11 setembro 2008

Decisão em BH

Palmeiras x Grêmio, 34ª rodada: era a final que todos esperávamos. Mas tudo mudou com a inadmissível derrota para o Ixpót. Temos uma final já no próximo domingo, e não estamos preparados. Não é questão de tempo, mas de cabeça e de material humano.

Diz a lógica que voltaremos de Minas com mais uma derrota, a oitava (!) no campeonato. E aí, além de ressuscitarmos de vez os marias, ficaremos a nove pontos do Grêmio. Nove pontos, diga-se, que mais parecerão 10 se considerarmos a desvantagem no saldo de gols.

Sei, o futebol não tem lógica e tal, mas eu já me cansei desse papo, porque essa imprevisibilidade parece jogar sempre contra o Verdão. Basta notar as trolhas que vêm à nossa casa e resolvem aprontar depois de nada terem feito no campeonato.

Vamos ao Mineirão com um cenário nada animador. De início, temos o peso dos 35 anos sem vitória lá – em jogos válidos pelo Brasileirão, que fique claro. Ficamos também sem a nossa dupla de ataque titular e temos a zaga mais deficiente do país no jogo aéreo. Há o reforço de Jeci (que não joga) e alguns retornos no meio-de-campo, mas nada compensa as ausências simultâneas de Kléber e Alex Mineiro.

A situação é tão dramática que eu passo até a acreditar na vitória. Com muita moderação, claro, mas é preciso ter esse tipo de esperança para não desistir da batalha antes da hora. E o lado bom é que, sem ataque, o Madureira pode muito bem apostar em uma retranca básica, que costuma dar certo para os lixos que resolvem encher o saco na nossa casa.

Por sinal, decidir contra os bambis mineiros fez parte da rotina alviverde entre o final da década passada e o início desta. Foram muitos os confrontos decisivos, motivo pelo qual eu decidi fazer um breve levantamento de como se comportou o Palmeiras nas decisões contra os smurfs de Minas.

A lista abaixo, que pode (ou não) servir de inspiração, obedece a um critério básico: são todos os jogos em que Palmeiras e Cruzeiro decidiram alguma coisa (título ou classificação – mesmo indireta) desde o início da década de 1990. Inclui não só o mata-mata tradicional, mas também os duelos válidos por quadrangulares sul-americanos em turno e returno, um sistema de disputa bastante digno, bem ao contrário dos cretinos pontos corridos. Aí vai:


Copa Libertadores 1994 – 1ª fase
Palestra: Palmeiras 2 x 0 Cruzeiro
Mineirão: Cruzeiro 2 x 1 Palmeiras
Era só a primeira fase, mas não se pode negar o caráter decisivo de cada jogo em um grupo formado ainda por Boca Juniors/ARG e Vélez Sarsfield/ARG – que viria a se sagrar campeão do mundo naquele mesmo ano. O Palmeiras fez uma campanha padrão: ganhou em casa (2 a 0 no Cruzeiro, 6 a 1 no Boca e 4 a 1 no Vélez) e perdeu fora (sempre por 1 a 2, no Mineirão, na Bombonera e no Amalfitani).
Copa do Brasil 1996 - FinalMineirão: Cruzeiro 1 x 1 Palmeiras
Palestra: Palmeiras 1 x 2 Cruzeiro
Ainda sob o comando do jovem Madureira e com um time implacável até então, eis aqui a gênese mais recente de todos os fracassos inexplicáveis que se seguiram no Palestra.
Copa do Brasil 1998 – FinalMineirão: Cruzeiro 1 x 0 Palmeiras
Jd. Leonor: Palmeiras 2 x 0 Cruzeiro
Paulo Nunes e Oséas, com gol espírita, fizeram a doce vingança palestrina e abriram caminho para a Libertadores. E como chovia...
Campeonato Brasileiro 1998 – Quartas-de-finalMineirão: Cruzeiro 2 x 1 Palmeiras
Palestra: Palmeiras 2 x 1 Cruzeiro
Palestra: Palmeiras 2 x 3 Cruzeiro
Mais um regulamento genial. Vejamos: o Palmeiras, com campanha superior, perdeu fora e ganhou em casa pelo mesmo placar. Tudo resolvido? Que nada; os gênios da CBF previam um terceiro jogo, dando sobrevida ao time que deveria ter sido eliminado após o segundo confronto. Lá fomos nós: Müller, já nos minutos finais, cai pela ponta e cruza para Fabio Jr. desviar para o gol. Marcelo Ramos? Não, ele já tinha marcado os dois primeiros.
Copa Mercosul 1998 - FinalMineirão: Cruzeiro 2 x 1 Palmeiras
Palestra: Palmeiras 3 x 1 Cruzeiro
Palestra: Palmeiras 1 x 0 Cruzeiro
Um mês depois e mais um regulamento genial se apresenta. Novamente com melhor campanha, o Verdão perde lá por 2 a 1 e vence aqui por 3 a 1. No terceiro jogo, Arce, no rebote de uma falta cobrada por Jr. Baiano, evita nova injustiça.
Copa Mercosul 1999 – 1ª fase
Palestra: Palmeiras 2 x 2 Cruzeiro
Mineirão: Cruzeiro 3 x 0 Palmeiras
O grupo tinha ainda River Plate (3 a 3 lá e 3 a 0 aqui) e Racing Club (4 a 2 em BsAs e 7 a 0 em SP).

Copa Mercosul 1999 – Quartas-de-finalPalestra: Palmeiras 7 x 3 Cruzeiro
Mineirão: Cruzeiro 2 x 0 Palmeiras
1999 e as gloriosas noites de sexta-feira.
Copa Mercosul 2000 – 1ª fasePalestra: Palmeiras 0 x 2 Cruzeiro
Mineirão: Cruzeiro 0 x 0 Palmeiras
A chave reunia ainda Independiente/ARG (2 a 1 em BsAs e 2 a 0 em SP) e Universidad Católica/CHI (3 a 1 lá e 1 a 1 aqui). Contra os marias, jogos esquecíveis.
Copa dos Campeões 2000 – Quartas-de-finalJoão Pessoa: Palmeiras 3 x 1 Cruzeiro
Maceió: Cruzeiro 1 x 1 Palmeiras
Até hoje não entendo como conseguimos vencer essa competição. Vejam: no decorrer de quatro jogos no Nordeste, nossos artilheiros foram Taddei (2), Pena (2), Asprilla e Neném.
Copa Mercosul 2000 – Quartas-de-finalPalestra: Palmeiras 3 x 2 Cruzeiro
Mineirão: Cruzeiro 1 x 2 Palmeiras
A única vitória sobre ‘elas’ no Mineirão nos últimos 35 anos.

Copa Libertadores 2001 – Quartas-de-finalPalestra: Palmeiras 3 x 3 Cruzeiro
Mineirão: Cruzeiro 2 (4) x 2 (5) Palmeiras
Após empate aqui (3 gols de Lopes), fomos decidir a vaga em BH. Parecia improvável, mas conseguimos. Empate em dois gols (não havia ainda o critério de gols marcados fora de casa) e a vaga nos pênaltis, após uma série emocionante. Foi a minha melhor caravana, mais até do que os 4 a 2 sobre o Vasco na Libertadores de 99.

Conclusões: são 11 confrontos diretos, com 6 a 5 a nosso favor (e dois triunfos do Cruzeiro foram irrelevantes, tanto que revertidos na seqüência da mesma competição). Ao Palmeiras, coube a proeza de eliminar o inimigo de Minas em quatro competições sul-americanas em quatro anos seguidos: Mercosul 1998, Mercosul 1999, Mercosul 2000 e Libertadores 2001. O problema é que agora definimos a sorte em um único jogo no Mineirão. O retrospecto em Minas (10 jogos; 1 vitória, 3 empates e 6 derrotas) não é nada confortável.

Mas vamos pra cima! Só a vitória interessa!

***

*Chegarei em BH logo cedo, entre 9h30 e 11h. Se alguém estiver por lá logo de manhã, é só avisar e vamos juntos pro Mineirão.

33 comentários:

Forza Palestra disse...

Eu fiz o levantamento meio de cabeça. Portanto, se alguém notar algum erro, basta avisar aqui, por favor.

luigi sep 1914 disse...

Voces estão de brincadeira, só pode ser... Comparar o Napoli com o ispor é de foder!
E Rodrigo, não esperava isso de voce, pessoa culta e entendedora de futebol como poucos...
Bom, paciência...

Ae, domingo a gente se encontra em CNF...

Vai PALMEIRAS!

Forza Palestra disse...

Cara, eu não fiz essa comparação em momento algum. Disse apenas que a afirmação do Valmir tinha certo sentido, ainda que seja impossível equiparar os dois clubes, os dois times, o que seja. Impossível.

E fica tranqüilo: grande parte do que é dito contra Napoli faz parte da provocação natural. É mais fácil levar na boa.

Abraços!

palestra1914 disse...

Barneschi , vou adotar essa linha de pensamento : tá com tanto jeito de derrota , que vamos acabar vencendo! E prá completar , o Grêmio vai perder pro Goiás por um ridículo placar de 1x2.

Abraço ,

Bruno D'Angelo.

Rafael [Palmeiras Let's Gol!] disse...

Muito legal esse levantamento. Os jogos contra o Cruzeiro eram sempre muito esperados, e a rivalidade que se formou na época até deu mais importância a conquistas e classificações em torneios de menor porte, como a Mercosul.

E não houve gol mais comemorado por mim do que esse do Oséas nos minutos finais da decisão da Copa do Brasil de 1998. Até hoje me emociono assistindo esse vídeo. Uma pena que hoje esse torneio é desprestigiado ao se impor a ausência dos times que disputam a Taça Libertadores.

- - -

Não gosto desses 'tabus' separados por competição. Se vencemos elas em 2000, isso não pode ser ignorado como é feito, ao se levar em conta apenas disputas válidas pelo Brasileirão. Para mim, não faz sentindo analisar dessa forma.

Luiz disse...

Faz tempo que não escrevo por aqui!

Sempre ouvi muito que as torcidas européias eram racistas, mas isso não ocorre com os napolitanos!

Bom... uma constatação: A torcida do Napoli é sem dúvida um exemplo do que é a globalização, pois é fácil identificar vários indivíduos que, certamente, não são de origem italiana.

Deveriam ser usados como exemplo aos povos que tanto brigam por aí.

Parabéns Napoli! Vocês provam que todos são irmão e iguais, independente de serem italianos, árabes ou africanos!

Abraço
Luiz

Daniel disse...

mano...
sensacional esse levantamento... mto bnom mesmo. tinha jogo q eu nao lembrava mais...
seria pedir muito se eu pedisse pra vc passar a relaçao dos penaltis da liberta de 2001?
[]´s

Anônimo disse...

O Napoli não é ixpó, é gambá

Ulisses disse...

Napoli, tornando mais digno o mais pobre cidadão!!

Força!!

Forza Palestra disse...

É pra já. Já que fui procurar isso nos meus arquivos, vamos a todas as informações possíveis:

Libertadores 2001 - Quartas-de-final
Cruzeiro 2 (3) x 2 (4) Palmeiras
30 de maio de 2001, quarta-feira, 21h40
Mineirão, Belo Horizonte/MG
Árbitro: Carlos Eugênio Simon/RS
Renda: R$ 173.009
Público: 71.409
(É isso mesmo: 71 mil pagantes e renda de R$ 173.009, 00. Ticket médio de R$ 2,42 em uma decisão de Libertadores. E não faz tanto tempo assim.)

Palmeiras
1. Marcos
16. Arce
3. Leonardo
14. Alexandre
6. Felipe
5. Fernando
8. Galeano
10. Alex
11. Lopes
17. Juninho (7. Basílio, intervalo)
19. Fábio Jr. (9. Tuta, 11' do 2º, e depois 24. Muñoz, 18' do 2º)

Gols: 2 x 2
Alessandro (CRU), 5' do 1º
Arce (PAL), 8' do 2º
Cris (CRU), 14' do 2º
Alexandre (PAL), 40' do 2º

Pênaltis: 3 x 4
Marcelo Ramos (CRU): GOL - 1 x 0
Alex (PAL): TRAVE - 1 x 0
Luisão (CRU): SÃO MARCOS - 1 x 0
Lopes (PAL): GOL - 1 x 1
Cris (CRU): GOL - 2 x 1
Galeano (PAL): TRAVE - 2 x 1
Ricardinho (CRU): SÃO MARCOS - 2 x 1
Felipe (PAL): DEFESA - 2 x 1
Jackson (CRU): FORA - 2 x 1
Arce (PAL): GOL - 2 x 2
Marcus Vinícius (CRU): GOL - 3 x 2
Fernando (PAL): GOL - 3 x 3
Marcos Paulo (CRU): SÃO MARCOS - 3 x 3
Muñoz (PAL): GOL - 3 x 4

don vitotti disse...

os irmãos romani falaram bem...num lugar onde as torcidas são racistas e xenófobas, temos q dar os parabéns aos napolecani que aceita todo o tipo de gente, independentemente de suas origens, raças, religiões e opções sexuais.

gostaria de compartilhar com os amigos que tem orkut, uma foto onde mostra q na torcida do napoli não existe preconceito: http://www.orkut.com.br/AlbumZoom.aspx?uid=16208822647792928199&pid=1211150455292&aid=1211124174#pid=1211150455292

don vitotti disse...

sobre o jogo de domingo...levando em conta os 5 x 0 do ano passado, a zaga atual nossa, o fato de não termos atacantes, o mercenário comerçar (acredito eu) com denílson e tiago e ter a mentalidade de sempre atacar (sem atacar qdo joga fora)...eu arrisco uma derrota horrorosa.

levando em conta meu amor pelo PALMEIRAS, chuto 1 x 0 pra nóis idêntico ao 1 x 0 sobre o náutico ano passado.

luigi sep 1914 disse...

Para o anonimo, gambá é a puta que te pariu!
Foda-se quem é voce! Essa frase não vai mudar!

E morram de inveja! Tudo que representa a Italia fora da bota é de origem NAPOLETANA!

Sem mais!

luiz - uberlândia disse...

Sei que é INADMISSÍVEL a comparação, mas serviria para ilustrar com qualquer outro time campeão, vencedor. Utilizo, pois, o nosso Palmeiras da década de 90:

quantas e quantas vezes não vencemos com um gol do mazinho ou mesmo com um golzinho de cabeça do Antônio Carlos?

quero dizer com isso que vitórias assim são vitórias acima de tudo de uma equipe CAMPEÃ.

e é o que seremos neste ano: CAMPEÕES do nacional/2008.

por isso venceremos com um golzinho mandrake (de escanteio, de falta, contra), de sorte ou proveniente de uma grande jogada, mas venceremos domingo. Coisa de campeão.


abraços verdes!,

a todos!,

luiz, uberlândia.

luiz - uberlãndia disse...

Ainda:

rodrigo, por que vc. vai chegar em BH nesse horário tão 'alternativo'? Estás indo de avião?

vítor, meu amigo!, beleza? Só uma pergunta: você torce pelo Roma ou pela Lazio?

abraços,

luiz, Uberlândia

Forza Palestra disse...

Luiz,

Vou de avião sim. Decidi não passar sufoco dessa vez.

Quanto ao seu outro comentário, espero também uma vitória suada. Você citou o Antonio Carlos e eu lembrei do ocorrido em 1994, nas duas primeiras rodadas do primeiro turno da segunda fase do Campeonato Brasileiro daquele ano. Sim, é isso mesmo: "duas primeiras rodadas do primeiro turno da segunda fase". Ah, o nosso grupo era o F.

Era um regulamento cretino, mas infinitamente melhor que esta palhaçada de pontos corridos.

Vejamos:

01/10, sábado, Palestra Itália
Palmeiras 1 x 0 Ixpót

Tempo do gol: 44 minutos do segundo tempo
O árbitro deu o gol para um tal de Sandro (contra), mas a verdade é que, após cruzamento na área, a bola bateu e rebateu em vários jogadores. O penúltimo toque foi do Antônio Carlos. O último foi do tal zagueiro. Na minha ficha técnica, fica sendo do Antônio Carlos.

08/10, sábado, Palestra Itália
Palmeiras 1 x 0 Paraná Clube

Tempo do gol: 44 minutos do segundo tempo
Outro sábado, outro jogo no Palestra contra um time pequeno. Mas o gol não saiu. Chegamos aos 44 minutos e a bola é rolada para Antônio Carlos, zagueiro, quase na intermediária. Eis que ele resolve arriscar o chute de longe. E acerta o ângulo esquerdo do goleiro do Paraná.


Nem preciso dizer que os dois gols aconteceram do lado do placar, né?

E sei que isso nada tem a ver com a decisão de domingo, mas é bom trazer agora as boas lembranças.

don vitotti disse...

luiz, como vc tá irmão??? qdo virá a sampa dinovo???

respondendo sua pergunta, torço pro único time da capital italiana, o time que leva o nome da cidade mesmo sendo fundado dpois dos laziali.

luiz - uberlândia disse...

Vítor!, beleza pura, brother! Logo logo estarei aí de volta. Ligo para vocês e vamo pro jogo!

Rodrigo!: de arrepiar...

VAMO PALMEEEEEEEIIRAAAAAASSSS!!!!!!!


FORZA PALESTRA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

[SEP] Valmir disse...

Em tempos de elitização do futebol, estão acabando as caravanas de buzão!
O sofrimento na pista, pouca grana mas muita disposição!
Hoje os torcedores mais ABASTADOS, que percorrem a Europa respondem assim:


"Vou de avião sim. Decidi não passar sufoco dessa vez."


HUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHAUHA

abs Barneschi

Ah, antes que eu me esqueça, tratando-se de futebol só torço pelo PALMEIRAS, desde ontem, hoje e SEMPRE!!!

vitor mv disse...

Amigos, sobre o jogo de BH acho que vamos ganhar com um gol sofrido de cabeça, ou algo do tipo!!

E mudando um pouco de assunto, voltando para o assunto MODERNIZAÇÃO DO FUTEBOL, vejam a mais nova:

http://br.noticias.yahoo.com/s/11092008/4/noticias-esportes-clubes-se-unem-modernizar-futebol-nacional.html


Só pode ser mais uma brincadeira de péssimo gosto da sub-raça né?!?!
Pois vejam vcs, agora eles criaram um GRUPO chamado G4(imitação do G8)para MODERNIZAR o futebol!!

o grupo tem SCCP,SPFW,FLAMENGO E BOTAFOGO!!

Bom, deixo os comentários pra vcs,eu prefiro nem falar mto sobre mais essa "iniciativa" dos bambi..

Abraços a todos,

Fernando Cesarotti disse...

Cara, acho que naquele comentário sobre a estapafúrdia Copa dos Campeões de 2000 faltou vc citar os gols da final contra o Ixpót, de Asprilla e ALBERTO. E aquele time ainda tinha o Adriano, ex-Botafogo de Ribeirão e que hoje joga no Porto, fez um gol importantíssimo contra os Bambis no Pacaembu, na Copa JH.

[SEP] Valmir disse...

Vitor, falando em "modernização", olha esta aqui da Traffic.
Enquanto os Clubes vacilam, como é o caso do nosso Verdão, os caras enchem o rabo de dinheiro.
É como o Vicnete perguntou lá.
-O que IMPEDE que os clubes façam ou tenham feito como a Traffic está fazendo?"

NADA, só a incompetência, má gestão e falta de visão do futuro.
E os Clubes continuarão só a ser vitrines para as empresas comprarem e venderem jogadores.

Somos BARRIGA DE ALUGUEL, só isso!


abs




http://terceiraviaverdao.blogspot.com/2008/09/traffic-revolucionando-o-futebol-no.html

Catedraldeluz disse...

Forza:

Seria muito simples acreditar na derrota, evitando ouvir ou assistir o jogo. Ao contrário, todos somos movidos pela chama alviverde; aquela que impulsiona torcedores como você, em uma viagem à Belo Horizonte (mesmo que seja simplório acreditar no insucesso).

Confio na virada de paradigmas!

"Construir para poder conquistar! Acreditar sempre!"

don vitotti disse...

para o jogo de domingo, guardem esse nome: Diego Souza!!!

Forza Palestra disse...

Valmir:
O senhor está se saindo um corneteiro dos mais maldosos... hahahaha!

Cesarotti:
Tem toda razão, meu caro. Vou consertar depois. Esqueci logo dos gols da final. É o que dá querer fazer tudo de cabeça.

Abraços

Fabrício disse...

Barneshi,

Ótima lembrança dos jogos contra o Cruzeiro.

Eu nao lembrava da 1ªfase da Mercosul de 99, somente dos 7 gols das quartas...

Se não me engano, no jogo de 2001 pela Libertadores o Alex tbm perdeu um penalty no tempo normal.

Pra mim, outro fato curioso sobre Palmeiras x Elas-MG é que em duas partidas de estréia de importantes uniformes ocorreram neste confronto: 1992, estréia do verde abacate com a Parmalat (1x0, gol do falso ponta Paulo Sérgio) e 2004, uniforme branco comemorativo aos 90 anos do Palestra (1x2, gol do Osmar, jogo horroroso com a cara do 10 do time na época: Elson).

Faltou um artilheiro da surpreendente "copa dos campeõs 2000" foi o Alberto(que depois passou pelo Santos e estava no Barueri)... o capitão do time era o Agnaldo.... pra mim ganhamos este título no embalo do clima de quase 3 anos de trabalho do Felipão.

Gde Abraço,
FC

don vitotti disse...

esse jogo da camisa comemorativa dos 90 anos, foi uma 3ª feira a tarde, dia 7/9...perdemos de 3 x 1 e eu deixei d sair com uma mina pra ir no jogo, kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.

Craudio disse...

"e eu deixei d sair com uma mina pra ir no jogo"

É naqueles períodos que você vira viado, Vitor?

[SEP] Valmir disse...

Craudio disse...

"e eu deixei d sair com uma mina pra ir no jogo"

É naqueles períodos que você vira viado, Vitor?


HUAHUAHUAHAUHAUHAHAUHAUHAUAHA
QUANTA MALDADE!!!!!
Quero morrer de bem com esses caras!

[SEP] Valmir disse...

Forza Palestra disse...

Valmir:
O senhor está se saindo um corneteiro dos mais maldosos... hahahaha!

Pudera, estive andando lá pelos lados do Cruz de Savóia, e felizmente o Rapha voltou a ativa.

Parece que o Ademir pegou algo parecido com dengue, e tem um recado pra vc lá meu camarada.

Se bem que essas "doenças de pobre" não pegam na ELITE da MÍDIA PALESTRINA.

Em todo caso passe repelente.
Dengue é uma merda!!!
KKKKKKKK

Quanto a ser "corneta maldoso" isso é só porque eu postei uma opinião sibre o "NÍVEL" do Blog?

Quem maldade a sua!!!

abs

[SEP] Valmir disse...

PQP!
SOBRE!!!
Ô desgraça!!!!

don vitotti disse...

q nd craudio, é q pra mim o PALMEIRAS vem sempre em 1º lugar.

acredito q pra vc os gambá vêem em 1º lugar tb, ou vc prefere ir nas costumeiras baladas GLS ao invés de ir ao jogo???

palestra1914 disse...

Don Vitotti , os n°s da mega-sena vc consegue também?

Parabéns pela previsão e abraços ,

Bruno D'Angelo