03 agosto 2013

-26

Faltam 26 rodadas, e todos estamos ansiosos para zerar essa conta - e não me peçam para ser criativo nos títulos dos posts, porque cada ida ao estádio nesta Série B é encarada apenas e tão somente como mais uma jornada para reconduzir o Palmeiras ao seu lugar. Mas, em que pese o sofrimento de disputar essa malfadada competição, é justo e necessário rememorar um pouco do que já fizemos decorrido quase o primeiro terço de tão amarga trajetória:

12 jogos, 9 vitórias, 1 empate e 2 derrotas;
26 gols pró e 8 gols contra

Vejam os senhores que bem poderíamos estar com uma situação ainda mais favorável se não fossem os bandidos do apito que atormentam a nossa vida até mesmo nesse inferno que é a Série B. Porque tivemos o empate em Recife surrupiado por um desses malditos, o mesmo se aplicando à vitória que deveríamos ter trazido de Guaratinguetá Americana Guaratinguetá no último fim de semana.

Se não fossem esses dois "erros", estaríamos agora com 31 pontos, resultantes de 10 vitórias, 1 empate e 1 derrota (o tropeço diante do América/MG lá no início).

De tal forma que estamos no caminho certo, vamos somando os pontos necessários para garantir uma folga quando a Copa do Brasil começar e, o mais notável, temos finalmente um time a nos representar dentro de campo.

###

Série B/2013 no Pacaembu:
3 jogos, 3 vitórias, 10 gols pró e 2 gols contra
Média de 18.660 pagantes (com as partidas em situações adversas: duas noites de sexta-feira e uma terça-feira às 21h50).

O Palmeiras/2013 no Pacaembu:
18 jogos, 13 vitórias, 3 empates e 2 derrotas
36 gols pró e 13 gols contra
Média de 15.283 pagantes

O aproveitamento alcançado na cancha municipal em 2013 já foi tema de post neste blog faz bem pouco tempo. É um mérito desta nova gestão. Deixo aqui o reconhecimento.

###

_Foi bom o público desta noite na cancha municipal - e fico especialmente satisfeito com o bom número de crianças. Se não me engano, o placar apontou 1.700 e poucos entre os beneficiados pela gratuidade - é um volume acima do habitual nos nossos jogos.

###

Sinto-me no dever de falar sobre três atletas em particular:

-O camisa 10: como joga bola o chileno! Como joga bola! Não preciso aqui rememorar todas as (muito merecidas) críticas que faço a ele de maneira recorrente, mas é inegável o talento do cara. O que ele fez nesses últimos jogos é digno de aplausos. Pode até ser que sua qualidade só desponte porque diante de rivais frágeis. Pode ser. Mas a verdade é que ninguém que esteve no Pacaembu na última terça e nesta sexta pode ficar indiferente diante das duas atuações, dos passes precisos, das enfiadas de bola, das assistências, da visão do jogo e, por fim, do gol marcado há pouco. Tudo, no entanto, parece por demais efêmero, e então o que fica é uma sensação de que devemos aproveitar enquanto é tempo. Porque logo mais nós todos sabemos o que vai acontecer...

-O camisa 14: que diferença faz ter em campo um bom finalizador...

-O camisa 3: o cara errou simplesmente todas as bolas. Todas.

13 comentários:

Daniel disse...

Tenho a impressao que Kleina ainda nao tem o time encaixado com um centroavente.. Acredito em questao de jogos para o time acertar..

O camisa 6 vem jogando muito pouco tb.. ta na hora de repessandar a titularidade dele..

A obrigacao vem sendo feita. Vamos ver os proximos jogos que o chileno estara na selecao..

Antonio Previato disse...

As vitórias do Palmeiras só ficam completos com o seu texto.



Luiz Fernando Sanchez disse...

Saí do jogo de hoje com sensação de medo,a pressão no final deste maldito bragantino pareceu muito maior vista do campo,quando cheguei em casa e vi a reprise percebi que a pressão foi muito menor,apesar que em um lance no fim o displicente camisa 17 quase entregou o ouro para os lingüiceiros,o chileno realmente joga muito mas prefiro esperar um pouco mais dele ainda,a única ressalva que precisa ser feita é a essa cozinha(tirando o 15 e o 22)que comete erros absurdos e primários que não serão perdoados contra times com melhores jogadores,o mais importante de hoje foi a vitória que nos deixou a 9 pontos do 5º colocado,acho que com mais 2 ou 3 vitórias já podemos poupar o time para o que de mais importante acontecerá no 2º semestre que é a defesa do título da Copa do Brasil.

Antonio Previato disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Antonio Previato disse...

Sobre o Valdívia... Qualquer elogio a esse cara soa, para mim, como uma grande afronta ao que aconteceu ano passado.

Se estamos na Série B em 2013, muito se deve as atitudes do chileno. A falta de comprometimento e amor a camisa do Valdivia foi algo assustador.

Que brilha na Copa do Brasil e ano que vem na Série A. Por enquanto, não faz mais do que a obrigação;

Anônimo disse...

Concordo

ANDRÉ

César SEP disse...

O Valdívia joga bem? joga muito! Mas joga quando quer... O Palmeiras é muito grande para disputar a Série B, isso todos nós sabemos. Em um momento como esse, seria bom evitar elogiar o chileno, gritando o nome do sujeito, endeusando-o etc. Foi bem como o Antônio Previato, no comentário acima, disse, não podemos esquecer o que ele fez para o Palmeiras em 2012. Onde estava o Sr. Valdivia quando o time mais precisou dele, na luta contra o rebaixamento? Faz 3 anos que ele está no Palmeiras, e o que ele fez nesse período?! O cara não conseguiu ter uma sequencia de 4, 5 jogos, além de fazer apenas 10 gols, e um salário astronômico. Aparentemente, o chileno está voltando, jogando bem, fazendo gols, e tendo uma sequencia. Mas esse "retorno" é justamente em um campeonato com times frágeis, pouco competitivos e com técnica limitada. Quero ver se o Valdivia vai jogar bem na Copa do Brasil, ou vai arrumar outra "contusão"...

Abs

Anônimo disse...

Faço a mesma contagem que você, mas incluo os pontos que faltam (primeiro para o acesso) e depois para o campeonato. Precisamos de mais umas 13 vitórias para o acesso que ser tornarão 15 ou 16 para garantirmos o campeonato. O time parece que vai encaixando a despeito de algumas teimosias de GK, mas vá lá...O camisa 10 joga muito! Talento faz toda a diferença! Vamos aproveitar essa fase, sem medo de ser feliz! O passado ninguém muda, mas podemos usufruir do presente de forma um tanto mais relaxada em relação ao chileno! O fato é que ele, com suas jogadas habilidosas, criativas e inteligentes, aumenta a alegria de assistir um jogo no estádio! Juntos palestrinos apaixonados, às demais vitórias que necessitamos para sairmos de vez desse calvário da série B! Forza, avanti Palestra e muita saúde para o 10!

Anônimo disse...

Boa tarde a todos, temos uma equipe, mas creio que o treinador, ainda seja uma necessidade, pois não confio no Kleina, pois o seu pulso com a equipe ainda é fraco, ontem estive no municipal, é foi clara a etapa de relaxamento , onde corre-se o risco de uma reação inesperada de uma equipe limitada como o linguiça inútil, quanto ao chinelo chileno, seu desempenho só sera avaliado nas oito partidas da Copa do Brasil, quando haverá uma verdadeira guerra , lembrando que no próximo dia 06 de agosta haverá o ``sorteio´´, que provavelmente sera manipulado, pois gambas e urubus estão presentes na disputa, fator de alto de risco para mutretas, pois ainda faltam 78 pontos a serem disputados ate o final desta maldita penitencia, que obriga ao atual Nobre presidente se mexer , para conquistar patrocínios, e montar uma equipe de melhor qualidade, já que a meta real é o Bi campeonato da Copa do Brasil, fato importante!
Claudio Longo!

Bruno Bernardo disse...

Talvez esteja na hora do camisa 3 sentar no banco um tempinho. Tá feio a situação.

Rodrigo nem uma palavra com relação ao papelão que nossos "co-irmãos" (cara, como eu odeio que escreve isso!!) estão realizando em terras europeias? Gostaria de ouvi-lo. Minha semana ficaria ótima.

Até mais

Renato Moreira disse...

Comentei o mesmo sobre as crianças com minha esposa... Cheguei inclusive a mencionar que nossa diretoria poderia instituir política semelhante a lei municipal, para que as crianças tivessem livre acesso no Palestra.

É uma atitude tão óbvia, que planta sementes tão profundas e com potencial de colhimento de frutos tão duradouro que me espanta que isso não seja abordado / planejado.

A propósito, lei abaixo:
Lei nº 11.256, de 6 de outubro de 1992

Ementa
Isenta de pagamento de ingresso em jogos de futebol, oficiais e amistosos, no Estadio Paulo Machado de Carvalho, menores de 12 anos e maiores de 60 anos de idade, e da outras providencias.

Nicola disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Nicola disse...

O Valdivia é realmente acima da média, mas gritar o nome dele por qualquer bosta, puta que pariu, que vergonha ver gente idolatrando esse cara como se fosse um ídolo de fato... Tivesse ficado em 2008 e ganhado o brasileiro, mas disso ninguém lembra.

O time é medíocre... Falta o Barcos, que na minha opinião, queria ter ficado. Mas a diretoria foi obrigada a se desfazer pra colocar mais jogadores razoáveis no time. Mas não podiam deixar de fazer alguma merda e liberaram o Patrick Vieira, que era o que jogava mais bola.