13 julho 2009

4 a 1, 15 anos atrás

Enquanto tomava chuva e assistia à convincente vitória de sábado, fui novamente tomado por um sentimento comum quando se trata de Palmeiras: nostalgia. Foi então que me lembrei de um outro Palmeiras 4 x 1 Náutico, disputado há 15 anos também no Palestra, mas então em um domingo às 16h e com um clima bem diferente.

Tínhamos um time mágico, tínhamos um técnico (o mesmo que surtou a ponto de virar o que é hoje), tínhamos ainda um estádio intocado. Tínhamos uma torcida mais unida, tínhamos bandeiras nas arquibancadas, tínhamos festa. Não havia Setor Visa, não havia jogos às 18h30, não havia tanta frescura no futebol. Os campeonatos eram decididos em finais, não havia tanta interferência da TV e os gambás, apenas para efeito de comparação, tinham só um título nacional.

Muita coisa mudou desde então. Tomado pela nostalgia durante o jogo - e já com o 4 a 1 no placar -, deixei de acompanhar o que se passava no campo por alguns minutos. Aí me dei conta da coincidência entre os jogos (até a ordem dos gols foi igual). E enquanto pensava em tudo o que mudou nesses 15 anos, percebi que quase tudo encontrava uma tradução na
arquibancada central do Palestra.

Se houve no sábado apenas alguns gatos pingados dispostos a pagar uma fortuna para sentar em uma cadeirinha, 15 anos atrás, com bandeiras, sem promotores desocupados e sem o Visa no nosso lugar, nós fazíamos isso aqui:

´

Campeonato Brasileiro/1994
Palmeiras 4 x 1 Náutico/PE
Palestra Itália, São Paulo/SP
18 de setembro de 1994, domingo, 16h
O esquadrão: Velloso, Claudio (Gustavo), Tonhão, Cléber e Wagner; Sampaio, Paulo Isidoro (Amaral), Zinho e Rivaldo; Edmundo e Evair
Técnico: Wanderlei Luxemburgo
Gols: Rivaldo, 14' do 1º; Evair, 28' do 1º; Alex (Náutico), 35' do 1º; Edmundo, 40' do 2º; e Rivaldo, 42' do 2º

Renda: R$ 114.324
Público: 18.102 pagantes

Campanha na 1ª fase do Brasileiro/1994
Palmeiras 4 x 1 Paraná Clube/PE - 13.530
Náutico/PE 1 x 3 Palmeiras - 4.879
Internacional/RS 0 x 2 Palmeiras - 37.827
Palmeiras 5 x 1 União São João/SP - 6.954
Palmeiras 1 x 0 Fluminense/RJ - 22.243
Fluminense/RJ 1 x 1 Palmeiras - 3.246
União São João/SP 0 x 1 Palmeiras - 11.970
Palmeiras 1 x 0 Internacional/RS - 22.340
Palmeiras 4 x 1 Náutico/PE - 18.102
Paraná Clube/PE 2 x 4 Palmeiras - 42.675

11 comentários:

pedro disse...

q campanha hein cara!!!
palmeiras jogava demias essa épocaa
e q falta faz bandeira em estadio, aqui em sp!!..toma nu cuuu viuu!!
e vamo palmeiras!!!:;;em duas rodadas estaremos na liderançaa..verás!!
abraçoo

JoãoP disse...

Esses tempos foram demais, mesmo. Me tornei palmeirense nessa época, encantado com o elenco e com a torcida vibrante.

E digo uma coisa. Pra mim, perdemos aquela magia em pouco mais de cinco anos. Eu ainda via esse ambiente especial, com time bem entrosado com torcida e coisa e tal, em 2001.

Abraços.

Kaleb Forte Rodrigues disse...

Que saudade de ver o Palestra assim Rodrigo !!!

Será que um dia voltaremos a fazer esse espetáculo???

Espero que sim !!

Claudio Yida Jr disse...

Cara, transcrevo aqui o mesmo sentimento, só que do outro lado da arquibancada, sobre um jogo de 1993 que descrevi lá em casa:

"O jogo estava marcado para as 20h30 - sim, houve um dia em que a decência era regra no futebol e os jogos começavam todos nesse horário -, mas às 19h já tínhamos o ingresso na mão e nos dirigíamos à arquibancada central do Pacaembu - sim, houve um dia em que a decência era regra no futebol e a arquibancada era majoritária."

Talvez somos a última geração de torcedores que pegou esse tipo de coisa. Assim como a última geração que passou a infância na rua...

Nicola disse...

Bons tempos em que tudo aquilo era arquibancada... Mesmo eu não tendo pego a época das bandeiras, mas já ia em alguns jogos de 2003 pra frente.

Daqui a pouco até o lugar que ficamos vai se tornar um Visa da vida. E essa elitização só vai "dar certo" também, porque tem gente que aceita, na Argentina por exemplo eu duvido muito que fique desse jeito algum dia.

Nesse jogo em 94, um público quase 3 vezes maior, e uma renda que não dá nem metade da do jogo desse sábado.

Abs mano

Marco Túlio disse...

- O Setor Visa matou o Palestra;

- Cara, sou de 92, não lembro de nada dessa época. Mas o que a galera cantava nessa época ??
O que é cantado nesse vídeo ??

abs vlw

Girofle disse...

"Que tempo bom...que não volta nunca mais..." Thaide & DJ Hum

Lembro que depois do jogo dava uma chegada na humildade nas grandes Mancha ou TUP (ou qq uma, é tudo Palestra catzo!!!), pra brincar com o bandeirão. Quase sem força nos esqueléticos braços pra levantar aquele mundo de pano verde e branco, eu me realizava.

rodrigo disse...

Nao ia à Estadios nessa época, mas consigo sentir saudades de algo que não vivi.

Se a arquibancada é a alma e a paixão do time, as organizadas são a alma e a paixão da arquibancada.

Se precisamos ir mais longe para achar quem vendeu(ou compro)a alma do futebol e chegar a empresas, investidores, STJD, emissora câncer e etc. Nao precisamos ir longe para ver quem vendeu a alma do nosso time.

Por quanto venderam nossa arquibancada? Nao sei.

O que sei é que venderam nossa alma por um setor que só lota de torcedores do PPV em clássicos e joguinhos importantes, pessoas que acham que o Palmeiras é uma diversão pra domingos ensolarados.

Filhos da Puta.

Daniel disse...

porra mano eu fui nesse jogo... grande lembranca.... pena q naum volta mais

Rafael disse...

Fala canalha....

que tempo bom que não volta nunca mais....


mudando de assunto...se liga nisso...olha a torcida do Santa....45.000 nego em jogo da Série D....

Forza Palestra disse...

Pois é... e aí a porra do Ixpót é que tá na Série A. E se acha time grande...