28 março 2012

O despreparo das autoridades

Prezada delegada e prezado diretor do DHPP,

Eu pago o salário de vocês e, em sendo assim, sinto-me no direito de avaliar a qualidade do trabalho que vocês entregam para a sociedade. Nada pessoal, ok? É que vocês são funcionários públicos e devem satisfação à população. Em sendo assim, deixo para um amigo advogado, o Luiz Romani, a tarefa de comentar cada uma das respostas concedidas na entrevista de hoje:

##

Íntegra da entrevista coletiva com Dra. Margareth Barreto, delegada, e Jorge Carlos Carrasco, diretor do DHPP:

-Quem são os cinco detidos?
Jorge: Torcedores, todos da Mancha Alviverde que estão envolvidos no confronto. Outras prisões ainda estão se encaminhando.

Ok, todo aquele que, comprovadamente, praticou um crime, deve ser punido. A Lei vale para todos. Não sabemos quais as acusações, mas, considerando a gravidade dos delitos – dois homicídios -, é de se estranhar que a polícia tenha dado prioridade em prender aqueles que tiveram um ente querido baleado ao invés do atirador.

-Algum deles é suspeito de ter efetuado o disparo?
Jorge:
Tem um deles que estava portando arma de fogo. Há testemunhas. Também foi preso. As investigações prosseguem. São vários crimes.
Margareth:
A informação é de que tem alguém armado, não sabemos quem desferiu o tiro. Na hora do confronto pode ser. A gente prossegue. Arma de fogo, não tinha o calibre pois não foram apreendias armas.

Eis aqui uma demonstração de como a polícia está completamente perdida. Abro aspas para o delegado: “um deles estava portando arma de fogo”. No entanto, a delegada diz que: “Arma de fogo, não tinha o calibre pois não foram apreendidas”. Ora, estava ou não estava portando arma de fogo? Como se afirma algo dessa proporção sem que uma única arma tenha sido apreendida? Não vou entrar no mérito se o cara estava ou não armado, mas o delegado em hipótese alguma poderia afirmar que um deles estava portando arma sendo que nada foi apreendido! Também não vou entrar no mérito da qualidade das testemunhas que, ao invés de se esconderem de uma confusão generalizada, ficaram marcando o rosto de quem estava ou não armado.

Ora, eles não sabem quem desferiu o tiro? Vamos às contas: quantos corintianos foram baleados? 0. E quantos palmeirenses? 3 ou 4. Ah... essa é fácil, palmeirenses estavam atirando em palmeirenses. Bom, para cair no papo da delegada vamos acreditar que um palmeirense armado, tentando acertar corintianos, se confundiu com as cores da camisa e errou os 4 tiros.

-Como punir? Adianta tirar a camisa das torcidas no estádio?
Jorge:
Estamos preparando um trabalho nesse sentido para identificação de todas as torcidas. Temos que catalogar esse pessoal que frequenta estádios. Vamos coibir. Estamos conversando junto à Federação Paulista de Futebol, Polícia Militar e o Ministério Público. Com certeza traremos algo novo que mantenha o controle. Algumas investigações estão em curso.

Essa resposta é de um preconceito escancarado, além disso, trata-se de mais uma ladainha, a famosa história da carochinha, cujo o resultado vai ser nulo. “Estamos preparando um trabalho nesse sentido para identificação de todas as torcidas. Temos que catalogar esse pessoal que frequenta estádios. Vamos coibir”.
1- as torcidas já estão identificadas; 2- não somos gado para ser catalogados; 3- coibir o quê? Vocês têm é que trabalhar e começar a entender o que significa ser torcedor. Como se sabe: violência gera violência.
Agora, se eu, que sou uma pessoa de bem, idônea e sem qualquer problema com a polícia, me recusarei a ser catalogado, imaginem se alguém com problemas vai se sujeitar ao cadastro... Felizmente, a Constituição Federal nos protege de ideias como essa do delegado.


-Há um corintiano também?
Jorge:
Foi preso, mas não é de mandado. Ele estava lá na Gaviões. São cinco presos com mandado e mais esse portando maconha.
Margareth:
Alguns indivíduos fugiram do estado de SP, mas já sabemos quem são. O pessoal da Mancha também assumiu o risco da emboscada acontecer. Mesmo assim, com a indicação de saírem a pé, não pediram escolta. Se arriscaram. Por isso ressalto que não há mocinhos. Geralmente tem gente que faz escolta da torcida. Temos a informação de que não havia uma arma só. Não era só um integrante da torcida armado da Mancha.

Ok, cinco mandados de prisão para aqueles que foram baleados, já falei sobre isso.
Vamos à resposta da Dra. Margareth: “O pessoal da Mancha também assumiu o risco da emboscada acontecer. Mesmo assim, com a indicação de saírem a pé, não pediram escolta. Se arriscaram.”
1- Gostaria de entender como se assume o risco de ser vítima de uma emboscada, juro que isso não entra na minha cabeça; 2- O PM alegou que estava acompanhando o pessoal da Mancha. Estava escoltando um pessoal cheio de armas e barras de ferro? Difícil crer... 3- Se o pessoal da Mancha estava armado, por que nenhum corintiano foi baleado?


-O que será feito com os computadores?
Jorge:
Os computadores estão sendo analisados agora na delegacia.

(...)

-E as armas?
Margareth:
As investigações prosseguem. Vamos tentar apreender.

Temos palmeirenses presos por porte de arma, mas nenhuma arma foi apreendida. Estranho demais... não é minha área, mas acho que um Habeas Corpus cairia bem.

-Qual a maior dificuldade na operação?
Margareth:
Existe um pacto de silêncio entre as torcidas. Não falam com a Polícia. Por isso precisamos trabalhar imagens. Eles geralmente cobram as broncas na rua. Não tem nenhum compromisso com o poder estabelecido. Eles sabem quem matou, mas muita gente não quer colaborar. Não digo que todos os organizados são pessoas que cometem crimes. Existe uma cúpula que se reúne para brigar e cometer crimes.

(...)

-São sempre os mesmos envolvidos?
Jorge:
Quem dirige uma torcida sabe o que ocorre dentro do seu âmbito. Nem o confronto eles desconheciam. Eles sabem sim, serão responsabilizados. Ainda não foram ouvidos.

Nem a polícia desconhecia, eu não desconhecia, todo mundo com o mínimo de vivência não desconhecia. Aliás, até o padeiro da padaria da esquina aqui de casa sabia que na Inajar de Souza poderia ter encrenca. A questão é: a polícia será responsabilizada?

-Alguma resolução do crime de 2011, quando um corintiano foi achado no Rio Tietê?
Jorge:
Pelo pacto do silêncio, estabelecemos a autoria. A motivação do confronto foi uma retaliação por aquela morte. A morte de 2011 ainda não tem autoria.

(...)

-Por onde investigam? Tem testemunhas?
Jorge:
Uma análise de algumas imagens.

Mas não havia testemunhas que viram os torcedores do Palmeiras com armas de fogo?

-Utilizaram rojões, ferros e paus. Dá para controlar isso?
Jorge:
Na sexta-feira foram comprados uma quantidade excessiva de rojões. Me permito não dizer quem foram, mas já identificamos.

Mais uma ideia para coibir a violência: vamos proibir a comercialização de rojões.

-Outras torcidas serão envolvidas na investigação?
Jorge:
Todas serão investigadas. Não é só Corinthians e Palmeiras, tem outras torcidas e já tivemos outros confrontos.

Nem a torcida do SCCP está sendo devidamente investigada... as outras podem ficar tranquilas.

-Existe algum galpão da Gaviões na avenida Inajar de Souza?
Jorge:
Estamos investigando.

(...)

-Estes foragidos estavam na briga?
Jorge:
Não digo foragidos, alguns que participaram do confronto que nós já temos a identificação já saíram de SP. Não estavam entre os proibidos de entrar nos estádios.

(...)

-Ficarão presos até quando?
Jorge:
Eles estão em prisão temporária. Ainda estão aqui no DHPP. Vão aonde o Distrito de prisão temporal nos permite mandar.

(...)

-Gaviões é vítima, já que só foram presos torcedores da Mancha?
Margareth:
Foi a Gaviões quem fez emboscada na Mancha, não há vítima nessa história.

Vamos lá: Quem fez a emboscada? A Gaviões. Logo, quem é a vítima? Não tem. (?) Algo está errado, alguém precisa ser vítima da emboscada!
Bom, conforme disse o PM de uma das viaturas que acompanhavam o pessoal da torcida do Palmeiras, o pessoal da Mancha caminhava – imagino que sem armas e barras de ferro, já que demonstraria negligência da PM –, quando dois ônibus da Gaviões cruzaram pelo outro sentido da avenida - portanto, no caminho contrário do estádio - e fecharam a rua, mas, segundo a delegada, não há vítima na história.

-E porque prenderam só da Mancha?
Margareth:
Já sabiam que deveriam sair sem escolta, não pediram escolta. Havia a própria escolta da torcida. Eles também são vingadores. Não estamos falando de vítimas, de nenhum Chapeuzinho Vermelho. Se precisar dão tiro, batem na Polícia. Houve um acompanhamento da Polícia Militar devido à multidão na Inajar. Eles mesmos fazem a escolta deles.

Ela falou, falou e não disse um crime que o pessoal tenha cometido. Não pedir escolta não é crime. O direito de ir e vir vale para todos, inclusive para o pessoal da Mancha.
“Se precisar dão tiro, batem na polícia”... ora bolas, eles deram tiro? Bateram na polícia? O “SE” não vale nada, para prender alguém é preciso um fato e, enquanto não mostrarem nada, vou continuar achando que as prisões foram injustas.
Mais uma vez: “Houve acompanhamento da Polícia Militar devido à multidão na Inajar”, a polícia acompanhou um monte de gente armada? Se eram muitos e armados, eram perigosos e colocavam a sociedade em risco, por que não foi pedido reforço? Negligência da PM? Como acredito na competência do PM que deu a entrevista e acho que ele não seria negligente, me parece que os palmeirenses não estavam armados...

-Como explicar lugares isolados e horários longe da hora do jogo?
Margareth:
Estas brigas tem acontecido. Os crimes tem acontecido em outros lugares da cidade. Eles marcam brigas longe. Vão a um churrasco, bebem, ingerem drogas e depois vão para o jogo. Vão para brigar pouco antes do jogo.

Foram duas brigas seguidas na Inajar, depois que todas as torcidas apontaram o local como perigoso. Fala-se muito para encobrir a incompetência. Quanto ao papo do churrasco, vou fingir que não li.

-A Mancha é da Barra Funda, o que eles faziam na Inajar?
Margareth:
Tem gente que é da Mancha e que mora na Zona Norte.

A polícia deixa a desejar, mas a imprensa... que perguntinha. A pergunta que faltou: DE ONDE SAÍRAM OS ÔNIBUS DA GAVIÕES??? TODO MUNDO SABE QUE NÃO VIERAM DA ZONA NORTE.

-Clubes tem algum papel na investigação?
Jorge:
Se necessitarmos depoimentos de dirigentes, com certeza serão chamados. Nós, junto com o departamento de Inteligência estamos criando mecanismos para mapear de perto essas torcidas. Poderemos monitorar em tempo real as torcidas.

(...)

-Sabe quem foi o autor dos disparos?
Jorge:
A Polícia não caminha com esse objetivo. Isso é uma questão de opinião pública. Toda a população de São Paulo está preocupada. Isso acontece nas portas de residências, comércios. Acredito que a população vai nos ajudar para solucionar esse horrendo crime. Se reúnem não para diversão, mas para se matar.

EU ENTENDI BEM?!?! COMO ASSIM A POLÍCIA NÃO CAMINHA COM ESSE OBJETIVO?! QUESTÃO DE OPINIÃO PÚBLICA?! A POPULAÇÃO VAI AJUDAR?!
Houve dois homicídios e a polícia não caminha atrás do(s) autor(es) dos disparos? Questão de opinião pública? Calar a opinião pública é o que fizeram ao prender o pessoal da torcida do Palmeiras, sem respeitar, inclusive, a dor de uma mãe que teve um filho assassinado.

-Isso faz com que o cidadão comum não vá nestes jogos?
Jorge:
Não posso conclamar torcedores a não torcer para o seu time de coração. Têm bandidos infiltrados nessas torcidas, posso afirmar isso. São bandidos que se infiltram em organizadas.

Quem não vai aos estádios, não vai porque não gosta e tem preguiça. A violência é só uma das inúmeras desculpas. Mais uma pergunta idiota e clichê.

-Quais medidas serão tomadas?
Jorge:
Chegou num ponto de intolerância de nós aceitarmos essa conduta. Estamos conversando com a polícia militar, ministério público. Vamos alicerçar o caminho para que isso não aconteça mais.

Nenhuma.

-Afeta na preparação para a Copa do Mundo?
Jorge:
Mais uma razão. Se seremos palco de uma Copa do Mundo, nada mais juto que, agora, com esse episódio nós possamos somar esforços para que isso não ocorra mais.

Vai aparecer alguém para vender produtos de segurança... Caros jornalistas, quem frequenta estádio, organizado ou não, caga e anda para a Copa e a seleção.

###

_Jornalista que sou, preciso dizer ainda que o sujeito que redigiu essa entrevista aí é tão despreparado quanto as autoridades em questão. Porque o sujeito, além de cometer erros grotescos de concordância, tem um problema sério também com a distinção entre iniciais em caixa alta ou baixa. Bizarro, e eu não vou perder meu tempo para corrigir isso.

_Notem ainda, por favor, que o uso do termo "despreparo" foi uma opção consciente (mas não muito satisfatória).

18 comentários:

Forza Verde disse...

PERFEITO Barneschi. Este texto precisa e deve ser amplamente divulgado de norte a sul de leste a oeste.

Abs meu caro.

@ThiDurante disse...

Ridículo!

É um absurdo, não estão levando em consideração a recorrência dos atos de violência da outra torcida.

E pior, mostrou que estão cagando e andando para o homicídio.

Infelizmente a Mancha vai carregar essa bucha sozinha.... Infelizmente.
O circo já está armado, agora é só esperar a poeira abaixar, como foi no caso dos tiros disparados pela PM, no interior.

O protecionismo está escancarado e em diversas esferas do poder público e da imprensa em geral.

André / Americana disse...

Viram a nota que os gambás soltaram agora? Provavelmente redigida com ajuda de um advogado, praticamente sem erros de português. Ficam com uma imagem melhor, com ajuda da imprensa inclusive.

Nesse quesito, a mancha mandou muito mal com aquela nota absolutamente grotesca.

Eles foram espertos, no mínimo!

Luiz Fernando disse...

Barneschi,sabe o que é pior já estão começando a achar que todo mundo que vai a estádio é bandido,vc vai ver o q vai acontecer até o lixo da copa do mundo começar,os torcedores de arquibancada vão ser catalogados como vaca em pasto e cada vez mais serão tratados como marginais,estes homicídios de membros da Mancha esse ano e da gaviões ano passado,está sendo o impulso para que dirigentes crápulas e mafiosos se aproveitem disso para levar o torcedor de "poder aquisitivo" ao estádio e jogar os torcedores que tentam empurrar seus time ás vitórias pra fora do estádio,com certeza o cenário vai ser assim,o torcedor assassino vai ficar solto,o "Mauricinho" vai ser o principal público do estádio,é o torcedor assíduo e que só tenta apoiar seu time vai sumir.É triste,espero q não aconteça,mas se não for tomada nenhuma atitude enérgica e inteligente vai ser assim.

Nicola disse...

"Vão a um churrasco, bebem, ingerem drogas e depois vão para o jogo."

Isso é mesmo terrível!

Rafael-DF disse...

Resumo da entrevista: a investigação não vai dar em nada pros gambás e a Mancha vai se fuder.

CASSELLl disse...

"Vão a um churrasco, bebem, ingerem drogas e depois vão para o jogo.".....Estas ações acima, acrescida de sexo são as coisa que mais me dão prazer na vida!!!

Alex disse...

No meu ponto de vista, acho que isso poderia ter sido evitado quando da chegada da primeira equipe de policias. O cabo em sua ingenuidade disse que não poderia fazer nada além de esperar alguma outras viaturas chegarem, para assim fazer uma ação devidamente correta. Discordo dessa fala do Cabo PM em questão pois se ele usasse a viatura em um posicionamento correto eles teria evitado a morte desses dois jovens. A policia civil e a corregedoria da PM deveriam investigar e punir tal ação desse cabo PM, ou então que ele não desse nenhuma entrevista para não denegrir a imagem do sistema de segurança que é uma porcaria nesse pais

Raoni disse...

Grande post, Barneschi!

Por favor, não deixa esse caso cair em esquecimento, pois se depender da imprensa, "é só taxar todos como bandidos e ta tudo certo, justiça pra que?"

é foda, conto contigo, parceiro!
Belo post, boas "respostas"...do Advogado, claro, por as desses tal de Margareth e Jorge aí... ce loco, é revoltante uma pessoa com esse grau de conhecimento estar num cargo elevado.

Muito triste com a morte dos meu parceiros Lezo e Zulu, esses ultimos dias estão muito difícies. É foda uma porra dessa acabar em nada ainda por cima.

gregory disse...

Se eu sou um superior de algum dos dois já tinha expulsado da corporação, que vergonha da incapacidade deles de responder sobre o trabalho deles.

Eles deviam saber sobre o que estão falando, já que a função deles é essa.

Enquanto isso, os assassinos estão soltos, e ficarão soltos, já que não é nada demais matar 2 torcedores, até porque torcedor não paga imposto, não paga o salário de dois incompetentes iguais a esses.

Eu cada vez que vejo uma declaração nova sobre esse assunto me revolto mais, é muita merda.

O mais foda é saber que será igual o caso de Prudente, que EU vi o que aconteceu e ainda vi a imprensa vomitando merda pra todo lado, e como acabou? A "opinião pública" ainda acredita que foi os palmeirenses que atiraram no palmeirense, o BANDIDO do policial está impune e a vida seguiu. Como seguirá novamente.

ABSURDO.

Gregory - Torcida Acadêmicos da Savóia

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Forza Verde disse...

Ao anônimo aí acima, já que vai (tentar) ler aproveita para (tentar) aprender a escrever ô analfabeto.

Porca puttana! Uma das coisas mais rídiculas que existe é otário querer dar uma de espertalhão. Patético.

Marcão disse...

Perfeito.

Ontem mandei uns 30 emails pra ESPN falando do despreparo da polícia, e citando a parte da emboscada, mas nem leram.

Vou postar na íntegra no meu blog, dando o devido crédito.

Abraço

Celsão disse...

É DE DAR NOJO O QUE FAZEM PRA TENTAR EXIMIR AQUELES LIXOS.
QUANTO A NOTA EMITIDO POR AQUELES ACÉFALOS, SE FOI FEITA POR ADV, TEM UMA ABERRAÇÃO JURÍDICA MONUMETAL. O IMBECIL, NUMA DETERMINADA PARTE FALA EM MANDATO DE BUSCA E APREENSÃO. NA ACEPÇÃO JURÍDICA DO TERMO MANDATO É SINÔNIMO DE PROCURAÇÃO, O IGNORANTE DEVRIA TER ESCRITO MANDADO, ORDEM JUDICIAL EMITIDA PELO JUIZ, MAS VINDO DAQUELA RAÇA, NORMAL.

Anônimo disse...

Amigos;

Como frequentador das arquibancadas atrás do Palmeiras desde de 1978 e policial há 22 anos, e bom conhecedor de como "as coisas" funcionam.

Essa investigação esta sendo conduzida por amadores e com certeza não se vai chegar aos autores dos crimes de homicídio, possivelmente identificaram alguns que participaram da briga e responderam pelo crime de rixa.

Já a investigação de Presidente Prudente estão protelando o final do Inquérito Policial para cair no esquecimento e provavelmente os autores dos disparos responderam simplesmente por uma "lesão corporal".

Não vou me identificar por motivos obvios. Mas estou sempre lá, junto com o Palmeiras.

motoqueiro disse...

O QUE ESTAMOS ESPERANDO...?? NÓS TODOS, TEMOS A OBRIGAÇAO DE COMPARTILHAR ESSA ENTREVISTA, POR MAIIS ESDRUXULA QUE QUE ESTEJA... INCOERÊNCIAS, SÃO GRAVES E PODEM AFASTAR TANTO DELEGADA, QUANTO SUPERVISOR DO DHPP!

Saandroo disse...

Inacreditável o nível intelectual de algumas pessoas q ocupam altos cargos de responsabilidade social, como delegados, juizes, políticos, administradores públicos....

A PM é uma corporação arcaica e despreparada e a justiça nesse país é uma piada. Não podemos esquecer que o Gamba é protegido da Rede Globo, eles vão passar uma enxurrada de jogos deles no Brasileirão, logo a conivência é total com aquela torcida imunda.

Só haverá justiça quando cair sangue do lado deles também. Da Justiça do poder público podemos esquecer.