21 janeiro 2013

A arquibancada está chegando!

Imprevistos e interesses escusos podem até atrapalhar os planos, mas, a julgar pelo avanço das obras, fizemos neste domingo a última abertura de temporada longe de casa. Quando 2014 chegar, já estaremos de volta à esquina da Turiassu com a Caraibas e a vida, esperamos, haverá de ser melhor.

Não que o redivivo estádio Palestra Italia seja capaz, por ele só, de reerguer o gigante destroçado por obra de alguns poucos, mas ele será icônico dos novos (ou seriam velhos?) tempos que estão por vir.

Porque o Pacaembu que tão bem nos acolheu nessas últimas temporadas (apesar da ingratidão burra e atroz dos que agora se despedem do clube) pode ser o mais agradável estádio desta metrópole, mas não é a nossa casa. E deve ser por isso que o palmeirense fica no "quase". Falta o nosso lugar do lado de fora, falta a certeza de encontrar cada amigo da arquibancada em um canto específico, falta a sensação de pertencer àquela terra.

Entrei na cancha municipal hoje com essa sensação. Confesso que nem dei tanta atenção ao que se passava dentro do campo, uma vez que não se poderia esperar nada muito diferente do que tivemos, mas sim a tentar analisar o que será de nós.

(...)

O empate sem gols na abertura do Paulista/2013, a história haverá de reconhecer, ficou pequeno, pois encravado entre dois dias históricos para o palmeirense. Um dia antes, no sábado, a Assembleia Geral ratificou o evento que representa o reencontro do Palmeiras com a grandeza esquecida. No dia seguinte, segunda, o alviverde imponente se despede do pior de todos os presidentes de sua história, o incapaz e inapto Arnaldo Tirone.

Venha quem vier, Nobre ou Perin, o Palmeiras estará em melhores mãos. Não que qualquer um dos dois seja o mais preparados para dirigir o Campeão do Século - provavelmente nenhum deles o é -, mas o vencedor terá a oportunidade de provar o seu valor e o seu desejo de reerguer o Palmeiras - isso tudo em um cenário em que a possível reeleição terá de ser submetida à votação aberta.

Sim, o futuro presidente terá o enorme desafio de tirar da frente os escombros deixados por essa figura que se despede hoje do cargo, mas a palavra "profissionalismo" está aí, a pautar as duas propostas, para isso mesmo.

A gestão Tirone não poderia terminar de outro jeito. O mandatário que envergonhou o palmeirense de todas as maneiras possíveis ao longo dos últimos dois anos foi xingado antes e depois do jogo. Ele se vai, e leva junto Frizzo e Piraci, dois outros nomes de triste lembrança. Com a saída deles, chega ao fim uma era de desrespeito ao torcedor, de atraso administrativo e de humilhações inimagináveis.

(Difícil expressar a repulsa em relação ao trio que se despede hoje do comando da Sociedade Esportiva Palmeiras. É algo diferente do ódio visceral que se tem de um Mustafá Contursi, por exemplo; é algo que mais se aproxima do desprezo mesmo.)

Que os conselheiros da Sociedade Esportiva Palmeiras tenham a sabedoria de escolher o melhor nome para o futuro do clube. E que o novo presidente saiba conduzir o processo de reerguimento do gigante Palmeiras. O trabalho vai ser árduo, mas muito em breve estaremos de volta à nossa casa, e então os novos tempos haverão de ser tão bons quanto os velhos tempos que nos trouxeram até aqui.

###

DIRETAS

1.900 x 45 é um placar dos mais expressivos. Sim, há 45 filhos da puta entre os nossos, mas o recado foi dado, e as mudanças foram quase todas aprovadas. Lamento muito pelo desacerto no que diz respeito à questão do filtro (a questão foi mal formulada de maneira proposital), e reitero que apenas e tão somente o "Não concordo" faz algum sentido. Questão de princípios.

A arquibancada está chegando!

###

COPINHA

Terça, 21h. Eis que devemos voltar a Barueri, dessa vez por um bom motivo. Em se tratando de um clássico e da rivalidade envolvida, seria mais razoável trazer o jogo para a capital. Não vai ser assim, e então é de se esperar que a PM entenda que é o caso de dedicar especial atenção à divisão dos espaços do lado de fora da Arena Barueri e ao deslocamento das torcidas no trem e também pela Castello Branco.

9 comentários:

claudio longo disse...

Hoje temos o inicio de uma nova caminhada, mesmo utilizando os velhos e conhecidos calçados, pois os obstaculos, mesmo sendo trazidos pela figura nefasta que ja sabemos, mantem com força e vigor a luta para podermos alterar o proprio destino, ja que a Historia do Palmeiras tem fatos e atitudes que sempre demonstram superações e conquistas , sem auxilio externo, ja que sempre fomos objeto de criticas e desdenho, sendo de uma midia predatoria, ou manobra politica, mas estamos vivos, fortes carregando as armaduras das atitudes e ações de muitos, que superam os poucos que a decadas procuram desprezar , ao maior legado da SOCIEDADE ESPORTIVA PALMEIRAS, sua forte e apaixonada TORCIDA!

Anônimo disse...

Barneschi: sou palmeirense como você, estive hoje no Pacaembu. Não se trata de defender, realmente Tirone e Frizzo tem muita culpa pela queda da equipe. Mas acredite: eles não são os maiores culpados. Nenhum deles chutou bola, cobrou escanteio, entrou em campo em nenhuma partida. Os dois geriram o clube de maneira equivocada. Agora, os dois pagaram todo mês esses jogadores e deixaram o departamento de futebol profissional nas mãos do senhor Luiz Felipe Scolari. Márcio Araújo, Maurício Ramos, Leandro Amaro, Luan, o chileno que vai quase todo dia no Bomboa (e vai mesmo, encontrei ele lá). Todos eles foram pagos em dia para fazerem aquela campanha vergonhosa. Portanto, quem são os maiores culpados pelo bagulho? Tirone? Frizzo? Que dinheiro eles ganharam administrando o clube esses dois anos? Que dinheiro esse chileno ganhou não fazendo nada? A imprensa é gambá por excelência e sempre procurou retratar os dirigentes do Palmeiras como parte da máfia italiana. Agora, e o clube que tem um dirigente alcoólatra? Ditador? Ninguém fala nada, um negócio estranhíssimo. O Palmeiras é gigante e merece um dirigente mais preparado e atualizado com os novos tempos. Espero que o Paulo Nobre ganhe o quanto antes. Agora, é preciso separar as coisas. Existe o dirigente e existe o homem, na vida particular. Acho que muitos palestrinos tem uma visão equivocada por não viver o dia a dia do clube e não saber de certas histórias porque a imprensa gambá (tipo Neto, Chico Lang, Flávio Prado) quer falar mal do Palmeiras sempre. Enfim, pensem nisso palestrinos. É importante refletir num momento tão significativo da história da entidade. Essa eleição é a mais importante da nossa história desde 1942, desde a Arrancada Histórica.

Eder disse...

Anônimo, veja a entrevista do Henrique depois do jogo de ontem. Será mesmo que recebiam toda essa grana em dia??? Tenho minhas dúvidas.

Barneschi, não espere uma dedicação da PM para o clássico de amanhã... ontem no Pacaembu, dentro de uma das bases comunitárias, os fdp tiveram a capacidade de estender uma sacolinha com o símbolo dos gambá, provocando e esperando alguma reação nossa. Eles querem é que tenha briga mesmo.

Éder Marcelo

Fabio Moraes disse...

Eder...e ninguém tirou uma foto ou um video desses fdp incitando a torcida??
É assim que vamos acabar com esses gambés fdp...com provas de que não contribuem com a paz!

palmeirense até disse...

quanto ao tirone,o patife:

E pensar que o pai dele, o saudoso Arnaldo Tirone, foi um dos maiores diretores de futebol, senao o maior, que o Palmeiras já teve. Década de 60, inicio de 70, Tirone e Sandoli........os mais velhos sabem do que eu estou falando

é....filho de peixe, peixinho nao é

##########

quanto aos PMS que fizeram isso que o nosso amigo éder nos relatou:

Ganhando R$2.000 por mes para levar tiro na cara depois.....só estendendo a bandeirola dos gambás mesmo

da próxima vez voce mostra o holerite pra eles

Eder disse...

Eu já tava puto com o jogo medíocre (sim, eu esperava uma reação desde o 1º jogo do ano) e nem pensei em tirar foto ou filmar...

claudio longo disse...

Bom dia a todos, Paulo de Almeida Nobre, torna-se Hoje o trigessimo oitavo presidente da Sociedade Esportiva Palmeiras, desta forma o trabalho sera arduo, mas ha necessidade de termos respostas rapidas em todos os aspectos, principalmente na retomada de uma equipe de futebol , com mais qualidade e tecnica, para que não sejamos em mais um ano , meros idiotas que ainda sejam iludidos, por politicas infames, e atitudes pobres, uma realidade sofrivel a decadas pelo simples passeio politico de um desgraçado, que ainda tem a coragem de ser manipulador de correntes politicas.
FORZA PALESTRA!

César SEP disse...

É dificil acreditar que esse tal de Paulo Nobre irá fazer alguma coisa boa para o Palmeiras...
Quando o Beluzzo foi eleito, considerado o salvador da pátria, e olha só no que deu...

Anônimo disse...

Paulo Nobre assumiu que tem apoio do Mustafa