04 fevereiro 2010

A conta que não fecha

Surgiu hoje, solta em matéria da Folha de S.Paulo, a primeira tentativa de explicação para a realização de Palmeiras x Portuguesa às 17h de uma quinta-feira de trabalho. Tá lá:

"Atendendo a pedidos da TV (pay-per-view), a partida será disputada às 17h, horário com enorme potencial para tempestades torrenciais..."

Eu já suspeitava mesmo que fosse coisa da de TV e, pior, que tivesse algo a ver com o famigerado pay-per-view, um símbolo supremo desta praga que se convencionou chamar de "Futebol Moderno". Aí eu tentei concluir um raciocínio lógico (e modesto) sobre o tema, mas a conta não fecha. Vejamos:

Pay-per-view não é assim algo muito barato. Logo, as pessoas têm de ganhar um bom salário para bancar esta, digamos, mordomia. Para isso, claro, precisam trabalhar. E em que pese o fato de Del Nero ser um vagabundo inimigo do torcedor, as pessoas normais costumam trabalhar numa quinta-feira às 17h. Não por vontade própria, mas porque, até prova em contrário, quinta-feira às 17h faz parte do que se convencionou chamar de "horário comercial". Logo, as pessoas que teriam dinheiro para pagar o pay-per-view devem estar trabalhando neste horário famigerado e, em consequência, não poderão assistir à porra do jogo.

Faz sentido o raciocínio, não faz?

Porque eu juro que tentei, meus amigos, mas nada justifica o pedido da TV e mesmo a aceitação da FPF. Sei lá se isso é moderno demais pra minha cabeça de torcedor de estádio ou então se já mudaram os conceitos de "horário comercial" ou "dia útil". Não sei. Se aconteceu algo assim, eu não percebi porque eu estava trabalhando (e vocês também, provavelmente) enquanto Del Nero passava suas tardes de ócio pensando em como complicar a vida do torcedor.

***

Por sinal, o Palmeiras deveria cobrar da FPF (e da Globo) a diferença entre a renda que vai obter hoje à tarde e a que conseguiria se o jogo acontecesse às 20h30.

***

"Febre de bola", página 81:

"... mas minha vida foi medida em compromissos do Arsenal, e todo evento de alguma importância tem uma sombra futebolística. A primeira vez que fui padrinho de casamento? Perdemos por 1 a 0 para o Spurs na terceira rodada da taça da Liga, e escutei o erro trágico de Pat Jennings em meio ao vento da Cornualha num estacionamento. Quando terminei o meu primeiro caso amoroso de verdade? No dia seguinte a um empate decepcionante por 2 a 2 com o Coventry em 1981."

9 comentários:

Blog do Meu Saco disse...

Mas não é por causa da venda desses campeonatos para a Europa e o escambau?

Anderson L. Saponi disse...

E aqui no interior é dia útil também. Estranho né, também temos que trabalhar.
Mas mesmo assim fizemos o primeiro jogo do ano passado numa quarta feira neste mesmo horario, e o mais estranho é que os gambá estreiaram aqui em um domingo a tarde, juro que não entendi.

O futebol tá ficando chato!!!

Marco disse...

Desculpa Barneschi. O PPV pra mim é mto útil. Moro no interior e é coisa rara eu conseguir sair cedo do serviço para conseguir ir em jogos durante semana. Não troco jamais o estádio pelo PPV, mas como não tenho tempo para ir aos jogos tenho o PPV. Mas isso de 17h, é chutar o balde. Compro essa merda pq não tenho tempo de ir ao estádio e agora não poderei ver em casa tb, pq colocaram o jogo as 17h, um horário de vagabundo.

Aos sábados que as 17h seriam um excelente horário não tem, mas de quinta feira, TNC essa globo.

Parabéns pelo blog

Forza Palestra disse...

Pô, André, eu duvido que mais do que meia dúzia de pessoas no exterior queira ver um jogo desses. E se for assim, tá errado. Quem está lá fora que se adapte aos horários daqui e não o contrário.

Marcel disse...

É só mais uma canalhice dos canalhas que dirigem este glorioso futebol brasileiro.
Eu, como muitos aqui, trabalho em "horário comercial" e acompanho TODOS os jogos do Palmeiras no Palestra.
Em 2010 vai ficar a marca: dia 4 de fevereiro, contra a Lusinha, eu não fui (será que será o único neste horário de merda?).
Não fui por conta destes maravilhosos pensadores do futebol nacional. Lamentável.

Camila R disse...

O mais interessante é que o torcedor vai se ferrar duplamente: os que trabalham, por dar ou tentar dar um jeito de ir... E, conseguindo, pelo incômodo da partida ser bem na hora dessas tempestades...
Queria saber quem ganha algo com uma partida cancelada, porque se chover o que choveu esses dias, exatamente no mesmo horário, lá no Palestra, não tem raio de PPV que faça esse jogo acontecer...

Leonardo disse...

O 'bom' que com o horário de verão, o jogo para alguns estados será as 16horas, em plena quinta feira!
Eu, infelizmente como não sou de SP, tenho que ralar dobrado e pagar o caro PPV para ver o jogo do Palmeiras.
E não vou poder por conta desse belo horário...

VÁ TOMAR NO CU, REDE BOBO!

Luigi SEP 1914 disse...

Rodrigo, você tem visto o Marcel no Palestra ultimamente?
Confesso que não o vejo há um bom tempo já!!!

Vai PALMEIRAS!

Estou indo pro Parque, abraços...

pedro disse...

e aí, vão reclamar do juiz hoje? vcs só reclamam quando é conveniente né?