cobrado são os reporteres e diretores das tvs.
Absorva um pouco sobre oq escrevi pq "sobre o ato de torcer" conhecemos muito bem!

Entaum Gabriel:
- Sobre o estadio ja falei acima.
- Sobre o sistema de cotas concordo com o Andres, va cobrar do seu dirigente incopetente que não consegue arrancar dinheiro da milionária tv, ja tenho muita dor de cabeça com meu timão, não vou me preocupar com o resto
- Achei vergonhoso esse cargo do Andres, ainda amsi pq o memso falava que não via a hora de sair da presidencia do Corinthians para descansar e curtir a família.
- Sobre o Ronaldo, ele está usando o Corinthians até hj. Ele recebe dinheiro nosso até hj para sua imagem estar ligada a nós. Essa conversa de que virou corintiano, as lágrimas dele na despedida, isso é só para os alienados abraçarem. Hj o Ronaldo é um homem de negócios e para mim foi só mais um que passou pelo Coringão.
Ahh e se o Corinthians está vendendo a sua história,o palmeiras está procurando a dele dentro de uma gaveta mofada com cheiro de naftalina.

Forza Palestra disse...

Trevisan,

Pra ser bem sincero, eu parei de ler o que você escreveu aqui: "o time começou a se chamar palmeiras-parmalat" (!!!)

Na boa: você se perdeu. E eu sinceramente tenho mais o que fazer além de perder meu tempo com alguém que escreve uma coisa dessas.

Gabriel Manetta Marquezin disse...

eu tinha uma outra ideia de você Alexandre, mas pelas respostas, desencana...

Anônimo disse...

A verdade é que o Corinthians está vivendo agora o que o Vasco da Gama viveu com Eurico Miranda, um sujeito bastante questionável, e com métodos ainda mais questionáveis, mas que faz de tudo pelo seu clube. E isso irrita os adversários. Foi interessante a colocação de um comentário acima, o Corinthians teve um presidente extremamente corrupto, deplorável e criminoso, chamado Alberto Dualib, mas que foi esquecido pelos rivais, pois levou o próprio clube a desgraça.

Conheci o blog a pouco tempo, mas estou impressionado como o assunto "vender a alma" é fatidicamente repetido por aqui. Estamos num blog de futebol ou num blog moralista-cristão? O que é curioso, não é o fato de que o blog transforme o Corinthians numa entidade das trevas, pois rivalidade é isso, mas sim que trate os bastidores do Palmeiras como algo transparente e ético desde o início dos tempos. Por favor né, os bastidores do futebol é algo sujo na esmagadora maioria dos clubes. E nesse mercado das almas, vale lembrar que a alma do Palmeiras está arrendada para a Traffic a tempos.

Forza Verde disse...

Como gambá escreve merda. E escreve mal. Meu Deus do céu! O pior é que não bastasse escrever ainda fazem questão de esparramá-las. PQP!

alexandretrevisan disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Forza Palestra disse...

Trevisan
Só para informar que seu comentário foi excluído por causa da última frase - este não é o espaço para isso. E, numa boa, um sujeito que escreve o que você escreveu lá acima não merece mesmo continuar com os comentários aqui. Na boa.

Anônimo
Não ouse comparar Eurico Miranda a Andrés Sanchez. Não há a menor condição de estabelecer essa comparação. Sugiro que você leia isso aqui: http://forzapalestra.blogspot.com/2011/10/tributo-eurico-miranda.html Eurico era contra toda essa putaria em que se transformou o futebol. Era contra a CBF, era contra a Globo, era inimigo da imprensa esportiva. Andrés, pelo contrário, é aliado de tudo isso – e da pior maneira possível.
Não existe aqui nenhuma moral. Existe futebol com alma. E um clube que teve a história que teve e, de repente, se vende de maneira tão abjeta merece ter isso exposto publicamente – ainda que em um espaço inimigo.
Por fim, informe-se sobre a Traffic. Não fale merda, seu otário. Veja só ao lado de quem J. Hawilla apareceu em foto recente.

Anônimo disse...

Torcer mais com o Gol do Vasco que o do Palmeiras, é justo?

Jean disse...

Anônimo: Eu vibrei com o gol do vasco no fim, não pelo vasco, mas sim pela arrogância q vcs alienados se metem... Ridículos o futebol ja provou milhões de vezes que o jogo acaba só quando termina!!!

Anônimo disse...

Sim, eu ouso comparar Andres ao Eurico, mesmo que Andres não tenha a metade do "folclore" que envolva Eurico. Eu comparo pois nenhum dos dois tem um caráter exemplar, portanto podem ser comparados a qualquer momento. Eu já havia lido esse artigo sobre o Eurico, mas dependendo do ponto de vista abordado, até Ricardo Teixeira pode ser tornar uma pessoa interessante.
Sobre a alma vendida (?), um clube está sujeito as cagadas que sua diretoria pode fazer, e foi isso que aconteceu em tempos de MSI.
E quanto a Traffic, eu já me informei o bastante, e pelo visto algo tem, pois me rendeu até uma ofensinha...

João disse...

Daniel: Quando eu entro em uma discussão sobre qualquer coisa que seja, não tento enfiar meu ponto de vista goela abaixo dos outros. Deixa de se iludir e pesquise que você verá dois cartolas do Palmeiras, entre eles o presidente do clube na festa do Maluf. EU VI. Alguns blogs de torcedores do palmeiras relataram também.