20 março 2012

A gestão Tirone em 4 atos

Em apenas uma semana, deparamo-nos com 4 eventos simbólicos da gestão de Arnaldo Tirone à frente da SE Palmeiras:

1. Saiu a tabela do BR/2012 e o Palmeiras terá apenas um jogo transmitido pela TV aberta durante todo o primeiro turno (o SCCP vai ficar com 11). Lembro que um ano atrás os clubes brigavam entre si e com a Rede Globo para definir como seria a distribuição de valores dos direitos de transmissão. Tirone entrou na conversa de Sanchez, cúmplice da Globo e que viria a ser depois diretor de Teixeira. Ingênuo, Tirone cedeu e fez pacto com o(s) diabo(s). Perdeu dinheiro, demonstrou fraqueza e agora temos os dividendos disso.

2. Até um ano atrás, havia um acordo entre Palmeiras e SCCP: os clássicos entre os dois clubes seriam disputados no Pacaembu, com o tobogã ficando com a torcida ‘visitante’. Tirone, que não sabe distinguir a hora de brigar e a hora de contemporizar, jogou no lixo a palavra empenhada. Por nada em troca, quebrou o acordo, deu ao SCCP apenas o setor lilás e matou o último clássico que existia em SP. Resultado: tivemos de ficar confinados no último jogo do BR/2012 e começamos agora mais uma batalha atrás de ingressos para o clássico do próximo domingo, novamente nesta situação. Tudo porque, repito, Tirone quebrou o acordo vigente entre os dois inimigos.

3. O palmeirense que quiser ver o seu time amanhã ‘em casa’ terá de encarar a estrada até Jundiaí. Às 19h30! Não me venham falar que a culpa não é dele etc. e tal. É culpa dele e dos seus. Porque o Palmeiras jamais poderia ser preterido em uma disputa com o Santos FC e porque, convenhamos, se não pudermos jogar no Pacaembu, há, em SP ou na região metropolitana, opções bem mais razoáveis para mandar o jogo. Por fim, ressalto que este episódio específico é sintomático do constante desrespeito dos senhores Arnaldo Tirone e Roberto Frizzo em relação ao torcedor do Palmeiras.

4. O filho de Tirone foi visto no Jd. Leonor em jogo do SPFW, o nosso inimigo eterno (remember 1942, seu puto!). Não contente em ir ao jogo, o moleque resolveu que era o caso de ir até o vestiário dos bichas para tirar foto com um jogador inimigo. É o filho do presidente do Palmeiras, porra! A situação toda, um vexame imensurável, demonstra que Tirone não manda em casa e que não tem o menor bom senso, pois deveria no mínimo coibir tal conduta.

Eu já disse antes: Tirone pode até não ser o pior presidente que já tivemos (porque houve certa feita um sujeito chamado Mustafá Contursi), mas ele é certamente o mais despreparado e inapto de todos os homens que já ficaram à frente do nosso clube.

17 comentários:

Morbera Flavio disse...

Arnaldo Tirone, torço pela DIRETAS JÁ e que seu nome seja cada vez mais parte do passado na Sociedade Esportiva Palmeiras.

Anônimo disse...

1- Tirone não fez acordo com Andrez, que não era responsável pela negociação, todos outros 19 também fizeram o acordo, portanto, rotular POTÁSSIO Tirone de Banana é covardia, e faltar com a verdade, não sabemos oficialmente os valores desta divisão, que poderão ser conhecidas através de lançamento nos respectivos balanços, porém, maiores do que anterior, é verdade também potencializado pelo contexto, e afirmar que perdemos dinheiro outra falácia, comparado com os contratos anteriores e sejamos justo Frizzo, não participou da negociação.


2- Você neste quesito também está sendo incoerente, no caso do filho de Tirone, defende o impeachment do presidente e morte do menino, e agora trata os Gambás como Rivais, porém, com acordo, A QUAL DEUS VC SEGUE ?, qual cartilha ?, caso, como vc citou, se quebrou o acordo, deveria ser quebrado, na semifinal do Paulistão do ano passado, com a sábia decisão de ser jogado no Pacaembu, já que Felipão queria o Panettone, lembra-se, a única vantagem que teríamos seria dar o que a Lei exige pelo menos 5%, ou seja, 2.000 ingressos, se POTÁSSIO Tirone faz acordo Andres e Globo está errado, e neste caso se como defende quebra o acordo, é Banana, está faltando coerência da sua parte, e se prepare que caso nos depararmos com os Gambás, será da mesma forma, com 2.000, 38.000, ou de 12.000 a 15.000 caso o Tobogã seja liberado, Vc conseguirá seu ingresso, pelos contatos que tem dentro do clube, porém, muitos ficarão sem.

3- Se vai para Jundiaí, prepare-se ja se esgotaram os ingressos de arquibancada e só restam cadeiras, porém, sei que tem contatos no clube, e já deve estar com o ingresso, o jogo do Santos já estava marcado a álgum tempo, através da Conmebol, que tem preferencia, o horário de 19:30 é responsabilidade da TV, que passa em TV fechada, não existe desrespeito nenhum, o Palmeiras não tem só torcedores na Capital, é do Brasil, do mundo e Universo, tem que ser levado para os mais longinquos rincões, belo exemplo em Maceió, e agora o grande público em Jundiaí...






4- Precisa se avaliar as circunstâncias, pergunto a você Barneschi, não é pelo fato, de vc ter sido ou é Assessor de Imprensa da AMBEV, que tem acordos com o São Paulo, ter pedido demissão dos serviços prestados, fruto da sua Palestrinidade que acha que é maior do que os outros, não vejo nada de errado um adoloescente ir a um clássico entre Santos e São Paulo no Morumbi, fosse desta forma grande contingente de torcedores Palmeirenses, que iam nas décadas de 60 e 70, ver Pelé e Cia, não seriam dignos e merecedores, você nunca foi a um jogo sem ser do Palmeiras, eu já fui, e por este fato, você não é mais Palmeirense que eu, ouça as partes e circunstâncias, seu discurso, é exagerado e preconceituoso ao extremo, sei que se casará em Dezembro, te pergunto, caso se separe, lá na frente, como eu mesmo já me separei 3 vezes, e seus eventuais filhos, não sejam Palmeirenses, qual seria sua pena e de de seus filhos, pelo teor de discurso e a bandeira que vc levanta, seria, Sua castração em praça pública e assassinato do herdeiro, muita calma e equilíbrio nesta hora.

Como citei lá no twitter, virei aqui e lá debater com você, me conhece e sabe que não sou cabeça de bacalhau, e você não é mais Palmeirense que eu ...

E falando em política já que faz parte do Acorda Palmeiras, está apoiando Wlademir Pescarmona e Salvador Hugo Palaia ...

Estaremos juntos lado a lado ..


Abraço ao amigo e Parceiro ...


Vamu que vamu eleições diretas e alterações estatutárias já !!!

João Carlos Mani - Joca Mani

Anônimo disse...

A única coisa que não concordo e em relação ao filho do Tirone,o filho dele torce pra quem quiser,minha família inteira torce pro cúrintia e sou palmeirense

Pedrinho/MV

João Carlos Mani - Joca Mani disse...

E o moleque é Palmeirense, se o Barneschi, perguntar para o Assessor de Imprensa do Palmeiras Fernando Galuppo, que também é amigo do Barneschi, vai confirmar, questão de justiça e lealdade


João Carlos Mani - Joca Mani

Vamu que vamu eleições diretas e alterações estatutárias já !!!

Anônimo disse...

Dale, Barneschi!
Queria saber se tu sabe/lembra de uma foto de um torcida com uma faixa que dizia "IT'S NOT ABOUT MONEY!". Tenho quase certeza de que a vi no seu blog. Talvez em algum vídeo da série "OPdF?". Claro que não quero que perca seu tempo procurando, mas se souber onde posso encontrá-la, por favor passe o link ou poste no teu Twitter.

Peço desculpas por meu pedido não ter relação com mais um ótimo post.
Obrigado.
Grande blog. Abraço.

Pedro Henrique

CASSELLl disse...

Caso o muleke seja palmeirense mesmo, ele não passa de um BASTARDO! Como seu pai também, um bastardo.

Prefiro ter um filho homossexual ou drogado a um filho não Palmeirense!

AVANTI PALESTRA, fino alla morte!

CIOL, Felipe disse...

Se o moleque é Palmeirense, não iria la pra tirar foto com aquela merda ... tem que honrar! Tem que honrar!!!

Marcelo Juchen disse...

Barneschi ou outros. Torcedor e isso aqui: estava pensando pegar num aviao aqui da europa e ir ver o jogo de domingo. Chego em sampa no sabado. Mas como o mando e dos gambas, meus familares nao querem ir e nao tenho quem me compre o ingresso. Alguem pode arrumar um ingresso e indicar uma estaçao do metro para nos encontrarmos no domingo. Preciso de resposta ate amanha.

Claudio RK disse...

Sobre o filho do Tirone, vale lembrar que não é um caso exatamente inédito. Afinal, já tivemos até um presidente Pompeu de Toledo...

Anônimo disse...

Meu caro Barneschi, Você tem absoluta razão em tudo, inclusive no episódio envolvendo o filho que vai ao Morumbi tietar, pra usar a palavra da moda, um aprendiz de feiticeiro do Fashion Club. Isso demonstra o quanto o Tirone é nulo também como pai! Episódio ridículo! Homens medíocres e incapazes como o Tirone jamais deviam emergir da sua insignifância moral e intelectual. Tirone dando entrevistas é constragedor, mal sabe falar, mal sabe se expressar e vê-se de imediato que é um ser oco de idéias e ideais! É lamentável que um gigante como o Palmeiras seja apequenado por homunculos ridículos e despreparados. O pior é: o que fazer? Como nos livrarmos dessa corja inútil que corroe o nosso alviverde imponente? Lutando, usando a palavra implacável, cortante e precisa como você faz todos os dias. Você dá voz a milhares de apaixonados torcedores palmeirenses. Estamos com você, Barneschi, na luta e na defesa da grandeza do nosso eterno Palestra Itália! Forte abraço,

Vitor dos Reis disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Vitor dos Reis disse...

E o banana resolveu abrir a boca sobre esta palhaçada da maldita emissora, ainda falta muito, mas já é alguma coisa.

http://www.lancenet.com.br/palmeiras/Tirone-tabela-Brasileirao-indignado_0_667133546.html

E domingos estaremos lá novamente,1.800 guerreiros representando milhões de palmeirenses!

Abraços

Anônimo disse...

Caro Barneschi!!
Com estes imbecis no comando do clube, jamais voltaremos a comemorar títulos! É humilhação em cima de humilahção. A globo nos trata como lixo, a imprensa aproveita o epísodio( quer nos destruir) e declara que o PALMEIRAS, realmente virou time pequeno e que não temos mais torcida, e sabe qual a reação dos malditos dirigentes? Ficaram felizes porque agora vão faturar mais na tv paga!
ONDE ESTÃO ESTES VAGABUNDOS PARA DEFENDER O PALMEIRAS NA PRÓPRIA GLOBO? ESCLARECER OS FATOS E MINIMIZAR O ZUM ZUM ZUM DA IMPRESINHA QUE ESTA´LITERALMENTE NOS DETONANDO?
Bem depois dessa do filho do Tirone, realmente não dá para esperar mais nada!!
Enquanto estas mulas comandarem o pameiras, estamos ferrados! Lembro que em 2006, após mais uma vexatória derrota do palmeiras no panettone para os bambis, um pequeno torcedor do verdão estava chorando copiosamente porque não conseguia pegar um autografo do MARCOS, e mesmo depois de ter sido filmado e implorado aos energumenos que queria ver Marcão, sabe por quem ele foi consolado? Pelos caras da diretoria bambi, que chegaram a dar até uma camisa do spfw para o moleque,aproveitando-se da situação( tudo isto mostrado em rede nacional). É MUITA VERGONHA!!
Só espero que possamos nos manter na 1º divisão até a inauguração do novo estádio. Ai tenho certeza que alguma empresa vai querer gerir nosso futebol nos moldes da parmalat, e finalmente vamos poder sorrir novamente. Com uma empresa comanadando, os malditos não poderão interferir e terão que cuidar das piscinas, da bocha, das lanchonetes, etc. NÃO ADIANTA ELEIÇÕES DIRETAS. NÃO HÁ EM QUEM VOTAR. NÃO VAI MUDAR NADA!É SEMPRE OS MESMOS! SOMENTE COM A SEPARAÇÃO DO FUTEBOL DO CLUBE SOCIAL, OU A GESTÃO DE UMA EMPRESA NO FUTEBOL, PODEM SALVAR O PALMEIRAS

Anônimo disse...

Barneschi, um off-topic...

Que bom seria se o futebol tivesse a cultura dos hockeys.. olha essa notícia:

http://sportv.globo.com/platb/semnocaoesporteclube/2012/03/20/1-2-3-e-ja/

Imagina no futebol, promotor ia ficar louco!

Abraços,
Rafael B.

Anônimo disse...

Barneschi, quanto ao jogo em Jundiaí, concordo que deveria ser no Pacaembu. Entretanto, já que a competência da diretoria não prevalesce, acredito que o jogo em Jundiaí traga mais lucros do que se fosse, por exemplo, em Barueri.

Teremos Jayme Cintra lotado, e apesar de Barueri suportar mais torcedores, não teria o mesmo número de pessoas no estádio.

A colonia italiana em Jundiaí é grande e o pessoal de lá - em sua gigante maioria - não vem pra SP ver jogo do Palmeiras, pensamento de caipira. Digo isso porque sou de lá... venho e volto todo dia de SP, mas o pessoal de lá ainda acha os 30 minutos de Bandeirantes uma VIAGEM.

Abraços!

Barneschi disse...

Consideração de ordem geral:

Ao que parece, o filho do presidente do Palmeiras é palmeirense. Vai aos jogos, usa as camisas, torce e tudo mais. Foi dormir na casa de um amigo e, na sequência, foi junto com ele ao clássico no Jd. Leonor. Não veria tantos problemas nisso. Problema existe quando o moleque se faz notar e se apresenta como filho do presidente do Palmeiras e, pior, quando resolve ir ao vestiário dos bichas para tirar fotos com um jogador inimigo. Cabe ao presidente do clube ter a decência de evitar que tal situação leve a uma humilhação como essa. Deixo-os com a frase de Júlio César, o imperador: “Não basta que a mulher de César seja honrada, é preciso que sequer seja suspeita”

Às respostas individuais:

Pedro Henrique
Cara, eu me lembro de ter visto isso, mas acho que não entrou no blog. Não. Recomendo que você entre no capítulo 40 da série e procure ali o índice. Vá até o capítulo que tem dezenas de fotos de torcidas da Italia, porque isso pode estar lá.
Valeu a audiência e fique à vontade para comentar sempre aqui.
Abraços

Marcelo Junchen
Mano, tá bem difícil arrumar ingresso pra esse jogo. Tem muita gente sem e é provável que você só consiga com as organizadas. Uma opção também é tentar no própria dia com os cambistas que provavelmente estarão no Palestra. Por fim, vamos sair todos da Turiassu logo no começo da tarde.

Rafael B.
Valeu pelo link!

Jundiaiense (é assim que escreve?)
Valeu, cara. Até logo mais no Jayme Cintra.

Anônimo disse...

Eu acho incrível isso: os jogos do Palmeiras parecem sempre lotados e nunca anunciam público maior do que 12 ou 13 mil pessoas.

Mas em qualquer jogo vagabundo dos gambás anunciam pelo menos 25 mil.

Visualmente, parece o mesmo público.

Bruno Duarte